RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 5 de maio de 2014

SENHORA DA HORA FECHA ÉPOCA COM DERROTA INESPERADA

Estádio do SC Senhora da Hora. 
 Árbitro Tony Calvo 
SCS HORA 2 PEDROSO 3 
Ao intervalo, 0-2, golos Isidro (13), Da Costa (45) Manito (61) Cesário (71) Lucas (86) 

SENHORA DA HORA: Moreira, Fábinho (Bruno Carvalho 46), Virgilio, Walmor e André (Gandarela 18), Dias, Isaias (Kayene 61) e Diogo (Joãozinho 46) Serrão (Lucas 46) Cesário e Piasca T Nuno Gonçalves. 

Jogo pobre realizou a equipa da casa, no primeiro tempo, demonstrando muita apatia, cometendo erros defensivos primários, neste partícula ISAIAS esteve surpreendentemente mal, pois perdeu a bola em zona proibida, exagerando nas fintas…o que originou dois golos aos visitantes. O Pedroso, que sem muito por merecer, em dois lances que levou perigo à baliza senhorenses, fez golo, o primeiro de bola parada (canto) que Isidro aproveitou tamanha facilidade, o segundo Isaias, perde a bola contra golpe originado e Da Costa faz um golo de bandeira, em cima do intervalo. 

No segundo tempo, tudo foi diferente, Senhora da Hora cria três oportunidades flagrantes para marcar, mas não consegue, na reposta o Pedroso faz o terceiro golo, no único remate que fez à baliza de Moreira. A equipa senhorenses ainda reduziu para a diferença mínima, Cesário de penalti e Lucas de cabeça após um bate e rebate da defensiva forasteira. Em suma uma perda de tempo a primeira parte da partida pelo lado senhorenses, O Pedroso venceu bem demostrando uma eficácia a cima da média. Boa arbitragem. 
Destaque nesta partida para o regresso de Gandarela após dois meses sem competir por motivos particulares.Ele que também subiu de divisão ao serviço do Custóias, clube que representou nas três primeiras jornadas.

DE MÃO CHEIA CUSTÓIAS CONFIRMA SUBIDA


Jornada 30 e última da1ª divisão serie 1 AF Porto
 Estádio do Custóias FC - Custóias/Matosinhos
Árbitro, Pedro Barbosa
CUSTÓIAS 5 BOUGADENSE 0
Ao intervalo, 2-0, golos Alan (17, 40, 49, 56) Joca (75)

CUSTÓIAS: Figueiras (Márcio 74), Rochinha (Tozé 57), Manu, Flávio e Batista, Mazola (Ruben 57), Medeiros, Estrela (Santa Cruz 25), Alan, Oliveira (Joca 57) e Cerejo. T Mário Rui

BOUGADENSE: Tinoco, Hélder (Vítor Maia 76), Dani, Pedro, Bruno Santos, Fábio (Adriano 78), Gavina, Ivan, Lalas (Resende 78) Renato e Pontes. T Luís Simões.

O Custóias confirmou, o segundo lugar (1º Alfenense), e garantiu a subida à Divisão de Honra. Frente a um adversário que matematicamente já tinha sido despromovido. O Bougadense, viu-se em papos de aranha para suster o melhor futebol local, a superioridade do clube de Matosinhos, foi tão evidente que o resultado chegou à goleada, Alan, brasileiro custóiense, foi o principal destaque da turma anfitriã ao obter um Póquer na partida, Joca, produto da formação custóiense também fez o gosto ao pé.

MÁRIO HEITOR TREINADOR BALIENSE (Discurso Direto)

 
 AGRADECIMENTOS DE MÁRIO HEITOR: 

Depois de muito trabalho, dedicação e humildade, finalmente conseguimos a merecida subida de divisão... Primeiro quero agradecer aos adeptos: Estou muito orgulhoso das pessoas de Leça do Balio que não são aos milhares mas os que temos são os melhores do Mundo!!! 

À Direcção: Pessoas com excelente formação, que estão no futebol de uma forma ambiciosa mas respeitadora. Não entram em loucuras, não prometem aquilo que não podem cumprir, estão sempre do nosso lado nos bons e nos maus momentos, são pessoas honestas e que jamais irei esquecer a forma como fui e sou tratado. Obrigado ao Presidente Arnaldo Tasca, Dr. Paulo, Sr Paulo Marinho, Sr. Freitas, Sr. Abilio Casaca, Sr. Manuel Fernandes e ao Sr. Amadeu Matinhas e Esposa, por nos terem apoiado incondicionalmente. 

À Equipa: Os meus jogadores são magníficos, na forma como abordaram cada treino, todos os jogadores que compunham o plantel inicial, acabaram a época e isto é algo que poucos clubes desta divisão e não só se podem gabar. Parabéns a todos eles pois apesar de ser uma equipa muito jovem, sempre foram humildes na vontade em aprender, muito ambiciosos, respeitadores e com muita mas muita qualidade. Sabíamos os riscos que corríamos ao criar uma equipa tão jovem (grande parte, 1º ano de sénior) e é por isso que mesmo sem referir nomes, porque eles o sabem, grande parte do nosso sucesso se deve aos jogadores mais experientes, estes foram incansáveis no apoio aos mais novos, nunca quiseram ser protagonistas, mas Foram. Obrigado. 

Equipa Técnica: Obrigado ao meu amigo e adjunto, Professor Nuno Ferreira, sem ele nada disto era possível, muito competente nas funções que desempenha, uma mais valia para mim pois tem sempre a palavra certa na hora certa. Grande Prof (Já Está)!!!! 

Obrigado também ao Sr Jose Carvalho pela dedicação e rigor que apresentou no trabalho com os nossos GR. Obrigado ao Sr. Aurélio e Sr. Américo por fazerem verdadeiros milagres no posto médio Obrigado ao Sr. António por nunca ter faltado uma peça de roupa, bolas ou outro qualquer material para o treino e pela boa disposição que nos recebe todos os dias Esta subida de divisão não é minha é de todos os que já referi mais aqueles que nos aturam em casa, a minha família que independentemente do resultado, seja ele a vitória, o empate ou a De...(nem gosto de escrever esta palavra) estão sempre de braços abertos para me receberem. 

Quero obviamente dar o parabéns ao Ermesinde por ter sido campeão com todo o mérito, quero felicitar 3 grandes treinadores e amigos pois fizeram verdadeiros milagres nas respectivas equipas, o Diogo Figueiredo, o Hugo Carvalho e o José Cardinal. A vocês muito obrigado também pois valorizaram ainda mais a nossa conquista. 

Grande abraço a todos!
Mário Heitor.

LEÇA DO BALIO CONFIRMA O QUE JÁ SE ESPERAVA (Regresso à 1ª divisão AF Porto)

 
2ª DIVISÃO SÉRIE 1 A F PORTO JORNADA 29 
Campo Ruy Navega, em Campanhã, no Porto. 
 Arbitro: Jorge Aguiar 
DESPORTIVO PORTUGAL 0 LEÇA DO BALIO 0 

 D. PORTUGAL: Bruno, Nuninho, Nuno, Manel e Gaita, Jorge (Teixeira 85´), Digo II, e Russo, Mamede (Edu 85´), Bicas (Barros 78´) e Tiago:Treinador: P. Cunha e Edgar Matos. 

 LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Hugo Soares, Pedro Cardigos e Carlitos (cap.), Futy, Joãozinho (Ricardo Silva 67´), Edú, João Machado´(Serginho 56´), Ivo (Grade 56´) e Pedro (Quaresma 56´).Treinador: Mário Heitor.
   
A formação do Leça do Balio deslocou-se ao terreno do Desportivo de Portugal, num jogo em que um ponto chegava aos comandados de Mário Heitor para alcançar o objectivo da época que passava pela subida de divisão. Os jogadores Balienses cumpriram na perfeição a estratégia definida pelo seu técnico e conseguiram assim o empate no jogo, na penúltima jornada do campeonato e consequentemente o regresso justo e merecido à primeira divisão distrital de futebol da associação de futebol do Porto. Muito mérito neste sucesso, para o técnico baliense Mário Heitor e seu adjunto Prof. Nuno Ferreira, que conseguiram por uma equipa, na sua maioria seniores de primeiro ano, a jogar um futebol bonito, apoiado, com processos de jogo bem definidos, muito elogiado por todos os adversários que foram defrontando ao longo destas 29 batalhas, num campeonato bem complicado para se poder atingir bons resultados. 
 
Nesta jornada num campo de dimensões muito reduzidas, o Leça do Balio, adaptou-se às condições de jogo e usou um futebol mais direto para não correr riscos desnecessários, e desde os minutos iniciais foi chegando à baliza da equipa portuense. O Desportivo de Portugal, bem organizado no jogo e com muita disponibilidade física para o jogo, foi dificultando e muito a vida aos comandados de Mário Heitor. A defesa auri-negra como já bem sendo habitual esteve muito segura e contou com o trinco Futy, muito forte fisicamente a anular por completo o futebol mais direto da formação portuense. O intervalo chegou com o nulo, justificado pelas poucas oportunidades claras de golo para ambos os conjuntos.



No segundo tempo o Leça do Balio foi controlando os acontecimentos, de acordo com o relógio e ciente da importância do empate que dava a subida de divisão, continuou muito concentrado e com grande sentido de entreajuda entre todos os elementos e preferiu não arriscar muito em termos ofensivos. Mesmo assim esteve perto do golo, sendo a oportunidade mais flagrante do veterano Edú que esteve em bom nível no jogo. Os três veteranos da equipa Edú, Carlitos e João Machado estiveram em grande destaque não só neste jogo mas também durante toda a época, sendo uma valia para o conjunto auri-negro, transmitindo muita experiência e tranquilidade aos jogadores mais jovens. Nos instantes finais da partida o Desportivo de Portugal através de dois livres diretos ainda assustaram os adeptos Balienses, mas Miguel Mota esteve muito seguro na baliza.

   
Chegou o fim do jogo com os jogadores do Leça do Balio a festejarem efusivamente a subida de divisão com os seus adeptos que se deslocaram em bom número a Campanhã. Na próxima jornada os jogadores auri-negros vão poder fazer a festa da subida no seu estádio frente à equipa do Torrão, na última jornada do campeonato.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC