RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 30 de janeiro de 2011

0-0 É RESULTADO JUSTO EM LEÇA DA PALMEIRA.


Campeonato da III divisão SERIE B, 16ª jornada
Local: Leça da Palmeira-Matosinhos, Estádio do Leça F.C.
Árbitro do encontro: Marco Cruz, A.F. Porto.
A equipa do Leça (8º), que vinha de uma serie de três empates consecutivos, queria oferecer aos seus fiéis adeptos a vitória, frente ao Amarante (3º), neste difícil confronto.
Começa melhor a equipa leçeira, que dominou o jogo durante os primeiros 10 minutos, sempre virado para o ataque, e pertenceu mesmo a Sérgio Silva a oportunidade de abrir o marcador, logo aos 8 minutos, quando isolado, falhou. Aos 15 minutos, Rui Ramos, conduz um ataque muito perigoso para as redes amarantinas. O jogo entrava numa toada de parada e resposta, o Leça em ataque organizado, e com mais posse de bola, ia dominando o jogo, com a equipa do Amarante, a jogar em contra-ataque, que de quando em vez, ia espreitando com perigo a baliza à guarda de Festas, aos 36 minutos, Sérgio Silva, remata com perigo, já dentro da área, aos 43 minutos, e na cobrança de um livre directo, José Augusto, remata com muito perigo, abola tirou tinta ao poste da baliza de Cláudio. Fim da primeira parte com o resultado de 0-0, algo lisonjeiro para ao visitantes.

Segunda parte, o jogo mudou de cariz e consequentemente de dono, a equipa de Amarante, passou de dominada a dominadora e criou algumas oportunidades de fazer funcionar o marcador, depois de algumas jogadas de contra-ataque, que ponha em sentido as hostes leceiras, aos 75 minutos, Festas nega o golo aos visitantes, ao efectuar uma magnifica defesa, respondendo bem a um livre directo da equipa do Amarante, aos 77 minutos, outra intervenção difícil de Festas na sequencia de um pontapé de canto, aos 79 minutos e também na sequencia de um pontapé de canto, Zé Soares, cabeceia com muito perigo. Nos últimos 10 minutos da partida, a equipa do Leça baixa muito de produção, e a equipa do Amarante, instala-se definitivamente no meio campo defensivo do Leça, sem com tudo conseguir os seus intentos. Resultado final 0-0. A divisão de pontos, é justa, pelo que: Leça na 1ª parte produziu e o Amarante na 2ª parte.

LEÇA: Festas, Magalhães ( André), Tiago Madalena, José Soares e João Pedro; Paiva ( Bi Jinhao), Ricardinho ( Domingos ), José Augusto e Rui Ramos, Sérgio silva e Ricardo Teixeira.
Treinador: Filipe Ribeiro.

PERAFITA PERDE E DEIXA FUGIR O CANIDELO...MAS AQUELE PENALTI...



Campeonato da I divisão A.F.Porto, 22ª jornada
Local: Canidelo-Gaia, Parque de jogos Manuel Marque gomes.
Árbitro do encontro: Vitorino Oliveira.
Iam decorridos 10 minutos de jogo, quando a equipa do Perafita, surpreendeu a equipa do Canidelo, com um belo golo apontado por Tinaia a concluir uma jogada de contra-ataque, pelo lado esquerdo protagonizada por Fábio, que de bandeja serve o golo a Tinaia.
A equipa do Canidelo, não tremeu com o golo sofrido e rapidamente assume as despesas do jogo, numa procura desenfiada do golo da igualdade, que viria a conseguir, num lance fortuito, quando o médio Carinhas, alivia mal e entrega o bola a Camarinha, que repõe a igualdade, aos 27 minutos, a equipa do Perafita baixa as suas linhas, o que permitiu à equipa do Canidelo, acercar-se com bastante perigo à sua baliza, mas sem resultados práticos, pois esbarrou sempre na boa organização defensiva dos matosinhenses, mas… o Sr. Vitorino Oliveira, que diga-se, fez a pior actuação das equipas intervenientes em jogo, apitando muito, e muitas vezes mal, resolveu aquilo, que parecia bastante complicado para a equipa da casa, marcando uma grande penalidade, de que só ele viu, num remate de fora da área apontado por Oliveira, e a bola a embater num cacho de jogadores, postados frente à baliza à guarda de Artur, penalti, que Ricardo Melo se encarregaria de marcar, fazendo o 2-1, que diga-se justo ao intervalo.


A segunda parte, e com algumas rectificações do mister Paulo Gentil, a equipa do Perafita, equilibrou o jogo, passando a jogar, olhos nos olhos com o adversário, com as suas linhas mais subidas e a jogar em todo o campo, o Canidelo, não mais importunou a baliza perafitense. Apesar de o equilibriu ser a nota dominante da segunda parte, pertenceu aos da casa a melhor oportunidade de golo, quando aos 85 minutos o jogador Josimar aproveitou um deslize de Trajano e atirou com estrondo à trave da baliza de Artur, e em cima do minuto 90, Peixe, podia ter feito melhor, ao cabecear para a baliza de João Gomes, na sequência de um pontapé de canto. De referir que o Sr. Árbitro, fez vista grossa ao não expulsar Ricardo Melo, por acumulação, numa entrada ás margens da lei sobre Paulinho, aos 70 minutos. Resultado final 2-1, que lança mais ainda a equipa do Canidelo em busca da subida de divisão.

PERAFITA: Artur, Nuno Miguel, Trajano, Helder Maia e Serrão ( Jorginho ); Carinhas ( Ivo ), Tinaia e Gandarela ( Peixe ), Fábio, Paulinho e Nandinho
Treinador Paulo Gentil. Golo do Perafita, Tinaia aos 10 minutos

CHUVA DE GOLOS NO U. SERRA PADROENSE.


Campeonato da II divisão zona centro, 17ª jornada
Local: Santa Catarina da Serra, campo da Portela.
Árbitro do encontro: Jorge Maia da AF Santarém.
Ao contrário da jornada anterior, a equipa do Padroense, entrou neste jogo, praticamente a perder, pois sofreu o golo logo aos 5 minutos de jogo, quando ainda as equipas se alinhavam estrategicamente, golo esse que foi marcado de bola parada, na sequência de um canto, marcado por Bruno Martins e finalizado por Marco Aurélio, a equipa de Matosinhos, repôs-se rapidamente de tão duro golpe, e assume os cordelinhos do jogo, tendo mesmo Marcão desperdiçando aquele que poderia ser o golo da igualdade aos 19 minutos. Como um mal nunca vem só, Augusto Mata, técnico matosinhense, vê-se forçado a mexer na sua equipa, tirando o médio Alcino (lesionado), para o seu lugar entra o “veterano” Sérgio aos 32 minutos. Aos 35 minutos, o canto do cisne, porque foi mesmo de canto, igualzinho ao primeiro que resultou em golo e com os mesmos intervenientes, a equipa de Leiria chega ao 2-0, na jogada praticamente seguinte, Marcão, mais uma vez, desperdiça, desta vez cabeceando à trave.
Aos 46 minutos o Sr. Jorge Maia, arbitro deste encontro, fez vista grossa, à expulsão de Miguel Pinheiro, que agrediu, Paulinho jogador matosinhense.
Malditas bolas paradas, assim se chega ao intervalo, com o resultado de 2-0, favorável à equipa mais bafejada pela sorte, do encontro.

A segunda parte, começa tal como começou a primeira, com o U. da Serra a fazer o terceiro golo, por João Martins iam decorridos 47 minutos, ainda os espectadores não se tinham acomodado para ver o espectáculo. E como não há duas sem três, mais uma contrariedade, Mariano é expulso do encontro, aos 55 minutos por acumulação de amarelos, e fica a equipa do Padroense a perder por 3-0 e com dez, com uma missão muito complicada. A equipa do Padrão da Légua não se fez rogada e não se dando por vencida, apesar das contrariedades, chega ao golo, através do ponta de lança Marcão aos 62 minutos, e sempre à procura do prejuízo, os BRAVOS de Matosinhos, bem tentaram mudar o rumo aos acontecimentos, mas sofrem o quarto golo, numa jogada de contra-ataque, bem gizada pela equipa da casa, aos 77 minutos, para Orriça que entretanto tinha entrado para o lugar de Mário costa, fazer o golo do Padroense, volvido 3 minutos (80) apenas, reduzindo o marcador para 4-2. Até ao fim tempo, para mais dois golos, um para cada lado, Tamandaré para os da casa e mais uma vez Marcão para os visitantes. Terminando o encontro com o resultado de 5-3, num excelente espectáculo de futebol, em que a equipa de Matosinhos, foi manifestamente infeliz neste encontro.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Vila, Daniel ( Bozingwa )e Vítor Lobo; André Simões, Mariano e Alcino ( Sérgio ), Mário costa ( Orriça ), Marcão e Bruninho.
Treinador Augusto Mata. Golos do Padroense; Marcão aos 62, 91 e Orriça 82.

RESULTADOS DESPORTIVOS DAS EQUIPAS DE MATOSINHOS

Resultados de fim de semana

U. DA SERRA 5 PADROENSE 3

LEÇA F. C. 0 AMARANTE 0

NUN` ALVARES 0 F.C.INFESTA 2
CUSTÓIAS F.C. 1 AC FELGUEIRAS 0

MAIA LIDADOR 1 UD LAVRENSE 0
SC CANIDELO 2 F C PERAFITA 1
LABRUGE 1 SENHORA DA HORA 0
BALASAR 0 LEÇA DO BALIO 2

GONDIM-MAIA 2 OS LUSITANOS 2

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC