RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

RESULTADOS


FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS 
   
   
Taça de Portugal 4ª eliminatória 
LEIXÕES 1 ANADIA 0
   
Divisão d´elite 14ª JORNADA série 1
AVINTES 2 PADROENSE 2
INFESTA 2 BOAVISTA B 1
LAVRENSE 1 VALADARES 4
   
DIVISÃO DE HONRA 11ª J -SÉRIE 1 AF Porto
LEÇA DO BALIO 1 GULPILHARES 0
PERAFITA 0 BALASAR 3
GONDIM 0 CUSTÓIAS 0
   
1ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO Jª 10
LUSITANOS 1 ESTRELAS DE FÂNZERES 0
LEVERENSE 2 SENHORA DA HORA 1
ALDEIA NOVA 1 CRESTUMA 3
   
2ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO Jª 9
LEÕES DE SEROA 2 PERAFITA 0

OS BRAVOS DE MATOSINHOS EMPATAM FORA E PERSEGUEM O COMANDANTE



14 ª Jornada da Divisão d´Elite AF Porto
Complexo Desportivo de Avintes – Gaia
Árbitro Pedro Campos
AVINTES 2 PADROENSE 2
Ao intervalo 1-1 Golos Luís (5 e 88) Ricardo (7`) e Gorito (83)

AVINTES: Humberto, Rafa, Ricardo Correia, Renato, Pedro Sá (Bruno Duarte 80), Freixo, Rui Silva, Tiago, Bruninho (Freitas 63) Luís e Cacheira (Sacy 80) Trinador João Ferreira

PADROENSE:Moreira, Balito, Fábio, Pereira, Carneiro, Ricardo, Leitão, Jardel (Gorito 74), Pedro Oliveira (Mesquita 74) Ivan e Lico. Treinador João Costa  


Apesar da forte chuva que se fez sentir e estragar por completo o relvado as duas equipas protagonizaram um belíssimo espetáculo de futebol em que a qualidade das duas equipas ficou bem demonstrado.
O Avintes que estreava novo técnico (um regresso) fez um golo madrugador (5 minutos) por Luís que bisou no encontro. Os  Bravos de Matosinhos responderam de imediato com um golo de Ricardo aos 7 minutos. A té ao intervalo o resultado não se alterou apesar de 2 boas ocasiões que os locais tiveram para marcar.

No segundo tempo o equilíbrio foi a nota dominante. Com oportunidades  repartidas as equipas nunca virama a cara a luta. Ao minuto 83 Gorito que saíra do banco minutos antes, assinou o golo da remontada, quando tudo se conjugava para a conquista de mais três pontos para o Padroense, Luís bisou aos 88 minutos, fechando o encontro com uma igualdade.

Próxima Jornada a Equipa do Padroense recebe no seu reduto a equipa do Sport Clube de Rio Tinto (uma das boas equipas deste campeonato ). 

Foto Jorge Peixoto 

LEIXÕES ESTÁ NOS OITAVOS DE FINAL DA TAÇA ONDE JÁ FOI FELIZ POR UMA VEZ


4ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA DE PORTUGAL 
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Tiago Martins (AF Lisboa).
Leixões - Anadia, 1-0.
Ao intervalo: 1-0. Golo 1-0, Erivaldo, 26 minutos.

LEIXÕES: Luís Ribeiro, Jorge Silva, Matheus, Pedro Monteiro, Derick (Breitner, 90), Ceitil, Amine, Lawrence, Roniel (Evandro Brandão, 75), Erivaldo (Stephane, 83) e Kukula. Treinador: Filipe Gouveia.

ANADIA FC : Manuel Gama, João Nogueira, Kaká, Pedro Santos, Rui Raínho, Maurício, Rúben Silvestre (Diogo Ribeiro, 64), Kingsley (Sérgio Nogueira, 46), Leandro Vieira (Firmino Salgado, 74), André Aranha e Marcelo Santiago. Treinador: Nuno Pedro.

Um golo de Erivaldo, na primeira parte, valeu este domingo ao Leixões, da 2.ª Liga, o apuramento para os oitavos de final da Taça de Portugal, após derrotar o Anadia, do Campeonato de Portugal, por 1-0.
Na primeira parte, o Leixões criou duas ocasiões para marcar no espaço de um minuto, foi feliz na segunda e dessa forma chegou ao intervalo na frente, apesar da forte reação do Anadia ao golo de Erivaldo (26 minutos). Um cruzamento da direita de Jorge Silva (25), emendado de cabeça por Kukula a que Manuel Gama correspondeu com uma defesa vistosa para canto, precedeu o golo inaugural, com Erivaldo a surgir na emenda ao canto apontado pelo lateral direito. Até então inofensivo, o Anadia respondeu à altura criando uma série de ocasiões para marcar, a principal num remate de Pedro Santos, aos 36 minutos, que Luís Ribeiro, com uma defesa felina, desviou pela linha de fundo.
A segunda parte acentuou o equilíbrio que a reação do Anadia fez surgir até ao intervalo, ameaçado apenas quando um remate de Roniel (57 minutos) obrigou o guarda-redes a desviar para o poste. Com mais capacidade de luta que acerto, o Anadia fez perigar a vitória até aos instantes finais, acabando o jogo com os adeptos do Leixões, apesar da vitória, a insultar o treinador pelo fraco desempenho da equipa.

Fotos de Anabela Delgado 

Lusa 

terça-feira, 20 de novembro de 2018

VÍTOR FONSECA TERMINA LIGAÇÃO COM O LEÇA



Depois de Ramalho, Sérgio Pedras e Diogo Pedras em pouco mais de um mês terem batido com a porta, Chegou a vez de Vítor Fonseca põe término à sua ligação com o Leça FC

“Chega hoje ao fim a minha a minha ligação ao Leça F. C. Decisão ponderada, para alguns previsível, para outros nem tanto. No entanto, acho que é o momento certo. Os motivos não importam, importa sim é o Leça ter tranquilidade para seguir o seu caminho, que espero que seja de sucesso! “

Palavras do jogador no seu Facebook que recordou também o Título e subida de divisão alcançado pelo clube Leceiro

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

PADROENSE NÃO FACILITA E DESPACHA LAVRENSE COM DOIS GOLOS SEM RESPOSTA


13ª Jornada da Divisão d´Elite AF Porto Série 1
Estádio do Padroense FC – Senhora da Hora - Matosinhos
Árbitro José Bessa (AF Porto)
PADROENSE FC 2 UD LAVRENSE 0
Ao intervalo, 1-0, golos Ricardo (5`) Lutchindo (85`)

PADROENSE FC: Moreira, Renato, Barny, Lindolfo, Taipa; Ivan (Lutchindo 82), Ricardo, Guilherme (Pedro Oliveira 62),  Leitão, Jardel (Juca 82) e André (Carneiro 62). Treinador João Costa

UD LAVRENSE: Ruben, Miguel, Palheira, Pessanha e Vasco; Nuno Costa (Mbesso 55), Ruizinho (Pereira 41), Rui Da Silva (Mika 64), Káka,  Berto (Benny 64), Tiago Carvalho. Treinador Leandro Cunha.

Cedo os Bravos de Matosinhos começaram a construir este triunfo, justo sobre um adversário que dificultou e muito e vendeu cara a derrota.
Leitão ao minuto 5 consegue entra na área com a bola controlada e de frente a Rúben permite defesa apertada do guardião, na recarga e quase em cima da linha de golo ricardo abre o ativo.
O jogo entra numa toada de equilíbrio e o intervalo chegou com os anfitriões  a vencerem por uma boal a zero com excelente resposta dos Lavrenses.

No segundo tempo a toada de jogo não se alterou equilíbrio total com a equipa Lavrense com mais posse e ataque organizado , jogando o Padroense em jogadas de transição. O perigo apareceu de novo na baliza à guarda de Ruben que parou com mestria um remate de meia distãncia. Ao minuto 85 o golpe fatal mas pretensões visitantes, Pedro Oliveira já dentro da área consegue arranjar espaço para rematar a bola sai ao poste mais distante e Lutchindo confirmou o segundo para a sua equipa.
Com este resultado a equipa dos Bravos de Matosinhos continuam isolados no segundo posto perseguindo o líder Canelas

Fotos Anabela Delgado 


FALTA DE SORTE E EFICÁCIA FORASTEIRA DITARAM RESULTADO FINAL


12ª JORNADA CAMPEONATO DE PORTUGAL SÉRIE B
Estádio do Leça Futebol Clube.
Árbitro: Bruno Costa (AF Braga)
LEÇA 1 SANJOANENSE 2
Ao intervalo 0-0 Golos de Caleb aos 65`m,  Max a igualar aos 68`m e Kay Kay aos 86`m a dar vantagem à Sanjoanense

LEÇA FC Bruno Monteiro, Joel, Max, Alex, Paulo Lopes, Jair (Areias, 88), Teles, Pedro Pinto (Bruno Simões, 58), Miguel Ângelo (Pedro Prazeres, 84), Zé Carlos e Isaac. Treinador Domingos Barros
AD SANJOANENSE: Nuno Dias, Ken, Almeida, Caue, Castro, Syzsi, João António (Mateus, 59), Gazela (Daniel Adjei, 83), Kay Kay, Caleb e Terrence (Coulibaly, 51). Treinador Nuno Costa

O Leça que vinha de duas vitórias consecutivas entrou melhor no encontro, pressionando o adversário e criando também boas situações de golo, como aconteceu aos 19 minutos quando Issac atira ao poste da baliza à guarda de Nuno Dias. A Resposta de Sanjoanense veio ao minuto 41, Caleb rematou forte com uma grande resposta dada pelo guardião Bruno Monteiro  
Para a segunda metade estava reservado o momento do jogo 65 minuto, grande golo de Caleb que fica para memória futura (pontapé de bicicleta com  a bola a descrever um arco fazendo um autêntico sombrero a Bruno monteiro).
O Leça não tremeu e Max repõe a igualdade 3 minutos depois ma sequência de um pontapé de canto atira a contar. Jogo entra e parada e resposta mas sempre com superioridade leceira, coube a sorte a equipa forasteira desfazer o empate, minuto 86 com alguma felicidade Kay Kay dá de novo vantagem à Sanjoanense (bola rematada bate num defensor leceiro e traí Bruno Monteiro .
 Em suma o Leça foi superior mas a falta de sorte aliada a eficácia da turma visitante valeram mais uma derrota leceira que se posiciona em penúltimo lugar na tabela com 10 pontos  

Foto Leça FC 

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

RESULTADOS


FUTEBOL SÉNIOR DE MATOSINHOS 
   
9ª Jornada Ledman Ligapro 
AROUCA 2 LEIXÕES 0 
   
Campeonato de Portugal 11ª Jornada série B 
MEDA 1 LEÇA FC 2 
   
Divisão d´elite 12ª JORNADA série 1 
FC INFESTA 1 PADROENSE 2 
LAVRENSE 2 OLIVEIRA DO DOURO 3
   
DIVISÃO DE HONRA 9ª J -SÉRIE 1 AF Porto
CASTELO DA MAIA LEÇA DO BALIO 1
PERAFITA 2 CANDAL 2 
BALASAR 2 CUSTÓIAS 1
    
1ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO Jª 8
LUSITANOS 0 D. PORTUGAL 1
ALDEIA NOVA 3 CD TORRÃO 3
PASTELEIRA 0 SENHORA DA HORA 0
    
FC PEDRAS RUBRAS 2 PERAFITA B 0

OS LUSITANOS CEDEM EM CASA FRENTE AO LÍDER


8ª JORNADA DA 1ª DIVISÃO Serie 1 AF Porto
Parque de Jogos Domingos Soares Lopes Em Santa Cruz do Bispo
Árbitro Vítor Costa.
OS LUSITANOS 0 DESPORTIVO  DE PORTUGAL  1
Ao intervalo. 0-1 Golo Coelho (41)

OS LUSITANOS: Ângelo, Cavadas, Teixeira, Manu e Mazola; Renato, Valente (Nélson 55) Ivo, Tiago (Freire 55) Zé Bina (Paulinho 85) Oliveira (Gandarela 85). Treinador Marco Aleixo.

D. PORTUGAL: Bruno, Bruninho, Oliveira, Castro e Nuninho; Caçoila, Bica (Alago 68) Coelho (Mamede 90), Ricardinho (Rui Carvalho 68) Márcio. Treinador Manuel Valente

A chuva não deu tréguas mas nem por isso se deixou de assistir a uma boa partida de futebol. Jogo sempre repartido muito disputado sobre o meio do terreno em que as oportunidades de golo rareeram nos primeiros 45 minutos. Aos 42 minutos numa desatenção defensiva, primeiro Cavadas e depois Sérgio Teixeira não foram lestos em afastar o perigo e Coelho livre de marcação já dentro da pequena área limitou-se a empurrar o esférico para lá da linha de golo, fazendo ú nico golos do encontro.
No segundo tempo foi ver os Lusitanos à procura do prejuízo, jogando mais insistente no ataque, com mais posse de bola, fruto da estratégia dos visitantes que exploravam o contragolpe com destaque para Márcio que lutava sozinho no eixo defensivo dos da casa.
Resultado injusto, pois pelo que fizeram os comandados de Marco Aleixo a divisão de pontos ficaria bem melhor.


Foto Anabela Delgado

BIS DE ISAC NA 2ª VITÓRIA CONSECUTIVA LECEIRA


Estádio Dr. Augusto Carvalho em Mêda
Jornada 11 Campeonato de Portugal Série B
Árbitro João Afonso (AF Bragança)
MÊDA 1 LEÇAFC 2
Ao intervalo. 1-0 Golos Filipe Gusmão (20) Isac (55 e 73)

MÊDA: Valter, Rafa, Matheus, Cristiano, Filipe, Flavinho (Alibacar, 61), Élvis Martínez, Rui Santos, Prata (Bryan, 74), Bruno Morgado (Rúben Reto, 86) e Pimenta. Treinador Rogério Afonso 

LEÇA FC: Bruno Monteiro, Joel, Alex, Max, Paulo Lopes, Teles, Pedro Pinto (Areias, 45), Jair, Zé Carlos, Miguel Ângelo (Medeiros, 70, (André Sousa, 75) e Isaac. Treinador Domingos Barros

Terceira vitória no campeonato, segunda consecutiva a dar sinais de recuperação em Leça Da Palmeira
Com um início de jogo que nem era carne nem era peixe, os da casa adiantaram-se no marcador à passagem do minuto 20 através de Filipe Gusmão tirando partido de uma desatenção defensiva da turma leceira.
Apesar das condições bastante adversas (a chuva não dava tréguas), o leça adaptou-se bem melhor ao estado do terreno e superioriza-se em realção ao adversário com Isac em destaque primeiro protagonizando uma grande defesa ao guardião da casa e depois ve um remate seu salvo em cima da linha de golo.
O intervalo chegou com uma grande injustiça no marcador.
Na segunda parte foi diferente, o Leça conseguiu materializar em golos a sua superioridade com Isac a bisar no encontro primeiro aos 55 minutos e depois aso 73, contribuindo de forma decisiva para a terceira, segunda vitória consecutiva no campeonato. Até ao final foi ver os homens da casa a bombear bolas para a área leceira com estes a controlar a dispor de mais duas ocasiões para dilatar a vantagem.    



DERROTA AMARGA EM AROUCA COM NUNO ALMEIDA A DAR UMA AJUDINHA


9ªjornada 2.ª Liga,
Estádio Municipal de Arouca.
Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).
Arouca - Leixões, 2-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores: Massaia,( 52  gp ) Bukia, (70)

Arouca: Rui Vieira, Thales, Massaia, Deyvison, Kiko, Ericson, Soares, Didi (Bruno Alves, 78), Bukia (Sanchez, 90), Adílio e Fábio Fortes (Malele, 86).Treinador: Quim Machado.

Leixões: Tony, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stéphane, Ceitil, Luís Silva (Kukula, 60), Ofori (Amine, 46), Erivaldo, Bernardo (Roniel, 68) e Evandro Brandão.Treinador: Filipe Gouveia.

O Leixões, que não perdia há oito encontros, desceu ao nono lugar mas de uma forma inglória pois os matosinhenses fizeram tudo trazer os três pontos de Arouca
Primeiro tempo de muito bom nível do Leixões, completamente por cima da partida, apesar da intempérie registada em Arouca. Bura dispôs de uma grande penalidade aos 25 minutos, mas Vieira defendeu, com Bernardo na recarga a enviar ao poste e Evandro a acabar por fazer golo, mas com o árbitro, para estupefacção de todos, anular o mesmo por pretenso fora-de jogo quando o avançado leixonense está uns bons 3 metros (!) antes do último defesa do Arouca, Erro de Nuno Almeida que teve influencia no desfecho desta partida
A turma do Mar continuou a lutar e viu novamente o poste negar o golo a Erivaldo, num cabeceamento após cruzamento de Jorge Silva., aos 42 minutos

Na segunda metade, Fábio Fortes foi derrubado na área por Pedro Monteiro, com Massaia a colocar o Arouca em vantagem da marca dos 11 metros.
Com o relvado cada vez menos praticável por força da constante chuva, Bukia aumentou a vantagem dos arouquenses (70') com um remate ainda de longe, mas que bateu no solo e surpreendeu o guarda-redes Tony.
A partir daí, a equipa de Filipe Gouveia arriscou cada vez mais, e Erivaldo, por duas vezes, teve o golo nos pés, enquanto, para os visitados, Deyvison e Adílio podiam bem ter dilatado a vantagem.

Mitchfoot

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

DIOGO PEDRAS DEZ ANOS DEPOIS DEIXA O LEÇA FUTEBOL CLUBE

ÚLTIMA HORA! 
Diogo Pedras abandona o Leça Futebol Clube 
QUEBRA DE CONFIANÇA NO PROJETO MOTIVA JOGADOR

Comunicado do departamento de futebol sénior do Leça FC
O departamento de futebol sénior do Leça Futebol Clube vem por este meio informar a desvinculação por parte do capitão Diogo Pedras.
Esta decisão foi comunicada de forma abrupta e inesperada para o departamento de futebol. Sendo um atleta, com uma ligação de 10 anos ao serviço do nosso emblema, o Leça Futebol Clube tudo fez no sentido de contrariar esta sua decisão todavia o atleta revelou intransigência e quebra de confiança no projecto do Leça Futebol Clube.
Leça Futebol Clube, 6/nov/2018

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

LEÇA COM GARRA VENCE COM MUITO CORAÇÃO



10ª  JORNADA Campeonato de Portugal Série B
Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
Árbitro: José Rodrigues (A.F. Porto)
Cartão Vermelho por acumulação a Vítor Fonseca aos 26 minutos
LEÇA FC 2 AMARANTE FC 1
Golos Zé Carlos (10`) Miguelito (26 gp) Teles (80`)

LEÇA FC: Bruno Monteiro, Joel, Max, Vítor Fonseca, João Pedro, Jair, Pedro Pinto, Zé Carlos, Miguel Ângelo (Teles, 66), Diogo Pedras (Areias, 78) e Isaac (Alex, 90). Treinador Domingos Barros

AMARANTE: Nené, Armando, César, Diogo Vila (Diogo, 86), Andrezinho (Guilherme, 58), Tiago Silva (Maia, 89), Piquet, Alex Silva, Miguelito, Marquinhos e Muacir. Treinador Pedro Pinto

Debaixo de forte chuva que se fez sentir no concelho de Matosinhos e norte do país, as equipas defrontaram-se de uma forma aguerrida na disputa dos três pontos, com o terreno empapado coube ao Amarante a 1ª oportunidade de golo (4 minutos) nos pés de Miguelito. Aos dez minutos golo do Leça com Diogo Pedras a servir Zé Carlos e este a bater (mal batido) o guarda redes amarantino.  O Amarante reage ao golo sofrido e esteve perto de empatar a partida. Aos 26 minutos grande penalidade e consequente expulsão a Vítor Fonseca, em lance muito dúbio que provocou o descontentamento leceiro. O intervalo chegou com o empate verificado

No segundo e com um relvado muito pesado, previa-se muito chutão para frente e sem grande primores técnicos, 10 minutos decorridos, o jogo não era carne nem era peixe. A partir dos 60 minutos aparecem os desequilíbrios ofensivos (o Leça estava a jogar em inferioridade numérica) valeu as grandes defesas protagonizadas por ambos os guarda-redes. Com muita luta a meio campo o jogo podia pender para um lado ou para o outro. Aos 80 minutos Teles que entrara no decorrer da partida a substituir Miguel Ângelo, em jogada individual foi passando adversários e chutou forte e colocado sem hipótese para Nené provocando uma explosão de alegria nas hostes leceiras. Até ao fim a equipa de domingos Barros com o resultado a favor foi cerrar fileiras e gerir o tempo e o resultado, conseguindo uma vitória difícil mas justa, interrompendo assim uma série negra de 7 jogos  que terminaram em derrota.
Na próxima jornada, o Leça vai a Mêda defrontar o clube local que é ultimo classificado na tabela

Fotos Leça FC

PADROENSE NÃO VAI ALÉM DE UM EMPATE FRENTE AO FOZ


Estádio do Padroense FC – Senhora da Hora
11ª Jornada da Divisão D´Elite Série 1 AF Porto
Árbitro: Bruno Cunha   
PADROENSE FC 1 FC FOZ 1
Ao intervalo: 0-1 golos João Souto (40`gp) Ivan (88`)

PADROENSE FC : Moreira, Renato, Lindolfo, Barny (Pedro Oliveira 78), Taipa, Carneiro, Ivan, Ricardo, Leitão, Mesquita (André 90), Jardel (Lutchindo 78). Treinador João Costa

FC FOZ: Hélder Anunciação; Pedro Reis, João Alves e João Peixoto; Jorginho, João Souto, Pipoca (João Diogo 78), Renato (Zé Pedro 65m) e Francis; Nuno Leal (Gonçalo 45) e Tiago Martins (Kaka 78). Treinador: Álvaro Madureira

Tarde bastante chuvosa, foi aquela em que se jogou praticamente durante os 90 minutos, com um relvado que à medida que o jogo se foi desenrolando , cada vez mais dificultava os intervenientes para a pratica de bom futebol . Jogo mais musculado como se imponha, as oportunidades escasseavam no Padrão da Légua e foi mesmo um lance de bola parada a desatar um nó que se antevia bastante difícil de desatar. Ao minuto 40 grande penalidade apontada pelo árbitro Bruno Cunha num lance em que nos pareceu não existir falta para tal, um choque involuntário entre Renato e Francis levou o árbitro a apontar a marca de 11 metros. João Souto abriu o ativo sem hipóteses para moreira que é especialista em defender grandes penalidades.

O segundo tempo, começa logo com uma soberana oportunidade para os visitantes, quando Tiago Martins a dois metros da linha de golo não conseguiu bater Moreira com este arredado do lance. Longe de ser bem jogado foi a equipa do Padroense que teve mais iniciativa indo à procura do golo que lhe valeria pelo menos não perder este encontro o que vai a acontecer nem perto do final por Ivan na sequência de um pontapé de canto apontado por Lutchindo.
Nota ainda para o trabalho do árbitro, embora não seja muito costume nosso o fazer, não podemos deixar passar em claro uma péssima arbitragem desta equipa que veio a revelar-se muito desatenta fazendo juízo quase sempre em desfavor do espetáculo.

Fotos de Anabela Delgado

domingo, 4 de novembro de 2018

A CHUVA NÃO DEU TRÉGUAS NO MAR E LEIXÕES EMPATOU


8ª Jornada da Ledman Ligapro
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: João Bento (AF Santarém).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Pedro Monteiro (25), Luizão (35) e Oleg (88).
Leixões - FC Porto B, 0-0.

Leixões: Tony, Jorge Silva, Pedro Monteiro, Bura, Stephane, Ceitil, Bernardo, Luís Silva, Lawrence (Breitner, 69), Erivaldo (Zeka, 81) e Evandro Brandão (Kukula, 59). Treinador: Filipe Gouveia.

FC Porto B: Mouhamed, João Pedro, Diogo Queirós, Diogo Leite, Oleg, Luizão, Rui Pires, Bruno Costa (Moreto, 89), Gleison (Rúben Macedo, 67), Madi e Marius (Rui Costa, 46). Treinador: Rui Barros.

Num jogo marcado pela constante queda de chuva, nenhuma das equipas conseguiu encontrar o caminho do golo, não obstante o ascendente da equipa da casa.
Sem vencer há duas rondas, o Leixões começou por 'mandar' no jogo, tendo chegado ao golo quando Bernardo lançou Erivaldo, aos 23 minutos, mas o lance foi anulado por fora de jogo do avançado.
Muito ativo no lado direito do ataque da equipa de Matosinhos, o avançado voltou a alvejar a baliza portista segundos depois, acertando no poste esquerdo, naquele que foi, também, o último momento de perigo da equipa da casa até ao intervalo.
Acertando, finalmente, nas transições ofensivas, o FC Porto B criou perigo na primeira vez que rematou à baliza, numa tentativa de João Pedro, aos 40 minutos, que Tony defendeu com dificuldade, antes da intervenção de Marius ser punida com fora de jogo.
Em cima do intervalo, Madi tentou sua sorte num remate cruzado rasteiro, para nova defesa apertada do guardião da equipa da casa.

A segunda parte repetiu a tendência da primeira, pese embora ter sido a equipa visitante quem iniciou as 'hostilidades', com Bruno Costa, aos 56 minutos, de fora da área, a testar a atenção de Tony.
Em dia de pouco acerto, o Leixões ficou no minuto seguinte perto do golo, quando na esquerda Luís Silva assistiu Bernardo para um remate à meia volta, apenas travado pela barra da baliza do FC Porto B.
Com este resultado, o Leixões chega aos 12 pontos na II Liga, enquanto o FC Porto B tem agora cinco mas nove jogos realizados, mais um do que os matosinhenses, e está sem vencer há cinco jornadas.

Fotos de Duarte Rodrigues 
Lusa 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC