RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

COM MUITA DETERMINAÇÃO LAVRENSE DESPACHA MAIA LIDADOR


21 JORNADA DA DIVISÃO DE HONRA 
Complexo desportivo de Lavra 
Árbitro – Fernando Ferreira 
LAVRENSE 1 MAIA LIDADOR 0 
Ao intervalo, 0-0, golo Edu (51) 

LAVRENSE: Bruno, João Magalhães. João Oliveira, Fradinho e Vítor, Ricardo (Gonçalo 81), Edu, Couto (Cardoso 90), Grilo, João Luís (Káka 81) Tiago Carvalho (Dani 90). T. José Pacheco 

MAIA LIDADOR: Rúben, Cláudio, Grilo, Marmelo, Moutinho, Vitinha, Tiago Martins (Zé Pedro 64), Fredy (João Santos 81), Ramalho (Diogo Maia 81), Romário e Pauleta (Rui Carvalho 64). T Manuel Mota 

Uma tarde de soalheira e bancada muito composta. Com duas equipas a precisarem rapidamente de pontos, entraram no jogo com muitas cautelas e com receio de assumir o mesmo. Na primeira parte o Maia Lidador teve mais posse de bola mas sem criar perigo junto da baliza Lavrense. Na segunda parte o Lavrense vestiu “Fato Macaco” juntou as linhas, e foi-se a cercando da baliza adversaria com mias perigo e, numa das boas triangulações que o conjunto Lavrense protagonizou, João Luís chega á linha de fundo e num cruzamento açucarado assiste Edu que de cabeça faz o golo que Justamente daria a Vitoria. Edu ainda tentou o segundo, num remate fora da área que Rúben defendeu. Nos últimos minutos os maiatos reforçaram o ataque e tentaram tudo para chegar à igualdade, mas a determinação do conjunto Lavrense foi determinante em segurar preciosa vitória.
Arbitragem muito bem conduzida pelo Sr. Fernando Ferreira

LEÇA PERDE NO REI RAMIRO (jogo teve quatro expulsões)


Divisão d´elite pró nacional AF Porto Jornada 23 
Estádio do Rei Ramiro Candal 
Árbitro – Nuno Lopes 
CANDAL 2 LEÇA 1 
 Ao intervalo, 1-1, golos Jair (22) Monteiro (33) Bessa (65) 

CANDAL: Luís (Costa 39), Ferraz (Djaló 53), Monteiro, China, Bolatti, Vasco Oliveira, Hugo Almeida, Cambota (Cláudio 46), Hugo Reis, Russo e Bessa (Paraty 82). T Mário Barros 

LEÇA FC: Diogo, César, Cuca, Menezes (Pinto 69), Alex, João Miguel, Jair, Paulo Lopes, Ruca (Marcos 59), Mimba e Pedras (Wendel 69). T Nuno Costa 

Jogo bem disputado, com algum equilíbrio em que a equipa leceira encarou de peito aberto a difícil equipa do Candal. Talvez os anfitriões não contassem com boa postura técnica e física da jovem equipa de Leça da Palmeira, que aos 22 através de um livre direto cobrado pelo médio brasileiro Jair(segundo na competição de livre em três jogos disputados). Com um futebol mais musculado, a equipa comanda por Mário Barros, técnico que substituiu a bem pouco tempo Rogério Teixeira, chegou ao empate aos 33 minutos por Monteiro. 

 No segundo tempo, os homens casa apresentaram-se mais agressivos na disputa dos lances, roçando em alguns a violência, partindo inclusive para os insultos aos jogadores visitantes, coma tanta pressão…chegaram ao golo que valeria os três pontos, apontado por Bessa um ex SC Senhora da Hora. O jogo não terminou sem que existissem expulsões do mesmo, o Candal acabou o jogo a jogar sem menos três jogadores, pelo lado do Leça, Jair também recebeu ordem de expulsão.

 Próximo compromisso leceiro é já na próxima quarta feira dia 26, às 20:00, em jogo de atraso frente ao S Pedro da Cova, no reduto leceiro

GAZELA MARCA NO TRIUNFO JUSTO DO PADROENSE


Divisão d´elite pró nacional AF Porto Jornada 23 
Estádio do Padroense FC 
Árbitro – Paulo Pinto 
PADROENSE 1 VALONGUENSE 0 
Ao intervalo, 0-0, golo Gazela (83) 

PADROENSE: Stephen, João Pedro, Armando, Lobo e Pedrinha, Joca, Tiago e Paulinho (Joel 52), Ibrahima (Quim 72), Postiga (Gazela 52), Marco (Preto 72). T António Remelgado 

VALONGUENSE: Beleza, Choquinhas, Vital, Moreira, Meneses, Igor, Vítor, Sérgio (Nito 77), Paiva (Ferreira 73), Baba (Couto 73), Zé Martins. T Luís Sabença 

 
Água mole em pedra dura tanto bate até que fura…
Jogo bem disputado com a equipa do Padroense a assumir as despesas do jogo, desde o inico do mesmo. Com um futebol de posse a equipa do Padrão controlou todas as operações e de quando em vez criava perigo junto à baliza defendida por Beleza, que adiava sempre a propósito o golo para os homens da casa. Mas Gazela, que entrara na partida aos 52 substituindo Postiga, não se fez pelos ajustes e marcou o golo que selou os três pontos para a sua equipa. Próxima ronda a 24ª a equipa do Padroense vai até a Vila Meã defronta o clube local que se encontra em ligar aflitivo na tabela.

FOTOS DOMINGOS LOBO

SERGINHO BISA E MANTÉM BALIO FIRME NA LIDERANÇA

 
2ª DIVISÃO SÉRIE1 A F PORTO JORNADA 20
 Campo de Jogos do Medense, em Gondomar. 
 Arbitro: Vasco Sousa. 
 Medense 1 - 3 LEÇA DO BALIO 
Ao intervalo: 1-0, Marcadores: Grade (70´), Serginho (82´e 85´) 

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Cardigos, Hélder e Ricardo, Carlos Diogo, Quaresma, João Machado e Futy, Grade e Caramalho. Jogaram ainda: Ivo, Shev, Diogo e Serginho. Treinador: Mário Heitor. 

A formação do Leça do Balio continua nos bons resultados e arrancou mais uma vitória muito difícil no terreno do Medense, com Serginho que saiu do banco ainda no primeiro tempo a ser a figura do jogo apontado dois golos. Entrou melhor no jogo a formação de Matosinhos, impondo os seus processos bem definidos de jogo mesmo sendo num terreno pelado, instalando-se no meio campo da formação Gondomarense à procura da vantagem do marcador. Logo nestes instantes iniciais da partida Grade que esteve em bom plano isolou-se numa grande arrancada e só com o guarda redes adversário pela frente foi derrubado pelo defesa do Medense sendo este expulso pelo arbitro da partida. Após este lance a equipa do Medense ficou algo descontrolada e o arbitro da partida que esteve em bom plano, acabou-se por expulsar bem mais um elemento da formação de Gondomar. Quando se pensava que pudesse ficar tudo mais fácil para os comandados de Mário Heitor visto estar a jogar contra nove unidades, puro engano, pois o Medense com o apoio dos seus adeptos aproveitando alguma apatia dos jogadores do Leça do Balio conseguiu equilibrar o jogo e aproximar-se da baliza de Miguel Mota, especialmente em lances de bola parada. Perto do intervalo, aos 40 minutos num destes lances de bola parada, numa falha de marcação Baliense a esforçada formação Gondomarense abriu o activo, chegando ao intervalo em vantagem. 

No segundo tempo a equipa Baliense em desvantagem do marcador, mostrou o porquê de ser líder, e com uma grande atitude e um bom futebol encostou o Medense ao seu ultimo reduto. Após sucessivas oportunidades de golo falhadas, numa boa jogada colectiva aos setenta minutos Grade empatou o jogo e embalou a equipa para a reviravolta no marcador. Serginho isolou-se duas vezes bem servido pelo meio campo baliense e com grande classe e frieza só com o guarda redes do Medense pela frente fez dois grandes golos, aos 82 e 85 minutos, tirando todas as esperanças à equipa de Gondomar em poder pontuar. Vitória inteiramente justa da formação Baliense, que foi a melhor na maior parte do tempo de jogo, valorizada pela formação das Medas, que lutou muito durante todo o jogo e até com algum excesso de agressividade. Nesta partida apenas a lamentar as lesões do avançado Caramalho que se estreou a titular, e de Serginho já quase no final do encontro e a expulsão de Carlos Diogo que assim não vai poder dar o contributo à equipa na próxima jornada. 

A formação aurinegra continua assim firme na liderança da prova da segunda divisão da associação de futebol do Porto, série 1, com 48 pontos.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC