RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 1 de maio de 2011

FINAL À HITCHCOCK LEVA PADROENSE AO PLAY-OFF



PARABÉNS PADROENSE!
Caiu o pano sobre a fase regular da 2ª Divisão Nacional, que teve um verdadeiro final à Hitchcock. O Padroense acabou por conseguir o primeiro lugar e assim sagrar-se Campeão de Série e vai disputar o play off de acesso à Liga Orangina. Tudo aconteceu já no período de compensação do jogo em Coimbrões, quando André Simões apontou o golo da vitória, isto quando o Boavista festejava já a mesma conquista, depois de vencer o Pampilhosa por duas bolas a zero e enquanto o Tondela chorava o facto de ter estado practicamente todo o campeonato na primeira posição e na última jornada ter caído para o terceiro lugar.
Padroense e Boavista terminaram com os mesmos 56 pontos, mas os matosinhenses têm vantagem no confronto directo, visto que venceram no Bessa XXI por 1-3 e empataram a zero em casa.

http://abolaeredonda.blogspot.com/

ULTRAS PADROENSE FAZEM UM APELO


Agora que cumprimos o sonho de sermos campeões... vamos lançar um desafio!!
Em todas as casas onde houver um padroense vamos colocar á janela uma cachecol, uma bandeira, uma camisola ou algo que nos identifique!!!VAMOS MOSTRAR A TODOS QUE TEMOS ORGULHO EM SER DESTE CLUBE!!!
VAMOS COLOCAR NAS NOSSAS JANELAS AS CORES E O SÍMBOLO DO "PADROENSE CAMPEÃO 2010/2011"
CONTAMOS COM A ADESÃO DE TODOS!!!!!

EMOÇÃO AO RUBRO PADROENSE É CAMPEÃO!


30 ª Jornada da II divisão Zona Centro.
Local: Parque Desportivo Silva Marques, Coimbrões – Gaia

Árbitro: José Gomes (Lisboa)

PADROENSE É CAMPEÃO!


Os Bravos de Matosinhos tiveram uma deslocação curta mas deveras importante, na última jornada do campeonato da II divisão Zona centro.

Num encontro, em que tudo se jogava para se decidir quem iria ao Play-off de subida à Liga Orangina, a equipa do Padroense, não defraudou os imensos adeptos que acompanharam a equipa neste importante desafio. Num jogo de emoções fortes, a explosão de alegria viria a acontecer num momento único de arte de bem jogar futebol, André Simões em momento de inspiração, levou ao rubro as hostes padroenses, que encheu de alegria e de orgulho os adeptos do clube do Padrão da Légua e do povo de Matosinhos.


Começa melhor a equipa de Matosinhos e logo aos 2 minutos teve uma grande chance de abrir o marcador, quando Bruninho, pelo lado direito, remata forte e colocado e protagoniza uma grande defesa ao guarda-redes da equipa da casa, Ivo, estava dado mote às intenções da equipa do Padrão da Légua. Aos 16 minutos a equipa da casa fica reduzida a dez elementos, por expulsão com duplo amarelo de Vítor Fonseca, que se excedeu nos protestos. A equipa do Coimbrões em inferioridade numérica, e a defrontar um adversário que tem uma qualidade de posse a cima da média, baixa as suas linhas e joga em contra ataque, dificultando a manobra ofensiva do Padroense e pondo em sentido o ultimo reduto da equipa de Matosinhos, Marco guarda-redes matosinhense segura o nulo com duas magnificas intervenções. À passagem do minuto 25, Armando põe à prova, mais uma vez o guardião da casa, num remate à meia volta, ao minuto 40 é a vez de André Simões, dispara de fora da área e Ivo mais uma vez responde com defesa muito segura, evitando que a equipa de Matosinhos, fosse para as cabines a vencer a partida, ao intervalo, 0-0, com este resultado a equipa de Matosinhos, estava fora do Play-off, pois o Tondela vencia em sua casa o Aliados de Lordelo por uma bola a zero.

A SABEDORIA DE AUGUSTO MATA, O ACREDITAR DE VASCO PINHO E O GOLAÇO! DE ANDRÉ SIMÕES


No regresso das cabines, a equipa do Padroense, entra com tudo, com raça, determinação e muita alma, a equipa teve 10 minutos iniciais de autêntico vendaval ofensivo. Primeiro, Silva aos 46 minutos, isolado, desperdiça excelente oportunidade, de seguida, Marcão emita o seu companheiro, atirando ao lado da baliza do guarda-redes da equipa da casa, depois o primeiro momento de alegria para hostes do Padrão da Légua, na sequência de um pontapé de canto marcado por Mariano, Bruninho, cruza com peso e medida e Vítor Lobo faz o golo que a equipa há muito o justificava, só faltava que o Aliados de Lordelo, desse uma ajudinha em Tondela. No minuto 71, golo do Coimbrões, balde de água fria, que gelou completamente os adeptos do Padroense, mas a equipa não desarma, e o fulgor do seu futebol faz acreditar novamente os adeptos, que começam a incentivar até à exaustão os Bravos de Matosinhos. Augusto Mata, técnico matosinhense, homem habituado a estes desafios, e com serenidade que lhe é reconhecida, ou não fosse ele, uma velha raposa, sem segredos no futebol por desvendar, mexe no seu xadrez, dando mais acutilância ofensiva à sua equipa com a entrada do veterano, Sérgio, que viria a ser decisivo, para o lugar do central, Vila. Aos 77 minutos de jogo, a Equipa do Padroense, era 3º classificado, com a conjuntura de resultados no momento, Tondela, vencia por 1-0, e o Boavista já vencia por 2-0. Era o tempo de dar tudo por tudo, Mário costa, entra para o lugar de Vítor Lobo e quase em simultâneo o Aliados de Lordelo empata a partida de Tondela, só faltava mesmo o golo do Padroense para se fazer história no clube do Padrão da Légua, Vasco Pinho, director do futebol do Padroense, sentia que era possível fazer história, e os últimos 5 minutos, foi um espectáculo dentro do espectáculo, sabendo o que se passava nos outros campos, não parou de incentivar a sua equipa rumo à vitória, que esteve quase para acontecer ao minuto 87 por Silva que permite outra grande defesa a Ivo guarda-redes da casa e na sequencia, Marcão atira para fora, aguenta coração! Está quase a terminar a partida, até que ao minuto 90+3, André Simões, depois de receber da cabeça de Sérgio a bola e de costas voltadas para a baliza e de fora da área, inventa um momento único na história do Padroense, o golo que lhe valeu ser campeão, não foi de bicicleta, mas sim de super-bike o golo que permite ao Padroense, sonhar com a liga profissional. O jogo terminou logo depois com a vitória da equipa de Matosinhos, por duas bolas a uma, que enche de orgulho todos os matosinhenses. Seguindo-se os festejos, com abertura do champanhe e gritos de CAMPEÕES SOMOS NÓS! A equipa viajou com o acompanhamento dos adeptos, em caravana até ao Padrão da Légua.


PADROENSE: Marco, Paulinho (Bosingwa), vila (Sérgio), Armando e Vítor Lobo (Mário Costa); Daniel, André Simões e Mariano; Bruninho, Marcão e Silva. Treinador: Augusto Mata.

Ao intervalo: o-o. Golos: Vítor Lobo (49`)Nuno Pinto (71`) e André Simões (90+3)

EMOÇÃO AO RUBRO!

GERMANO PINHO: “ Hoje somos verdadeiramente Campeões, foi a vitória do querer e da determinação, os nossos jogadores tiveram grande coração, foi uma equipa com alma.”

AGUSTO MATA: “ Foi o golo (jogo) mais sofrido da minha carreira, tenho muitos titulos mas este superou todas as expectativas. “

VASCO PINHO: ” Indescritível é a melhor palavra que define o momento, foi o jogo mais emotivo que vivi enquanto dirigente do Padroense em dez anos.”

ALCINO: “ É inacreditável…o melhor final possível, à Hitchccok! estava escrito. “

BOSINGWA: “ Já podíamos ter resolvido mais cedo, mas assim sabe melhor.”

Próximo jogo da equipa do Padroense, é no Padrão da Légua, frente ao Atlético Clube de Portugal, para o Play-off.

INFESTA ADIA FESTA. Roberto salvou Barrosas da goleada


Parque de Jogos Manuel Ramos, S.Mamede de Infesta
Campeonato da Divisão de Honra da AF Porto
31ª jornada

INFESTA: Miguel Matos, Tiago Dias, Rui Jorge (Braga, 76'), Vilas Boas, Coutinho, Rui Franco (Vitinha II, 48'), Vitinha I, Cláudio, Paulinho (Armando, 86'), Nuno Almeida e Pedro Nuno..
TR: José Manuel Ribeiro

BARROSAS: Roberto, Vítor Alves, Cláudio, Emanuel, Vítor Pinto, Maicon, Marco Aurélio (Pastel, 77'), Peludo, Roberto Guedes (Bessa, 66'), André Lopes (Eduardo, 62'), Agostinho.
TR: Mário Barros

Ao intervalo: 0-0
Marcadores:
0-1 por Roberto Guedes aos 48'.

Três bolas no poste, varias defesas impossíveis e o Infesta perdeu em casa com o Barrosas pela margem mínima. A festa ficou adiada.
O inicio do encontro, trouxe muita disputa a meio campo, onde nem Infesta, nem Barrosas, criaram oportunidades de golo. No entanto, foi a equipa felgueirense que criou o primeiro sinal de perigo aos 6 minutos, Roberto remata e Miguel, a dois tempos, segura a bola. Minutos depois o Barrosas volta a insistir numa jogada em que André Lopes pelo meio, passou para a esquerda, onde Agostinho atira mas ao lado da baliza de Miguel. O Infesta respondeu bem ao melhor inicio do Barrosas. Aos 12 minutos, Almeida cruza da esquerda, onde aparece Paulinho ao segundo poste que depois de preparar o remate, atira para excelente intervenção de Roberto. Minutos depois, surge um cruzamento da direita do ataque do Infesta onde Pedro Nuno ao segundo poste, cabeceou para boa intervenção de Roberto e na recarga, Paulinho atirou para mais uma excelente defesa do guardião visitante. O Infesta controlava o jogo, enquanto que o Barrosas tentava procurar o contra-ataque. À passagem da meia hora, Pedro Nuno ganhou um lance à entrada da área, rematou mas mais uma vez, Roberto, aplicou-se e fez uma defesa excepcional. O Infesta esteve perto do golo aos 41 minutos quando Vitinha I, rematou à barra na cobrança de um livre em zona frontal, na sequência da jogada, o Barrosas quase fazia golo por Agostinho mas a bola saiu ligeiramente ao lado.
Chegava o intervalo e o empate já era um resultado injusto para o Infesta.


Na segunda parte o Barrosas entrou praticamente a vencer. Aos 47 minutos, Agostinho cruza rasteiro da esquerda para a área onde aparece Roberto que à boca da baliza, só teve de encostar e inaugurar o marcador. O Barrosas estava na frente do marcador. Aos 51 minutos, passe de cabeça de Paulinho para Pedro Nuno que apertado pelo defesa, atirou muito ao lado. Aos 58 minutos, cruzamento de Coutinho para Pedro Nuno que não chegou à bola. O Infesta tentou tudo por tudo para chegar ao golo mas todos os esforços foram infrutíferos. Vitinha I era dos mais inconformados e de livre, aos 67 minutos atirou mas Roberto defendeu para canto. Na sequência do pontapé de canto, Pedro Nuno pela direita, rematou rente ao poste, chegando mesmo a tocar no ferro. O Barrosas defendia com todos os jogadores atrás da linha da bola e num livre frontal aos 72 minutos a favor do Infesta em que Vitinha I, atirou contra a barreira, a equipa forasteira saiu a jogar em contra-ataque rápido, ficando em superioridade numérica (1-2), mas valeu que Miguel ao sair dos postes, adivinhou o lance para onde o avançado forasteiro o ia fintar já dentro da área, agarrando ao bola com toda a segurança. O Infesta mantinha a toada atacante e procurava incessantemente o golo da igualdade. Aos 82 minutos, passe em profundidade de Miguel para a cabeça de Pedro Nuno que com um toque subtil deixou a bola à mercê de Braga que não conseguiu dar o melhor seguimento à bola, muito por culpa da intervenção eficaz de mais uma vez, Roberto. Poucos minutos depois, Tiago Dias, flectiu para o meio e à entrada da área, de pé esquerdo, atirou ao lado da baliza do Barrosas. Aos 88 minutos, livre a favor do Infesta, do lado do direito do seu ataque. Vitinha I cruzou e Nuno Almeida de cabeça, atirou por cima. Já em período de descontos, mais uma excelente oportunidade do Infesta marcar. Num livre frontal, Vitinha I, atirou com estrondo novamente à barra, terminando logo a seguir o encontro.
O Infesta perdeu por 0-1, não fez o melhor dos seus jogos, mas pelas oportunidades que criou principalmente na segunda parte, merecia outro resultado.
O arbitro do encontro não esteve bem em alguns lances e naqueles que suscitaram mais duvidas, prejudicou sempre o Infesta.
A festa ficou adiada por pelo menos mais uma semana. A próxima deslocação do Infesta será ao terreno do vizinho Custóias e uma vitoria pode dar a conquista do titulo. Tudo depende do que o Grijó fizer amanha em casa com o Pedras Rubras.

http://fc-infesta.blogspot.com/

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC