RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 29 de dezembro de 2013

PERAFITA CEDE EMPATE A CINCO MINUTOS DO FIM

 
CAMPEONATO NACIONAL DE SENIORES 15.ª JORNADA 
Estádio do Perafita em Matosinhos. 
 Arbitro: Paulo Raposo (Santarém) 
PERAFITA 1 CAMACHA 1 Ao intervalo: 1-0 Golos: Paulinho(24)gp, Julio(85). 
Amarelos: Prioste(38), Gonçalo(54), Viana(54), Coentrão(60), Pacheco(63), Marquinhos(80). 

PERAFITA: Artur, Pacheco, Ricardo, Tiago Madalena, Diogo, Benta (Tinaia, 46), Viana, Paulinho (H.Silva, 80), Fonseca (Lutchindo, 74), Toninho e Coentão T. Óscar Nogueira 

 CAMACHA: Carin, Dário, Manuel , Flávio, Hugo, Gonçalo, Santos (Ricardinho, 61), Gleibson (Julio, 14), Valter, Freitas, Prioste (Marquinhos, 65) T Francisco Gouveia 

 

Jogo muito bem conseguido pelo FC Perafita. Resultado que não traduz a supremacia perafitense, que teve sempre o jogo controlado e de olhos postos na baliza contrária A equipar todo de vermelho (equipamento alternativo para esta época), aos 24`minutos o capitão Paulinho deu vantagem aos azuis e brancos, de grande penalidade, trazendo justiça ao que se passava no sintético de Perafita. Os madeirenses bem tentaram procurar o golo no segundo tempo, mas esbarravam sempre na organização defensiva do FC Perafita que ameaça ampliar a vantagem. A cinco minutos do fim, e quando se avistava nova vitória dos perafitense, eis que os insulares chegam ao igualdade. 

 Jogo ficou marcado por confrontos entre os jogadores das duas equipas no fim do jogo e à entrada para as cabines. Próxima jornada FC Perafita desloca-se à  Foz do Sousa para defrontar o UD Sousense.

EM LEÇA QUASE SE FAZIA TAÇA

 
 Taça A F Porto (Brali) 1.ªeliminatória 1/8 de final 
Estádio do Leça Futebol Clube em Leça da Palmeira. 
Árbitro – André Dias 
 LEÇA 1 SENHORA DA HORA 0 
Ao intervalo, 1-0 golo Cuca aos 25 minutos de grande penalidade

   

LEÇA: Marco, Cuca, João Miguel Santos, Hélder Borges, Huguinho (Ruca 87), Rafa (Meneses 87), Domingos (Mimba 73), César, Miguel Pinto, Pedras (Wendel 87) e Cláudio. T Nuno Costa 

 

SC SENHORA DA HORA: Moreira, Fábinho, Walmor Henrique, André (Bruno Carvalho 77), Dias (Diogo 77), Isaías, Bruno Pereira, Serrão, Gandarela (Joãozinho 65) e Piasca. T Nuno Gonçalves.

 Numa tarde fria, sob um tapete bem tratado, assistiu-se a um jogo bem disputado e com a incerteza do vencedor até ao final. Muito por um culpa do SC Senhora da Hora, duas divisões inferiores em relação aos leceiros, que surpreenderam o seu adversário com um entrada muito preciionante, que lhe valeu as melhores oportunidade de marcar no primeiro período. Logo aos 16 minutos, Piasca pela direita assiste Isaías para o golo, mas o médio (protagonizou uma grande exibição) não foi feliz e enviou o esférico à barra. No minuto seguinte, Gandarela (que jogou sozinho na frente), o filho da casa, desvia de cabeça ao primeiro poste a bola sobra para Serrão, que só não faz golo, por manifesta infelicidade. Continuam os senhorenses a jogar sobre a defensiva leçeira, e Gandarela pela esquerda assiste Serrão e este atirar por cima da baliza à guarda de Marco. Aos 25 minutos de jogo, pela direita do ataque leceiro, Miguel Pinto, dentro da área e já sobre a linha de fundo, arranca muito bem uma grande penalidade a Walmor Henrique, que não toca no leceiro, mas que enganou por completo o árbitro auxiliar do lado da bancada descoberta, que deu sinal a André Dias, árbitro da partida para a marca dos 9 metros. Walmor Henrique, amarelado e penalti cobrado por Cuca, abrindo o activo. Logo a seguir, Huguinho ( o mais perigoso avançado leceiro) cruza com conta peso e medida para a cabeça de João M Santos, que desperdiça. A equipa do Senhora da Hora, não tremeu e foi á procura do golo e com consistência se instalou no meio campo adversário, até ao intervalo.

   

A segunda metade do encontro já foi mais equilibrada, mas Gandarela, abre de novo as hostes com um bom remate que sai ao lado. Responde o Leça com Huguinho a cruzar mais uma vez, proporcionando a Rafa uma excelente oportunidade. Jogo de parada e resposta, Domingos, quase faz de cabeça o segundo. Uma palavra de grande apreço a esta jovem equipa do Senhora da Hora, pelo facto de que encarou o seu adversário, olhos nos olhos, têndo inclusive sido superior em grande parte do desafio, merecia outro resultado e Taça poderia ter acontecido. 

 Melhores em campo, Isaías pelo lado senhorense, jogou enorme no meio campo e João Miguel Santos, este não sabe jogar mal. Arbitragem, bem conduzida, mas mal auxiliada, no penalti, como teve duvidas limitou-se a responder a sinalética do auxiliar

LEIXÕES DESPEDE-SE DE 2013 COM UMA DERROTA

foto de arquivo 

 23.ª jornada da Liga 2 Cabovisão 
Estádio do Mar, em Matosinhos 
Árbitro: Jorge Ferreira (Braga). 
LEIXÕES 1 CHAVES 2 
Ao intervalo: 0-1.Marcadores: 0-1, Barry, 26 minutos. 0-2, Barry, 63. 1-2, Moreira, 80. 

 LEIXÕES: Jorge Batista, Oto'o, Zé Pedro, Materazzi (Rui Cardoso, 79), João Pedro, Anderson, Ruben Saldanha (Pedras, 68), Cadinha, Rui Coentrão (Talles, 46), Moreira e Anderson Grafite.Treinador: Pedro Correia. 

 CHAVES: Paulo Ribeiro, Sagna, Lamine Ba, Ricardo Chaves, Nelson, João Fernandes, Siaka Bamba, Luís Pinto (Luís Carlos, 74), Sérgio Organista (Tengarrinha, 68), Barry (Clemente, 79) e Kuca.Treinador: Quim Machado. 

 Chegaram ao final os jogos no ano de 2013. Nesta última jornada do ano, mas não a última do campeonato, o Leixões SC recebeu o GD Chaves em jogo a contar para a Liga2 Cabovisão. Depois de duas derrotas consecutivas, o objetivo era o de dar a volta por cima voltando às vitórias diante da equipa transmontana que derrotou os matosinhenses na primeira volta do campeonato. O Leixões até entrou bem em campo motivado pelos adeptos presentes no Estádio do Mar e aos 3’ Zé Pedro teve a primeira grande oportunidade mas foi o Chaves a adiantar-se no marcador quando estavam decorridos 26'. Um cruzamento de Kuca para a cabeça de Barry colocou os da equipa visitante na frente do marcador e fez com que o Leixões corresse atrás do prejuízo. 

Com o regresso o intervalo, os matosinhenses fizeram entrar Talles que volta assim aos jogos após lesão, o Leixões entra ainda melhor na segunda parte mas, de canto, o Feirense ampliou a vantagem aos 63' com Barry a bisar de cabeça. O Leixões responderia pouco de pouco por intermédio de Moreira, ele que viria a reduzir a desvantagem para 1-2 tendo conseguido bater Paulo Ribeiro. Atrás do prejuízo, o Leixões ainda tentou empatar o encontro mas, até ao apito final, o conjunto matosinhense não conseguiu violar as redes da equipa visitante e, consequentemente, pontuar. 

Janeiro vem aí e o Leixões estará em campo em três competições: já no próximo sábado, dia 4 de Janeiro, o Leixões realiza o primeiro encontro de vários jogos das várias competições ao receber o Estoril-Praia em jogo da Taça de Portugal marcado para as 14h00.

BLOG LEIXÕES

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC