RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

ÚLTIMA HORA: JOSÉ VIEIRA (EX-LEÇA) É REFORÇO DO EC NOVO HAMBURGO

O avançado brasileiro de 27 anos que representou na primeira metade da temporada o Leça FC foi hoje anunciado como reforço do EC Novo Hamburgo, do Campeonato Gaúcho, até ao final da época

O clube que está no último lugar do Campeonato Gaúcho, contratou o jogador que ainda fez duas temporadas pelo Batatais da Série A3 do Campeonato Paulista.

"No momento em que surgiu a oportunidade, mesmo sendo um curto período de tempo, aceitei. Primeiro vem o objetivo do clube, que +e seguir na primeira divisão", salientou Vieira.

Ao serviço do Leça, Vieira fez 10 partidas, não tendo concretizado golos em qualquer uma delas.

Ao longo da sua carreira, fez parte dos brasileiros do Sumaré, do Inter de Bebedouro, do Grémio Anapólis, do União Barbarense, do América TO e pelos portugueses do Penafiel, Olhanense, Cinfães, Régua e Lusitano Vildemoinhos.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

'DIAMANTES' CRIADOS NO LEIXÕES AJUDAM A QUE HAJA "VERDADEIRO MILAGRE FINANCEIRO"

Paulo Lopo salienta que os diamantes do Mar fazem com que o clube tenha tido desde o início do seu mandato "um verdadeiro milagre financeiro", anunciou hoje ao Jornal Record.

"Um verdadeiro milagre financeiro. A redução do passivo de nove milhões de euros herdados já conseguimos abater 6,6 milhões com o risco positivo de liquidar a totalidade até ao final da temporada", descreve Paulo Lopo.

O presidente da SAD leixonense frisa que isto só é possível com a valorização dos ativos.

"Eles são descobertos ora por um grande trabalho do departamento de scouting, ora pela definição das parcerias de sucesso. Casos como Pedro Henrique, Ofori, Bernardo, Chiquinho, Eustáquio e Tapsoba, deram nos frutos no passado", mencionou.

Paulo Lopo explicou ao Jornal que esta mudança de paradigma "ajuda a dirimir algumas lacunas atuais da formação".

"Estas falhas resultaram de algumas políticas dos últimos anos e de alguma falta de condições estruturais para o clube trabalhar melhor", assinalou.

Onana foi o último caso que valorizou as contas do Leixões comandado por Paulo Lopo.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

GRANDES ESTÃO ATENTOS A FRANCO

Gonçalo Franco é o mais recente produto da formação do Leixões a gerar um burburinho nos corredores dos clubes portugueses, de tal forma que "dois grandes" apresentaram propostas no mercado de Inverno, anunciou Paulo Lopo hoje ao Record.

"Tivemos neste mercado de inverno, pelo menos quatro propostas para a saída de Franco, No entanto, não achamos que era a altura indicada. Duas dessas propostas eram de dois grandes", revelou o presidente da SAD.

"O Franco já é uma certeza e não uma promessa. Vai ser um dos melhores criativos do nosso país", acrescentou.

Gonçalo Franco já tem três encontros realizados esta temporada ao serviço da equipa principal, dois deles como titular.


Fonte da Foto: Duarte Rodrigues


Diogo Bernardino

ÚLTIMA HORA: ACORDO À VISTA POR TAPSOBA

O Leixões e o Vitória de Guimarães estão a trabalhar num acordo para resolver os diferendos do negócio de Tapsoba do Vitória SC para o Bayer Leverkusen, anunciou Paulo Lopo, presidente da SAD, no jornal Record.

"Dadas as relações que temos com o Vitória, esperamos ver resolvido o caso sem ter de recorrer às instâncias próprias. Poderá haver entendimento entre os clubes de modo a que não saia ninguém prejudicado e que o processo não se arraste na Justiça. É um entendimento que está a ser trabalhado", vincou ao jornal.

A saída de Tapsoba gerou um diferendo entre o Leixões e o Vitória SC, com os clubes a apresentarem versões diferentes quanto à percentagem pertencente ao Emblema do Mar, sendo que 25% são do Leixões conforme noticiamos há algumas semanas.

Na mesma notícia revelamos que houve um pré acordo para exercer a opção de compra de 20% do passe de Tapsoba, ao qual o Leixões menciona que nunca foi pago a quantia aos cofres da SAD.

Um conflito que poderia ser levado ao Tribunal Arbitral do Desporto, pode ter a sua resolução.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

PEDROUÇOS TREINADO POR JOCA DE MATOSINHOS É LÍDER ISOLADO DA DIVISÃO HONRA SÉRIE 1

O Pedrouços treinado por Jorge Martinho, mais conhecido como Joca, natural de Matosinhos é o novo líder isolado da Divisão Honra Série 1. 

Joca começou a sua carreira como treinador adjunto no Senhora da Hora ao lado de Manuel Monteiro.

A nível principal já treinou clubes como o Senhora da Hora, Perafita e Lavrense.

Este terminou a sua carreira como guarda-redes no Senhora da Hora. 

Num encontro em que estiveram presentes duas das melhores equipas do campeonato, foram inúmeras as oportunidades de parte-a-parte, dando espetáculo e bom futebol, promovendo o que de melhor se faz nas distritais da AF Porto, conseguindo no final a passagem para a liderança isolada do campeonato.

Desde o início do ano, que em sete jogos realizados, Joca conseguiu triunfos em seis deles.

Em 20 jogos esta temporada, já conseguiu 14 vitórias, três empates e três derrotas.

Joca estreou-se no Pedrouços na temporada 2015/16, tendo depois em 2017/18 e 2018/19 onde conseguiu excelentes resultados, sendo que nesta época está a ser a melhor das quatro, em termos classificativos e também em triunfos.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

MATOSINHOS RECEBE DECISÕES DA TAÇA DE PORTUGAL DE FUTSAL MASCULINO E FEMININO

A final eight da Taça de Portugal de futsal masculino e da final four feminino VÃO disputar-se no Centro de Congressos e Desportos de Matosinhos a partir de 12 de março, anunciou hoje a FPF.

“Depois da forma entusiasmada com que Matosinhos recebeu os jogos da Taça da Liga de Futsal, foi com muito gosto que tomamos conhecimento da atribuição da organização da Taça de Portugal de Futsal, desta vez com equipas masculinas e femininas. Pela enorme tradição e importância desta competição no panorama nacional, é com elevada responsabilidade que assumimos mais este desafio”, salientou a presidente da Câmara, Luísa Salgueiro.

Estarão presentes na final eight: ACD Ladoeiro, CR Leões de Porto Salvo, Eléctrico FC, Modicus, Portimonense SC, SL Benfica, SC Braga e Sporting CP. 

Os jogos dos quartos de final serão disputados a 12 de março, as meias-finais a 14 e a final está agendada para o dia 15.

Na final four da Taça de Portugal de futsal feminino estarão presentes o ACDR Arneiros, o GD Chaves, o Santa Luzia FC e o SL Benfica.

Os jogos das meias-finais disputam-se a 14 e a final a 15.

Os sorteios estão agendados para quarta-feira (19 de fevereiro), pelas 15:00, na Cidade do Futebol. 


Fonte da Foto: Diogo Pinto/FPF


Diogo Bernardino

LEÇA DO BALIO DEMASIADO PERDULÁRIO

Estádio do Gulpilhares
AF Porto Divisão Honra Série 1 (Jornada 21)
Árbitro: Carlos Fernandes
Gulpilhares 1-1 Leça do Balio

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: André (13) e Rabiu (89)


Gulpilhares: Lima, Cardoso (Ivo Lopes, 85), Valente, Rui Sousa (Nuno Velha, 36), Hélder, André (Rabiu, 29), Ricardo Silva, Emerson, Ivo Passos (Ragi, 55), Miguel e Francisco

Treinador: Ricardo Jorge


Leça do Balio: Tiago, Vieira, Bruno, Hugo, Fábio, André, Diego, Luís, Félix (Nélson, 90+4), Daniel (Márcio, 73) e Loureiro (Francisco, 73)

Treinador: Flávio Silva


Num jogo importante para as cores matosinhenses, a falta de eficácia foi um golpe duro para o Leça do Balio que não conseguiu a vitória quando tinha tudo para a conseguir.

Logo aos oito minutos Dani com um pontapé canhão levou a bola a beijar na barra de Lima, numa jogada de excelente entendimento na linha ofensiva baliense.

Aos 12 Rui criou perigo para o Gulpilhares que não conseguia criar um jogo claro e objetivo graças à excelente dinâmica criada pela formação de Matosinhos.

No lance a seguir, chegaria o primeiro golo para o Leça do Balio, falta a meio-campo, com Luís Barbosa a descobrir André com um passe açucarado e com um remate bem colocado ao primeiro poste aos 13 minutos inaugura o marcador.

Dani (18), Luís (24 tiveram grandes oportunidades, mas aos 41 Fábio quase a apontar um grande golo, remate de meia distância e a bola bate com estrondo no poste de Lima.

Na segunda parte, o Leça do Balio continuou à procura de oportunidades, como por Félix aos 56. O Gulpilhares começou a criar lances de perigo, mas nunca tiveram perigo para a baliza de Tiago Moniz.

Félix (65), Chico (67), Nuno Velha (84) tiveram chances para marcar, num encontro em que a equipa baliense começava a jogar em contra-ataque e o Gulpilhares subia as linhas e as marcações homem a homem para conseguir chegar ao golo do empate.

Esse golo apareceu aos 89 minutos, numa tabela entre Velha e Rabiu com um remate seco e forte bateu Tiago Moniz.

Até final, o Gulpilhares colocou o pé no acelerador e bem perto do fim, ainda reclamou uma grande penalidade que o árbitro interpretou que não existiu.

O Leça do Balio consegue um ponto muito importante na luta pela manutenção no campeonato.   

O Leça do Balio, 15.º classificado com 13 pontos na próxima jornada, a 01 de março recebe o Perosinho.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

HERNÂNI BORGES DEIXA DE SER TREINADOR DOS SUB-19 DO LEIXÕES

O treinador dos sub-19 Hernâni Borges pediu hoje a demissão do comando, ao qual o Leixões aceitou, anunciou hoje a SAD do Leixões.

"Ao Hernâni Borges agradecemos todo o profissionalismo, dedicação e compromisso com que sempre representou o Leixões SC – Futebol, SAD, desejando-lhe os maiores sucessos pessoais e profissionais", descreve o clube.

José Augusto Faria, o coordenador da formação vai assumir, interinamente, o comando técnico dos sub-19.

Fonte da Foto: Leixões SAD


Diogo Bernardino

CESAR SALAZAR É REFORÇO DO LEIXÕES

O avançado venezuelano de 21 anos Cesar Salazar (ex-La Guaira) é reforço do Leixões, segundo indicações dadas pelo próprio no seu Instagram.

"Graças à La Guaira por esses 4 anos de carreira que morei lá, foram momentos muito experientes e muito bons. Consegui tudo o que me propus a fazer, mas nada foi fácil, mas tudo valeu a pena. Desejo muitos sucessos para este ano de 2020. Porque sem eles nada era possível, estou cumprindo outro objetivo de muitos que vêm dar o salto para a Europa com um clube como o Leixões", referiu num post no Instagram.

César Salazar vai fazer parte dos sub-23 do Leixões podendo até subir à equipa principal.

Este foi na maioria titular nos sub-20 do Guaira, antes de ter participado em quatro encontros pela equipa principal na primeira divisão, sendo um deles na Clausura, dois na Apertura e um na Libertadores.


Fonte da Foto: La Guaira


Diogo Bernardino 

EXCLUSIVO: PEDRO PRAZERES REGRESSA AOS RELVADOS A 12 DIAS

O avançado do Leça Pedro Prazeres está de regresso aos relvados a 12 dias, soube hoje o Mitchfoot de fonte segura em exclusivo.

Desde 05 de janeiro que Prazeres não tem participado nos encontros com o Leça, nem na convocatória.

Prazeres esta época tem 17 jogos e quatro golos pelo Leça.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: DANILO REGRESSA AOS RELVADOS A 12 DIAS

O médio brasileiro Danilo do Ventura só vai regressar aos relvados a 12 dias soube hoje o Mitchfoot Futebol Matosinhos.

Fonte da Foto: DR

Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: TOMÁS SCHEIBER E BATISTA LESIONADOS

O defesa paraguaio Tomas Scheiber e o médio Baptista são os lesionados do Infesta e estes soube hoje o Mitchfoot em exclusivo, não voltam em fevereiro.

Tomas Scheiber só regressa em abril e Baptista em março.

Scheiber fez seis jogos pelo Infesta e Baptista fez 15.


Fonte da Foto: FC Infesta


Diogo Bernardino

SUB-13 DO LEIXÕES COM FIM DE SEMANA POSITIVO

Os sub-13.1 e 13.2 do Leixões tiveram um fim de semana positivo, conseguindo pontuar nos seus respetivos encontros.

Os sub 13.1 empataram a uma bola com o Valadares e é sexto classificado com 34 pontos e na próxima jornada vai ao terreno do Maia Lidador.

Os sub 13.2 venceram o Pedras Rubras por 3-2 e é segundo classificado com 42 pontos e na próxima ronda recebe o Castelo da Maia.


Fonte da Foto: MC


Diogo Bernardino

OUTROS RESULTADOS DO FIM DE SEMANA MATOSINHENSE

Futebol:

Sub-23:
Maia Lidador 8-1 Perafita
Valadares Gaia 2-2 Senhora da Hora


Sub-19:
Balasar 1-4 Lavrense
Infesta 0-0 USC Paredes
Geração Benfica Matosinhos 1-3 CD Candal
Custóias FC 6-1 Desp. Portugal
Lavrense B 2-2 FC Pedras Rubras B
GD Aldeia Nova 2-1 Infesta B


Sub 17:
Rio Ave B 1-4 Padroense B
Leça do Balio 0-3 Vila FC
Leixões 2-1 Lavrense
Leça FC 1-1 Varzim
Padroense C 2-0 Leça FC B
GD Aldeia Nova 4-2 SC Porto
 Leixões B 1-0 Infesta
Geração Benfica Matosinhos 3-4 Senhora da Hora
Varzim B 4-0 Senhora da Hora


Sub 15:
Padroense 3-2 Perosinho
Dragon Force B 1-0 Leça FC
Sport Canidelo 1-3 Padroense
Leça do Balio 0-4 Nogueirense FC
Leixões 1-0 SC Coimbrões
Leixões B 4-1 Geração Benfica Matosinhos B
GD Aldeia Nova 5-0 Leça do Balio
 Lavrense 0-4 Infesta
 Custóias FC 3-0 Senhora da Hora
 Leça FC B 4-0 Perafita
 FC Foz 14-0 Leixões
Custóias FC 3-3 Gondim-Maia
Infesta B 1-1 EF Macieira da Maia
Leixões C 8-0 Inter Milheirós

Veteranos:
Custóias FC 1-2 Nogueirense FC
Infesta 1-1 UD Valonguense
Unidos de Paiço 1-2 Estrelas de Fânzeres


Futsal


Séniores:
CR Bougado 7-2 Cohaemato
AA Leça 6-1 ADC Santa Isabel
Santa Cruz FC 0-6 Brás Oleiro
Matosinhos Futsal Clube 2-6 Mindelo
Slotcar Trofa 5-1 Cruzeiro Santana
Alfa AC 8-4 Escolas Modelos
S. Sebastião 2-0 Casa FCP Rio Tinto
Juventude Matosinhos 1-2 Junqueira


Sub 19:
Matosinhos Futsal Clube 2-1 Moradores da Granja
Junqueira 1-2 Póvoa Futsal
Leça FC 3-4 AD Polenenses
AA Leça 6-3 Santa Cruz FC
Ac. Pedras Rubras 4-2 Juventude Matosinhos
Leixões 2-6 ADC Santa Isabel
Juventude Gaia 5-0 Alfa AC
Barranha SC 2-5 Gondomar FC


Sub 17:
Paços de Ferreira 0-1 Matosinhos Futsal Clube
AA Leça 6-1 Boavista
Freixieiro 3-4 Póvoa Futsal
AD Polenenses 0-3 Rio Ave
Junqueira 0-7 Modicus
Bairro do Viso 5-0 Leixões


Sub 15:
Leixões 1-5 Junqueira
Cohaemato 5-2 Iniciação S. Roque
AD Polenenses 7-2 AM Lomba
Alfa AC 1-2 Ac. Pedras Rubras


Veteranos:
NCR Valongo 4-4 Alfa AC
AD Polenenses 4-3 CP Rio Tinto


Feminino:
Trofense 1-1 Barranha SC


Diogo Bernardino

SUB-18 DO LEÇA DEIXA PONTOS IMPORTANTES EM GAIA

Onze: 1- GR- Bruno Guimarães, 2- DD- Carlos Monteiro, 3- DC- Pedro Lima, 4- DC- Rui Válega , 17- DE- Diogo Carvalho, 16- M- Miguel Macedo, 8- M- José Falcão, 6- M- Diogo Costa, 14 - EX- Tomás Rocha, 9- EX- Leandro Slimani (Rodrigo Gonçalves, 50), 10- PL- Luan Moreno (André João, 75)

Golos: Válega (12) e Vila (60 g.p.) 
Cartões: Amarelo:  Carlos Monteiro 


Os Leceiros empataram a uma bola em casa do Vila, num jogo equilibrado de ambas as partes! 

Numa grande primeira parte, o Leça dominou por completo o Vila, onde chegou ao 1-0 de canto, com um excelente cabeceamento de Rui Válega! 

Na 2a parte, apesar de muitas oportunidades de golo, o Leça voltou a mostrar-se perdulário em frente à baliza, enquanto o Vila cresceu no jogo e conseguiu chegar ao empate por penálti! 

Os Leceiros perderam a oportunidade de estar mais próximos da qualificação para a 2a Fase, no entanto, só dependem de eles mesmos para manter o 2o lugar! 

Os Sub-18 do Leça, recebem o Sporting da Cruz na próxima jornada!


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

MASTERS DO RIBEIRAS TRIUNFA EM EXCELENTE JOGO DE FUTEBOL

O Ribeiras jogou com, Rui na baliza, defesas, Alemão, Joca, Teixeira e Casqueira, médios Filipe, Zé, Vasco, Costinha e Miguel e na frente com Valter.

O Ribeiras jogou com o Candal, um dos apontados a vencer a divisão de elite e a equipa da casa mostrou que também tem uma palavra a dizer nesse assunto, mesmo sendo considerado um outsider. 

O Ribeiras teve sempre por cima na primeira metade da partida e foi com naturalidade que chegou a vantagem. 

O Candal foi sempre uma equipa com uma boa circulação de bola mas a estratégia defensiva montada por Dario foi fundamental para as poucas oportunidades de perigo. 

Ao cair do pano, 45 minutos, através de canto surge o golo do Candal. Resultado injusto ao intervalo. 

Na segunda parte e a jogar contra o vento, o ribeiras teve dificuldade na adaptação e o Candal aproveitou para fazer o 1-2  na partida. O Ribeiras nao baixou a cabeça e continuou a jogar bola no chão e a acreditar que hoje iria ser um dia bom para a equipa. 

Chegam ao empate através de uma excelente jogada finalizada por Filipe. Até ao final da partida ambas as equipas atiraram ao poste por uma vez, depois na cara do golo não conseguiram concretizar por duas vezes e já mesmo em cima dos 90, Bruno Lemos faz o 3-2 para o Ribeiras aparecendo isolado e fazendo o golo decisivo para a vitoria mais que merecida. 

Um excelente jogo de futebol com o resultado a poder cair para qualquer uma das equipas.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

MASTERS DO LAVRENSE PERDEM COM REBORDOSA

Os masters do Lavrense perderam por 3-1 em casa com o Rebordosa.

Várias baixas e em três oportunidades fizeram os golos logo na primeira parte.

O Lavrense reagiu bem mas falhou golos. Golo do Artilheiro.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

MASTERS DO LEIXÕES EMPATA EM PAÇOS DE FERREIRA

Turma leixonense foi melhor mas não foi aquém de um empate a uma bola frente ao Paços de Ferreira, em mais um jogo a contar para a Liga de Elite de Masters.

Primeira parte dominada e controlada pelo Leixões, perdendo várias oportunidades para golo, tendo ainda ficado uma grande penalidade por assinalar. 

O Paços de Ferreira remeteu-se à defesa, tentando explorar lances de contra-ataque.

Na segunda parte a equipa acelerou um pouco mais o jogo na procura do golo, contudo numa bola recuperada no meio campo, o adversário lançou rápido na frente e com um bom remate, de fora da área, a fazer o primeiro do jogo. 

O Leixões voltou a carregar, criando oportunidades sem sucesso até que Marco Pereira foi derrubado na área. Grande penalidade convertida por Moreira que fixou o resultado final. Tem faltado um pouco de sorte no momento da finalização.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

GRANDE ESPETÁCULO TERMINA COM EMPATE

As 'sereias do mar' empataram a seis golos com o Maia, num grande espetáculo de futsal, depois de ao intervalo a turma do mar estar a perder por 5 a 1.

Marta (2), Vandinha (2) e Tânia (2) apontaram os golos do Leixões.

Anselmo Amaro, no final: "Primeira parte começamos bem mas, por pura infantilidade, cometeram-se erros que nos levaram a acabar a mesma com um resultado negativo de 5-1. 

Na segunda metade, a equipa demonstrou todo o seu querer e com um esforço meritório, de todo o meu respeito, conseguiu dar a volta ao jogo e finalizá-lo com um empate, apesar de que a meu ver a vitória teria sido merecida. Obrigado a todas pelo esforço e por nunca terem baixado os braços durante todo o jogo"


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

TRIVELAS COLOCA SELO DE TRIUNFO

Estádio do UD Lavrense
AF Porto Divisão de Honra Série 1 Jornada 21
Árbitro: Ricardo Carriço
UD Lavrense 2-1 Dragões Sandinenses

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Trivelas (67 e 77 g.p.) e Paulinho (63)
Cartões: Vermelho para Trivelas (85)

UD Lavrense: Padrão, Luís André, Diogo, Tucha (Fábio, 67), Trivelas, Léo, Zidane, Anunciação (Leandro, 57), Noverça, Hulk e Barreira

Treinador: Nuno Gonçalves


Dragões Sandinenses: Coelho, Miguel Reis, Coutinho, Bruno Gomes, Joca, Paulo Lopes (Marcelo, 73), António Pinho (Carlitos, 66), Jorginho, Paulinho, Zé Luis (Mauro, 66) e Gonçalo

Treinador: Carlos Almeida


A UD Lavrense venceu os Dragões Sandinenses por 2-1 e regressou aos triunfos três jogos depois, voltando a mostrar a enorme valia do grupo de trabalho recheado de jogadores em quantidade e qualidade.

A primeira parte foi de muito equilíbrio com as equipas "encaixadas" tacticamente, que levaram a que fossem para o intervalo, empatadas a zero.

Na entrada do segundo tempo com o Lavrense balanceado no ataque e numa tentativa de saída rápida, um "roubo" de bola permite o golo do adversário.

Mas o Lavrense lutou e persistiu e chegou à vitória com dois golos de Trivelas que mostra mais uma vez ser uma das peças fundamentais no xadrez da equipa de Lavra 

Primeiro de cabeça e depois de penalty coloca a UDL em vantagem, dando justiça no resultado.

Trivelas ainda foi expulso na parte final, num lance demasiado penalizador.

Na próxima jornada, a 01 de março, o Lavrense, quatro classificado com 41 pontos vai ao estádio do Arcozelo.


Fonte da Foto: UD Lavrense


Diogo Bernardino

A RIFA DA ESTRELINHA DE CAMPEÃO ESCAPOU AO CUSTÓIAS

Estádio do Custóias
AF Porto Divisão Honra Série 1 Jornada 21
Árbitro: Tiago Oliveira
Custóias 0-1 Pedrouços

Ao intervalo: 0-1
Marcador: Iago (34)

Custóias: Beleza, Artur (Diogo Melo, 85), José Fernandes, Carlos Pereira, Gabriel, Igor, Meneses (Hugo Ribeiro, 70), Diogo Teixeira, Paulo Silva, Pedro Martins e Alan


Treinador: Mário Rui Ferreira




Pedrouços: Mata, Folha, Ramalho, Musa, Diogo, Machado, Hugo, Medeiros (Pedrinha, 80), Rafa (Léo, 87), Pulga e Iago (Fabrice, 80)




Treinador: Joca


Num jogo equilibrado com duas equipas que estão a passar por um bom momento, a primeira parte foi de muita luta, entrega e acaba com o golo (0-1) do Pedrouços num ressalto.

Na segunda parte para além do equilíbrio o Custóias e o Pedrouços principalmente tiveram muitas oportunidades. 

O Pedrouços teve a estrelinha de campeão do seu lado. 

Na próxima jornada, a 01 de março o Custóias, sétimo classificado com 28 pontos recebe o Serzedo.


Fonte da Foto: Custóias FC


Diogo Bernardino

INFESTA DEIXA CAIR PONTOS AO FECHAR DO PANO

Estádio do C. F. Oliveira do Douro 
AF Porto Divisão de Elite Pró Nacional Série 1 Jornada 23
Árbitro José Oliveira 
Oliveira do Douro 1-0 Infesta

Ao intervalo 0-0 
Marcador: Bruno Teixeira (85)


Oliveira do douro: Luís Melo; Jorge, Hélio, Sardinha (Paulinho, 54), João Rodrigues (Sané, 68), China, Chico (Tiago Ribeiro, 78), Morgado (Miguel Pedro, 54), Virgílio (Tiga, 78), Rúben Gonçalo e Bruno Teixeira

Treinador: José Alberto


Infesta: Pedro; Malícia, Chaves, André Ribeiro, Morais, Mário (Maia, 67), Luís Carlos, Bessa (Morgado, 62), Lúcio, Dani (Ricardo, 67) e João Rodrigues

Treinador: Bruno Costa


O Infesta não conseguiu passar pelo Oliveira do Douro, deixando de ter qualquer hipótese de alcançar pontos a partir do minuto 85.

A equipa de Bruno Costa, até entrou melhor na partida, principalmente na primeira parte, em que foi superior, mas na etapa complementar, a equipa do Oliveira do Douro, que luta por outros objectivos, encostou o Infesta às cordas.

Até bem perto do intervalo, a equipa de Bruno Costa criou mais situações de golo, teve mais posse, com critério e boa circulação de bola, tornando o seu futebol, agradável de se ver. João Rodrigues era o jogador mais perigoso do Infesta e esteve bem perto de chegar ao golo por várias ocasiões.

Bruno Teixeira aos 85 minutos fez o único golo da partida.

O Infesta, último com 13 pontos, na próxima jornada recebe em casa o Gondomar B a 01 de março.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

GATÕES E GERVIDE ANULAM-SE

Gatões - Vieira, Márcio, Miguel, Sena, Nando, Adu (Ademar, 55) Marinho (Ivo, 80), Lages, Amaral (Ricardo Santos, 55), Carvalho, Ricardo Monteiro (Chico, 80).

Um bom jogo de futebol entre duas boas equipas, apesar do Gatões estar desfalcado de alguns titulares. 

Os jogadores do Gatões que foram chamados cumpriram rigorosamente o que lhes foi pedido.

Jogo disputado quase sempre no meio campo, com maior posse de bola do Gervide, consentido pelo jogo do Gatões, derivado às circunstâncias.

Não houve praticamente situações de golo, exceto já nos descontos o jogador do Gervide tira o pão da boca a Nando impedido assim a vitória do Gatões.

Um bom jogo com uma excelente arbitragem, que consegue fazer um jogo sem mostrar qualquer cartão.

Na próxima semana, o Gatões, nono classificado com 26 pontos vai ao terreno do Monte Córdova.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

ALDEIA NOVA DOMINOU NO DÉRBI MATOSINHENSE

Complexo Desportivo do Senhora da Hora
AF Porto 1.ª Divisão Série 1 Jornada 20
Árbitro: João Silva
Senhora da Hora 0-3 Aldeia Nova

Ao intervalo: 0-3
Marcadores: Zé Paulo (12 g.p) e 34) e Simão (26)

Senhora da Hora: Pedro, Rui Sousa, Jailton, Renan, Jean, Fred, Frank, Ricardo (Sá, 66), Rafa, Artur (Joel, 45 ) e Bocas

Treinador: Abilio


Aldeia Nova: João, Batista, Gonçalo F, Gonçalo V, Sérgio, Mazola, David Pinto (Vieira, 71), Martins (Ribeiro, 80), Simão (Pepo, 80), Dr. Love e Zé Paulo (Filipe, 71)

Treinador: Leão


A equipa do Aldeia Nova entrou em campo determinado a limpar a imagem da última partida e desde cedo tomou conta do jogo. 

Ainda muito cedo no jogo logo aos 12 minutos, Zé Paulo de penálti fazia o primeiro da partida a penalizar uma falta desnecessária da equipa da Sra da Hora. 

O Aldeia Nova não tirou o pé do acelerador e pouco tempo depois Simão entrava também para a lista de marcadores aos 26 após um cruzamento com peso e medida de Zé Paulo para o remate seco e forte de Simão.

Ainda na primeira parte, o golo da tarde de Zé Paulo aos 34 minutos que bisou na partida depois de uma jogada fantástica da equipa do Aldeia Nova que culminou com um cruzamento de Martins para o remate perfeito de Zé Paulo. Ao intervalo o resultado era justo. 

Na segunda parte o Aldeia Nova limitou-se a deixar correr o cronómetro e a gerir o jogo mas nunca sem deixar de pressionar e causar perigo na baliza do Sra da Hora. A equipa da casa pouco fez para tentar mudar o desfecho do jogo.  

De realçar a estreia dos reforços de inverno David Pinto (ex-Infesta) e Mazola (ex-Lusitanos) na equipa principal.

O Aldeia Nova, quinto classificado com 36 pontos a 01 de março recebe o Parada.


Fonte da Foto: Aldeia Nova


Diogo Bernardino

PENALTY ESTRAGA PLANOS DO LUSITANOS

Centro de Treinos e Formação Desportiva Porto/Gaia, no Olival
AF Porto 1.ª Divisão Série 1 (Jornada 20)
Árbitro: André Isento
Crestuma 1-1 Lusitanos

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Paulo Pereira (33) e Vitinha (89 g.p)
Cartões: Vermelho para Jorge (87), Gusto (87) e Bruno Pereira (87)

Crestuma: Filipe Oliveira, Vítor Lopes, António, Tiago Rocha, João Pinto (João Santos, 70), Diogo Brito, Bruno Coelho (Vieira, 84), Gusto, Jorginho, Vitinha e Tarik

Treinador: Vítor Moreira

Lusitanos:Bruno, Paulo Gonçalves, Fernando, Diogo, Tiago, Rúben (Marcelo, 82), Ivo (Pereira, 61), Pina, Saimon, Kevin e Paulo Pereira

Treinador: Albino Guerra


O Lusitanos esteve muito perto de conseguir o triunfo nesta jornada, mas no final a história que se escrevia com linhas perfeitas, ruiu num penálti no último minuto.

Um empate com sabor a injustiça para a formação matosinhense que depois de marcar aos 33 por Paulo Pereira e muito lutar pelos 3 pontos, eis que um erro do arbitro assistente, que de uma possível falta fora da área, dá como falta passível de penalty apontado por Vitinha aos 89.

O Lusitanos, 12.º classificado com 21 pontos recebe o Ataense na próxima jornada a 01 de março.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

PERSISTÊNCIA E CRENÇA DERAM FRUTOS AO PERAFITA

Estádio do Perafita
AF Porto 1.ª Divisão Série 1 Jornada 20
Árbitro: João Dias
Perafita 2-2 São Félix Marinha

Ao intervalo: 2-2
Marcadores: Mamadu (8), André Silva (16) e David Costa (22 e 45)


Perafita: Mourão, Rafa, Tuta, Bernardo, Chico, Jaime Pacheco (Bezerra, 58), Branco, David Costa, Pedrilson, Resende, Brandão (Faustino, 71).

Treinador: Paulo Gentil


São Félix da Marinha: Miguel, Pinto, Rocha, Bruno, Diogo (Barros, 87), João, Antunes, André Silva (Feiteira, 75), Buba (Renato, 75), Mamadu, Diego Alves (César, 87)

Treinador: Rui Conceição


Num encontro que apresentava duas equipas distintas em termos classificativos mas em futebol jogado com uma enorme diferença.

O Perafita entra muito bem no jogo, com circulação de bola na largura do campo mas sofre dois golos.

O primeiro aos 8 minutos por Mamadu, após uma perda da bola no meio campo, logo lançada nas costas da defesa e o avançado foi mais rápido e ficou isolado contra Mourão, fazendo a finta e consegue abrir o marcador.

O segundo golo aos 16, onde a defesa da equipa da casa, demorou a sacudir a bola do seu último terço e o avançado André Silva ganha a bola, rematou fora da área, não dando hipóteses ao guarda redes.

0-2 nos primeiros 16 minutos e muitos pensavam que tudo estava perdido.

Mas o futebol do Perafita fez-se na largura do seu terreno de jogo e nunca perdendo a sua identidade e o seu controlo emocional, num ataque do lado esquerdo onde Resende ganha no 1x1 ao lateral e posteriormente ao defesa central, já dentro da grande área, este só o conseguiu travar através da falta.

Penalti a favor do Perafita onde David Costa cobrou com classe, reduzindo aos 22.

Após o golo, o Perafita continua a ameaçar a equipa adversária com remates de longa distância, onde o guarda redes ia conseguindo manter em vantagem da equipa.

Mas a equipa da casa ao pressionar alto, conseguiu ganhar faltas e foi já no minuto 45, um livre no ataque do lado direito e numa jogada estudada, após o cruzamento de Resende para a pequena área, aparece muito bem o jogador David Costa, cabeceando para o fundo das redes, bisando no marcador.

Estava feita a igualdade, muito mérito dos jogadores do Perafita que acreditaram nas suas capacidades e nunca baixando os braços.

Na segunda parte, foi um futebol dividido, onde só houve 2 ocasiões de golo para ambas as equipas. 

Mas tanto, o guarde redes Mourão como da equipa adversária mantiveram o resultado inalterado.

O Perafita demonstrou uma tremenda atitude e crença, ao recuperar da desvantagem e acreditando que pode sair da zona vermelha da classificação.

O Perafita é último classificado com oito pontos e na próxima jornada vai ao terreno do Vandoma, a 01 de março.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

domingo, 16 de fevereiro de 2020

PADROENSE DEIXA TRÊS PONTOS EM VILA NOVA DE GAIA

Estádio do Vila FC
AF Porto Divisão de Elite Série 1 Jornada 23
Árbitro: Fábio Silva
Vila 3-2 Padroense

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: Mesquita (11), Guilherme (13), Ricardo (56), Guilherme (64) e Edi (67)


Vila: Diogo Tavares, Pedro Oliveira, Fábio Gomes, Gaspar, Nuno Gomes (Osório, 60), Pelegrini, Giovani (Castro, 60), Flávio Santos, Paulinho (Edi, 60), Paulo Monteiro e Guilherme 

Treinador: Abílio Novais


Padroense: Moreira, Dani, Fábio, Taipa, Nuno Carvalho, Cacheira (David Yoo, 79), Juca, Taipa, Estebainha, Ricardo, Mesquita e Jardel (Xoura, 79)

Treinador: João Costa


Num jogo muito disputado pelas duas equipas que estavam com a mesma pontuação, foi o Padroense a imprimir o ritmo a seu favor e a marcar através de Mesquita na transformação de uma grande penalidade aos onze minutos.

Mas o Vila repôs a igualdade em dois minutos, saída rápida para o contra-ataque e Guilherme faz o empate. 

Na segunda parte aos 56 é Ricardo que volta a dar vantagem aos Bravos de Matosinhos mas aos 64 é novamente Guilherme que repõe a igualdade.

Aos 67 é Edi Valentim quem faz o resultado final, num encontro em que ainda houve uma grande penalidade a favor do Vila que Moreira defende.

Na próxima semana, o Padroense, 10.º classificado com 34 pontos vai ao terreno do Vilarinho, para o encontro dos oitavos de final da Taça AF Porto.


Fonte da Foto: Jorge Peixoto


Diogo Bernardino

FALTA DE IDENTIDADE DO LEÇA LEVA A DESAIRE NUM PÉSSIMO JOGO

Estádio do Leça FC
Campeonato de Portugal Série B 22.ª jornada
Árbitro: André Neto (AF Vila Real)
Leça 2-3 Amarante

Ao intervalo: 1-1
Marcadores: João Paulo (1), Pacheco (39), Isaac Cissé (80), Diogo Lamelas (82) e Fábian Cuero (87)
Cartões: Amarelos para Pape (36), Lamelas (69), Simão (79), Samuel Teles (81). Vermelho direto para Van Zeller (87) no banco e Jair (89).

Leça: Jorge Cristiano, João Pedro, Pecks, Manuel Lopes (Paulo Lopes, 46), Cláudio Borges, Samuel Teles, Nelsinho, João Paulo, Van Zeller (João Paulino, 56), Isaac Cissé (Jair, 81) e Adilson

Treinador: Domingos Barros


Amarante: Carlos, Ricky, Pedro Pacheco, Sampaio, Simão Rocha, Miguel Batista (Romeu, 76), Alex Silva, Chiquinho (Cuero, 58), Piquet, Lamelas e Pape (Clayton, 88)

Treinador: Pedro Reis


O Leça saiu do encontro com a sensação de que devia ter feito muito mais para alcançar os pontos necessários para manter-se no segundo lugar, devido à falta de identidade que caracteriza a equipa nesta temporada.

Num dos piores jogos da caminhada do Leça no campeonato, a desilusão assolou os corações dos adeptos e sócios leceiros, com a enorme deceção que foi o resultado desta jornada. As celebrações foram para o Amarante que sai da zona vermelha e consegue um resultado histórico pois há 20 anos que consegue matar o borrego.

O Amarante foi um digno vencedor, pois conseguiu o que poucos fizeram em casa do Leça, travar o ímpeto e deitar abaixo a identidade da equipa, conseguindo na segunda parte principalmente nos últimos 30 minutos remates com excelente coordenação e direção.

O Leça entrou com uma novidade em campo, com Isaac Cissé a justificar a titularidade depois do excelente jogo que fez em Valadares e a ocupar o lugar de Boakye que esteve lesionado nessa semana e que vai regressar no próximo encontro. 

Melhor entrada não podia ter pedido a formação matosinhense que entrou praticamente a ganhar, num lance em que o 'veterano' Carlos deixou muito a desejar. Logo ao primeiro minuto, João Paulo num pontapé de canto desfere um cruzamento perfeito com a bola aos 'soluços' a entrar nas redes. Terceiro golo do médio caboverdiano no campeonato.

A história desenhava-se com traços de domínio do Leça que nos primeiros 15 minutos podiam ter alcançado um resultado volumoso, se não fosse alguma falta de coordenação no passe ou no remate. 

Mas a partir daqui, o Amarante pegou no jogo e procurou caminhos para chegar à baliza, não deixando o Leça conseguir produzir uma jogada com qualidade. O Leça literalmente deixou de jogar, de ser a equipa que costuma ser, baixou linhas, dinâmicas e intensidade, do qual permitiu o empate aos 39 minutos num livre muito bem cobrado de Pacheco sem hipóteses para Cristiano.

A marca da equipa de Domingos Barros não estava a ser a mesma, com muita falta de eficácia nos primeiros 25 minutos, com João Paulo (13) e Adilson (24) como destaques.

Na segunda parte mesmo sendo superior a equipa matosinhense nunca teve a identidade que o caracteriza presente em campo, e só a partir dos 60 minutos começou o espectáculo de oportunidades de ouro.

Aos 61 Batista e aos 63 Pape com espaço importunavam a formação leceira com Cristiano a conseguir travar à segunda os remates de meia-distância. Aos 66, Adilson arranca isolado após um passe em profundidade de Paulino e quase bate Carlos que defende a primeira e a segunda bola.

Aos 71 Batista e aos 79 Cuero continuavam o festival de oportunidades sempre com a barreira Cristiano atenta a cada lance, mas foi na persistência e na insistência que o Leça chegou ao segundo golo aos 80 minutos por Isaac Cissé. 

Com justiça o Leça chega ao segundo golo a 10 minutos do fim. Cruzamento desferido de Cláudio que com régua e esquadro coloca ao segundo poste para a cabeça do costa marfinense que coloca a bola no fundo das redes. Terceiro golo em dois jogos de Cissé com a camisola do Leça, chegando assim aos 15 na sua carreira.

Nem impulsionado pelos apoios dos adeptos o Leça evitou o descalabre que se iria suceder. No lance seguinte ao golo leceiro, Alex Silva aos 82 com um pontapé canhão obrigou Cristiano à intervenção da tarde e aos 83, Lamelas de canto direto coloca a bola bem redondinha para o fundo da baliza, para o olhar incrédulo de todos os leceiros.

Mas aos 87 o lance que ia determinar o resultado final, falta a meio-campo e Alex Silva coloca Cuero isolado, apanhando em contrapé toda a equipa leceira e o avançado colombiano frente-a-frente com Cristiano, fez o que lhe competia e desferiu com precisão a bola para o fundo das redes.

A partir daqui o caldo entornou em Leça, e o caos começou com Van Zeller a expressar a sua opinião em campo sendo que aos 87 foi expulso e dois minutos depois Jair que entrou para segurar a vantagem, no entender do árbitro faz falta e protesta a decisão, que levou ao vermelho direto, o que deixou o Leça com 10 jogadores durante seis minutos.

Até ao final, o Amarante não consentiu qualquer oportunidade de perigo, enervando o adversário, deixando-o desesperado.

O Leça é terceiro classificado com 42 pontos, a dois do segundo o Lourosa e a 10 do primeiro, o Arouca que venceram nesta jornada e na próxima ronda, domingo às 15:00 vai ao terreno do Canelas.


Fonte das Fotos: Leça FC


Diogo Bernardino

sábado, 15 de fevereiro de 2020

VÍTOR SILVA FAZ LEIXÕES REGRESSAR AOS DESAIRES

Estádio Marcolino de Costa, em Santa Maria da Feira
II Liga Jornada 21
Árbitro: Tiago Martins (AF Lisboa)
Feirense 1-0 Leixões

Ao intervalo: 0-0
Marcador: Vítor Silva (73)
Cartões: Amarelo para Luís Silva (12), Edson (13), Feliz (44), Pedro Pinto (56), Vítor Silva (85) e Camará (90+4)


Feirense: Caio Secco, Ruca, Ícaro, Gui, Mesquita, Feliz, Christian, Amorim, Edson Farias, Fábio Espinho (Vítor Silva, 72) e Pedro Henrique (Abel Camará, 72)


Treinador: Filipe Rocha


Leixões: Igor Stefanovic, Zé Carlos, Bura, Pedro Pinto, Derick Poloni, Amine (Pedro Monteiro, 83), Luís Silva (Vítor Bruno, 80), Avto, Romário Baldé, André Claro e Harramiz (Bruno Monteiro, 54)


Treinador: Manuel Cajuda


Num jogo bonito e emotivo, o Leixões regressou aos desaires, mas foi só 'à bomba' que a formação matosinhense sofreu o golo, depois de apresentar bons processos enraizados no laboratório de Cajuda.

O resultado em questão não vislumbra na realidade aquilo que aconteceu, sendo que o empate seria o resultado a ter mais em conta. O golo de Vítor Silva aos 73 minutos ditou o desfecho final do encontro.

A formação leixonense estava elevada de moral, devido ao excelente resultado protagonizado na semana passada com o Varzim e respira-se mais confiança e melhor assertividade ofensiva e defensiva.

O encontro começou de forma equilibrada e bem durinho, sendo que a batalha a meio-campo ia ser um ponto fulcral no desfecho final do encontro. Com uma boa capacidade de adaptação e posicionamento e com mais posse de bola, o Leixões entrou melhor em campo.

Com um bom jogo posicional devido ao excelente bloco defensivo dos 'Billas', as duas equipas andavam ainda em fase de estudo, sendo que o primeiro vislumbre de remate ocorreu aos 11 minutos por Avto que saiu muito por cima.

De forma inteligente, o Leixões conseguiu controlar o jogo até onde pude, não deixando o Feirense utilizar os seus processos normais de profundidade no jogo, com um futebol mais objetivo, na procura da profundidade controlada, sempre à procura do último terço da área.

Os jogadores interpretam e estão a interpretar muito melhor as modificações que Manuel Cajuda implementou no processo de jogo da formação matosinhense.

Harramiz e Luís Silva foram dos mais interventivos em campo e até foram a jogo algo condicionados, sendo que Cajuda especificou que Harramiz tinha sofrido uma contractura e só antes do encontro é que foi a jogo.

Aos 25 minutos Edson Farias criou a primeira grande oportunidade de perigo à entrada da área, que proporcionou a Stefanovic à uma grande defesa.

Aos 30 Fábio Espinho não obrigou muito a Stefanovic que defendeu para canto.

O Leixões pressionava a partir do meio-campo, bem o espaço, muito forte a nível ofensivo, com Manuel Cajuda a realizar várias mudanças no eixo atacante com Romário Baldé a ponta de lança, Avto do lado direito e Harramiz do lado esquerdo.

Na segunda parte, o Leixões entrou muito forte e aos 51 Avto com uma arrancada a fletir da direita para o centro e tinha dois jogadores em boa posição mas rematou a meia distância com Caio Secco a intervir de forma apertada.

Pedro Henrique (ex-Leixões) aos 53 ainda colocou a bola dentro da baliza mas o árbitro anulou o golo por falta do avançado.

Aos 54, grande contrariedade para Manuel Cajuda após Harramiz lesionar-se e ter sido substituído por Bruno Monteiro, mudando para 4x3x3, com Luís Silva a jogar em terrenos adiantados, sendo que Amine e Bruno Monteiro estiveram a duplo pivô.

O Leixões aproveitava as falhas do Feirense e aos 59 teve uma oportunidade de ouro, quando Luís Silva passou de calcanhar para Bruno Monteiro que não conseguiu desfeitear por pouco. Os matosinhenses soltavam-se das amarras e a impor o ritmo que pretendia.

Aos 65 Stefanovic quase que entornava o caldo, quando num cruzamento quase largava a bola para Pedro Henrique.

O Feirense acabou por chegar à vantagem por Vítor Silva, que com um cruzamento de longa distância, na sequência de um livre, traiu o guarda-redes Stefanovic, aos 73 minutos.

Aos 80 minutos Vítor Bruno entrou em campo para o 4x2x4 sendo que Romário Baldé juntou-se a André Claro.

Aos 90+2 Bura que na reta final foi com tudo pelo clube e com um remate de meia distância e aos 90+4 Romário ainda estiveram perto do empate.

O Leixões é 11.º classificado com 28 pontos e na próxima jornada recebe o SC Covilhã, a 11 de fevereiro, ás 11:00.


Fonte das Fotos: Duarte Rodrigues


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: PEDRO MESQUITA LESIONADO

O defesa Pedro Mesquita do Lavrense está lesionado e já não foi opção no último encontro frente ao Desportivo de Portugal e só em Março é que regressa aos relvados.

Esta temporada Mesquita fez 19 jogos e apontou quatro golos.

Pedro Mesquita filho de Mesquita que foi jogador no Leça, Leixões, Rio Ave, Gil Vicente e Naval e treinador adjunto no Almería B, Leixões, Famalicão, Aves, Leça, Lousada e Chaves.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino



EXCLUSIVO: GATÕES APRESENTA-SE COM QUATRO LESIONADOS

O Gatões apresenta-se com quatro jogadores lesionados, sendo que dois provavelmente já não jogam esta época, soube hoje em exclusivo o Mitchfoot.

Os dois jogadores que estão por tempo ilimitado fora dos relvados provavelmente já não jogam esta época são Carlos e Miguel Dias. 

Os outros dois ficarão talvez mais dois meses fora sendo eles Magalhães e Salazar.

Hoje não poderiam contar com Tiago Maia e João Nuno por castigo.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

EXCLUSIVO: TIAGO MAIA E JOÃO NUNO INDISPONÍVEIS PARA ENCONTRO COM GERVIDE

Os médios Tiago Maia e João Nuno estão indisponíveis para o encontro com o Gervide de hoje, soube o Mitchfoot de fonte exclusiva.

Ambos foram expulsos no encontro com o Leões Seroa, esta quarta feira que terminou com a derrota da equipa matosinhense por 2-0.


Fonte da Foto: DR


Diogo Bernardino

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC