RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

PEDRINHO E LEANDRO RESCINDEM COM O PADROENSE



Pedro Miguel Mendonça Alves da Costa 21 anos, médio 
 Jogador que chegou esta época ao Padroense, pela mão do técnico José Ferreinha, que por sua vez foi substituído por António Remelgado no comando técnico. Pedrinho oriundo do Boavista FC, clube onde fez toda a sua formação, rescinde com o Padroense. Mitchfoot sabe que muito provavelmente o destino do jogador passará pelo FC Pedras Rubras, clube que ira defrontar o Padroense para 23.ª jornada (30/03/14 da divisão elite pró nacional, onde ambos estão inseridos.

 Paulo Leandro Isac Pinho Pinhal 26 anos, defesa central 
 Leandro defesa central de qualidade comprovada, em clubes como SC Senhora da Hora, Custóias FC e UD Lavrense, não foi feliz no clube do Padrão da Légua, chegou pela mão de Ferreirinha, mas foi pouco utilizado, com a chegada de Remelgado ao clube e, em cinco jogos realizados, Leandro nunca foi opção do técnico Mitchfoot sabe que o jogador rescindiu com o Padroense, sendo que para já não se perspectiva clube para prosseguir a sua carreira

domingo, 29 de dezembro de 2013

PERAFITA CEDE EMPATE A CINCO MINUTOS DO FIM

 
CAMPEONATO NACIONAL DE SENIORES 15.ª JORNADA 
Estádio do Perafita em Matosinhos. 
 Arbitro: Paulo Raposo (Santarém) 
PERAFITA 1 CAMACHA 1 Ao intervalo: 1-0 Golos: Paulinho(24)gp, Julio(85). 
Amarelos: Prioste(38), Gonçalo(54), Viana(54), Coentrão(60), Pacheco(63), Marquinhos(80). 

PERAFITA: Artur, Pacheco, Ricardo, Tiago Madalena, Diogo, Benta (Tinaia, 46), Viana, Paulinho (H.Silva, 80), Fonseca (Lutchindo, 74), Toninho e Coentão T. Óscar Nogueira 

 CAMACHA: Carin, Dário, Manuel , Flávio, Hugo, Gonçalo, Santos (Ricardinho, 61), Gleibson (Julio, 14), Valter, Freitas, Prioste (Marquinhos, 65) T Francisco Gouveia 

 

Jogo muito bem conseguido pelo FC Perafita. Resultado que não traduz a supremacia perafitense, que teve sempre o jogo controlado e de olhos postos na baliza contrária A equipar todo de vermelho (equipamento alternativo para esta época), aos 24`minutos o capitão Paulinho deu vantagem aos azuis e brancos, de grande penalidade, trazendo justiça ao que se passava no sintético de Perafita. Os madeirenses bem tentaram procurar o golo no segundo tempo, mas esbarravam sempre na organização defensiva do FC Perafita que ameaça ampliar a vantagem. A cinco minutos do fim, e quando se avistava nova vitória dos perafitense, eis que os insulares chegam ao igualdade. 

 Jogo ficou marcado por confrontos entre os jogadores das duas equipas no fim do jogo e à entrada para as cabines. Próxima jornada FC Perafita desloca-se à  Foz do Sousa para defrontar o UD Sousense.

EM LEÇA QUASE SE FAZIA TAÇA

 
 Taça A F Porto (Brali) 1.ªeliminatória 1/8 de final 
Estádio do Leça Futebol Clube em Leça da Palmeira. 
Árbitro – André Dias 
 LEÇA 1 SENHORA DA HORA 0 
Ao intervalo, 1-0 golo Cuca aos 25 minutos de grande penalidade

   

LEÇA: Marco, Cuca, João Miguel Santos, Hélder Borges, Huguinho (Ruca 87), Rafa (Meneses 87), Domingos (Mimba 73), César, Miguel Pinto, Pedras (Wendel 87) e Cláudio. T Nuno Costa 

 

SC SENHORA DA HORA: Moreira, Fábinho, Walmor Henrique, André (Bruno Carvalho 77), Dias (Diogo 77), Isaías, Bruno Pereira, Serrão, Gandarela (Joãozinho 65) e Piasca. T Nuno Gonçalves.

 Numa tarde fria, sob um tapete bem tratado, assistiu-se a um jogo bem disputado e com a incerteza do vencedor até ao final. Muito por um culpa do SC Senhora da Hora, duas divisões inferiores em relação aos leceiros, que surpreenderam o seu adversário com um entrada muito preciionante, que lhe valeu as melhores oportunidade de marcar no primeiro período. Logo aos 16 minutos, Piasca pela direita assiste Isaías para o golo, mas o médio (protagonizou uma grande exibição) não foi feliz e enviou o esférico à barra. No minuto seguinte, Gandarela (que jogou sozinho na frente), o filho da casa, desvia de cabeça ao primeiro poste a bola sobra para Serrão, que só não faz golo, por manifesta infelicidade. Continuam os senhorenses a jogar sobre a defensiva leçeira, e Gandarela pela esquerda assiste Serrão e este atirar por cima da baliza à guarda de Marco. Aos 25 minutos de jogo, pela direita do ataque leceiro, Miguel Pinto, dentro da área e já sobre a linha de fundo, arranca muito bem uma grande penalidade a Walmor Henrique, que não toca no leceiro, mas que enganou por completo o árbitro auxiliar do lado da bancada descoberta, que deu sinal a André Dias, árbitro da partida para a marca dos 9 metros. Walmor Henrique, amarelado e penalti cobrado por Cuca, abrindo o activo. Logo a seguir, Huguinho ( o mais perigoso avançado leceiro) cruza com conta peso e medida para a cabeça de João M Santos, que desperdiça. A equipa do Senhora da Hora, não tremeu e foi á procura do golo e com consistência se instalou no meio campo adversário, até ao intervalo.

   

A segunda metade do encontro já foi mais equilibrada, mas Gandarela, abre de novo as hostes com um bom remate que sai ao lado. Responde o Leça com Huguinho a cruzar mais uma vez, proporcionando a Rafa uma excelente oportunidade. Jogo de parada e resposta, Domingos, quase faz de cabeça o segundo. Uma palavra de grande apreço a esta jovem equipa do Senhora da Hora, pelo facto de que encarou o seu adversário, olhos nos olhos, têndo inclusive sido superior em grande parte do desafio, merecia outro resultado e Taça poderia ter acontecido. 

 Melhores em campo, Isaías pelo lado senhorense, jogou enorme no meio campo e João Miguel Santos, este não sabe jogar mal. Arbitragem, bem conduzida, mas mal auxiliada, no penalti, como teve duvidas limitou-se a responder a sinalética do auxiliar

LEIXÕES DESPEDE-SE DE 2013 COM UMA DERROTA

foto de arquivo 

 23.ª jornada da Liga 2 Cabovisão 
Estádio do Mar, em Matosinhos 
Árbitro: Jorge Ferreira (Braga). 
LEIXÕES 1 CHAVES 2 
Ao intervalo: 0-1.Marcadores: 0-1, Barry, 26 minutos. 0-2, Barry, 63. 1-2, Moreira, 80. 

 LEIXÕES: Jorge Batista, Oto'o, Zé Pedro, Materazzi (Rui Cardoso, 79), João Pedro, Anderson, Ruben Saldanha (Pedras, 68), Cadinha, Rui Coentrão (Talles, 46), Moreira e Anderson Grafite.Treinador: Pedro Correia. 

 CHAVES: Paulo Ribeiro, Sagna, Lamine Ba, Ricardo Chaves, Nelson, João Fernandes, Siaka Bamba, Luís Pinto (Luís Carlos, 74), Sérgio Organista (Tengarrinha, 68), Barry (Clemente, 79) e Kuca.Treinador: Quim Machado. 

 Chegaram ao final os jogos no ano de 2013. Nesta última jornada do ano, mas não a última do campeonato, o Leixões SC recebeu o GD Chaves em jogo a contar para a Liga2 Cabovisão. Depois de duas derrotas consecutivas, o objetivo era o de dar a volta por cima voltando às vitórias diante da equipa transmontana que derrotou os matosinhenses na primeira volta do campeonato. O Leixões até entrou bem em campo motivado pelos adeptos presentes no Estádio do Mar e aos 3’ Zé Pedro teve a primeira grande oportunidade mas foi o Chaves a adiantar-se no marcador quando estavam decorridos 26'. Um cruzamento de Kuca para a cabeça de Barry colocou os da equipa visitante na frente do marcador e fez com que o Leixões corresse atrás do prejuízo. 

Com o regresso o intervalo, os matosinhenses fizeram entrar Talles que volta assim aos jogos após lesão, o Leixões entra ainda melhor na segunda parte mas, de canto, o Feirense ampliou a vantagem aos 63' com Barry a bisar de cabeça. O Leixões responderia pouco de pouco por intermédio de Moreira, ele que viria a reduzir a desvantagem para 1-2 tendo conseguido bater Paulo Ribeiro. Atrás do prejuízo, o Leixões ainda tentou empatar o encontro mas, até ao apito final, o conjunto matosinhense não conseguiu violar as redes da equipa visitante e, consequentemente, pontuar. 

Janeiro vem aí e o Leixões estará em campo em três competições: já no próximo sábado, dia 4 de Janeiro, o Leixões realiza o primeiro encontro de vários jogos das várias competições ao receber o Estoril-Praia em jogo da Taça de Portugal marcado para as 14h00.

BLOG LEIXÕES

sábado, 28 de dezembro de 2013

O LÍDER (CD Sobrado) TEM NAS SUAS FILEIRAS UM ELEMENTO DE CAPITAL IMPORTANCIA

Filipe José Costa Figueiras 38 anos natural de Matosinhos, treinador de futebol FILIPE FIGUEIRAS é no presente treinador adjunto do técnico Manuel Pinheiro, que comanda o Clube Desportivo Sobrado, líder incontestado da divisão elite pró-nacional AF Porto. 

 POR DE TRÁS DE UM TREINADOR tem de haver sempre um grande adjunto, e Filipe não foge à regra! 
 Filipe Figueiras, começou o seu percurso de treinador, no Sport Clube Senhora da Hora (sua terra natal), mas Pedrouços (adjunto de Manuel Pinheiro), Custóias (adjunto de Manuel Pinheiro), Infesta (adjunto de José Ribeiro e treinador sub 17) e Gondomar (treinador dos sub 19) fazem também parte do curriculum do técnico. 

Filipe tem três subidas de divisão, sendo a de maior destaque em 11/12 FC Infesta subida à II B como adjunto de José Manuel Ribeiro. 

 Merecedor de todo o destaque, honra seja feita ao trabalho desenvolvido pelo jovem técnico matosinhense

JOÃO BRANCO ESTÁ DE SAÍDA DO FC FOZ


 João António Cerqueira Branco (20 anos) Médio (Médio Ofensivo) / Avançado (Ponta de Lança). JOÃO BRANCO, está de saída do FC Foz 
Atleta que teve a formação no FC Infesta (1 época) Sport Progreso ( 5 épocas) Custóias FC (1 época), encontrava-se no clube da foz do Douro há duas épocas, clube portuense que se encontra a disputar a divisão de Honra da AF Porto. 
JOÃO BRANCO está livre de compromisso e à espera que o telefone toque para dar continuidade à sua carreira.

KADINHA VAI CONTINUAR À LEIXÕES (vou fazer tudo para dar muitas alegrias à massa associativa do Leixões)

Kadinha renova contrato A Leixões Sport Club – Futebol, SAD chegou a um acordo com o jogador Ricardo Jorge Ferreira dos Santos de 29 anos, Kadinha no mundo do futebol, para renovar o contrato que liga ambas as partes.

"Estou muito feliz por poder continuar a vestir esta camisola e vou fazer tudo para dar muitas alegrias à massa associativa do Leixões.
A começar já por amanhã, dia em que quero comemorar esta renovação de contrato com uma vitória frente ao Chaves".

Declarações do médio ao site leixoessc.pt, após o acordo

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

GANDARELA (é pelo Senhora da Hora que vou lutar pela vitória)

 
 Gandarela, vai defrontar pela primeira vez como jogador e a nível oficial o Leça FC, próximo domingo no estádio do Leça e para a 1.ª eliminatória da taça Brali
Gandarela que fez toda a sua formação no clube leceiro, pertencendo ao plantel sénior em 3 temporadas (2004/05 IIB, 2008/09 III e 2012/2013 III) entre outros jogos, fez parte da equipa do Leça que defrontou o Leixões SC, no estádio do Mar e para a taça de Portugal. Já defrontou, é certo o Leça FC, aquando das passagens por Senhora da Hora Lavrense e Custóias, mas nunca em termos oficiais.

   
Mitchfoot foi ao encontro do jogador para saber o que representa para si defrontar o Leça pela primeira vez “ a doer”.

 Vítor Gandarela “ Nada especial, todos sabem que é o clube do meu coração, mas agora estou do outro lado e o Senhora da Hora é o meu clube (…) é óbvio que tenho um carinho especial pelo Leça, foram muitos anos passados de verde e branco vestido (…) vou encontrar pessoas de que gosto muito, e pisar aquele relvado, faz-me arrepiar (…) mas como disse anteriormente, o meu clube é o Senhora da Hora e é por ele que vou lutar pela vitória e consequentemente a passagem à eliminatória seguinte.”

ZÉ PEDRO (Queremos fechar 2013 com uma vitória)

Zé Pedro, autor do golo do Leixões no campo do Feirense, quer encerrar o ano com um triunfo, mas alerta para a necessidade de se entrar forte no jogo com o Chaves. Em declarações ao www.leixoessc.pt, o central Leixonense lembra ainda a importância de jogar em Matosinhos, onde os adeptos apoiam muito a equipa, e diz que gostava de ver muita gente na bancada para se poder comemorar a vitória em conjunto. 

 LSC – A equipa está pronta para a recepção ao Chaves, no último jogo do ano de 2013? 

Zé Pedro – Está. O Leixões está sempre pronto para entrar em campo e lutar pela vitória. Esse é sempre o nosso objectivo. No domingo, jogamos em casa e a única ideia passa pela conquista dos três pontos. Queremos dar a volta por cima, depois dos dois últimos jogos, e queremos fechar o ano de 2013 com uma vitória perante os nossos adeptos. 

 LSC – O que é preciso fazer para se ganhar ao Desportivo de Chaves? 

ZP – Temos de ser eficazes e actuar muito concentrados porque um determinado lance pode decidir o jogo. Esta Liga é muito equilibrada e qualquer equipa pode ganhar à outra. Por isso temos que ser uma equipa no verdadeiro sentido da palavra e lutar afincadamente pelos três pontos desde o início. Domingo temos de entrar fortes logo desde início, o que não aconteceu no último domingo, porque o curso do jogo muitas vezes é determinado por esse início de jogo. 

 LSC – Uma boa casa também seria um bom suporte para atacar o triunfo, certo? 

ZP – Jogar perante o nosso público é sempre um bom incentivo. Os adeptos do Leixões apoiam-nos bastante e estou certo de que no domingo vamos ter muita gente na bancada do Estádio do Mar.

 LSC – Marcou um belo golo na Feira… 

ZP – É sempre bom marcar golos. Esta época foi o primeiro e só espero que tenha sido o primeiro de muitos. Pena é que não tenha sido suficiente para ajudar a equipa a vencer. Esse é que era o nosso grande objectivo.

PEDRINHA ex FC PERAFITA / CASTELO DA MAIA É REFORÇO DO PADROENSE


Daniel Fernando Costa Serrano (29 anos), natural de Matosinhos, médio ex Castelo da Maia, é reforço do Padroense. 

PEDRINHA um dos pilares da equipa de António Gaiteiro, que subiu ao Campeonato Nacional de Seniores, que esta época também começou no FC Perafita, mas perdeu espaço nas opções de Óscar Nogueira, regressando por isso ao Castelo da Maia. 

 Pedrinha foi formado nos escalões de formação do Leça FC (tive o prazer de ser um dos seus treinadores) vestiu também como sénior as camisolas dos: Paredes, SC Senhora da Hora, Maia Lidador. 
A titulo de curiosidade, Pedrinha é um dos jogadores de raça incrível, um excelente box to box, que no seu ano de juvenil e júnior no Leça FC ocupou também a posição de guarda-redes. 

 O Padroense, consegue assim um excelente reforço, que sob as ordens de António Remelgado, pretende guindar o clube aos lugares cimeiros da Divisão Elite pró-nacional

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

DE DEFESA CENTRAL A PONTA DE LANÇA, SENINHO VIROU TREINADOR

 
 Jorge Miguel Braga Pinto, 39 anos, natural do Porto, treinador de futebol no activo, que muito recentemente deixou o cargo por opção. No mundo do futebol é conhecido por SÉNINHO, tendo sido um bom avançado que fez carreira no futebol distrital, passando também pela III divisão e 2.ª B, representando clubes como: Cerco do Porto, Boavista, Salgueiros, (formação), Candal ,FC Pedras Rubras, Oliveira do Douro, Nogueirense, São Pedro da Cova, Custóias, Bougadense, Leça do Balio e Perafita e Pedrouços. SÉNINHO terminou a carreira de jogador ao serviço do Pedrouços AC na época transacta. Pedrouços AC serviu para o arranque de uma carreira de treinador que se perspectiva positiva à imagem do que foi (sério e muito profissional) enquanto jogador. 

MITCHFOOT (M) - Seninho Pinto, conta-nos um pouco da tua história no futebol enquanto jogador? 

SENINHO (S) - É uma história do qual me orgulho... Participei no Campeonato distrital e Nacional 3 divisão e 2B... Iniciei como defesa central a minha formação e no Candal já como sénior o Mister António Pedro lançou-me como avançado e penso q foi uma boa aposta tendo em conta que despertei atenção do Pedras Rubras (III) comandado pelo Mister Chaló e acabei por conseguir o 1.º título subindo a 2.ªB, nesse ano marquei 32 golos... Depois de volta ao distrital consegui mais 3 subidas de divisão Custóias, Perafita e no Pedrouços. 

 M - Terminada a carreira de jogador, sentes-te realizado, ou ficou algo que gostarias de alcançar? S - Realizado não porque qualquer jogador gostava de ter sido internacional... Mas satisfeito e orgulhoso. M - Tantos anos de futebolista, por certo vives-te momentos inesquecíveis, queres destacar algum? 

 S - Nas camadas jovens pelo Boavista ter disputado o Nacional de Juvenis Sub14 e de ter jogado no antigo Estádio da Luz e no do Nacional da Madeira no qual fomos no mesmo avião com os jogadores do FC Porto que também jogavam na Madeira nesse fim de semana... 

 M - E o momento menos bom da tua carreira? 

 S - O momento menos bons vou destacar o fato de ter perdido o título de Campeão Nacional de Sub14 no Estádio da Luz em Lisboa, a 8 minutos do fim quando o empate já nos dava o título(…) E as duas lesões (Rotura de ligamentos) graves que tive 

 M – Apesar de te teres iniciado a defesa central, foi a ponta de lança que mais destes nas vistas, como avançado, qual foi o defesa mais difícil de defrontar? S - Sem dúvida Bruno Alves (…) No campo de treinos do Estádio das Antas, na 2.ª B, num FC Porto vs Pedras Rubras onde fui marcado por ele... M – Para ti, qual o melhor jogador do mundo? 

 S – O melhor e o mais completo, Cristiano Ronaldo (CR7) Fim da carreira de futebolista, que se considera bem positiva, fica o amargo de boca de nunca ter sido internacional, mas na memória ficam os bons momentos passados de quem conseguiu uma carreira que atingiu bons patamares. No presente, Seninho vive o futebol do lado de quem tem a responsabilidade de comandar um plantel e preparar uma equipa para jogar, domingo a domingo.

   

 M - Inicias-te a carreira de treinador, como surgiu esse convite? 

 S - Iniciei no Candal, fui convidado para treinar as Escolinhas em fut11 e estive 2 anos sem curso de treinador, e ai o meu amigo Sr Costa Soares (treinador com mais títulos ganhos nas camadas jovens do FC Porto) sugeriu que tira-se o I nível(…) Segui o concelho dele pois acreditei que ele visse em mim qualidades para treinador(…) Só este ano fui convidado pelo Pedrouços para assumir os seniores e assim dei início como treinador Sénior 

 M - Sentes-te preparado para abraçar esta nova etapa no futebol? 

 S - Preparado, sem dúvida! Pela primeira vez treinador de uma equipa sénior e com as dúvidas de muita gente (...) Olhando para o trabalho que realizei em conjunto com os meus adjuntos e claro com os jogadores, sim! 

 M - Foste ao longo dos anos treinado por vários treinadores, aprendes-te com todos eles, mas tem algum em que te possas rever? 

 S - Não posso deixar de referir o Sr. Costa Soares, embora nunca tenha sido treinado por ele... Posso referir o Mister António Pedro que tinha uma forma muito própria de estar... O mister Francisco Chalo o melhor que tive... e recentemente o Mister Manuel Pinheiro e meu Amigo Gaiteiro. Em todos eles me revejo um pouco 

 M - Sais-te há bem pouco tempo do comando técnico do Pedrouços, os resultados obtidos ficaram muto próximos da excelência. O que é que falhou, qual foi o motivo que te fez abandonar um projecto que estava a dar frutos?

S – E Verdade! Os desafios que o presidente me colocou foi em 1.º lugar, limpar a imagem do clube em termos disciplinares / ganhar o torneio da Maia / passar a 2' fase da taça Brali e tentar subir de divisão (…) Disciplina: Desde o início dos jogos oficiais tivemos 1 jogador expulso (…) performance Desportiva: 9 jogos no campeonato da divisão de Honra, 5 jogos do torneio da Maia e 3 na Taça Brali (…) A equipa, os jogadores ganharam o torneio da Maia, passaram à 2.ª fase da taça Brali e no Campeonato estavam em 2 lugar a 4 pontos do 1.º, tendo em conta que já tínhamos defrontado as equipas que estavam nos primeiros 6 lugares. ( Canidelo ,Valadares, Aliança Gandra, Gens e Gondim que se encontrava em 2.º (...) Os objetivos foram conseguidos. O que me fez apresentar a minha demissão ao Presidente, foi as constantes dificuldades criadas dentro do próprio grupo, pelo diretor desportivo futebol sénior, Sr. Pinhal, que desde início não aceitou a decisão da direcção, que passou pela minha escolha em ser o treinado principal(..) Logo complicou o trabalho, tentou inclusive mandar alguns jogadores embora, para que a equipa técnica ficasse mais fragilizada(…) Alguns jogadores que eram intocáveis em anos anteriores do clube, também não ajudavam... Assim eu próprio abordei o presidente no final do jogo contra o Gens e pedi a minha demissão, porque era impensável continuar a trabalhar nestas condições, ou seja: mudar de director desportivo e dispensar 3 a 4 jogadores para continuar o bom trabalho que estava a ser realizado. Na vida por vezes temos de tomar decisões difíceis e está foi uma delas. 

 M - Vamos ter o treinador SENINHO muito tempo fora do banco dos suplentes? Já foste contactado no sentido de regressares ao banco? 

 S - Não fui contactado e, vou aguardar serenamente, se surgir a oportunidade certamente vou analisar porque sempre disse que não estava agarrado a nada e hoje ainda podia ser o treinador do Pedrouços bastava deixar essa pessoa ter protagonismo nas minhas opções e na própria gestão do clube. 

 M - O que perspectivas para o futuro enquanto treinador? 

 S - Fazer o que gosto, ser humilde e, repare que nunca referi que fui eu ganhei o torneio da Maia, porque entendo que devemos por sempre em 1.º lugar o clube e, só depois os interesses dos jogadores (...) Eu sou assim e o que foi conseguido nunca referi que fui eu mas sim os jogadores ou " nos"... Só assim consigo estar bem e pensar no futuro. 

 M - Qual o melhor treinador do mundo? 

 S - Gosto do Guardiola mas o Mourinho está mais a frente... 

 M - Quem é o Seninho fora do futebol?

S - Sou uma pessoa normal(...) Sou proprietário de um Óptica em Campanha (Sandroptica) e acompanho o meu filho Ricardo no Boavista nos sub 13. 

 M - Qual o clube do teu coração e qual o teu prato preferido? 

 S – FC Porto (…) Gosto de comer bem... gosto de Arroz de Pato entre outros 

 M - Estamos a viver a quadra natalícia, vem aí o ano novo, queres deixar uma mensagem a todos os amantes do futebol? 

S -  Um mensagem de esperança, para que 2014 entre cheio de saúde para todos e que venha carregado de êxitos desportivos.

JOÃO VIEIRA PINTO AVANÇADO SAI DO FC INFESTA

João Pedro Vieira Gonçalves Pinto (20 anos) natural de Matosinhos, primo do malogrado e saudoso Zé Beto guarda-redes internacional dos 80/90, infelizmente já falecido. 

João Vieira Pinto, avançado (Extremo Esquerdo), já não está vinculado ao FC Infesta. Jogador formado entre Leixões SC e FC Infesta, este é o seu segundo ano de senior, a época passada representou o SC Senhora  Hora. 

JOÃO VIEIRA PINTO está livre de compromisso e disposto a envergar outra camisola e, aguarda contactos para que isso seja possivel

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

MENSAGEM DE NATAL DIRIGIDA A TODOS OS LEITORES DO BLOG MITCHFOOT

Mensagem de Natal do administrador do Blog Mitchfoot Futebol de Matosinhos 

 "Felizes as famílias que comemoram em união o verdadeiro Natal, aquele que é mais que Pai Natal, aquele que é mais que presentes. O verdadeiro Natal em família é aquele que nos reunimos para comemorar o nascimento de Jesus, para comemorar a união e a paz dos homens de boa vontade." (...)"Com o tempo descobrimos que fazemos partes de duas famílias, a primeira é a família genética, aquela onde nascemos e crescemos, a outra família é aquela que é composta pelas pessoas com as quais criamos os laços da amizade verdadeira e os chamamos para morar dentro de nosso coração. 

Para todos os membros das minhas famílias desejo um Feliz Natal "

Mário Barbosa “Mitch”

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

INFESTA VENCE EM CASA PELA PRIMEIRA VEZ

 
Finalmente, em época de Natal, uma prenda para os sócios 

 Finalmente, ao fim de oito jogos a jogar no Parque de Jogos - Manuel Ramos - Arroteia, o Infesta alcançou a primeira vitoria perante os seus adeptos para o campeonato. O jogo foi muito equilibrado, mas finalmente, a equipa traduziu em golos as oportunidades criadas. No último jogo para o campeonato de 2013, o Infesta venceu o Serzedo por 2-1.

Num encontro emotivo e equilibrado, foi o Infesta que deu o primeiro sinal de perigo aos 3 minutos por Maia ao rematar ao lado. A equipa da casa acabou por inaugurar o marcador aos 11 minutos, numa jogada de insistência de Maia, a bola sobrou para Pedro Oliveira que num remate acrobático, fez o golo inaugural da partida. O golo do empate surgiu cinco minutos depois numa boa jogada entre João Alves e Ricardinho, este deixa no primeiro que fica isolado perante Miguel e não perdoa, igualando o marcador. O Infesta respondeu bem, aos 18 minutos, canto da direita, André Ribeiro ao segundo poste cabeceia para a baliza, mas um defesa da equipa forasteira, cortou o lance em cima da linha de golo. O Serzedo também teve uma boa hipótese de marcar pouco depois quando Miguel cruzou da direita e Ricardinho a chegar atrasado de cabeça à bola. Ainda antes do intervalo o Infesta teve uma soberana oportunidade quando num livre de Vitinha, este deixou na direita em Pedro Martins que cruzou para a área, mas nem Sousa, nem Maia, conseguiram chegar a tempo à bola. 

Na segunda parte, o Infesta foi mais forte e aos 55 minutos, Sérgio Leite cruza da direita e Maia num remate em tesoura, atirou ao lado da baliza de César. Só dava Infesta e aos 69 minutos, conseguiu chegar à vantagem por Maia, que se desmarcou muito bem a passe de Sousa, fintou o guarda-redes e fez o 2-1. A partir daqui, o Infesta passou a jogar mais em contra-ataque, tendo criado várias oportunidades para aumentar a vantagem. As mais evidentes ocorreram aos 74 minutos quando Pedro Martins cruza rasteiro da direita e Sousa, completamente sozinho, atirou ao lado. Mesmo em cima do minutos 90, é Sérgio Leite que aparece isolado a passe de cabeça de André Ribeiro, mas não se consegue opor ao guarda-redes César. Vitoria justa do Infesta que mantém o último lugar da tabela classificativa mas encurtou distâncias para as equipas fora da linha de água. Na próxima jornada, disputada apenas a 5 de Janeiro, o Infesta desloca-se ao São Pedro da Cova. 

 FC INFESTA

GRANDE ENTREVISTA DE FILIPE DIAS AO SITE DO FC INFESTA

 

Filipe Dias gere o site oficial e as páginas oficiais nas redes sociais do clube. O blogue sobre o Infesta que criou, deu-lhe a visibilidade para ser convidado pela Direcção a iniciar funções no clube em Junho de 2011, primeiro como secretário da Direcção e posteriormente como elemento da actual Comissão Administrativa. Comissão Administrativa 

(CA): És de há mais de dois anos a esta parte, primeiro como Director e agora como membro da Comissão Administrativa do F. C. de Infesta, o responsável pela gestão e manutenção do seu site. Como surgiu o convite para esse efeito? Filipe Dias 

(FD): Bem, antes de mais quero agradecer o convite por parte da Comissão Administrativa por ser entrevistado e sinto-me lisonjeado por tal. Houve primeiramente de uma forma mais informal no decorrer da temporada 2010/11, uma abordagem por parte do professor José Manuel Ribeiro, que era o treinador da equipa sénior de futebol, que me questionou se estava interessado em gerir o site do FC Infesta, pois na altura, eu tinha criado um blogue sobre o clube. Depois, foi o então vice-presidente Jorge Amaro que me fez o convite oficial ao qual eu aceitei de bom grado, pois o Infesta, sempre foi e sempre será o meu clube do coração. Iniciei funções no defeso da temporada 2011/12, “lavei a cara” ao site que ficou online a 1 de Agosto de 2011, dia do 78º aniversário do clube. 

CA: Que importância terá tido o blogue que fazias para mereceres o reconhecimento por parte da Direcção do Clube de então? 

FD: Penso que foi a visibilidade que o blogue gerou no “mundo” infestista que fez com que houvesse esse reconhecimento por parte dos responsáveis do clube. O site que o Infesta tinha, era actualizado apenas uma vez por semana o que fazia com que as pessoas se desinteressassem, enquanto que no blogue, eu ia actualizando conforme as noticias me fossem chegando ou por pesquisas minhas. Depois também englobava o andebol e os escalões de formação, com particular incidência na equipa de juniores, que tal como a equipa sénior, nesse ano fizeram uma temporada fantástica. O entusiasmo pelas equipas, não esquecendo os seniores do andebol que foram campeões nacionais, era de tal ordem grande, que com as actualizações no blogue, acabou por ficar tudo ligado. E isso favoreceu o reconhecimento. 

CA: Serás sempre suspeito para falar, mas o que é que achas do site do Infesta comparativamente com os sites de outros Clubes da igualha do nosso? 

FD: Depende do termo “igualha” ao qual queremos dar, pois apesar de neste momento a nossa equipa estar na Divisão onde está, o Infesta para mim, será sempre um clube de nível nacional, no mesmo patamar de equipas como o Vizela, Fafe, Tirsense, Varzim, entre outros… Esses clubes, mais “profissionais”, têm também sites interessantes, mas acho que a diferença do nosso site para os outros, é na forma como as notícias, principalmente nos jogos dos seniores e em alguns das equipas de formação, são detalhadas. E aqui, conto sempre com a preciosa ajuda dos responsáveis por essas equipas. 

CA: Quais as maiores dificuldades que tens sentido na actualização permanente do site? 

FD: A maior é sem dúvida a falta de tempo. Não é fácil gerir a vida familiar e profissional, com um trabalho voluntário destes. O Infesta acaba por estar sempre no 3º lugar das minhas prioridades, por razões óbvias. Não estou a falar de notícias ou actualização de resultados, pois isso faz-se a partir de qualquer computador que tenha acesso à internet, mas sim em situações em que me tenha de deslocar a algum local. Por exemplo, nas fotos individuais dos planteis… Dentro do clube, as dificuldades são mínimas pois todos são amigos uns dos outros e há sempre colaboração e simpatia entre todos. 

CA: A manutenção do site deve dar muito trabalho… 

FD: Sim, dá sempre muito trabalho, principalmente aos fins-de-semana. Há por exemplo tarefas certas há sexta-feira, outras ao sábado e finalmente ao domingo. Nem sempre corre bem, pois também sou humano e tenho as minhas falhas, mas tento sempre ser o mais “profissional” possível. Mas é gratificante ver o feedback por parte dos infestistas e não só, sobre o trabalho que desenvolvo. 

CA: Mas pensas que com esse trabalho a visibilidade do Infesta para o exterior fica mais favorecida? 

FD: Sem dúvida alguma. Penso que o Infesta com este trabalho e tendo a ajuda que hoje em dia é muito importante, das redes sociais, neste momento chega aos quatro cantos do mundo. Já tive mensagens por exemplo do Brasil, EUA, Africa do Sul ou da Indonésia a agradecerem a existência do site e da página no facebook por parte de infestistas que estão radicados nesses países. Se formos às estatísticas, o site tem visitas de variadíssimos países europeus e de muitos nos outros continentes. 

CA: Mencionamos na primeira questão a Comissão Administrativa do Clube. Como é que viste a sua criação?

 FD: Olha, recentemente entrevistei o nosso sócio nº1, Sr. Armindo Mendes e faço das palavras dele, as minhas: Uns heróis. Não estou a falar de mim, mas sim dos seis primeiros elementos que compõem a lista. O nosso estimado ex-Presidente, Sr. Manuel Ramos que foi um grande homem para o nosso clube, deixou um legado pesado, pois é quase impossível alguém conseguir fazer o que ele fez pelo Infesta e não era fácil alguém o substituir. O importante foi que estes seis elementos, tiveram a coragem de assumir os destinos do clube depois da saída do Sr. Manuel Ramos e não deixaram acabar uma colectividade que já engrandeceu e muito o concelho de Matosinhos, apesar de não haver infelizmente esse reconhecimento por parte das entidades camarárias. 

CA: Desde a tomada de posse dessa Comissão já passou quase meio ano. Como é que tens visto o trabalho que está a ser desenvolvido? 

FD: Sei que tem sido um trabalho árduo, dentro das reais possibilidades do clube. O Infesta é um clube que vive com aquilo que tem, não entra em loucuras e isso é muito importante nos dias que correm. Espero que caso não apareça ninguém a concorrer à presidência do clube, que esta Comissão Administrativa se mantenha como até hoje.

   

 CA: E na tua opinião por que será que não aparece ninguém a apresentar uma lista para constituição de Órgãos Sociais? 

FD: Eu acho que o Infesta tem um bom nome a ser defendido, um nome que foi com a ajuda do Sr. Manuel Ramos que engrandeceu e penso que as pessoas têm um pouco de receio em assumir essa responsabilidade. Como disse anteriormente, não é fácil substituir o nosso ex-Presidente, pois dificilmente alguém conseguirá fazer igual ou até melhor que ele. 

CA: A actual situação directiva do Clube também te preocupa muito…

 FD: Acompanho o Infesta desde os meus 10 anos de idade, mais ou menos. Desde que o meu pai me levou ao Estádio Moreira Marques pela primeira vez, para ver um jogo, que comecei a querer ir sempre. Nos jogos em casa era um “ferrinho” como se costuma dizer. Vi talvez os melhores anos do Infesta, 1995/96 e 1996/97, onde estivemos muito perto de subir aos campeonatos profissionais, jogadores como o Romeu, Moura, Formoso, Sérgio, Carlitos, Reis, Pascoal, entre muitos outros, encontros contra o Maia, Varzim, Leixões, Moreirense, Marco, Freamunde, um sem fim de partidas que cativavam os mamedenses a ir ao estádio ao domingo à tarde. Não é só a situação directiva no clube que me preocupa, mas sim a globalidade do clube em si. Custa muito ver ao ponto que o Infesta chegou, mas temos de levar as coisas sempre a bom porto, seja com ordenados de 2000 euros ou de 20 euros. O clube é honrado em qualquer parte que vá e por isso mesmo, tenho a esperança que alguém apareça e assuma a presidência do Infesta. 

CA: Que expectativas tens para o próximo ano em relação ao Infesta?

 FD: A nível desportivo, espero que a equipa sénior de futebol, consiga a manutenção na Divisão d’Élite. Eles sabem que têm muita qualidade e que apesar de muito jovens, mostram já em campo uma maturidade acima da média. Basta ver que apesar da classificação, o Infesta é uma das melhores defesas do campeonato e isso já quer dizer muita coisa. Assim como no futebol, a equipa de andebol sénior pode alcançar perfeitamente a manutenção. Nas restantes equipas, independentemente dos resultados desportivos, o importante acaba por ser a formação dos atletas, que são o futuro do nosso clube e do país. Nisso o Infesta tem tido um trabalho pedagógico fantástico em todos estes anos. Em relação ao clube, como já referi anteriormente, tenho a secreta esperança que apareça alguém a assumir os destinos do Infesta. Se me saísse o Euromilhões, eu ia já amanhã (risos)… Caso isso não aconteça, espero que a actual Comissão Administrativa, permaneça pelo menos mais um ano a fazer o trabalho que tem feito até agora. 

CA: E ao nível do site… existirão novidades? 

FD: Há algumas novidades que serão apresentadas e discutidas em reuniões da Comissão Administrativa, até porque o ano de 2014, será o ano do 80º aniversário do Infesta. Dependendo depois da continuidade ou não da minha pessoa na gestão do site, na próxima temporada poderemos ter um novo aspecto na página, mais moderno e funcional. E como as redes sociais estão muito na moda, para além do facebook, o Infesta vai também ter uma página oficial no Twitter. 

CA: Queres deixar alguma mensagem aos infestistas? 

FD: Sim, sei que as dificuldades económicas são muitas actualmente, mas este clube, já moveu muita gente por vários estádios do norte do país. Provavelmente, o facto de jogarmos um pouco longe do centro da cidade, pode ter a haver com o desinteresse dos infestistas em acompanhar as equipas nos jogos em casa, mas os poucos que somos, somos bons e só peço é que passem a palavra aos vossos amigos e familiares, pois quem sabe, não haverá nesse núcleo de amigos ou familiares, um que queira vir a assumir os destinos do Infesta. Por fim, quero só agradecer ao professor José Manuel Ribeiro, ao Duarte Miranda, ao Nuno Correia, a muitos dos atletas que passaram e que ainda estão no clube, aos actuais elementos da Comissão Administrativa, treinadores, directores, aos que disponibilizam algumas fotos e de uma forma em geral, a todos os infestistas pelo apoio que me deram neste trajecto, pois ajudaram bastante a que tudo isto se realiza-se. Para finalizar, desejo a todos que tenham um Bom Natal e um 2014 cheio de paz, amor e muita saúde! 

 Perguntas efectuadas por alguns elementos da Comissão Administrativa
FC INFESTA

domingo, 22 de dezembro de 2013

LAVRENSE E LUSITANOS COM SINAL MAIS, LEÇA E SENHORA DA HORA COM SINAL MENOS


 LEÇA NÃO ACERTA E PERDE NO SEU REDUTO FRENTE AO LIDER 

 Em Leça da Palmeira a equipa do Sobrado, confirmou a liderança ao bater os leceiros por dois golos sem resposta. Bom pronuncio para a turma de Manuel Pinheiro que termina o ano de 2013 à frente na classificação da Divisão Elite Pró-nacional. Ao contrário, os leceiros, afundam-se na tabela classificativa…terminam o ano posicionados em lugares que em nada se identificam com a história do clube verde e branco. No próximo domingo dia 29, há lugara para a eliminatória da taça Brali, AF Porto, e os leceiros recebem o SC Senhora da Hora, para reeditar um derbi de há a muitos anos atrás. 

 LAVRENSE VENCE EM CASA, NA DESPEDIDA DO TECNICO VISITANTE 

 A UD Lavrense presenteou como prenda de Natal, os seus adeptos, com uma vitoria por dois golos sem resposta, sobre um Gondim que ficou sem treinador, Os golos lavrenses, foram apontados por Diego e Grilo. 

 SENHORA DA HORA PERDE EM CANELAS 

 Um penalti, mal assinalado pelo árbitro da partida derrotou os senhorenses, que até fizeram o golo da igualdade mas prontamente anulado pela equipa de arbitragem. Antes de terminarem o ano de 2013, os senhorenses tem uma visita a Leça da Palmeira, para medir forças com o conjunto local para a Taça Brali, AF Porto 

 OS LUSITANOS VENCEM FORA E RECUPERAM NA TABELA 

 Grande jogo disputa em Pedroso e, com muitos golos, grande espectáculo proporcionado por ambas a equipa, Suíço, avançado aurinegro foi o destaque da partida com três golos apontados, Pipo (Filipe Mesquita), a dar indicações à equipa técnica, que podem contar com ele para a recuperação, 3-4 foi resultado final.

MILTON RIBEIRO SAI DO GONDIM –MAIA


 O técnico, Milton Ribeiro, após o jogo desta tarde, em Lavra, que opôs a sua equipa à equipa Lavrense que terminou com uma vitória caseira por 2-0, um pouco como era espectável, decidiu pedir a sua demissão do comando técnico do clube maiato. 

 Contactado pelo Mitchfooot, o técnico apenas disse que e, passo a citar “ demiti-me porque não posso pactuar com faltas de atitude e de vontade que nos levam a não conseguir vencer” 

 No entretanto, na sua página do facebook, o mister confirma isso mesmo... 
 (Chegou ao fim... Há decisões que, por muito que nos custe, têm de ser tomadas. Agora é tempo de parar, reflectir e analisar... Saio pelo meu próprio pé, de cabeça erguida com a noção que tudo fiz em prol de um clube e de um objectivo... Hoje sou muito mais treinador do que era quando lá entrei, escrevi o meu nome na história daquele clube, sempre me deram todas as condições para trabalhar e pelo respeito que o clube me merece e que acima de tudo pelo respeito que tenho por mim, esta foi a melhor decisão... Estou tranquilo e de bem comigo próprio... Para o Tiago Margarido e o Felicio Madeira Mendes dizer-vos que foi um prazer trabalhar convosco e quem sabe se não será um até já. Deus é fiel e o futuro pertence-Lhe e Ele nunca me deixou ficar mal...)

NA SENDA DAS VITÓRIAS ALAN MARCA EM DIA DE ANIVERSÁRIO

 
 1ª Divisão Serie 1 AF Porto 
Campo de jogos do AD Labruge – Labruge – Vila do Conde 
AD VILA CHÂ 1 CUSTÓIAS 3 
Ao intervalo, 1-2, golos dos custóienses, Hugo (6), Ricardo (24) e Alan (92) 

 CUSTÓIAS: Tiago, Danny (Ferrer 65), Manu, Hugo, Rochinha, Medeiros (Renato 80), Mazola, Ricardo, Alan, Oliveira (Estrela 80) e Santa Cruz. T. Mário Rui 

 A equipa do Custóias, apesar de sofrer o único golo contra da tarde, logo aos 40 segundos, no peladão de Labruge, dominou por completo a primeira metade do jogo, e saiu para o intervalo, muito naturalmente a vencer a equipa da casa emprestada. 

 

No segundo tempo o jogo foi mais equilibrado e golo poderia surgir numa ou outra baliza, o que veio a acontecer e de novo para o Custóias, em cima do minuto 92, pelo aniversariante, Alan, brasileiro que tem qualidade para jogar noutros campeonatos de outra dimensão

DESPERDÍCIO BALIENSE DEU NULO EM CONFRONTO DE CANDIDATOS!

 
2ª DIVISÃO SÉRIE1 A F PORTO JORNADA 12 
Campo de jogos de S. Pedro de Fins, na Maia. 
 Arbitro: Daniel Soares. 
 Mocidade S. Gemil 0 Leça do Balio 0 

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Seixas, Berto, Pedro Cardigos e Hélder, Miguel Cunha, Quaresma, Edú (Cap.), João Machado, Grade e Shev. Jogaram ainda: Carlos Diogo, Filipe Bento e Serginho. Treinador: Mário Heitor

   

Numa tarde fria, sem grande público presente devido à época natalícia, a formação do Leça Do Balio, defrontou o também candidato à subida Mocidade Sangemil, consentindo um empate, falhando assim a décima vitória consecutiva, perdendo a liderança da segunda divisão da associação de futebol do Porto, série 1, para a formação do Ermesinde 1936. A equipa comandada por Mário Heitor, que montou uma equipa sem uma referência na área, com o ataque entregue à mobilidade e velocidade de Grade e Shev entrou bem na partida, assumindo o controlo das operações, conseguindo circular bem a bola, com um meio campo consistente num misto de juventude e experiência e em processos simples chegava ao ultimo reduto do Mocidade Sangemil. Por várias vezes o golo andou perto mas faltou acertar na finalização e aproveitar o bom jogo aéreo dos homens mais altos devido aos muitos cantos conquistados pela equipa da cidade de Matosinhos. A formação Maiata com bastante qualidade trabalhou muito em busca de um resultado positivo para reduzir a diferença pontual para o até aqui líder do campeonato. Devido à boa prestação dos homens de Leça do Balio, bem posicionados no terreno de jogo, pressionando muito o portador da bola, a formação da Maia tinha grandes dificuldades em construir jogo, chegando só com perigo à baliza de Miguel Mota em lances de bola parada

.  

No segundo período, os donos do terreno tentaram-se aproximar mais do ultimo reduto da equipa Baliense, abrindo assim mais espaço para os rápidos ataques da equipa de Matosinhos, ganhando as linhas de fundo sucessivamente, com os laterais defensivos Hélder e principalmente Seixas, apoiando o ataque, arrancando muitos cruzamentos para a área, mas sempre desperdiçados pelos homens mais adiantados. Perante o caudal ofensivo dos visitantes, o Sangemil só de bola parada incomodava a defensiva visitante. Aos 65 minutos, teve mesmo a melhor oportunidade de todo o jogo através de um livre lateral do lado esquerdo do seu ataque, mas Miguel Mota numa grande defesa evitou o que podia ser um duro golpe para as aspirações balienses no jogo. Perante o nulo insistente no marcador, o Leça do Balio tentou das mais diversas formas chegar ao golo, com Mário Heitor a refrescar a equipa, lançando no jogo Carlos Diogo, Bento e o goleador Serginho, refrescando a equipa. Desta forma o conjunto de amarelo e preto, não tirou o pé do acelerador em busca dos desejados três pontos, criando diversas oportunidades, mas acabando sempre por não ter sucesso na finalização. Um grande remate de Edú ao poste, Serginho isolado não conseguiu bater o guardião visitante, são exemplos das oportunidades flagrantes falhadas pela equipa aurinegra. Chegou o fim do jogo com o desânimo evidente dos jogadores comandados por Mário Heitor que com uma grande atitude e entrega, produziram um bom futebol, criando inúmeras oportunidades de golo, mas ingloriamente não conseguiram levar os três pontos para Matosinhos. Após este confronto, com a décima segunda jornada concluída, o Leça do Balio deixou a liderança, estando agora a um ponto do primeiro classificado Ermesinde 1936. Na próxima jornada o Desportivo Leça do Balio, folga no campeonato, entrando novamente em ação no dia 12 de Janeiro frente ao Clube Desportivo de Portugal.

PERAFITA PERDE NO BESSA COM UM RESULTADO ENGANADOR

 
Campeonato Nacional Seniores 
Estádio do Bessa XI – Porto  
BOAVISTA 4 PERAFITA 1 
Ao intervalo, 3-1, golos Bobo (3, 31, 70) Toninho (22), Li (45) 

BOAVISTA: Tiago Pinto, Pedro Costa, Campinho, Carlos Santos, Afonso, Miguel Cid, Luís Neves (João Beirão), José Manuel, Julian , Bobô (Théo)e Li (Carraça). T. Petit.

PERAFITA: Artur, Pacheco, Fernando (Ricardo C. 46), Tiago Madalena, Diogo; Paulo Benta, Viana, Fonseca (Ruben Pedrosa aos 76m), Toninho, Tó Coentrão e Paulinho (Rui João 70m). T. Oscar Nogueira

   

Resultado enganador! A equipa perafitense, saiu do Bessa XI, vergada ao peso de uma derrota, que em nada traduz o que se passou no relvado. Entrando praticamente a perder, a equipa de Óscar Nogueira, reagiu muito bem ao golo madrugador marcado pelos axadrezados. Aos 22 minutos Toninho repõe a igualdade merecida para o conjunto perafitense. À passagem da meia hora de jogo, o Boavista adiante-se de novo no marcador, após um boa jogada de envolvimento colectivo. Fonseca ainda esteve perto de empatar a partida de novo, mas foi o Boavista que dilatou a vantagem em cima do minuto 45. 3-1 ao intervalo, resultado tranquilizador para os da casa e demasiado penalizador para os perafitenses. 

 

No reinicio, os perafitenses entraram bem no jogo e estiveram muito perto outra vez do golo, por intermédio de Toninho, golo esse que relançaria de novo o jogo, mas quem não marca sofre! E o Boavista chega ao quarto golo, aproveitando um brinde da defensiva azul e branca, atraso de bola ao guarda-redes, que saiu curto e foi interessada pelo avançado axadrezado que atirou com êxito. Vencedor encontrado! Mas os perafitenses tiveram carácter e, ainda criaram duas boas situações para marcar, por Ricardo e Madalena que atirou à trave. 

 ÓSCAR NOGUEIRA técnico do FC Perafita
 “A minha equipa realizou um jogo positivo criando varias oportunidades mas cometeu erros que nos "castigaram" no resultado final, que é bastante exagerado em funçao ao que aconteceu em campo! Espero que estes erros sirvam para sermos mais fortes no futuro e mais pragmáticos na abordagem a certos lances (…)Depois de ver o que fizemos em processo ofensivo com uma equipa deste valor, e corrigindo alguns erros em termos defensivos, só temos de estar otimistas quanto ao futuro! (…)Aproveito para dar os parabensvà grande equipa e estrutura que é o Boavista F.C. pelo apuramento para a fase de subida e também para desejar um bom Natal a todos !”

FOTOS, CORTESIA DO BLOG BOAVISTA ATÉ MORRRER

NUM JOGO PARCO DE EMOÇÕES SÃO MARTINHO LEVA VANTAGEM

 
AF Porto Divisão Elite pró-nacional. 15.ª Jornadado 
 Estádio Padroense FC – Padrão da Légua 
Árbitro – João Rodrigues 
PADROENSE 0 SÃO MARTINHO 1
Ao intervalo, 0-1, marcador Rui Gonçalves (43) 

 PADROENSE: Stephen, Rui Jorge (Daniel 78), Armando, Lobo, Ricardo (Rafa 78), Preto (Joel 68), Pedrinho, Pedro, Tiago, Paulinho e Gazela (Chico 68). T. António Remelgado. 

 SÃO MARTINHO:Mata, Magalhães, Zé Soares, Macieira, Raimundo, Cascavel, Miranda, Rui Gonçalves, André Moreira, Carlitos (Nandinho 75) e Cheta (Rui Lima 83). T. António Gaiteiro. 

 A equipa do Padroense, volta a claudicar em casa, desta feita frente à bem organizada equipa do São Martinho. O momento não é o mais favorável, para hostes padroensistas, a equipa soma a sua terceira derrota consecutiva, duas delas no seu reduto. Depois da mudança de comando técnico, o Padroense apenas venceu por uma vez, em quatro jogos.

   

O jogo desta tarde, ficou muito aquém das expectativas, jogado a ritmo lento, factor que favorecia a equipa de Gaiteiro, que monta as suas equipas de uma forma objectiva e pragmática. Emoção foi coisa que não existiu, as oportunidades não existiram, num jogo sempre disputado a meio campo, valeu o golo de Rui Gonçalves, perto do intervalo para desequilibrar a contenda a favor dos visitantes, golo esse que deixa alguma discussão no ar, pois o árbitro auxiliar, assinala, mal, fora-de-jogo posicional, e mantém a sinalética, fazendo com que os defensores do Padroense desistissem do lance, o árbitro deixa seguir e, Rui Gonçalves não enjeitou a possibilidade abrindo o activo

 

No segundo tempo, quando se esperava, um Padroense, forte e pressionante, não aconteceu…, a equipa entrou de uma forma lenta e sem alma, e só por uma vez, aos 79 minutos, Rafa ameaçou o golo, à baliza de Mata. A equipa de Gaiteiro, controlou de uma forma eficaz a vantagem que trazia do primeiro tempo, e venceu com justiça. 

 FOTOS DOMINGOS LOBO

DE UM FORMA INJUSTA LEIXÕES DEIXA OS TRÊS PONTOS NA VILA DA FEIRA


 22.ª jornada da Liga 2 Cabovisão Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira. 
Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro). 
FEIRENSE 2 LEIXÕES 1 
 Ao intervalo: 1-0.Marcadores: 1-0, Porcellis, 23 minutos. 1-1, Zé Pedro, 52. 2-1, Sténio, 74. 

FEIRENSE: Paiva, Ícaro, Sténio, Tiago Jogo (Agostinho Carvalho, 89), Tonel, Diogo Bittencourt, Jorge Gonçalves, Fábio Carvalho (Ricardo Barros, 72), Barge, Ricardo Valente (Xavier, 66) e Porcellis Treinador: Pedro Miguel.

LEIXÕES: Jorge Batista, Zé Pedro (Novais, 88), Huguinho, Hugo Saldanha, Moreira (Anderson Grafite, 81), Cadinha, Anderson, Materazzi, Rui Coentrão (Fábio Valente, 70), Mailo e Oto'o. Treinador: Pedro Correia  

O Feirense venceu esta tarde o Leixões pela margem mínima de 2-1 no Estádio Marcolino de Castro que contou com bastantes adeptos da equipa vinda de Matosinhos. Na Feira, a turma da casa adiantou-se no marcador ainda na primeira parte, aos 23', com Porcellis a ser o seu autor. O Leixões reduz ja na segunda metade por Zé Pedro num lance em que o guardião do Feirense ainda toca na bola. Com o encontro empatado, Sténio voltou a colocar a equipa da casa em vantagem numa jogada em que Jorge Baptista ainda defendeu a primeira bola. A perde Ruben Saldanha dispôs de duas ocasiões: aos 83' e aos 86' a bola acabou por tomar diferentes direcções. Próxima jornada no Mar a 29 de dezembro com recepção ao CD Chaves. 

 BLOG LEIXÕES

LUSITANOS SOLIDÁRIO JÁ ENTREGOU DONATIVOS


Os Lusitanos de Santa Cruz do Bispo, estão de parabéns! 
Realizou-se este sábado a Festa de Natal dos Aurinegros, onde pontificava a excelente iniciativa OS LUSITANOS SOLIDÁRIO
Com realização interna, o evento decorreu no Salão Paroquial da autarquia e, marcaram presença diversas personalidades das mais variadas vertentes e classes. O programa foi bastante preenchido, com diversos artistas, que proporcionaram momentos de grande animação. 
Foram entregues lembranças a todos os atletas de Os Lusitanos FCSC
O momento mais alto da noite, foi a entrega dos donativos, recolhidos ao longo da campanha OS LUSITANOS SOLIDÁRIO, aos mais carenciados. 
Uma iniciativa excelente que serve de exemplo a outro clubes e colectividades 
 FELIZ NATAL A TODA A FAMILIA OS LUSITANOS, VOÇÊS SÃO ENORMES

sábado, 21 de dezembro de 2013

À CONVERSA COM MISTER ANTÓNIO GAITEIRO

 

A equipa da AR São Martinho (Sto Tirso), no próximo domingo vem a Matosinhos, jogar uma partida de futebol, inserida na 15ª. Jornada da Divisão Elite Pró-Nacional da AF Porto, facto normalíssimo que ganha alguma relevância, não fosse o seu treinador, um matosinhense de gema. 
 António Gaiteiro, (62 anos) técnico de futebol, com um vastíssimo curriculum, do qual fazem parte com particular destaque um recorde (27 vitórias consecutivas) com o seu nome que consta no Guinness Book, e alguns títulos e consequentemente subidas de divisão. 
 Mitchfoot foi particularmente feliz em fazer um convite ao técnico, para se debruçar sobre o embate de domingo, que opõe o Padroense ao São Martinho. Convite prontamente aceite, local do encontro, a sua própria casa. 
No conforto do seu lar, acabado de chegar de mais um treino, mister Gaiteiro, com a humildade e amabilidade que o caracteriza, recebeu o Mitchfoot para conversarmos sobre o jogo do próximo domingo e por onde passa o futuro da sua equipa.

Mister o que perspectiva para o jogo frente ao Padroense? 

 Gaiteiro “ Antes de mais quero agradecer o convite de que foi alvo, e dizer-te que este tipo de iniciativas são oportunas e ajudam a divulgar o trabalho que desenvolvemos.(…) Sobre o jogo o que perspectivo, é que não vai ser nada fácil, aliás muito difícil, vamos defrontar uma equipa, que apesar de não ter, nas últimas jornadas, alcançado bons resultados, é extremamente difícil de bater no reduto (…) É um conjunto com algumas individualidades, que conheço bem, mas essencialmente vale pelo colectivo, acho até que precisa só de um clique para disparar em termos classificativos (…) Sabemos das dificuldades, mas vamos fazer o nosso trabalho, com o objectivo de sempre, que passa pela conquista dos três pontos em disputa (…) Desejo um bom jogo e que no fim saia dignificado o futebol. 

 Mister falemos um pouco do São Martinho, esta equipa está pronta para atacar os lugares cimeiros da tabela? 

 Gaiteiro “ Esta equipa, está pronta para trabalhar arduamente durante a semana para que ao domingo seja recompensada pelo trabalho desenvolvido (…) Como sabes, este plantel, foi construído para disputar a Divisão de Honra, mas de uma forma consciente perspectivando o que aconteceu a seguir, ou seja fomos colocados na Elite (…) Temos 23 jogadores (alguns bastante jovens), que praticamente jogam juntos pela primeira vez e, demoram algum tempo a assimilar os novos processos e conceitos de jogo, no entanto, em casa somos muito fortes, faltando melhorar a performance dos jogos fora, temos de ser mais consistentes!

 Mister, AR São Martinho, fale-nos um pouco do clube e das suas gentes.

 Gaiteiro “ O São Martinho é um clube simpático, uma agradável surpresa, é um clube que honra os seus compromissos e dá todas as condições de trabalho necessário para que possamos trabalhar todos os dias motivados (…) As suas gentes, e refiro-me à direcção, são pessoas extremamente exigentes que sabem reconhecer o esforço despendido em prol do clube (…) Estamos em sintonia e, de nenhuma forma quero defraudar quem acreditou na minha equipa técnica.

 Mister pelas suas palavras, deduzo que vai ficar por São Martinho do Campo, por muito mais tempo? 

Gaiteiro “ O que conta é o presente (sou muito bem tratado), O futuro a Deus pertence, sabes que quem anda no futebol, precisa também de sorte e, os resultados são importantes para consolidar qualquer projecto.

 

Mister, estamos em período Natalício, quer deixar uma mensagem? 

 Gaiteiro “ Quero deixar um mensagem de esperança a todos os que comigo, diariamente trabalham, e dizer-lhes que com seriedade e atitude, conseguiremos os nossos objectivos (…) Feliz Natal para todos e um ano novo cheio de saúde e prosperidade. 

 Abraço mister, foi um prazer mais uma vez ter estes minutos de conversa, obrigado!

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

CRISTIANO (CF Serzedo) TEM A AMBIÇÃO DE JOGAR E VENCER O INFESTA


Cristiano Manuel Rodrigues Rocha (24 anos) natural de Matosinhos, teve como sua formação o Leixões SC, tendo também uma passagem pelo Senhora da Hora e o Sp Espinho. 

 CRISTIANO, avançado que veste as cores do CF Serzedo – Gaia, precisamente o próximo adversário do FC Infesta para 15.ª jornada da Divisão Elite Pró-Nacional AF porto a realizar no próximo domingo, no Parque Manuel Ramos (Arroteia)

 CRISTIANO, depois de uma paragem forçada por lesão, que durou seis semanas, está de volta às opções do Técnico Filipe Ribeiro, técnico bem conhecido dos matosinhenses, pois orientou a equipa do Leça na época de 2010/2011. 

 Mitchfoot foi ao encontro do jovem jogador para que este se pronuncia-se sobre o embate de domingo. 
Cristiano – “ Vamos defrontar um clube que tem um passado imaculado no futebol de Matosinhos, um dos mais representativos, sem duvida alguma (…) Apesar de no momento estar a atravessar um período menos bom, contamos com um adversário difícil de transpor (…) Mas com em qualquer campo em que nos apresentamos, temos a ambição de vencer e, este não foge à regra.

DEPOIS DE 12 ANOS A OSTENTAR O EMBLEMA DO PADROENSE MARCO ANUNCIA A SUA SAÍDA DO CLUBE


Marco André Ramos Branco (32 anos) natural de Matosinhos. 
MARCO guarda-redes do Padroense FC, abandona o clube, depois de um ciclo de 12 anos na baliza do clube do Padrão da Légua (9 épocas consecutivas + 3 épocas consecutivas, pelo meio 2 épocas no FC Pedras Rubras). 
 Marco teve como momento alto da sua carreira a época de 2010/2011, a quando da brilhante temporada realizada pelos Bravos de Matosinhos, que conseguiram a qualificação para o play-off de acesso à 2º. Liga profissional.
 Esta temporada e, com a chegada de Stephen, perdeu a titularidade e foi relegado para o banco dos suplentes. O guarda-redes deixa o clube numa altura em que recuperou precisamente o lugar no onze do Padroense a jornada passada. Pouco se sabe o que motivou a saída inesperada do clube, no entanto podemos adiantar, que esta decisão será por motivos particulares

Marco na sua página do facebook, deu como certo a sua saída mas pouco adianta sobre a mesma. 
 Palavras de Marco nas redes sociais 
“ATÉ UM DIA.......FUTEBOL” 
“Não se passou nada, apenas cansaço desportivo, preciso de tempo para outras coisas boas na vida.” Citando 

Em jeito de rodapé: Apenas me apetece dizer, que este afastamento, seja por breves instantes, pois Marco, não precisa de apresentações, sendo um excelente guarda-redes, que faz falta ao futebol, muito Particularmente ao Padroense e ao Futebol de Matosinhos

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

PADROENSE E SÃO MARTINHO VÃO MEDIR FORÇAS ( num embate que promete muitas emoções)

Embate entre velhos conhecidos (matosinhenses) anima jogo do Padrão da Légua. 
AR São Martinho do Campo (Sto Tirso) de facto a equipa que incorpora mais matosinhenses a actuar fora do concelho, está de visita ao Padroense FC para disputar a 15 jornada da Divisão Elite Pró- Nacional AF Porto.

 

O Padroense FC, uma das equipas assumidamente candidata ao pódio nesta competição, apesar de um inicio bastante prometedor, encontra-se posicionada a baixo das expectativas (10.º) na tabela classificativa, com 19 pontos, 21 golos marcados e 19 golos sofridos. A equipa tem qualidade mais que suficiente para de um momento para o outro disparar em termos classificativos. António Remelgado, técnico que substituiu José Ferreirinha no comando técnico, à 12. ª Jornada, até começou da melhor forma, impondo uma goleada em Nogueira da Maia, mas claudicou depois com a visita do Sobrado, líder da competição, jogo em que os homens do Padrão da Légua, jogaram reduzidos a dez por expulsão de Stephen logo no primeiro minuto. Seguindo-se depois a visita, a semana passada a Rebordosa que terminou também com uma derrota pela margem mínima. 

 

 A AR São Martinho, comandada pelo matosinhense António Gaiteiro, tem feito um temporada dentro dos objectivos impostos pela direcção. Tendo feito um campeonato de trás para frente, como se diz na gíria, vem subindo paulatinamente na tabela, encontrando-se posicionada na 9.º posição com 21 pontos com 20 golos marcados e 18 sofridos e, vem de uma vitória caseira, frente ao Infesta, com o golo que valeu três pontos a ser apontado por Cheta, outro matosinhenses que tem dado cartas no conjunto campense. 

 

Jogadores como Paulinho, Armando, Rui Jorge, Ricardo (reforço goleador), Gazela, Joel e Pedrinho entre outros… pelo lado do Padroense, e do lado do São Matinho; Mata, Magalhães, Zé Soares, Raimundo, André Moreira, Nandinho e o inevitável Cheta, “velhos” conhecidos do futebol de Matosinhos, vão subir ao palco no próximo domingo, para um embate que promete.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

DANIEL PEGOU DE ESTACA NA TURMA DE AUGUSTO MATA


 Daniel Ricardo Sousa Rodrigues (30 anos feitos hoje mesmo) Médio (Médio Defensivo) / Defesa (Defesa Central) 

Jogador formado no Leixões SC, saltando para o FC Pedras Rubras onde permaneceu 5 épocas consecutivas, para depois se fixar no Padrão da Légua (5 épocas), onde foi figura de destaque na já célebre equipa do Padroense FC, que esteve a um passo das competições profissionais. 

Esteve ao serviço do SC Coimbrões a época transacta, mas agora o experiente jogador está de azul e branco vestido, Daniel pegou de estaca no Oliveira do Douro, clube orientado pelo carismático Augusto Mata, onde já realizou três partidas, frente aos: Leça, SC Rio Tinto e Valonguense e, alcançou três vitórias contribuindo para o Oliveira do Doura ascender à 3.ª posição da tabela classificativa da Divisão de Elite Pró-Nacional AF Porto

PONTA DE LANÇA CESÁRIO É REFORÇO DO S C SENHORA DA HORA

Vítor Manuel Santos Cesário (19 anos) natural de Matosinhos Avançado (Ponta de Lança) ex Castelo da Maia. Formação dividida por Senhora da Hora e Padroense FC 

O possante avançado vai reforçar o Sport Clube Senhora da Hora, uma excelente aposta, visto tratar-se de um “produto” da formação senhorense 

A turma orientada por Nuno Gonçalves vê desta feita preenchida a lacuna deixada por Bessa que entretanto se transferiu para o CD Candal.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC