RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 15 de abril de 2012

PASSO DE GIGANTE PARA A MANUTENÇÃO


III Divisão Série B 2011/2012 |Manutenção | Jornada 4
Estádio do Leça F.C. Leça da Palmeira
Árbitro – Rui Amaral (Braga)
LEÇA FC 2 SP. MÊDA 1
Ao intervalo, 0-0, Marcadores André Moreira (57) Luís Miguel (75) e Cerejo (78)

LEÇA: Cláudio, Hélder Zé d`Angola, Madalena, Zé Soares; Rui Ramos, André Moreira, Moura; Cerejo, Nuno Martins (Tiago André) e Pedro Gomes (Tiago Paiva). Treinador Caneco

SP MÊDA: Zé Luís, Rui Alves (Pura), Patólio, Barra, Édi, Salcedas, David Reis, Rogério, Batatinha (Batata), Tibério e Jean (Luís Miguel) Treinador Artur Lobo.


Num jogo extremamente importante, quase decisivo para a garantia da permanência na III divisão, a equipa do Leça, não vacilou e levou de vencido este aguerrido adversário, que complicou bastante na disputa dos três pontos, e dividiu com a turma da casa, os lances de maior perigo.
Jogando de frente para o forte vento que se fez sentir no bonito e bem tratado relvado do estádio do Leça, sem surpresa a equipa leceira foi perdendo fulgor na posse de bola. Bem organizada defensivamente os leceiros não permitiram que o adversário criasse lances de perigo. Em lances de bola parada a equipa do Leça ia fazendo mossa na defensiva forasteira, com particular destaque para Rui Ramos, que nas alturas ganhava os lances, criando as melhore s oportunidades de golo.

Na segunda parte, os forasteiros entraram melhor, e criaram duas situações claras de golo, mas a inoperância dos atacantes do Sp Mêda foi gritante. A equipa do Leça equilibra a contenda e aos 60 minutos chega ao golo através do inevitável ANDRÉ MOREIRA (2º golo consecutivo nesta fase). O Sp. Mêda não desarma, e lança-se no ataque à procura do golo do empate, que chega ao minuto 75`, num lance em que o guardião Cláudio, nos pareceu mal batido, talvez traído pelo vento. A equipa do Leça, não se fez rogada e particamente na resposta, passa novamente para a condição de vencedor, por CEREJO, que finaliza com êxito um lance muito confuso dentro da área. Os últimos 10`minutos do encontro, ambas as equipas poderiam chegar ao golo, mas o resultado não mais se alterou. Vitória leceira, que lhe permite distanciar na tabela classificativa, estando agora a cima da linha de água 8 pontos. Vitória importante e bastante saborosa para gaudio dos adeptos leceiros.
Arbitragem com dualidade de critérios, que mais penaliza a equipa da casa.

Próxima jornada a equipa do Leça vai até Guimarães para defrontar o Serzedelo, líder desta fase com 25 pontos, mais três que a turma leceira.

fotos facebook LEÇA FUTEBOL CLUBE

CUSTÓIAS COM VIDA MUITO DIFICIL! (Contas na tabela muito complicadas)



AF Porto Divisão Honra 2011/12 Jornada 29
Estádio Municipal de Nogueira da Maia
Árbitro Joaquim Pinto
PEDROUÇOS 1 CUSTÓIAS 0
Ao intervalo 0-0, marcador Postiga (59)

PEDROUÇOS: Redondo, Sampaio, Santos e Folha, André Martins, Pedrosa e César; Postiga (André), Fábu (Neves) e Ricardo (Paparradas). Treinador Bruno Mendes

CUSTÓIAS: Meneses, Pessoa, Eduardo, Nuno Ribeiro e Carvalhosa (Gandarela); João Dias, Renato e Mário Rui (Paulo Lopes), Nuno Santos (Caramalho), Tiago Carvalho e David. Paulo Silva.

A cinco Jornadas do fim do campeonato a equipa do Custóias quase hipotecou a permanência na Divisão de Honra ao perder em casa emprestada de um adversário direto.
A equipa do Custóias, acusou em demasia a responsabilidade do match, quando tinha tudo para afastar um concorrente direto, aconteceu precisamente o contrário, e ficou em posição critica na tabela classificativa.

Do jogo disputado em solo maiato, viu-se uma equipa do Custóias, longe de praticar um futebol de que é capaz. Com algumas alterações no onze custóiense, Luizão e Magalhães impedidos de dar o seu contributo à equipa por castigo federativo, Gandarela por opção, a equipa de Matosinhos, apresentou-se algo desgarrada, deserta de ideias e nos primeiros 45`minutos, não conseguiu ligar uma jogada, se excluirmos uma jogada aos 3` minutos do encontro, quando Tiago Carvalho ganha a linha de fundo pela direita e cruza com muito perigo com a bola a passar em frente à baliza de Redondo, que deixa passar e ao segundo poste, David (desinspirado na partida) chega atrasado ao lance. Muito pobre a exibição custóiense. A equipa do Pedrouços, na primeira parte, teve uma bola na trave, enviado por Ricardo, mas mais não fez de positivo que incomodasse a baliza à guarda de Meneses. Numa primeira parte penosa, o intervalo chegou com uma igualdade a zero, sem que antes Nuno Santos abandonasse o relvado por lesão.

No início do segundo tempo, a equipa do Custóias entra melhor no jogo, parecendo querer chegar a vantagem rapidamente, 56`minutos Mário Rui, aparece em boa posição de atingir o alvo, beneficiando de uma perda de bola em zona proibida por parte da defensiva do Pedrouços, atira por cima. 3´minutos depois, aos 59`, Postiga finaliza para golo, uma jogada de transição rápida. Paulo Silva, mexe na sua equipa, tirando do jogo Carvalhosa, fazendo entrar Gandarela, e arrisca em jogar só com três defesas. A equipa do Pedrouços, baixa as linhas e passa a jogar em contra-ataque. Custóias assume as despesas do jogo, mas sem inspiração, não consegue criar lances de perigo junto à baliza dos maiatos, que respondem com muito perigo, aproveitando o adiantamento da equipa custóiense. Aos 74`minutos, Fabú atira ao poste e na recarga, Postiga é muito lento na decisão de atirar à baliza e permite um corte de mestre a Nuno Ribeiro, que par de Renato, foram figuras de destaque neste encontro.

Arbitragem regular, num encontro que teve um vencedor justo

INFESTA - PAULINHO RESOLVE!


Paulinho bisou na partida ao fazer o terceiro do Infesta.

O Infesta venceu esta tarde o Grijó por 3-2, num resultado enganador pois a equipa de Vila Nova de Gaia, pouco ou nada fez para marcar um golo sequer. Apesar de ter sido o Grijó a primeira equipa a criar perigo aos 5 minutos num contra-ataque de Bruno Carvalho que cruzou para a área onde Napoleão atirou de cabeça ao lado da baliza, o Infesta dominou o encontro de principio ao fim. Aos 9 minutos, Vitinha I remata com perigo após triangulação com Pedro Nuno e Braga. Dez minutos depois, Vitinha I cruza da esquerda para a área onde aparece Maga que atira de primeira ao poste da baliza de Hélder. O Infesta continuava a mandar no encontro e tem razões para reclamar uma grande penalidade por falta sobre Pedro Nuno aos 24 minutos, depois de ter sido empurrado por Vítor Hugo num cruzamento para a área de Pedro Pereira. Só havia um sentido no encontro, que era o da baliza da equipa do Grijó e Pedro Nuno, Braga, Maga e Paulinho eram os jogadores mais irrequietos num ataque, orquestrado por Vitinha I. Contra a corrente do jogo, o Grijó chega ao golo aos 37 minutos. Numa jogada de contra-ataque, Bruno Carvalho faz um passe em profundidade para João, que parece estar em posição irregular, este embrulha-se com Duarte mas tem ainda o discernimento de dar um toque na bola que foi em direcção da baliza, de nada valendo a tentativa de Pedro Pereira que bem tentou impedir que a bola entrasse. O Infesta sentiu o golo e foi novamente para cima do Grijó. Aos 41 minutos, Paulinho remata com muito perigo ao lado da baliza de Hélder e perto do intervalo, um cruzamento da direita de Vitinha I ao segundo poste, Maga atira de cabeça para o meio onde estava Braga que só teve de encostar para o fundo da baliza. O empate a um ao intervalo, era penalizador para o Infesta que foi a melhor equipa em campo.

Na segunda parte, as oportunidades não foram tão abundantes mas o Infesta entrou com o intuito de procurar o golo. Golo esse que surgiu dez minutos depois por Paulinho que ganhou em velocidade à defesa do Grijó e perante a saída do guardião, fez passar a bola por cima de Hélder. Com o golo, fez-se justiça no marcador e o Infesta passou a controlar mais o encontro. O terceiro golo surgiu num livre marcado por Paulinho aos 67 minutos, com a bola a bater na parte interior do poste, não dando qualquer hipótese ao guarda-redes do Grijó. Com o terceiro golo, o Infesta passou a dar a iniciativa de jogo ao Grijó, mas sem resultados praticos, pois a equipa grijoense não tinha argumentos para contrariar a defensiva do Infesta. Tanto que as melhores oportunidades até ao final, acabaram por pertencer ao Infesta. Aos 87 minutos, cruzamento rasteiro da direita de Pedro Pereira para a área onde aparece Vitinha I que atira com perigo ao lado da baliza. Pouco depois, livre de Vilas Boas para a área, Pedro Nuno ganha de cabeça para Vitinha II que entra na pequena área, cruza rasteiro para o meio mas a bola perde-se nos pés de Vitinha I que já com o guardião pela frente, não o consegue desfeitear. Aos 92 minutos, jogada rápida do Infesta, Pedro Nuno deixa em Rui Franco e este à entrada da área, atira para boa defesa de Hélder. O Grijó, na segunda vez que vai à baliza do Infesta, faz novamente golo. Num rápido contra-ataque de Vando pela direita, este flecte para o meio onde consegue ganhar espaço para o remate à entrada da área, a bola bate em Guedes e trai o guarda-redes Duarte.

Final do encontro, o Infesta vence por 3-2, num resultado que deveria ter maior margem no marcador a favor do Infesta, tal foi a superioridade em toda a partida. Com este resultado e aliado ao empate a zero entre Sousense e Vila Real, o Infesta aumenta para cinco pontos, a vantagem para o terceiro classificado, o Vila Real, reforçando assim o segundo lugar. O árbitro da partida, Sr. Renato Mendes da AF Braga, teve erros que poderiam ter dado outro resultado no marcador em prejuízo do Infesta, valeu a equipa que soube marcar nas alturas certas. Uma palavra final para o delegado ao jogo do Grijó, que foi o presidente do clube, o Sr. Manuel Gomes, que mais uma vez e à semelhança do que já tinha feito no encontro da 2ª jornada da primeira fase, onde originou o castigo ao nosso guarda-redes Miguel Matos, voltou a provocar os jogadores do Infesta no final do encontro.

RESULTADOS DE 15 DE ABRIL


Resultados equipas de Matosinhos

AMARANTE 1 PADROENSE 1

INFESTA 3 GRIJÓ 2

LEÇA 2 SP MÊDA 1

PEDROUÇOS 1 CUSTÓIAS 0

PERAFITA 3 ÁGUIAS DE EIRIZ 1

LAVRENSE 2 BALASAR 0

MARCO 09 3 DL BALIO 0

SCS HORA 2 ATAENSE 1

INTER MILHEIRÓS 0 LUSITANOS 2

ALDEIA NOVA 1 FORMIGA 2

NUNO SILVA (cap) TEME PELO FUTURO DO LEIXÕES


Capitão teme pelo futuro do clube

Ao longo dos anos o futebol português habituou-nos aos dramas financeiros dos seus clubes, cujos problemas acabam sempre por ser resolvidos no último momento. Mas a crise pode estar a mudar esse cenário, e o Leixões pode ser a próxima vítima.

"As pessoas e os adeptos não têm bem a perceção da gravidade da situação do Leixões", afirma o capitão Nuno Silva que está há 12 anos no clube. "A direção e o presidente demitiram-se e não há ninguém a tentar resolver os problemas do clube, não há ninguém que dê um passo em frente", explicou o capitão, que tal como os restantes companheiros, não recebe ordenado desde novembro. "É óbvio que os salários em atraso não ajudam, mas o problema vai muito mais além. Estou aqui há 12 anos, esta já é a minha casa e queria ficar aqui para sempre, mas temo que na próxima época, o Leixões não tenha equipa de futebol", declarou Nuno Silva, ilibando a atual direção. "Gostávamos que o presidente continuasse pois já fez muito pelo clube e, inclusive, meteu aqui muito dinheiro. O que aconteceu é que provavelmente muitos dos apoios que lhe foram prometidos, não foram cumpridos. O tecido empresarial e a própria cidade de Matosinhos afastaram-se do clube", lamentou o defesa. "Ninguém quer saber e não vejo nenhuma solução à vista", acrescentou o capitão leixonense.

Com a subida no pensamento

Apesar de todos os problemas o Leixões, embora à distância, persegue o trio que segue na frente pela promoção. "Ninguém nos pediu para lutarmos pela subida, essa é uma responsabilidade de outros. Mas imagine-se o que poderíamos fazer se houvesse maior estabilidade. É uma pena", lamenta Nuno Silva que nestas condições é impossível pensar em objetivos. "Há pontos em disputa. Vamos correr por fora, nunca se sabe. Mas é complicado", rematou.

OJOGO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC