RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 3 de janeiro de 2016

COMEÇAR BEM O ANO COM UMA VITÓRIA PROMETEDORA

 
23.ª jornada da 2.ª Liga Estádio do Mar, em Matosinhos. 
Árbitro: Manuel Mota (Braga). 
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Moedas (04), Zé Pedro Freitas (18), Caio (47), Stephane Madeira (51) e Sérgio (66 e 86). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Sérgio (86). LEIXÕES 3 OLIVEIRENSE 1 
Ao intervalo: 2-0. 
Marcadores: Bruno Lamas (05) Pedras (42) Ricardo Barros, (49) Oliveira (84) 

LEIXÕES: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Diogo Nunes, Pedro Pinto, João Pedro, Tandjigora (Rateira, 90+1), Caio (Malafaia, 62), Bruno Lamas (Cadinha, 74), Pedras, Alemão e Ricardo Barros. Treinador: Pedro Miguel. 

OLIVEIRENSE: João Pinho, Zé Pedro Freitas, Stéphane Madeira (Luís, 62), Sérgio, Mário Mendonça, Guimarães, Moedas (Renan, 56), Babo, Serginho, Carlitos (Oliveira, 46) e Rafa. Treinador: Bruno Sousa. 

Após a derrota na Taça da Liga com o Rio Ave, Bruno Lamas (05), Pedras (42) e Ricardo Barros (49) fizeram os golos da vitória do Leixões, a segunda consecutiva no campeonato, frente a uma Oliveirense que reduziu nos instantes finais, por Oliveira, mas não evitou o desaire, 

 Num jogo de aflitos, a equipa da casa soube potenciar o mau estado do relvado afetado pela chuva intensa que se fazia sentir, adiantando-se cedo no marcador mercê de um livre direto de Bruno Lamas em que João Pinho foi mal batido. Mais práticos na abordagem ao jogo, contra uma Oliveirense que mostrava dificuldade nas transições ofensivas, pese embora a velocidade que tentou meter nos lances , os locais poderiam ter ampliado a diferença num pontapé de bicicleta de Ricardo Barros que saiu à malha lateral (16 minutos). E depois de o Leixões reclamar uma grande penalidade num alegado corte com o braço de Stéphane Madeira (41), o segundo tento surgiu, novamente de bola parada. Alemão bateu um pontapé de canto, Barros desviou de cabeça ao primeiro poste e Pedras surgiu ao segundo, sem oposição, a finalizar do mesmo modo. 

A segunda parte foi também dos locais, que ampliaram a vantagem por Ricardo Barros, a aproveitar um ressalto para correr para a área e atirar para a baliza. Um minuto antes, num lance criado por Tandjigora, o capitão Pedras quis fazer um golo de antologia, mas ao picar a bola sobre João Pinho, esta escapou-se pela linha de fundo junto ao poste mais distante. O recém-entrado Oliveira, aos 69 minutos, pôs Ricardo Moura à prova num remate em força, aos 84, e reduziu a diferença num pontapé que passou sobre o guarda-redes leixonense, alcançando um golo de belo efeito, pouco antes de os visitantes ficarem em inferioridade numérica, depois de Sérgio ter visto o segundo cartão amarelo. 

 Conferência de Imprensa 

Pedro Miguel "Era importante sair na frente do marcador, principalmente devido às condições atmosféricas e do terreno, que favoreciam quem defendia. Estivemos sempre organizados e depois marcámos o segundo golo, novamente de bola parada, que nos deu uma vantagem justa ao intervalo. Na segunda parte, voltámos a entrar bem e conseguimos o terceiro golo, já depois de termos desperdiçado uma bela oportunidade. No resto do jogo, que foi sempre musculado e de muita luta, soubemos deixar correr o tempo, sempre com grande simplicidade de processos que é o que se pede num terreno como o de hoje. Fomos inteligentes e também eficazes. Podíamos ter feito mais golos, mas foi uma vitória justa da melhor equipa em campo. Parabéns aos meus jogadores, que trabalharam muito, e, mais uma vez parabéns aos nossos adeptos e à nossa claque. Apelamos a que continuem connosco, nos bons e nos maus momentos, porque eles vão ser determinantes ao longo da época. Nós continuamos em dívida para com eles, apesar de já termos mais pontos do que jogos. Há uma melhoria mas temos de continuar a ganhar para continuar a recuperar. A segunda volta vai começar agora e acreditamos que todos juntos, grupo de trabalho, direção e massa associativa, vamos dar a volta à situação e atingir os objetivos, pois este clube é muito grande e merece tudo de bom." 

 Bruno Sousa "Entrámos mal no jogo. O Leixões chegou cedo à vantagem, num erro nosso e depois esteve sempre por cima. Num jogo em que devíamos ter tido mais entrega e mais luta, voltámos a permitir um segundo golo, num erro de marcação após um canto. O futebol é isto e o adversário aproveitou os nossos erros. Na segunda parte estivemos melhor, mas, mais uma vez, o Leixões chega ao golo num ressalto e sentenciou a partida. Ainda equilibrámos mas não conseguimos melhor do que um golo. Parabéns ao Leixões, que foi melhor do que nós."

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC