RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

quinta-feira, 9 de abril de 2020

NOVAS REGRAS NA ARBITRAGEM COMEÇAM A 01 DE JULHO

Vão haver novas regras na arbitragem para a próxima temporada, implementadas a partir de 01 de julho com destaque para "o limite do braço no ponto inferior da axila", determinar uma falta clara, revelou o IFAB em comunicado.

"Caso o atacante acidentalmente toque a bola com a mão só sofrerá uma penalidade se o jogo terminar "imediatamente" com um golo ou se depois de tocar com a mão, a bola viaja uma distância muito curta. Para determinar claramente a infração manualmente, o limite é estabelecido na parte inferior da axila", revelou o IFAB.

A cobrança dos penáltis também vai mudar que determina que uma infração de um guarda-redes como por exemplo adiantar-se da linha só pode ser punida caso influencie o resultado final da marcação da grande penalidade. 

Isto significa que se o guarda-redes adiantar e a bola for para a barra ou para fora, não é repetido o penálti. O cartão amarelo só pode ser mostrado caso o guarda-redes cometa a infração por duas vezes seguidas.

"O toque com a mão voluntário por parte de um defesa será considerado no momento de determinar um lance de fora de jogo; Se o árbitro permitir a cobrança de uma falta rapidamente ou der lei da vantagem após uma falta que interfira numa jogada clara de ataque, não deve ser mostrado o cartão amarelo; Os jogadores que não respeitarem os quatro metros de distância obrigatória na bola ao solo num livre devem ser punidos com cartão amarelo; Se o guarda-redes marcar um pontapé de baliza ou uma falta para um companheiro e este devolver com o peito ou a cabeça, o lance deve ser repetido", menciona o comunicado.

Dois amarelos pode não significar expulsão caso o segundo seja apresentado no desempate por penáltis. Se o marcador da grande penalidade e o guarda-redes realizarem infrações ao mesmo tempo, o punido vai ser o marcador do penálti. 

Em relação ao VAR é obrigado a rever lances "subjetivos" na área de revisão ao lado do monitor.

"Desde que o incidente a ser revisado seja suscetível a considerações subjetivas, o árbitro deve revisá-lo no monitor ou seja, analisar as repetições na área de revisão", menciona.

Estas alterações vão ser implementadas a 01 de julho mas cada Federação tem a hipótese de escolha da atual lei da arbitragem ou da nova lei até ao final da presente temporada, caso esta retoma a 29 de maio.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

JOGADORES PROFISSIONAIS PODEM VOLTAR A TREINAR

Os jogadores profissionais, aonde está incluído o Leixões podem voltar a treinar no âmbito da alteração do novo estado de emergência, confirmou o presidente do Instituto Português de Desporto e Juventude, Vítor Pataco à A BOLA.

"Para os efeitos do presente decreto, a atividade dos atletas de alto rendimento e seus treinadores, bem como acompanhantes desportivos do desporto adaptado, é equiparada a atividade profissional", descreve a alínea 3 do quinto artigo do decreto n.º 2-B, em 2020.

O principal universo que se fala é o futebol profissional que passa pela I e II Liga, além de outras modalidades que tenham jogadores profissionais. Assim o desempenho da atividade do futebol é uma das exceções ao "dever geral de recolhimento obrigatório".

Ao jornal A BOLA Vítor Pataco menciona que podem haver a reabertura de instalações desportivas dos clubes aos seus profissionais só podendo o fazer em contexto de treino, avaliando o risco/benefício para os atletas e as condições de segurança e de saúde.

O líder da IPDJ confirma assim a possibilidade de que os treinos possam regressar em maio ou mais cedo, caso assim o decreto do estado de emergência depois de 17 de abril entenda.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino


"FALTOU CONSISTÊNCIA À NOSSA TEMPORADA"

O central do Leixões Pedro Pinto salientou que "faltou consistência à nossa temporada" para conseguir outra posição na classificação até ao momento, em declarações ao Record.

"O objetivo do Leixões no início da época era a subida de divisão, mas neste momento essa é uma meta quase impossível. Começamos bem, mas faltou consistência à nossa temporada. Perdemos alguns pontos com equipas contra as quais não devíamos ter perdido e ficamos longe do nosso objetivo", mencionou.

"A época a nível individual tem corrido bem e sinto que tenho ajudado o Leixões, clube que me deu tudo. Gostava de subir e jogar com o Leixões na I Liga", vincou.

O central elogia os métodos do experiente Manuel Cajuda, revelando ser "uma pessoa bastante engraçada".

"Ele tem os seus métodos e é uma pessoa bastante engraçada. Aprendemos muito e tem-nos mostrado muito daquilo que foi vivendo ao longo da carreira", relatou o central de 25 anos.

Depois de uma passagem pelo Vitória de Setíbal e Arouca, esta época Pedro Pinto regressou ao Leixões, onde cumpriu toda a sua formação.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC