RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 31 de março de 2013

MUSTAFÁ FAZ LECEIROS ACREDITAR


III DIVISÃO SERIE B FASE DE DESCIDA/MANUTENÇÃO 1º JORNADA
Estádio Do Leça FC- Leça da Palmeira
Árbitro – Joaquim Gaio (AF Braga)
LEÇA 1 VILA MEÃ 0
Ao intervalo, 0-0, marcador Mustafá (93`)
 
LEÇA: Marco, César, Serginho, João M. Santos e Cáudio (Pisco), Rafael (Ruça), Mário, Domingos (Bruno Freitas), Mustafá, Ruben e Bruno João. Treinador Vítor Leal.
 
VILA MEÃ: Nélson, Daniel, Pinheiro, Mário Alves, Dani, Gustavo, Tiago (Mika), Pedro, Andrézinho (Oliveira), Perry (Brito) Alves. Treinador Pedro Pinto.
 
Numa tarde em que o sol timidamente decidiu aparecer, a equipa do Leça começou da melhor forma possível o início da segunda fase (Descida/Manutenção), e foi mesmo a única equipa das seis que se encontram em competição, a conquistar os três pontos. Tendo agora pela frente, a difícil tarefa de recuperar 4 pontos para fugir à Divisão de Honra da AF Porto.
   Num jogo, em que nem sempre foi bem jogado, o equilibriu foi nota dominante, os leceiros a jogar no seu reduto, chamaram a si os lances de mais perigo no ataque, neste particular Mustafá esteve na cara do guarda redes forasteiro por duas vezes sem conseguir marcar e, foi já em cima do apito final que Mustafá, egípcio ao serviço da turma leceira, selou a vitória e a conquista de três preciosos pontos nesta luta, com um golo de livre direto em cima do minuto 94` em que o avançado foi também expulso do jogo, por duplo amarelo, motivado pelos festejos do momento alcançado.
 
A equipa do Leça, revelou uma enorme vontade de dar a volta à situação, denotando boa frescura física, dando mostras de que podem contar com eles para os próximos compromissos.
De referir que a equipa do Vila Meã, revelou-se presa fácil para a turma da casa, não conseguiu lances de perigo em todo o jogo, se excetuarmos uma grande parada do guarda-redes leceiro, que evita o golo forasteiro.
Próxima Jornada o Leça FC, vai viajar até à zona de Paredes para defrontar defrontar o Rebordosa

COM ESTE NÍVEL A PERMANÊNCIA FICA MAIS PERTO



(4 golos para Carlos Coelho)

SEGUNA DIVISÃO ZONA NORTE 26ª JORNADA
Estádio do Padroense FC Árbitro – João Mendes (Setúbal)
PADROENSE 4 LIMIANOS 0
Marcadores, Dudu (17`), Vinícius (41`) Areias Fangueiro (45`gp) e Armando (70`)
 
PADROENSE: Marco, Paulinho, Armando, Miguel, Nuno Paulo (Manuel cordeiro), Chico, Vinícius, Areias Fangueiro, João Amaral, Dudu (Gonçalo) e Luís (Ricardo Dias). Treinador José Ferreirinha.
 
LIMIANOS: Litos, Lucas, Beck (Telmo), Gustavo, Diego, Arnold (Ricardo), Mickael), Ribeira (Vasco), Boris, Tanela e Jojó. Treinador, Carlos Cunha.
 
Numa semana em, que nem tudo correu de feição para o clube do Padrão da Légua, pois estão mais pobres na sua estrutura para futebol, ficaram privadas por falecimento do seu fisioterapeuta Carlos Coelho, um jovem de 28 anos que estava inserido nas equipas da Academia, foi vitima de doença súbita.
Previa-se um jogo com grau de dificuldade muito elevado, a equipa do Padroense defrontava nada mais do que o 4º classificado da prova, com legitimas aspirações à subida. A equipa do Padroense fez deste jogo uma festa dos golos, com uma exibição bastante convincente, apetece perguntar, como é possível, os Bravos de Matosinhos estarem a lutar para não descer?
Os matosinhenses entram no jogo muito concentrados e, bem nas marcações aos adversários, desferindo golpes atacantes com algum a preceito e numa das descidas à baliza contrária, Dudu abriu o activo aos 17`minutos. A equipa forasteira ainda tenta o empate, mas Marco estava lá para evitar. Numa altura em que o Limianos comandava as operações, Vinícius aos 41` aproveita um deslize defensivo e amplia a vantagem matosinhenses, 3`minutos depois, Areias Fangueiro com serenidade transforma uma grande penalidade no 3º golo matosinhense.
 
Na etapa complementar, e com um resultado favorável de 3-0, a equipa do Padrão da Légua, geriu o resultado e controlou a investidas forasteiras, mas teve tempo ainda para fechar a goleada através de Armando que assistido brilhantemente por João Amaral, não desperdiçou. Com este resultado os matosinhenses, tem toda a legitimidade de sonhar com a permanência, tiram mesmo partido dos resultados menos conseguidos pelos diretos competidores. Próxima jornada a equipa do Padroense tem uma deslocação a Ribeirão

INFESTA NÃO APROVEITOU SUPERIORIDADE NUMERICA


Com a derrota em Famalicão, o Infesta regressou ao último lugar do campeonato.
O Infesta não soube aproveitar o facto de ter jogado toda a segunda parte com mais um jogador. A derrota da equipa de José Manuel Ribeiro, em Famalicão por 2-1, atira-a para o último lugar da tabela classificativa a quatro pontos da zona de manutenção pois nesta jornada, o Padroense venceu e o Joane, empatou.
 
INFESTA: Isac, Carlos Pinto, Rui Jorge, Tiago Jonas, Pedro Pereira (Bruno Pereira, 75'), Dany (Bruninho, 51'), Vitinha I, João Reis, Vitinha II, Ricardinho (Digas, 64') e Pedro Nuno.
 
O Infesta entrou em campo, a saber que precisava de ganhar, pois os seus mais directos adversários na luta pela manutenção, obtiveram resultados que colocavam o Infesta com a lanterna vermelha. A turma de José Manuel Ribeiro, entrou muito apática, não criou grandes lances de perigo, ao invés, o Famalicão a jogar sem pressão, logo aos 6 minutos criou o primeiro lance de perigo. Pipo isolou Bertinho que frente a frente com Isac, o guarda-redes do Infesta levou a melhor ao defender bem para canto. Pouco depois, foi a vez de Chico ficar isolado perante Isac, mas o avançado da equipa da casa atirou cruzado, ao lado da baliza. Só dava Famalicão e aos 16 minutos, numa jogada de insistência de Rui Borges, este cruza da esquerda ao primeiro poste onde aparece Chico que atira de cabeça à barra da baliza. O Infesta responde ao lance na jogada seguinte, por Ricardinho que recebe a bola de um seu companheiro mas atira muito por cima, perdendo-se uma boa oportunidade. Aos 26 minutos, Pipo cruza da direita e Rui Borges, sem oposição, atira por cima. O Famalicão viria a inaugurar o marcador, dois minutos depois. Falha de comunicação entre Tiago Jonas e Isac, a bola sobrou para Chico que cruzou para a pequena área, Carlos Pinto corta o lance mas escorrega e Pipo, oportunista e com um toque subtil, faz o primeiro golo do encontro. Com o golo, o Infesta desperta e chega ao empate cinco minutos depois. Vitinha II pela esquerda, cruza rasteiro para a área onde aparece Pedro Nuno que com um pequeno toque de pé direito, empata a partida. Quase em cima do intervalo, Vitinha I isola Ricardinho, este em direcção da baliza, sofre uma falta fora da área do guardião da casa que acaba por ser expulso com um vermelho directo. Do livre, Diego, que entrou para a baliza a substituir Marquinhos, faz uma excelente intervenção a remate de Vitinha I.
 
Ao intervalo, registava-se um empate a uma bola.
O inicio da segunda parte, foi fatal para o Infesta. Logo na primeira jogada de ataque do Famalicão aos 47 minutos, Pipo, o melhor jogador em campo, cruza para a área onde aparece o ponta-de-lança Chico que de cabeça faz o 2-1. A jogar com dez elementos, o Famalicão conseguia chegar à vantagem e passou a defender o resultado pois o seu treinador, tirou o avançado Chico, colocando no seu lugar o médio André Carvalho. O Infesta passou a ter mais posse de bola e criou algumas oportunidades de chegar ao empate. A primeira aos 56 minutos por intermédio de Vitinha I que num remate frontal em que a bola sofre um desvio de um defensor para canto. Aos 67 minutos, o Famalicão apanha o Infesta em contrapé e numa jogada conduzida por Ricardo Martins, este deixa na direita em Pipo que rematou em jeito de chapéu, mas a bola embateu na barra da baliza de Isac. Minutos depois, Vitinha I num livre frontal, atira com força para a baliza, Diego defende para a frente e quando Rui Jorge se preparava para recarregar, surge um corte de um defesa famalicense para canto. Aos 72 minutos, Bruninho remata com perigo, Pedro Nuno ainda dá um desvio na bola mas o guardião Diego estava atento. Bruninho que tem nova oportunidade aos 83 minutos, num livre frontal, mas atira ao lado da baliza de Diego. Até ao final, o Famalicão soube defender bem as investidas do Infesta, segurando bem a vantagem.
  O Infesta com esta derrota, desce ao 16º e último lugar da tabela classificativa, por troca com o Padroense que recebeu e goleou o Limianos por 4-0. O Joane, empatou em casa com o Tirsense a uma bola e aumentou a distância para o Infesta para quatro pontos. O árbitro da partida, Sr.Leonardo Marques da A.F.Aveiro, exagerou um pouco na admoestação dos amarelos a ambas as equipas. Na próxima jornada, o Infesta recebe o Vilaverdense, onde só a vitoria interessa, num jogo em que vai ter inicio às 16h00.
 
IN FC INFESTA

sábado, 30 de março de 2013

LUÍS SILVA RESOLVE! O SONHO CONTINUA


33.ª JORNADA DA SEGUNDA LIGA
Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos
Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa), substituído por Ricardo Baixinho, quarto árbitro
LEIXÕES 1 U. MADEIRA 0
Ao intervalo, 0-0, Marcador: 1-0, Luís Silva, 46 minutos
 
LEIXÕES: Rui Sacramento, Gonçalo Graça, Nuno Silva (Mailo, 46), Zé Pedro, Sequeira, Fábio Santos, Hernâni (Cadinha, 75), Malafaia (Mailo, 46), Calé, Luís Silva e Tiago Borges.Treinador: Pedro Correia
 
UNIÃO DA MADEIRA: Marcelo, Hugo Gomes, Kiko (Roberto, 14), Lucas, Alex, Ávalos, Tiago Costa (Chixaro, 61), Rúben Andrade, Bruno, Marco Freitas (Steve, 61) e Miguel Fidalgo.Treinador: Predrag Jokanovic
Leixões mostrou a qualidades próprias de um candidato à subida: ambição, dinamismo, ritmo e um futebol corrido e linear, que fez tremer o conjunto madeirense. O jogou prometeu muito nos minutos iniciais, em especial porque o Leixões entrou forte e podia até ter marcado logo aos cinco minutos, por Tiago Borges. O avançado leixonense isolou-se, após assistência de Luís Silva, e rematou, mas Marcelo negou-lhe o golo que parecia certo. O bom momento do Leixões manteve-se na primeira vintena de minutos e Calé ainda falhou o alvo a passe de Gonçalo Graça, Aos 22 minutos, Duarte Gomes queixou-se de problemas físicos, ainda recebeu tratamento e acabou por ser substituído pelo quarto árbitro, Ricardo Baixinho. O União da Madeira apenas deu um ar da sua graça perto do intervalo quando Miguel Fidalgo, de cabeça, obrigou o guarda-redes Rui Sacramento a dar o seu melhor para evitar o empate
No primeiro minuto do segundo tempo e na sequência de um canto, Luís Silva aproveitou uma bola perdida e, com um pontapé acrobático, fez o golo, fazendo a bola sobrevoar Marcelo. O jogo baixa de ritmo, sem grandes lances de perigo e foi de bola parada, um livre direto e frontal, que os madeirenses andaram perto do empate, com Rui Sacramento, uma vez mais, a opor-se (72). A verdade é que os visitantes fizeram pouco para chegar ao golo. Ao contrário, o Leixões, com Calé em bom plano, fez o mínimo para ficar com os três pontos. Com este triunfo, o décimo primeiro perante o seu público, a equipa de Matosinhos mantém-se firme na corrida por um dos dois lugares de acesso à divisão principal. Segue-se agora a difícil deslocação a Tondela.
 
Conferência de Imprensa
 
Pedro Correia treinador dos matosinhenses
"Mantemo-nos numa situação que nos permite sonhar, agora isolados no terceiro lugar. Começámos muito fortes. Tivemos várias oportunidades de golo nos primeiros 20 minutos, mas com a substituição deles e a lesão do árbitro houve uma quebra de ritmo. Na segunda parte, entrámos novamente fortes e marcámos logo o golo. Atingimos o primeiro objectivo de estar a ganhar. O União apostou muito nas bolas paradas, mas estivemos muito bem em termos defensivos. Não é por acaso que somos a segunda melhor defesa do campeonato. Hoje esperava que viesse mais gente ao estádio. Por tudo o que temos feito no campeonato, esperávamos muito mais apoio. Temos de fazer deste estádio um inferno para os adversários. Dou os parabéns à claque, e é a primeira vez que falo nela, porque do primeiro ao último minuto apoiou a equipa, como tem feito em todos os jogos. Mas em Matosinhos existem muitos mais leixonenses e espero vê-los aqui, independentemente do resultado em Tondela, no jogo com o Aves. Acredito que o Arouca ainda vai perder muitos pontos, mas não será a única equipa que perderá pontos. Só o Leixões e Arouca é que se assumiram, mas Aves, Oliveirense, Santa Clara e até o Penafiel têm hipóteses."
 
Predrag Jokanovic treinador dos insulares
"Quero dar os meus parabéns ao Leixões. Aqui é um campo muito complicado para jogar. Batemo-nos bem. O Leixões vinha de seis vitórias consecutivas em casa. Talvez o empate fosse mais justo, mas o guarda-redes do Leixões fez duas grandes defesas. Foi um bom jogo de futebol."

FOTOS GLOBAL IMAGENS 

FUTEBOL DE MATOSINHOS ESTÁ DE LUTO (Faleceu o massagista Carlos Coelho)



Futebol de Matosinhos está mais pobre, faleceu o Carlos Coelho, massagista do Padroense FC (Academia) e U. D. Lavrense (seniores).
 
O Carlos encontrava-se hospitalizado (HSJ) vitima de doença súbita, faleceu ao final desta tarde principio de noite. PÁZ A SUA ALMA.
 
28 anos, tinhas precisamente a idade do meu filho. O que dizer de uma tragédia destas… Sempre acreditei que conseguias vencer este desafio, perdes-te, mas lutaste, és um CAMPEÃO. Ficarás para sempre no meu coração Até sempre amigo!
 
Mário Barbosa "mitch"

RESULTADOS DE 30 DE MARÇO 2013


Resultados das equipas de Matosinhos que competiram esta tarde para as diferentes competições

LEIXÕES 1 UNIÃO DA MADEIRA 0

PADROENSE 4 LIMIANOS 0
FAMALICÃO 2 INFESTA 1

LEÇA FC 1 VILA MEÃ 0

Páscoa Feliz para todos

quinta-feira, 28 de março de 2013

CARLOS COELHO MASSAGISTA DO LAVRENSE E PADROENSE ESTÁ INTERNADO E O SEU ESTADO É DE PROGNÓSTICO RESERVADO


Carlos Coelho, figura incontornável do futebol de Matosinhos, fisioterapeuta, do Lavrense escalão sénior e Padroense FC Academia.
 
Foi vítima de duas paragens cardíacas, e consequentemente de uma embolia pulmonar
 
 Carlos Coelho está internado e segundo informações obtidas, o estado do colaborador e amigo do blog mitchfoot é bastante complicado e de prognóstico reservado.
 Mitchfoot, junta-se à U D Lavrense e a Academia do Padroense FC, na esperança de que o homem e amigo de todos, recupere do infortúnio de que foi alvo.
 
AS MELHORAS CARLOS, FORÇA CAMPEÃO, ESTAMOS Á TUA ESPERA

DIREÇÃO DO LEÇA TENTA EVITAR A INSOLVÊNCIA DO CLUBE


A direcção do Leça FC, liderada por António Pinho, tentará na Reunião da Assembleia Geral Extraordinária, marcada para hoje (no Pavilhão Custódio Antunes – 20h30), evitar a insolvência do clube centenário.
Em cima da mesa vão estar cinco meses de salário em atraso aos funcionários do clube, e o plantel que compete na III divisão Serie B, que começa no próximo sábado a segunda fase, manutenção/descida, está há vários meses sem ver a cor do dinheiro.

quarta-feira, 27 de março de 2013

SANTA E FELIZ PÁSCOA A TODOS OS MATOSINHENSES


Este fim-de-semana os jogos realizam-se Sábado dia 30 de Março, só vão entrar em competição os clubes de Matosinhos que competem nas divisões superiores, SEGUNDA LIGA, SEGUNDA DIVISÃO E III DIVISÃO.
 
Boa sorte para os LEIXÕES, PADROENSE, INFESTA E LEÇA FC.
Os Jogos das competições da AF Porto, param esta semana por estarmos a viver a Páscoa.
 
PARA TODOS OS MATOSIHENSES MITCHFOOT DESEJA UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA
 
E não se esqueçam de mudar a hora INVERNO/VERÃO.
Dia 30 para 31 de Março adiante o seu relógio 1Hora, e ficaremos assim na hora de Verão.

FELIZ PÁSCOA

BOLETIM CLÍNICO PREENCHIDO NO FUTEBOL DE MATOSINHOS


O fim-de-semana passado, foi de azar para alguns jogadores do futebol de Matosinhos.
 
Tiago Carvalho (Lavrense), teve de ser hospitalizado para fazer exames, pois suspeitava-se de traumatismo craniano, felizmente não se confirmou, apenas uma perde de memória momentânea.
 
Filipe Sousa (Lavrense), também teve de ser assistido no hospital, e aguarda uma ressonância ao joelho, para se ter certezas da gravidade, ou não da lesão sofrida
 
Daniel Gonçalves (Lavrense) também não acabou o jogo, por lesão sofrida e teve de ser substituído ao intervalo do jogo.
 
Renato Teixeira (Custóias) também se lesionou com alguma gravidade, teve assistência hospitalar e tem o joelho direito imobilizado, deslocando-se com a ajuda das canadianas, aguardando uma ressonância.
 
Vítor Gandarela (SCS Hora), está também lesionado, com fortes suspeitas de lesão nos ligamentos do joelho direito, o jogador não tem treinado com os seus companheiros e aguarda a ressonância para avaliar a extensão da lesão.

MOEDAS (HUGO GUEDES) TITULAR NOS SUB 20 EM ISTAMBUL


O bebé do Mar Hugo Guedes cumpriu esta terça-feira a sua segunda internacionalização ao serviço da equipas das Quinas.
 
O médio formado no clube de Matosinhos foi titular no encontro de preparação que decorreu ontem no Estádio Attaturk em Istambul.
Diante da congénere turca a Seleção Nacional empatou a 1-1 com o golo luso a surgir já nos minutos finais do encontro.
 
in Blog Leixões

terça-feira, 26 de março de 2013

JOGOS PARA DIA 30 DE MARÇO DE 2013



Clubes de Matosinhos

Segunda Liga 2012/2013 | Jornada 33
LEIXÕES SC vs UNIÃO DA MADEIRA
Sábado 30 Março 2013 - 16h00

II Divisão Zona Norte 2012/13 | Jornada 26
FAMALICÃO vs FC INFESTA - 18h00
PADROENSE FC vs LIMIANOS - 15h00
Sábado 30 Março 2013

III DIVISÃO SERIE B (2ª Fase) 2012/13 | Jornada 1
LEÇA FC vs VILA MEÃ
Sábado 30 Março 2013 - 15h00

Os campeonatos da AF Porto param este fim-de-semana em virtude da Páscoa

segunda-feira, 25 de março de 2013

FUTEBOL DE MATOSINHOS NA AF PORTO


Outros resultados dos jogos de clubes matosinhenses na AF Porto
 
AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 27
 
VILA CHÃ 1 CUSTÓIAS 1
 
Em Labruge – Vila do Conde, sob a arbitragem de José Cabral, a equipa do Custóias FC, não fez melhor do que empatar a uma bola em casa emprestada da AD Vila Chã. Medeiros capitão custóiense na transformação de uma grande penalidade deu vantagem à sua equipa aos 50` minutos, o Custóias foi surpreendido a 15 minutos do final do jogo com o golo caseiro. A vida continua difícil para as bandas de Custóias, no que concerne, fugir aos lugares de despromoção.
 
CUSTÓIAS FC: Luís, Danny, Flávio, Leandro, Batista, Renato (Gualter), Tozé, Medeiros, Ferrer, Santa Cruz (Héldinho), Alain (Fábio). Treinador Mário Rui
 
LEÇA DO BALIO 2 FC PEDROSO 0
 
  Em Leça do Balio, os balienses conseguiram um triunfo importante frente ao FC Pedroso, por dois golos sem resposta, a arbitragem esteve a cargo de Luís Rocha Golos do Leça do Balio foram marcados por Pedro Nuno, que bisou no encontro, dando justiça ao melhor futebol praticado pelos matosinhenses. Com este triunfo os balienses distam agora de três pontos acima do Custóias que se encontra no lugar de descida.
 
LEÇA DO BALIO: Dinis, Carlitos, Cardigos, Virgílio e Barros; Edu, Nuno Pereira e Ricardo Silva (Tiago), Pedro Nuno (Simeão), Bessa e Vítor Carneiro. Treinador Nelo Vieira.
 
  AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 25
 
LUSITANOS 4 ÁGUAS SANTAS 0
 
Os Lusitanos de Santa Cruz do Bispo, continuam na perseguição aos lugares de acesso à 1ª Divisão da AF Porto. Apesar de reduzido a dez elementos muito cedo na partida, por expulsão do central Sérgio Teixeira, a equipa não se fez rogada e traduziu em golos a total superioridade sobre a equipa do Águas Santas. SUIÇO e PAULO avançados vestidos de amarelo e negro, bisaram ambos na partida.
 
OS LUSITANOS: Zé Filipe, Filipe, Guerra, Sérgio Teixeira e Tarrelo; Ricardinho (Nuno), Edu, Ricardo Silva e Meneses (Carlos Miguel), Suíço e Paulo. Treinador Albino Guerra.

IMPERADORES PERSEGUEM O LIDER E CONSOLIDAM A SEGUNDA POSIÇÃO

AF Porto Divisão Honra 2012/13 | Jornada 27
Estádio Futebol Clube de Perafita- Matosinhos
Árbitro - João Sousa
FC PERAFITA 2 SC CANIDELO 0
Ao intervalo, 0-0, marcadores, Cheta (58) e Lutchindo (72) FC
 
PERAFITA: Mata, Magalhães, Madalena, Raimundo e Nuno Ribeiro; Hélder Silva (Carinhas), Viana (Pedrinha) e Tinaia (Sérgio Soberano), Cheta (Rafa), Paulinho (Alex) e Lutchindo. Treinador António Gaiteiro. SC
 
CANIDELO: Hélder, Tiago (Fernandes), Igor, Santos (Luís), Joel, Bruno, Ricardo e Sérgio; Hélio, Rocha e Luís. Treinador Jorge Abreu.
 
Jogo em que os perafitenses, foram superiores em todos os capítulos ao adversário que diga-se deu uma excelente réplica, com tudo a equipa de Matosinhos, não deixou o crédito por mãos alheias e venceu este encontro com naturalidade. A supremacia perafitense só se traduziu em golos, na etapa complementar, primeiro foi Cheta (goleador matosinhense), e segundo o “negrinho” Lutchindo, que tem realizado exibições bastante consistentes.
Com este resultado os perafitenses perseguem com persistência o líder Lixa, que empatou em Sandim-Gaia, e consolidam a segunda posição, tirando partido do empate do O. Douro em Rio Tinto. Próxima jornada os Imperadores de Matosinhos tem uma deslocação ao Perosinho, último classificado da prova.

ALDEIA NOVA DEIXA FUGIR OS TRES PONTOS PERTO DO FIM


AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 25
Campo Carlos Alves – S. Romão do Coronado –Trofa
Árbitro: Jorge Silva
S. ROMÃO 2 ALDEIA NOVA 2
Ao intervalo: 0 – 0, Golos: 1 – 0 por Rui Silva aos 53’, 1 – 1 por Paulo aos 68’, 1 – 2 por Soares aos 75’ e os 2 – 2 por Esteves aos 90’+2’
 
FC S. ROMÃO: Costa, Ricardo Araújo, Ferreira, Garrido, (Fábio Araújo, 71’), Bruno Silva, Lima, Pedro Oliveira, Dias (cap), Rui Silva, (Renato Silva, 82’), Luís Oliveira, (Esteves, 82’) e Pinto.Treinador: João Dias
 
GD ALDEIA NOVA: Miguel, Ivo, Diogo, (Pedro, 63’’), Filipe, (Soares, 63’), Mazola (cap), Igor, Ricardo Rocha, (Manu, 63’), Carlos, (Pinto,82’), Ruizinho, (Daniel, 82’), Rochinha e Paulo. Treinador: Flávio Silva
 
  I PARTE. 10’ Dias, descaído pelo lado esquerdo, tenta a sua sorte de longe, mas não chega assustar Miguel. 30’ Grande-penalidade a favor do Aldeia Nova. Lance de insistência do Aldeia com Pinto a meter mão à bola a remate de Ruizinho, da qual resulta a grande-penalidade e a sua expulsão. Mazola, na conversão, remata por cima. Perdendo-se assim a maior ocasião de golo, até ao momento na partida. 44’ Remate forte do meio da rua de Garrido, com Miguel a sacudir a punhos. Pouco depois, chega o intervalo com as equipas empatadas a zero, onde o Aldeia Nova só se podia queixar de si próprio, pois desperdiçou a melhor ocasião de golo de ambas as equipas, durante a primeira parte.
II PARTE. 53’ [1-0] Contra-ataque do S. Romão, com a bola a ser colocada para a entrada da área do Aldeia Nova, onde Rui Silva, a sair de uma claríssima posição de fora de jogo, remata e inaugura o marcador. 65’ Livre contra o Aldeia Nova a castigar falta de Rochinha. Na respetiva conversão da falta, Rui Silva permite uma boa defesa a punhos de Miguel, no entanto a bola ressalta para Luís Oliveira que, com um remate forte, permite nova defesa de Miguel desta vez a sacudir para canto. 68’ [1-1] Aldeia Nova chega ao empate, através de Paulo. Livre a favor do Aldeia Nova a castigar falta sobre Carlos. Mazola bate a bola para a entrada da área, onde aparece Paulo a antecipar-se ao redes Costa que, de cabeça, empata a partida.72’ Ruizinho atira cruzado, da esquerda, e falha por pouco a baliza.75’ [1-2] Aldeia Nova chega à vantagem no marcador através de Soares. Pedro saca um cruzamento largo da esquerda. Na pequena área junto ao poste esquerdo da baliza dos homens da casa, aparece a cabecear Soares, onde o redes Costa não consegue segurar, deixando passar a bola. 80’ Igor vê o segundo amarelo por falta junto ao bico esquerdo da grande - área de Miguel. Na conversão, Fábio Araújo remata por cima. 90’+2’ [2-2] No segundo minuto de descontos dos quatro dados pelo Árbitro, o S. Romão consegue o empate. Pressão final dos anfitriões, com Fábio Araújo à entrada da área a rematar para Miguel defender para a frente e Esteves, na recarga, remata para o fundo da baliza. Pouco depois, chega o fim do jogo com as equipas empatadas a duas bolas. Uma partida em que o Aldeia Nova só tem que se lamentar de si próprio, pois deixou fugir a vitória a dois minutos do final da partida.
 
  IN GD Aldeia Nova-Fotos Carlos Ferreira

CARDOSO BISOU NA VITÓRIA LAVRENSE (dois jogadores lavrenses tiveram de ser hospitalizados)


AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 27
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro, João Guimarães
LAVRENSE 3 LEVERENSE 2
Ao intervalo, 2-1, marcadores, Joel (9), Cardoso (42 e 43), Robalinho (51) e Nandinho (90+1). Cartão vermelho a Tavares (33)
 
LAVRENSE: Telmo Torres, Dani (João Magalhães), João Jesus, Filipe Sousa (Ricardo), Tiago Pinto (Couto), Grilo, Joel e Diego; Nandinho, Postiga e Tiago Carvalho (Cardoso). Treinador José Pacheco.
 
LEVERENSE: Faria, Jorginho, Pinho, Tavares, Djalo, Carlos (Diogo), Barbosa (Martins), Oliveira (Fabrício), Joel (Robalinho), Luís e Rafael. Treinador Neca Rocha.
 
Vitória difícil mas justa do conjunto Lavrense, que se viram privados logo aos 15 minutos, do contributo de dois jogadores fundamentais da turma de Matosinhos, Filipe Sousa e Tiago Carvalho, que tiveram de ser transportados para o Hospital de Matosinhos, Tiago Carvalho, saiu mais mal tratado do lance, pois o jogador perdeu os sentidos (felizmente está tudo bem e de forma controlada) o jogador sofreu um traumatismo craniano. Nas cabines ao intervalo, ficou também o lateral Dani por lesão entrando para o seu lugar o ainda júnior João Magalhães
Em relação ao jogo propriamente dito, foi uma vitória arrancada a ferros, pois Nandinho selou a vitória, já no período de descontos dados pelo o árbitro. Destaque desta partida para o avançado Cardoso que substitui o infortunado Tiago Carvalho, Cardoso bisou no encontro.

PADROENSE SOFRE RESULTADO ENGANADOR


DIVISÃO ZONA NORTE JORNADA 25
Estádio de São Sebastião, em Mirandela.
Árbitro, António Moreira (Vila Real)
MIRANDELA 4 PADROENSE 0
Ao intervalo, 0-1, marcadores Jair (11), Leandro (65 e 69) e Nani (89) Cartão vermelho a Vitor Lobo (50)
 
MIRANDELA: Rui Nereu, Danillo, Adriano, Corunha, Califa, Alphonse, Rui Faria, Toninho (Pedro Borges), Jair (Nani), Billa, Leandro (Júnior). Treinador Vítor Maçãs.
 
PADROENSE: Marco, Armando (Dias) Vítor Lobo, Nuno Paulo, Amaral, Fabú (Vinicius), Miguel, Chico (Cordeiro) Paulinho, Gonçalo e Dudu. Treinador José Ferreirinha.
 
O resultado sofrido pelos Bravos de Matosinhos, não traduz as dificuldades que os matosinhenses impuseram ao líder Mirandela. Numa primeira parte bem disputada, mas longe de ser uma partida de fino recorte técnico, a equipa da casa, marcou na única oportunidade que teve, Jair marcou iam decorridos 11`minutos apenas.
 
Na segunda parte e logo com a equipa do Padroense reduzida a dez elementos, praticamente no inicio (Vítor Lobo recebe ordem de expulsão), o jogo tornou-se mais fácil para os trasmontanos , que ampliaram a vantagem trazida do primeiro tempo, com um bis de Leandro e, no final da partida obtiveram mais um golo marcado pelo suplente Nani.
O Padroense com este resultado, volta a cair no último lugar da tabela, por troca com o Infesta que esmagou em casa o Joane, reduzindo-se apenas a luta pela fugida à despromoção a estas três equipas.
Na próxima jornada o Padroense recebe no Padrão da Légua a equipa do Limianos.
 
Foto Domingos Lobo

domingo, 24 de março de 2013

LEIXÕES CEDE PONTOS NO ALGARVE


Estádio Municipal de Portimão
Árbitro: Pedro Proença (AF Lisboa)
 
Leixões: Rui Sacramento, Graça, Nuno Silva, Zé Pedro, Sequeira, Malafaia, Novais (Cadinha aos 82'), Fábio Santos, Tiago Borges, Calé (Kizito aos 89') e Hernâni (Mailo aos 62’). Treinador Pedro Correia
 
O Portimonense e o Leixões empataram (1-1), este domingo, em jogo da 36.ª jornada da 2.ª Liga. Com este resultado, o Leixões manteve a quarta posição, a cinco pontos do Arouca, segundo, e a um do Sporting B, que não pode subir, podendo ser ultrapassado por três equipas.
 
Partida em que os leixõnenses se apresentaram sem o contributo de Luís Silva e Hugo Moedas, ambos em representação das seleções sub 21 e sub 20, repectivamente.
Depois de uma primeira parte sem golos, muito por culpa da boa pretação de Rui Sacramento, mais uma do guardião leixonense, a equipa de Matosinhos ganhou vantagem, aos 72 minutos, com um golo de Mailo, mas apenas por quatro minutos, o tempo que a equipa algarvia demorou a chegar ao empate, por Simy. A igualdade não se desfez até final e a divisão de pontos acaba por se aceitar.

ERROS DEFENSIVOS TRAMAM SENHORENSES



Estádio do S. C. Senhora da Hora
 
SC SHORA: Cândido, Bruno Silva (Kennedy), Ramalho, Tiago Costa, Figueiredo (Bruno Pereira); Joel, Jordan e Rafael Rezende; Ivo, Andrade ( Olegh) Martins (Freire). Treinador Joca
Ao intervalo, 0-1, marcadores senhorenses, Ivo, 50` e Freire 90+5
 
É sina, é fetiche, o que é não sei, mas a equipa do SCS Hora, não consegue arrecadar os três pontos na qualidade de anfitrião.
 
A equipa do SCS Hora, entrou algo desconcentrada no encontro e sem o adversário fazer muito por isso, apanha-se a vencer desde o minuto 12` com um golo oferecido pelos senhorenses. A equipa recompôs-se e passou a dominar a partida, com boa posse de bola, mas pouco incisivo no ataque, e foi já com Kennedy no terreno de jogo, que minutos antes tinha substituído Bruno Silva, que cria a melhor oportunidade dos senhorenses empatar, rematando forte, à meia altura, num lance de completo improviso, que o guarda-redes defende por instinto.
 
  Na segunda parte e com Freire no lugar de Martins, a equipa da casa passa a jogar com dois pontas de lança, e os resultados foram práticos, logo no inicio Andrade, na cara do guardião forasteiro desperdiça soberana oportunidade. Ivo não se fez pelos ajustes e com oportunismo empata a partida aos 55` minutos. Carrega o Senhora da Hora e esteve a beira da remontada por diversas vezes, mas ao minuto 70, sofre duro golpe nas suas pretensões, o Avintes volta à condição de vencedor, outra vez de uma forma oferecida, Tiago Costa é infeliz na abordagem ao lance e o avançado forasteiro aproveita o deslize da melhor maneira. Com Andrade de fora (sai lesionado do jogo), contrariedade que não estava nos planos de Joca, a equipa joga no futebol mais direto, e depois de tanta insistência no ataque, a sorte desta sorriu ao conjunto senhorenses, pois já no período de descontos dado pelo árbitro, Freire, empata a partida.
 
  Arbitragem teve actuação positiva.

INFESTA GOLEIA ADVERSÁRIO DIRETO


Pedro Nuno e Vitinha I, estiveram em evidência. Foram quatro golos sem resposta, mas podiam ter sido bem mais. O Infesta goleou o Joane por 4-0, numa exibição a roçar a perfeição. Pedro Nuno, Bruninho e Vitinha I que bisou, foram os autores dos golos.
 
INFESTA: Isac, Carlos Pinto, Rui Jorge, Tiago Jonas, Pedro Pereira, Dany (Tiago Veiga, 75'), Vitinha I, João Reis, Vitinha II, Ricardinho (Digas, 90') e Pedro Nuno (Bruninho, 66').
 
Ao fim de nove jornadas, o Infesta conquistou mais uma vitoria, desta feita em casa, frente ao Joane, adversário directo na luta pela manutenção.
A equipa da casa, foi a primeira e quase única equipa a criar perigo durante a primeira parte. Logo aos 3 minutos, um lance passível para grande penalidade ficou por assinalar quando Pedro Nuno, já dentro da área faz um cruzamento tenso e a bola embate na mão de um jogador adversário. Aos 7 minutos, Rui Jorge faz um passe em profundidade para a área onde está Pedro Nuno, que domina com o peito e atira de primeira com o pé direito, à barra da baliza de André. Aos 11', jogada estudada do Infesta, num livre descaído pela direita, quando todos pensavam que ia surgir cruzamento para a área, Vitinha I joga rasteiro em Vitinha II que se isola e atira, mas à figura do guarda-redes André. Só dava Infesta e aos 16 minutos, cruzamento da direita de Vitinha I para a área onde está Pedro Nuno que de cabeça atira por cima. Aos 18 minutos, surge o primeiro lance de perigo para o Joane num contra-ataque rápido conduzido por Marcelo, este deixa na direita em Moreira mas Isac a sair-se bem aos pés do avançado da equipa visitante. O Infesta chega à vantagem aos 29 minutos, por Pedro Nuno que a cruzamento de Ricardinho, responde ao segundo poste com um cabeceamento cheio de intenção, inaugurando o marcador. Dois minutos depois, cruzamento de Vitinha I da direita e Jonas de cabeça, atira à figura do guarda-redes do Joane. Aos 43 minutos, o Infesta chega ao segundo golo. Numa jogada de insistência da direita de Ricardinho, este cruza e Agostinho corta o lance com a mão. Na grande penalidade, Vitinha I faz o segundo golo do Infesta. Ainda antes do intervalo, o Joane responde com um remate à entrada da área de Marquinho que sai por cima.
 
  Na segunda parte, o jogo foi mais equilibrado. Com o Joane à procura do prejuízo, a equipa balanceou-se para o ataque e abriu espaços que os atacantes do Infesta tentavam procurar em jogadas rápidas de contra-ataque. Aos 52 minutos, grande jogada individual de Pedro Nuno que finta dois adversários e remata cruzado, mas ao poste. Com a entrada de Sócrates em campo aos 54 minutos, a equipa forasteira foi mais perigosa, dando outra vivacidade ao ataque. Aos 59 minutos, Marquinho cruza da esquerda para a área onde está Sócrates que domina com o peito e remata de primeira mas por cima da baliza de Isac. Aos 62', livre da direita para o Joane, a defesa do Infesta alivia para a entrada da área onde está Dinis que remata para grande defesa de Isac. Um minuto depois, Moreira aparece isolado na direita mas Isac a sair-se bem aos pés do avançado forasteiro, defendendo com os pés. O Infesta, aos 73 minutos, tem nova oportunidade quando num contra-ataque conduzido por Vitinha I, o capitão do Infesta desmarca Ricardinho que apenas perante o guarda-redes André, perde muito tempo e atira contra um defesa do Joane que entretanto ganhou posição. Ricardinho em jogada individual, aos 84 minutos, cruza ao segundo poste onde está Tiago Veiga que de cabeça e sem oposição, atira por cima. Dois minutos depois, num passe em profundidade da defensiva do Infesta, Bruninho vai isolado para a baliza, senta autenticamente o guarda-redes André e faz o terceiro golo do Infesta. Um golo merecido do atacante do Infesta, que depois de alguns infortúnios durante a temporada com as lesões, conseguiu marcar o primeiro golo ao serviço do Infesta nesta temporada. O Infesta podia ampliar a vantagem aos 89 minutos, por Vitinha I que em mais um contra-ataque, Bruninho deixa no capitão do Infesta que remata cruzado mas ao lado da baliza de André. Na jogada seguinte, nova jogada de ataque do Infesta, Vitinha II deixa no meio em Vitinha I que de primeira e à entrada da área, faz um grande golo aumentando assim a vantagem para o 4-0 final. O Joane ainda num ultimo lance tentou reduzir por Tales que atirou por cima da baliza de Isac.
 
Vitoria justa do Infesta que, ao fim de nove jornadas, venceu uma partida e tirou a "barriga de misérias" pois já não marcava um golo desde o encontro da 18ª jornada, na recepção ao Fafe.
 O árbitro da partida, Sr.Paulo Brás da A.F.Guarda, esteve bem, ficando a dúvida sobre o lance logo a abrir, em que um defensor do Joane corta o lance com o braço, a cruzamento de Pedro Nuno dentro da área. Com esta vitoria, o Infesta ultrapassou novamente o Padroense que foi derrotado em Mirandela e voltou a ficar a três pontos do Joane, tendo também conquistado a vantagem no confronto directo pois já tinha vencido em Joane por 0-1, o que pode vir a ser importante nas contas finais do campeonato. Na próxima jornada, que será disputada no próximo sábado, dia 30, o Infesta desloca-se até Famalicão, numa partida marcada para as 18h00.
 
IN FC INFESTA

RESULTADOS DE 24 DE MARÇO 2013


RESULTADOS EQUIPAS MATOSINHOS

Portimonense 1 Leixões 1

Infesta 4 Joane 0
Mirandela 4 Padroense 0

Perafita 2 Canidelo 0

S. Hora 2 Avintes 2
Lavrense 3 Leverense 2
Vila Chã 1 Custóias 1
Leça do Balio 2 FC Pedroso 0

Os Lusitanos 4 Águas Santas 0
S. Romão 2 Aldeia Nova 2

sábado, 23 de março de 2013

SEQUEIRA FELIZ COM A TRANSFERÊNCIA PARA O NACIONAL


Sequeira, lateral esquerdo da turma leixonense, foi contratado pelo Nacional para a próxima época.
 
“Estou muito feliz pelo que me está a acontecer, mas quero desde já dizer que enquanto estiver neste clube, que me diz muito, irei continuar a dar o máximo em todos os momentos para atingir os nossos objectivos que passa já pelo próximo jogo no domingo em Portimão que é para vencer. Gostaria também de agradecer à minha família, às pessoas que sempre me apoiaram e acreditaram em mim e também aos clubes por onde passei, especialmente ao Leixões. Saber que consegui retribuir de alguma forma aquilo que aprendi deixa-me muito satisfeito. Obrigado a todos”
 
In página oficial (facebook) de Nuno Sequeira

sexta-feira, 22 de março de 2013

TIAGO PEREIRA É BAIXA DE VULTO NO ATAQUE DO PADROENSE


Tiago Pereira, avançado, jovem recentemente contratado pela equipa do Padroense e, numa altura crucial da época, o jogador que vinha se afirmando no ataque do Padroense, o azar bateu-lhe à porta, no treino agendado de quarta-feira passada fracturou o quinto metatarso do pé esquerdo e vai ficar de fora dos próximos compromissos, baixa de vulto no ataque da equipa do Padrão da Légua sem duvida.

SEQUEIRA É MAIS UM BEBÉ DE SAIDA DO MAR


O Nacional asssegurou a contratação de Sequeira, defesa-esquerdo, de 22 anos, que faz parte do plantel do Leixões. A equipa insular chegou a acordo com o jovem jogador para as próximas quatro temporadas. Os insulares estão já a preparar a nova temporada, garantindo, desta forma, um jogador que se encontrava em final de contrato com o conjunto de Matosinhos.
 
Nuno Sequeira formou-se como jogador no Leixões e já esteve emprestado ao Leça FC e ao Fafe na última temporada. O defesa lateral esquerdo, que esta temporada já alinhou em 30 encontros da Segunda Liga 2012/13.
Depois de Luís Silva no Braga, Sequeira é o segundo jogador que sai em poucos dias para o principal escalão do futebol português.
 
Comunicado da Leixões SC - Futebol, SAD
"  Para os devidos efeitos, a Leixões Sport Club – Futebol, SAD informa que chegou a um acordo com o Clube Desportivo Nacional para a cedência definitiva do jogador Nuno Sequeira. A transferência tem efeitos a partir do final da presente temporada. "

quarta-feira, 20 de março de 2013

JOCA TREINADOR SENHORENSE EM ENTREVISTA


Entrevista de Joca, treinador senhorense ao Jornal de Matosinhos
 
Joca, é um técnico que se tem revelado no futebol de Matosinhos com grande qualidade, como se tem provado no trajeto percorrido em vários clubes Matosinhenses.
 
FRASES A RETER
 
  “Sou um treinador ambicioso, determinado e objectivo, acima de tudo humilde, pois gosto de criar sempre um grupo forte e unido”
 
“- Como adepto de futebol sou portista, mas para ser muito sincero, o clube que me faz vibrar, é sempre as vitórias do clube que represento “
 
“ Fernando Festas e Eliseu Ramalho são os meus treinadores de referência ”

“ Estou contente com o plantel que tenho á minha disposição.”
 
“ Ter a preocupação de formar um bom grupo, o que é essencial, porque é um grupo jovem, a maioria a cumprir o seu primeiro ano de sénior.”
 
“ Sinceramente temos tido muito azar em casa, inclusive falhamos grandes penalidades e sofremos as mesmas nos últimos minutos “
 
“ O objectivo está alcançado com muito trabalho e dedicação, mas sabendo que o 5º ou 6º lugar poderá dar uma subida de divisão”
 
“ O meu futuro como treinador, ainda não pensei nele”
 
Não perca a entrevista na íntegra, na próxima edição em papel do Jornal de Matosinhos, quinta-feira dia 21 de Abril nas bancas.

terça-feira, 19 de março de 2013

NOMEAÇÕES PARA AS DIVERSAS CATEGORIAS DO FUTEBOL DE MATOSINHOS

As nomeações ficaram a cargo de amigos e colaboradores do blog mitchfoot futebol de Matosinhos; João Pedro Faria, administrador do grupo “Somos Leixões”, Manuel Sá administrador da página “ Jovens Futebolistas”, Filipe Dias, director de comunicação do FC Infesta, Vasco de Carvalho presidente do SCS Hora, Carlos Ferreira, treinador adjunto do GD Aldeia Nova, Jorge Peixoto, seccionista do Padroense FC, Feliciano Lima repórter Web do FC Perafita e Mário Barbosa “mitch”
 
Foram nomeados para a categoria de;
FIGURA DO ANO
Germano Pinho, Augusto Mata, Manuel Ramos, Tozé Pereira e Luís Silva
 
TREINADOR DO ANO
Pedro Correia, António Gaiteiro, Jorge Marinho (Joca), Flávio Silva e Albino Guerra
REVELAÇÃO DO ANO
Hugo Moedas, Serginho Neves, Manuel Cordeiro, Carlos Letra e Jordan Alves
JOGADOR A ACTUAR FORA DE MATOSINHOS
FILIPE ANUNCIAÇÃO - Paços de Ferreira, FONSECA – Vitória de Setúbal, HÉLDER SOUSA – CD Trofense, RICARDO OLIVEIRA – Sp. Espinho, RAMALHO – Gondomar, JOÃO PEDRO – D. Aves, GUTO LOUREIRO – Moreirense, ANDRÉ SIMÕES - Sta. Clara, BRUNO CHINA – Académica, BURA – Beira –Mar, VÍTOR FRÓIS – Salgueiros 08, RICARDO ROCHA – D. Chaves, JOÃO PAULO – FC Pedras Rubras, HUMBERTO – FC Pedras Rubras, NUNO SANTOS – Gondim- Maia, CAMBEY – Candal, FÁBIO LOUREIRO – Nogueirense, TIAGO FOLHA – Pedrouços, TIAGO CINTRA – D.Aves, MENESES - Valonguense.
 
A eleição irá decorrer durante o mês de Abril (de 1 a 30) no blog mitchfoot futebol de Matosinhos
 
OBS: Para a categoria de Figura do ano do futebol de Matosinhos, foi nomeado por quase unanimidade o administrador do blog mitchfoot (Mário Barbosa mitch) que  por razões óbvias e por exclusões de partes, decidiu, não aceitar, ficando no entanto muito grato, por se terem lembrado dele.
 
Viva o futebol de Matosinhos.

"A BOLA" ANUNCIA QUE LUÍS SILVA É DO SP BRAGA


Segundo na edição online de hoje do jornal “A Bola” O SC Braga contratou o médio do Leixões, Luís Silva, para a próxima época. Luís Silva é um médio esquerdino de 20 anos, internacional sub-21. A duração do contrato ainda não é conhecida.
 
Depois de no mercado de inverno ter sido associado ao Paços de Ferreira, parece que o 11 do Leixões vai continuar a vestir de vermelho e branco... mas com o emblema dos arsenalistas.

JOGOS PARA DIA 24 DE MARÇO DE 2013


Clubes de Matosinhos

Segunda Liga 2012/2013 Jogo antecipado da jornada 36ª
PORTIMONENSE vs LEIXÕES SC
Domingo 24 Março 2013 - 16h00

II Divisão Zona Norte 2012/13 | Jornada 25
FC INFESTA vs JOANE
MIRANDELA vs PADROENSE FC
Domingo 24 Março 2013 - 15h00

AF Porto Divisão Honra 2012/13 | Jornada 27
PERAFITA vs CANIDELO
Domingo 24 Março 2013 - 15h00

AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 27
SENHORA DA HORA vs AVINTES
UD LAVRENSE vs LEVERENSE
D. LEÇA DO BALIO vs PEDROSO
VILA CHÃ vs CUSTÓIAS
Domingo 24 Março 2013 - 15h00

AF Porto - 2ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 25
S. ROMÃO vs GD ALDEIA NOVA
LUSITANOS VS ÁGUAS SANTAS
Domingo 24 Março 2013 - 15h00

DESEMPENHO DOS CLUBES MATOSINHENSES NA AF PORTO



Restantes jogos das equipas de Matosinhos
CRESTUMA 2 LAVRENSE 2
CUSTÓIAS 1 FC FOZ 1
BOUGADENSE 3 LEÇA DO BALIO 1
ALDEIA NOVA 3 RAMALDENSE 1
 
Para a 26 jornada da 1ª divisão serie 1 da AF Porto.
 
A União Desportiva Lavrense, foi arrancar um empate, no período de descontos em casa do Crestuma- Gaia, 2-2 foi o resultado com a a equipa matosinhense a inaugurar o marcador.
A equipa do Custóias, após um sinal bastante positivo, 3 vitórias consecutivas, parece estagnar, pois hà duas jornadas que não vence, desta vez não foi capaz de derrotar a boa equipa do FC Foz, consentindo no seu reduto um empate a uma bola (1-1).
 
O Desportivo Leça do Balio, depois uma brilhante vitória na jornada anterior, que o tirou dos lugares de despromoção, desta feita não conseguiu dar continuidade às vitórias, pois saiu derrotado por 3-1 do reduto dos trofenses.
 
Para a 24 Jornada 2ª divisão da Serie 1 da AF Porto 
 
O Aldeia Nova, comandada pelo jovem e prometedor técnico Flávio Silva, venceu em sua “casa” a equipa do Ramaldense, por 3-1, sem apelo nem agravo, com traduz o resultado final, confirmando a excelente campanha que vem realizando

segunda-feira, 18 de março de 2013

SENHORENSES NÃO DESAFINAM FORA DE CASA


AF Porto - 1ª Divisão Série 1 2012/13 | Jornada 26
Complexo Desportivo de S. Félix da Marinha- Gaia
S. FÉLIX 1 SENHORA DA HORA 2
Ao intervalo, 0-0, marcadores, Jordan (53`), Almeida (74`) e Martins (82`)
 
SSC HORA alinhou da seguinte forma; Cândido, Bruno Silva, Ramalho, Tiago Costa e Figueiredo; Joel, Jordan, Marcos (Oleh 75); Gandarela (Martins 79`), Andrade (Freire 46`) e Ivo. Treinador Jorge Marinho (Joca)
 
Jogo que se previa de grande dificuldade para turma senhorense, o adversário era nada mais nada menos de que o 2º classificado da prova e jogava no seu reduto, mas a equipa orienta por Joca, fez jus, à quase imaculada prestação fora de portas, neste campeonato. O jogo foi muito disputado no meio campo, sem grandes lances de perigo junto a uma e outra baliza, na primeira parte, pertenceu aos senhorenses a melhor oportunidade de golo, quando Gandarela em boa posição desperdiça a possibilidade de abrir o marcador.
 Na segunda metade, o cariz do jogo não se alterou, e de um lance de bola parada, os senhorenses chegam ao golo aos 53`minutos por Jordan, remate a trinta metros da baliza que se anichou nas redes do S. Félix. A Turma da casa responde com o empate volvidos 20`minutos. Para Martins selar a vitória senhorense, praticamente no primeiro toque que dá no esférico, Martins tinha substituído, 3`minutos antes Gandarela que saiu lesionado.
Excelente vitória do SCS Hora, que só não vai mais a cima na tabela classificativa, porque foi espoliada de pelo menos 6 pontos, por erros involuntários das equipas de arbitragem, principalmente nos jogos disputados em casa. Há que dar o mérito à equipa técnica liderada por Joca, tendo como seu adjunto Pedro Vinhas, que com poucos recursos e com uma equipa bastante jovem, oriunda da formação senhorense, e com a experiencia acrescentada por jogadores como Kennedy, Gandarela e Joel, conseguir criar um equipa coesa, unida e de qualidade acrescida.

PADROENSE VENCE CANDIDATO E SONHA COM A MANUTENÇÃO


II Divisão Zona Norte 2012/13 | Jornada 24
Estádio do Padroense FC
Árbitro – Hélder Malheiro
PADROENSE 1 CHAVES 0
Ao intervalo, 1-0, Marcador Fabú (21`)
 
PADROENSE: Marco, Armando, Vítor lobo, Nuno Paulo, Miguel, Chico (Cordeiro), João Amaral, Areias, Fabú (Vinicius), Dudu (Gazela) e Tiago Pereira. Treinador José Ferreirinha.
 
CHAVES: Paulo Ribeiro, Sagna (Ricardo Teixeira), Ricardo Chaves, Edu (Di Paula), João Fernandes (Nuninho), Eder, Kuca, Magalhães, clayton, Álvaro e Ricardo Rocha. Treinador João Pinto.
 
 
A equipa flaviense, até entrou melhor na partida, após um domínio que durou pouco tempo, a equipa do Chaves, viu a turma de Matosinhos equilibrar a contenda e num lance rápido (saída para o ataque) Fabú aproveitou da melhor forma um alívio deficiente da formação flaviense e marcou inaugurando o marcador. A equipa melhor classificada e candidata à subida, não deu tréguas e procurou empatar a partida, criando mesmo um boa oportunidade, quando Álvaro atira ao poste.
 
 
No segundo tempo a cariz do jogo não se alterou, ambas as equipas de uma forma aguerrida lutaram pelos três pontos em disputa, criando lances alternadamente sucessivos para alvejar as balizas, mas pertenceu ao Padroense a melhor oportunidade quando Tiago Pereira, aos 65`minutos, numa rápida desmarcação teve tudo para ampliara a vantagem.
Vitória justa dos matosinhenses, que denotam melhorias de produção no seu futebol, sob o comando técnico de José Ferreirinha. Com esta vitória os Bravos de Matosinhos, deixam o último lugar da tabela, trocando de posição com o vizinho Infesta. Na próxima jornada p Padroense vai até Mirandela para defrontar o líder da competição.
 
Fotos Domingos Lobo

JOGADORES DOS LUSITANOS AGREDIDOS (jogo interrompido aos 70`minutos)



Na tarde de domingo decorreu o jogo entre o segundo e terceiro classificado, S.C.Campo e o Lusitanos F.C. O jogo que se adivinhava por si só complicado para as duas formações, começou com ambas as equipas a estudarem-se mutuamente, no entanto sinal mais da equipa da casa nos primeiros dez minutos. O jogo bastante agressivo dos das da casa levaram a que o ambiente aquecesse, no entanto nada fazia prever que o primeiro a ceder à pressão fosse o que equipava de azul que num lance rápido, marca grande penalidade a favor dos da casa. Lance inacreditável por várias razões, primeiro porque não existe falta (jogador da formação da casa já corria para a defesa a pensar que tinha sido falta atacante), segundo ao marcar alguma infracção teria que ser fora da área e nunca dentro. Campo via-se na frente do marcador sem fazer muito para tal. A equipa do Lusitanos uniu-se e partiu para cima da equipa adversária e foi aí que as coisas começaram a ficar feias, os jogadores do Campo só paravam os nossos jogadores com faltas duras, agressões, e ameaças, no entanto nada fez parar o ímpeto atacante. Ao intervalo, mais que um resultado injusto, era um resultado enganador.
 
A segunda parte só deu Lusitanos, que encostou a equipa do Campo às redes, não conseguindo sair praticamente do seu meio campo, até que ao minuto 70 acaba o futebol e começa uma batalha campal. Livre a favor do Lusitanos, em que os jogadores contrários impedem a marcação da mesma ao pegar na bola com a mão, de imediato o nosso atleta tenta tirar a bola e é agredido pelo adversário. Os da casa partiram para cima dos jogadores do Lusitanos que se defenderam, no entanto os adeptos do Campo entram em campo para tentar agredir jogadores e técnicos da equipa de Santa Cruz. Com mais pessoas dento do campo do que fora dele, o árbitro deu por terminado o jogo, recolhendo ao balneário e não mais saindo dele. Não podemos deixar passar a fraca atitude por parte do treinador dos da casa, que além de ser uma pessoa de baixo nível, foi quem mais incentivou a que a batalha campal acontecesse, sendo também o primeiro a despir a camisola para fugir, com medo de ser reconhecido no meio da multidão, acto que até os próprios dirigentes do clube reprovaram.
 
 A nossa equipa jogou enquanto foi possível com o seguinte onze: ZÉ, FILIPE, GUERRA (CAP), TEIXEIRA E TARRELO, EDU, RICARDINHO, MENESES, R. SILVA, SUIÇO E PAULO. Treinador Albino Guerra

In BLOG DOS LUSITANOS

domingo, 17 de março de 2013

DERROTA VALE LANTERNA VERMELHA


As vitorias de Padroense e Joane, atiraram com o Infesta para o último lugar do campeonato.
Foi uma má jornada para o Infesta. A acompanhar a derrota da equipa em Gondomar, Joane e Padroense venceram e atiraram com o Infesta para o último lugar a seis pontos da zona de salvação.
 
INFESTA: Isac, Carlos Pinto, Rui Jorge, Tiago Jonas, Pedro Pereira, João Reis, Vitinha I, Ricardinho (Tiago Veiga, 58'), Bruninho (Pedro Nuno, 64'), Vitinha II (Digas, 74') e Serge.
 
O Infesta apresentou-se no Estádio de São Miguel, com a determinação em vencer, pois uma vitoria, poderia dar à equipa um novo rumo para o que resta do campeonato, pois na próxima jornada, recebe a equipa do Joane. Mas nos primeiros minutos, nem uma nem outra equipa, pareciam querer conquistar os três pontos pois não tiveram oportunidades para desfeitear as balizas de César (Gondomar) e Isac (Infesta). O primeiro sinal de algum perigo, apareceu apenas aos 12 minutos, num livre directo a favor da equipa da casa e que o capitão Luís Neves, se encarregou de marcar, obrigando Isac a uma defesa apertada. Depois, aos 24 minutos, surge um cruzamento da direita de Marco André para Igor que já na grande área, atira num remate de primeira cruzado, ao lado da baliza do Infesta. O Infesta, a jogar em contra-ataque, ia ganhando alguns cantos, mas mais por veleidades da defensiva gondomarense do que propriamente por perigo do Infesta. Aos 29 minutos, surge um lance caricato, pois na marcação de um canto, Luís Neves deu dois toques na bola, cruzou e Papa Mor, de cabeça, atira à barra. Nos últimos dez minutos da primeira parte, o Infesta acordou e criou o primeiro sinal de perigo aos 35 minutos por Ricardinho, que ganha posição à entrada da área e atira com a bola a passar ao lado da baliza da equipa da casa. Depois, aos 37', Vitinha II ganha posição à entrada da área e a passe de Ricardinho, remata de primeira rente ao poste da baliza de César. Aos 42 minutos, jogada rápida de contra-ataque para o Infesta, Ricardinho é servido na direita por Vitinha II, este cruza ao segundo poste para Bruninho que não chegou à bola. O empate a zero, ajustava-se ao que se passou nos primeiros 45 minutos.
 
Na segunda parte, o Gondomar entrou forte e logo aos 50 minutos, num pontapé de canto, Tiago Gomes cabeceia para uma grande defesa de Isac para canto. Cinco minutos depois, o Infesta fica a jogar com dez unidades por expulsão de Serge que é admoestado com o segundo cartão amarelo. A jogar com menos um, José Manuel Ribeiro tenta segurar o meio campo ao substituir Ricardinho por Tiago Veiga, mas pouco depois, o Gondomar chega ao golo por Papa Mor, que ao segundo poste, só teve de encostar com o pé, após um pontapé de canto. A perder, o treinador do Infesta coloca Pedro Nuno em campo mas com o Infesta, balanceado à procura do golo do empate, foi ao Gondomar que surgiram as oportunidades para marcar novamente. Primeiro foi aos 77 minutos, numa fifia de Tiago Veiga a meio campo, Flávio Moreno corre para a baliza, flecte para o meio mas demora muito tempo a rematar, permitindo a que Tiago Jonas faça um desvio à bola, acabando nas mãos de Isac. No minuto seguinte, cruzamento da direita e Papa Mor, mais alto que toda a gente, atira de cabeça à barra. Minutos depois, surge um cruzamento da esquerda, bem perto da linha de fundo por Joel e Flávio Moreno, atira de cabeça por cima da baliza de Isac. Aos 85 minutos, Digas entra na área e parece ser derrubado, mas o árbitro admoesta Digas por pretensa simulação. O jogo terminava pouco tempo depois com a vitoria do Gondomar por 1-0.
 
Com esta derrota, o Infesta desce ao 16º e último lugar da tabela, por troca com o Padroense que surpreendeu esta tarde ao vencer em casa o Chaves por 1-0. O 14º classificado, Joane, venceu em casa o Fafe por 2-0 e aumentou a vantagem para o Infesta de três para seis pontos. Pedro Maia da AF Porto, carregou o Infesta de amarelos, sem que a equipa tenha sido tão agressiva para tal, e provavelmente errou no lance de Digas a cinco minutos dos 90, onde parece ter sido derrubado por um defensor da equipa da casa. Na próxima jornada, o Infesta está obrigado a vencer o Joane, em casa, se quer continuar a acalentar esperanças em conseguir a manutenção.
 
IN FC INFESTA

PERDER NÃO SIGNIFICA DEIXAR DE SONHAR



Segunda Liga 2012/2013 – Jornada 32
Estádio do Restelo - Lisboa
Árbitro: João Ferreira (Setúbal).
BELENENSES 2 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 1-0. Marcadores: 1-0, Desmarets, 28 minutos. 1-1, Hernâni, 51. 2-1, Diawara, 60.
 
BELENENSES: Matt Jones, Duarte Machado, João Meira, Kay, Nélson, Fernando Ferreira, Diakité, Desmarets (Ricardo Alves, 79), Si Salem (Arsénio, 56), Fredy e Tiago Caeiro (Diawara, 58). Treinador: Mitchell van der Gaag.
 
LEIXÕES: Rui Sacramento, Gonçalo Graça, Nuno Silva, Zé Pedro, Sequeira, Fábio Santos, Moedas (Cadinha, 77), Malafaia (Mailó, 64), Hernâni, Tiago Borges e Calé (Kizito, 75). Treinador: Pedro Correia.

O Leixões Sport Club saiu derrotado pela margem mínima (1-2) do terreno do líder da Segunda Liga, num jogo bem disputado em que tudo fez para conseguir um resultado diferente.
 
Início de jogo de grande fulgor por parte da turma leixonense que não permitia veleidades aos anfitriões, e pertenceu mesmo aos homens de Matosinhos a mais clara e soberana oportunidade de golo, quando aos 9 minutos, Hernâni, com a baliza totalmente deserta, atirou por cima gorando-se a hipótese da turma de Pedro Correia se adiantar no marcador. A partir da meia hora de jogo, os lideres soltaram-se mais no ataque e aos 28 minutos marcam por Desmarets que atira cruzado para o fundo das redes. Mesmo em desvantagem, a formação de Matosinhos não se inibiu e continuou em busca da igualdade, quase sempre através de incursões pela direita, mas seriam os azuis a dispor de nova ocasião, em cima do intervalo, por intermédio de Tiago Caeiro.
 
No segundo tempo, e logo no início, Rui Sacramento impede que os lisboetas dilatassem a vantagem trazida do intervalo. Aos 51 minutos, Hernâni empata a partida, trazendo de alguma forma justiça ao que então se passava no relvado do Restelo. Ainda assim, Van der Gaag voltaria a ser feliz na hora de recorrer ao banco, quando lançou Diawara em campo e, dois minutos depois, viu o avançado recolocar o Belenenses na frente do marcador. Até final, o Leixões ainda criou alguns sobressaltos à defensiva do Restelo, mas não conseguiu trazer qualquer ponto desta sua viagem a Lisboa. Perante muitos adeptos que foram até Lisboa apoiar a equipa do coração, os jogadores deram uma vez mais muito boa imagem, desistindo de lutar apenas quando o árbitro (que expulsou Zé Augusto durante o intervalo) apitou pela derradeira vez.

NO ESTÁDIO DOS SONHOS PERAFITA SONHA COM A SUBIDA!


Pedrinha selou os tres pontos
 
AF Porto Divisão Honra 2012/13 | Jornada 26
Estádio de Sonhos em Ermesinde.
Árbitro Rui Ferreira
ERMESINDE 2 PERAFITA 3
Ao intervalo, 0-2, Hélder Silva, Paulinho e Pedrinha marcaram para o Perafita
 
ERMESINDE: Rui, Tiago, Hélder, Stam, Delfim, Guedes, Lessa (Diogo), Gato, Paulinho, Hugo e Flávio (Zé Ribeiro).
 
 PERAFITA: Artur, Nuno, Madalena, Raimundo, Magalhães, Hélder Silva (Alex), Viana (Pedrinha)., Tinaia, Paulinho, João Rodrigues (Lutchindo) e Cheta.
 
A turma de Gaiteiro entrou muito forte, com ganas de resolver rapidamente o encontro e Hélder Silva logo aos 15`minutos de livre abre o marcador para dois minutos de pois Paulinho amplia a vantagem. O ritmo de joga baixa e os perafitenses controlam o resultado até ao final da primeira parte.
 
A equipa da casa entra com tudo, à procura de reduzir e, grande defesa de Artur, que nega o que parecia já ser o golo do Ermesinde. António Gaiteiro faz movimentar o banco, Rafael, Alex e Pedrinha fazem exercícios de aquecimento. No entanto o Ermesinde reduz por intermédio de Delfim na transformação de um livre, Gaiteiro faz entrar Pedrinha e Alex, para os lugares de Viana e Hélder Silva. O Ermesinde equilibra a partida, mas Pedrinha dispara para o terceiro golo perafitense, e que BOMBA! Perafita ameaça de novo de livre por Pedrinha que remata junto ao poste da baliza de Rui. Mesmo sobre o apito final a equipa da casa reduz.
 
Vitória justa da melhor equipa sobre o relvado do Estádio do Sonhos.

RESULTADOS DE 17 DE MARÇO 2013



Clubes de Matosinhos

BELENENSES 2 LEIXÕES 1

PADROENSE 1 CHAVES 0
GONDOMAR 1 INFESTA 0

ERMESINDE 1 PERAFITA 3

CUSTÓIAS 1 FC FOZ 1
CRESTUMA 2 LAVRENSE 2
S. FÉLIX 1 SENHORA DA HORA 2
BOUGADENSE 3 LEÇA DO BALIO 1

ALDEIA NOVA 3  RAMALDENSE 1
SP CAMPO 1 OS LUSITANOS 0 Jogo interrompido aos 70`minutos (invasão de campo)

LEIXÕES SUB 15 CEDE EM CASA FRENTE SP. BRAGA



8ª Jornada da segunda fase do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão da categoria.A
 
A Equipa de sub15 (iniciados) do Leixões Sport Club, perdeu esta manha no relvado principal do Estádio do Mar, frente ao Sporting de Braga por uma bola a zero. A formação comandada por Helder Nunes, que equipou de negro com vivos vermelhos, esteve muito perto de conseguir um resultado bem mais positivo, pois dominou praticamente todo o jogo, mas um golo procedido de falta atacante, a meio do primeiro tempo resultou no único golo do encontro.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC