RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 2 de maio de 2011

A.F.PORTO JOGOS ENTRE OS 3ºs CLASSIFICADOS


JOGOS PARA DEFINIR O 5º CLASSIFICADO DA 1ª DIVISÃO DA A.F.PORTO

Domingo dia 8 de Maio de 2011
Em Perafita, no Estádio do F.C.perafita
F.C. PERAFITA vs AD MARCO 09

Domingo dia 15 de 2011
2ª mão no Estadio Municipal de Marco de Canaveses
AD MARCO 09 vs F.C.PERAFITA

Importante, encontro que pode significar uma subida à Divisão de Honra da A.F.Porto
Confronto entre os terceiros classificados das duas series


A equipa da A.D. Marco 09, terminou a sua prestação na serie 2 da A.F. Porto em 3º lugar com 70 pontos, a dois do 2º classificado, resultante de 21 vitórias 7 empates e 6 derrotas, uma das quais frente ao vizinho Baião em casa deste por um bola a zero, na 33 jornada, que o fez perder o acesso direto à Divisão de Honra.
Os marcuenses têm uma equipa bastante experiente, suportada na veterania de alguns jogadores com passagens por divisões superiores, entre os quais os homens da linha mais atacante.


A equipa do F.C. Perafita, tem uma excelente oportunidade para poder ainda sonhar com uma possível subida de divisão. Recorde-se que a equipa matosinhense, só a três jornadas do fim da competição, viu reduzidas as hipóteses de disputar a subida até à ultima jornada, pois foi envolvida com grande prejuízo no caso A.F. Porto/S.P. Rates, que viria a ser desclassificada, perdendo todos os pontos ganhos na 2º volta do campeonato, o que penalizou bastante a equipa do Perafita, relegando-a para 3º classificado e beneficiando o Serzedo, equipa que subiu de divisão.
A equipa está fortemente motivada e preparada para este difícil confronto, que lhe pode trazer alguma justiça na época em curso.

LUSITANOS VENCE FORA DE PORTAS


MELHOR O RESULTADO QUE A EXIBIÇÃO

Mais uma vitória da equipa do Lusitanos, que demonstrou uma grande atitude e vontade de vencer durante a 1ª parte, conseguindo assim construir um resultado que deveria dar para efectuar uma 2ª parte bem mais tranquila, o que não veio a acontecer, por culpa própria, mas também por mérito do Vilar do Pinheiro.

O jogo começou numa toada repartida, tendo o Lusitanos chegado ao 1º golo no minuto 10, na marcação de um canto, com uma entrada fulgurante de Kiko, que obteve o golo de cabeça.
Com a vantagem no marcador a equipa do Lusitanos, continuou a conseguir aguentar a toada ofensiva do Vilar do Pinheiro e a conseguir partir em rápidos contra-ataques, conseguindo chegar ao 2º golo no minuto 20, através do avançado Paulo. Ainda que não praticando o futebol que é normal nesta equipa, o Lusitanos conseguia assim uma vantagem importante para o resto do jogo, vantagem reforçada, quando no minuto 37 o G.R. do Vilar do Pinheiro, recebeu ordem de expulsão, ao cortar com a mão, fora da área, uma tentativa de chapéu do avançado Paulo, que lhe apareceu isolado, na conclusão de mais um contra-ataque, ficando assim a sua equipa reduzida a dez.

Com começo da 2ª parte e no minuto 48 o Vilar do Pinheiro reduziu a diferença no marcador, provocando assim algum desnorte na equipa do Lusitanos, que apesar de estar com mais 1 jogador em campo, passou por momentos difíceis, por mérito próprio do Vilar do Pinheiro, mas também com muito demérito próprio do Lusitanos, já que a equipa não conseguia jogar o seu futebol, entregando assim de bandeja a iniciativa do jogo ao Vilar do Pinheiro e provocando algumas situações complicadas para a sua defesa, que só viria a descansar no minuto 78, quando num rápido contra-ataque e após uma grande jogada de Meneses, que entregou de bandeja o golo ao colega Paulo, conseguiu o resultado de 3-1, provocando assim, por um lado a tranquilidade à equipa do Lusitanos e a descrença à equipa do Vilar do Pinheiro.

Lusitanos: Marco, Kiko (Cordeiro), Guerra, Carlos Manuel, Xuxa, Meneses, Costinha, Ricardo Silva, Fábio (Sandro), Paulo e João (Ricardo Lopes). Treinador: Marco Aleixo

Golos: Kiko (10`) Paulo (20 e 78`) e Bento (48`)

LAVRENSE FECHA CAMPEONATO COM UMA VITÓRIA FORA


PRIMEIRA PARTE DE GRANDE NÍVEL

Local : Complexo Desportivo de Campanhã – Porto
Árbitro: Fernando Ferreira.
34ª e última jornada da 1ª divisão da AF Porto

LAVRENSE FAZ DA EFICÁCIA A SUA ARMA

Foi um jogo em que o equilibriu foi a nota dominante em todo o encontro, mas a eficácia da equipa Lavrense, na hora de rematar à baliza, fez-se notar na primeira parte, a equipa de Matosinhos chegou ao intervalo a vencer por três bolas a zero. O primeiro golo (32`)foi marcado por Artur Alexandre, num remate de fora da área, o segundo (36`), na sequencia de um pontapé de canto o guarda-redes do Desportivo de Portugal larga a bola e Marcos não enjeitou a possibilidade, o terceiro (43`)e ultimo para a equipa de Lavra, foi marcado por Grilo num contra ataque rápido protagonizado pela equipa Lavrense. Ao intervalo 0-3 que valia pela eficácia da equipa forasteira.

BOA REACÇÃO DA EQUIPA DA CASA

Na etapa complementar a equipa do Desportivo apareceu mais concentrada e não permitiu mais veleidades à equipa do Lavrense, dominando o jogo com preceito os jogadores da casa festejariam o primeiro golo à passagem do minuto 60. Volvidos dose minutos da obtenção do golo a equipa do Desportivo reduz para a diferença mínima (72`), até ao fim e numa corrida desenfiada para chegar à igualdade a equipa da casa pressionou bastante o ultimo reduto Lavrense, mas sem resultados práticos, terminando o jogo com a vitória forasteira por 2-3

D PORTUGAL: Moura, Humberto (Figueiredo), Oliveira, Tó (Ribeiro), Bessa, Bico, Caracol, Guil, João, Nuno e Leitão (Barros). Treinador: Edgar Matos.

LAVRENSE : Hora, Filipe, Ribeiro, Paulo e Nuno Ribeiro; Grilo ( Nuno Santos), Machado, Artur Alexandre, Tiago Pulga ( Marcos) Miguel ( Vasco), Augusto. Treinador Hugo Reis.

Ao intervalo. 0-3
Golos: Artur Alexandre (32`) Marcos (36`) Grilo (43`) Guil (60`) Nuno (72`)

EMPATE A ZERO NO DERBI MATOSINHENSE


JOGO DE FIM DE ÉPOCA

O Derbi de Matosinhos, SCS Hora vs DL Balio, terninou como começou, 0-0.


Num jogo algo amorfo e sem motivos de interesse competitivo, a toada de equilibriu foi anota dominante

Na primeira parte do desafio a equipa do Leça do Balio, conseguiu a espaços ser superior, sem contudo criar grandes problemas ao ultimo reduto dos senhorenses

Na segunada parte a superioridade inverteu-se, pertencendo agora ao Senhora da Hora, que bem tentou abrir a defesa dos visitantes, mas sem resultados práticos, o encontro terminou com um empate a zero, que espelha bem a falta de interesse por parte dos envolvidos no encontro.

Arbitragem regular.

CUSTÓIAS PERDE PELA DIFERENÇA MINÍMA


EQUIPA DO CUSTÓIAS DESMOTIVADA, NÃO CONSEGUE VENCER.

Divisão de Honra da AF Porto 31ª Jornada
Local: Estádio da Quinta da Mesquita. Avintes -Gaia
Árbitro: José Rodrigues

A equipa do Custóias FC, que viveu uma semana completamente atípica, pois não conseguiu preparar convenientemente este confronto, treinando mesmo só na antevéspera do jogo. Como é de domínio público, os atletas custóienses já não recebem qualquer prémio, já vai para três meses e o impasse entre a direcção do clube e o plantel continua. ASSIM É MAIS DIFÍCIL!
Disso mesmo se aproveitou a equipa da casa, pois a primeira parte do encontro foi totalmente dominada pelo Avintes anulando tudo e qualquer pretensão do Custóias completamente perdido em campo, mais parecia uma equipa amorfa e sem motivação, pode-se mesmo dizer que o resultado com que se chegou ao intervalo é lisonjeiro para os custóienses. Resultado ao intervalo 2-0.

Na etapa complementar, a equipa do Custóias apareceu de cara lavada e com outra atitude, esquecendo-se por completo dos factores extra jogo vividos nos últimos tempos, a equipa transfigurou-se para melhor, assumindo as despesas do jogo, indo à procura de reduzir a desvantagem, mas não foi feliz, sofrendo mais uma contrariedade com a obtenção do 3º golo do Avintes, através de uma grande penalidade muito duvidosa. Apesar de todas as contrariedades a equipa do Custóias acreditou sempre que era possível modificar o resultado, fruto da qualidade técnica dos seus jogadores, que manifestamente são superiores ao Avintes e aos 81 minutos reduz para 3-1, com um golaço de Penantes, e cinco minutos depois, Pacheco reduz para a diferença mínima, fazendo o 3-2 com que se chegou ao fim.
Um resultado justo, que premeia a equipa do Avintes. O Custóias irreconhecível na primeira parte encontrou pela frente um adversário muito combatido e guerreiro.

AVINTES 3 CUSTÓIAS 2

CUSTÓIAS: Rui, Jorginho, Luisão, Bruno Cruz (Pacheco), Magalhães (João Paulo), Bruno Mendes, Tino, Vasconcelos (Félix), Márcio, Cerejo e Penantes.
Treinador: Mário Rui Ferreira
Ao intervalo: 2-0. Golos do Custóias: Penantes (81`) Pacheco (86`)

FIM DO SONHO! LEIXÕES NÃO APROVEITA DERROTA DO TROFENSE.


Terminou como começou o jogo deste domingo entre Leixões e Desportivo das Aves.
No início da temporada tinha tudo para ser um grande jogo este, mas o caminhar da Liga Orangina ditou que poucos fossem aqueles que viram hoje o Leixões no Estádio do Mar numa das menores assistências da época.
Um nulo entre os dois conjuntos manteve-se do início ao fim numa altura em que o Leixões podia aproveitar as derrotas conhecidas do Trofense e Oliveirense mas isso não se verificou… o Aves até podia ter chegado à vantagem com um autogolo de Zarabi mas a bola passou a poucos centímetros da baliza do guardião leixonense Fonseca. Tinha passado o perigo para a baliza leixonense.

O intervalo veio e Litos fez uma dupla alteração: deixou no balneário Cintra – que regressou após lesão – e Dyego Sousa fazendo entrar Fangueiro e Félix que voltou à competição também após lesão. No decorrer da segunda metade a ovação da tarde foi para Pedro Cervantes agora ao serviço do Desportivo das Aves quando este deu o lugar a Vasco Matos. Os leixonenses não se esqueceram do n.º8 do Aves… Valeu então ao Aves, nessa altura, o seu guardião, Hélder Godinho, que teve de sair da baliza por dua vezes para neutralizar o futebol directo que o Leixões ensaiou – e que o veterano Fangueiro mostrou ainda saber interpretar. O mesmo Hélder Godinho teve de se aplicar a fundo para deter um desvio traiçoeiro de Felix (57) e foi tudo o que esta segunda parte ofereceu, para desagrado dos adeptos que hoje foram ao Estádio do Mar. No Leixões e no Aves, duas equipas que, assim, continuam separadas por um ponto (37 e 36, respectivamente), foi evidente uma falta de imaginação gritante dos meios campos e uma mediocridade exasperante dos ataques, muito desapoiados e desinspirados.A arbitragem de Hélder Malheiro foi irrepreensível ao longo da partida e isso viu-se com a amostragem de apenas 2 cartões amarelos (1 para cada equipa) deixando seguir o jogo apenas o parando quando tinha mesmo de ser.

Para a semana está marcada uma visita à Trofa para defrontar o CD Trofense em mais uma jornada da Liga Orangina.

http://leixoes-sc.blogspot.com/

TRIUNFO IMPORTANTE FORA DE PORTAS.

VILA MEÃ - 0 - LEÇA FC - 1
INTERVALO: 0-0
MARCADOR: SÉRGIO SILVA (48`)

O Leça FC deu um importante passo para assegurar a manutenção com a vitória obtida no reduto do Vila Meã. As duas equipas cedo mostraram que queriam vencer e aos 5 minutos a equipa da casa enviou uma bola à barra. A equipa leceira respondeu por intermédio de um livre marcado por José Augusto, que obrigou o guardião Torcato a uma defesa de recurso. Os lances de maior perigo ocorreram junto à baliza do Vila Meã mas Sequeira e Sérgio Silva viram os seus remates defendidos por Torcato.

No reatamento da 2ª parte aos 48 minutos, Sérgio Silva marcou de cabeça o golo decisivo, após excelente cruzamento de José Augusto. A partir deste momento o Vila Meã lançou-se numa toada mais ofensiva mas sem criar grande perigo junto da baliza leceira. Apenas no minuto 85 o ataque da equipa da casa esteve perto de chegar à igualdade mas o guardião Claúdio efectuou uma excelente defesa junto à relva. Nos minutos finais o recém entrado Ricardo Teixeira por duas vezes podia ter sentenciado a partida mas foi incapaz de desfeitear o guarda-redes Torcato. Vitória justa à custa de muita organização e entreajuda entre os jogadores leceiros. Arbitragem regular.

http://lecafccamadasjovens.blogspot.com/

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC