RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 30 de abril de 2017

NÃO FOI POR FALTA DE OCASIÕES QUE NULO IMPEROU


Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira
6º Jornada Manutenção serie 1 D` Elite
Árbitro Armando Mendes
LEÇA FC 0 UD LAVRENSE 0

LEÇA FC: Diogo, Joel, Bruno Freitas, Crista e Alex; Noura, Miguel (João 70`), Jair, Pedras, Paulo Lopes (David 70`) e Areias (Borges 81). Treinador Domingos Barros

UD LAVRENSE: Zé Pedro, Amílcar (Couto 70`), Ramos, Magalhães, Abílio (Mesquita 51`); Ruizinho, Wendel, Zé Campos, Tiago Carvalho, Cheta (Carlitos 70`) e Kaká. Treinador António Gaiteiro.

Jogo muito bem disputado e muito interessante de ser acompanhado. Os Primeiros 20 minutos, quase foram de estudo mútuo das duas equipas, a equipa visitante foi mais dominante (mais posse e controlo do jogo) a equipa do Leça reagiu bem na parte final, 40 minutos esteve por duas vezes à beira do golo…Pedras foge pelo lado esquerdo e remata com bastante perigo, mas Zé Pedro responde com uma defesa incompleta, a boa sobra para Areias que de primeira e sem preparação remata e de novo Zé Pedro a evitar o golo desviando para canto, Paulo Lopes marca o canto e perigo ronda outra vez a baliza Lavrense. Em cima do intervalo, mau alivio de Abílio, Noura aproveita disparando de primeira mas Zé Pedro evita o golo com uma defesa de grau elevado de dificuldade


Segundo tempo a equipa comandada por Gaiteiro entra melhor, 48` Tiago Carvalho e joga individual remata com bastante perigo, 50 minutos é a Vez de Cheta ficar perto do golo. Aos 55`minutos é a vez da equipa Leçeira ficar à beira do golo, Pedras isolado não consegue bater Zé Pedro. 63`minutos Magalhães salva o golo em cima da linha de baliza, na resposta o sempre inconformado Tiago Carvalho dispara forte e Diogo faz a defesa da tarde. Nos últimos minutos assistiu-se a um assalto da equipa do Leça ao último reduto lavrense com vários cruzamentos na tentativa de chegar ao golo, do outro lado a equipa lavrense desferia perigosos contra ataques. O jogo terminou tal como começou, mas não foi por falta de jogo ofensivo e oportunidades que as equipas ficaram a zero 

LEIXÕES EMPATA EM CASA DO LÍDER


39.ª jornada da II Liga de futebol 
Estádio Municipal de Portimão 
Árbitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa). 
Ação Disciplinar: Cartão amarelo para Fati Junior (45+2), Cadu (68), Fatai (68), Pedro Sá (90+2) e Ludovic (90+3). 
PORTIMONENSE 3 LEIXÕES 3 
Ao intervalo: 2-2. Marcadores:Porcelis, (04) Chidera, (16 e 28).Bruno Lamas, (33) Pires, (62) Brendon, (86 pb) 

Portimonense: Ricardo Ferreira, Zambujo, Ivo Nicolau, Brendon, Luís Mata, Pedro Sá, Paulinho (Gustavo, 79), Bruno Tabata, Chidera (Manafá, 44), Ewerton (Dener, 55) e Pires. Treinador: Vítor Oliveira.

Leixões: Ricardo Moura, Jorge Silva, Cadu, André Teixeira, Vumbi, Abalo (Miguel Ângelo, 65), Bruno China, Bruno Lamas, Fati Junior (Tino, 65) (Ludovic, 83), Fatai e Porcelis.Treinador: Daniel Kenedy. 

O Leixões abriu o marcador por intermédio de Porcelis, aos quatro minutos, tendo Chidera (16 e 28) virado o resultado para os algarvios e Bruno Lamas (33) fixado o resultado ao intervalo (2-2). Pires (62) voltou a dar vantagem ao Portimonense, mas Brendon (86) fixou o resultado em 3-3, com um golo na própria baliza. Portimonense e Leixões protagonizaram um jogo de parada e resposta, de ritmo elevado, principalmente na primeira metade, onde a eficácia foi evidente, ao apontarem quatro dos seis golos da partida. A formação de Daniel Kenedy começou melhor e, aos quatro minutos, surpreendeu os algarvios em contra-ataque, ao colocar-se em vantagem no marcador, com um golo apontado por Porcelis, após assistência de Fati Junior. O Portimonense acusou o golo madrugador e, depois de um período de alguma desorientação, conseguiu equilibrar o jogo e chegar à igualdade, aos 16 minutos, por intermédio de Chidera. O avançado algarvio, aproveitou uma defesa incompleta do guarda-redes Ricardo Moura, após um livre cobrado por Paulinho, para finalizar quase em cima da linha de baliza. Aos 28 minutos, Chidera bisou no encontro, fazendo o segundo golo dos algarvios e operando a reviravolta no marcador, vantagem que se manteve até aos 33 minutos, altura em que Bruno Lamas voltou a restabelecer a igualdade, ao assinar o melhor golo do encontro, com um remate colocado ao ângulo superior esquerdo da baliza de Ricardo Ferreira. 

 No segundo tempo, as equipas baixaram o ritmo de jogo, mas, ainda assim, mantiveram a toada de parada e resposta, período no qual o Portimonense construiu as melhores ocasiões para alterar o marcador, o que viria a acontecer aos 62 minutos, com Pires a antecipar-se aos defesas adversários e a dar o melhor seguimento ao cruzamento de Zambujo. O Leixões não se deu por vencido e foi à procura do golo, que surgiu a quatro minutos do final, marcado por Brendon na própria baliza, ao tentar desviar a bola após cruzamento de Fatai. Já no período de descontos, o Leixões teve a melhor oportunidade para virar o marcador e conquistar a vitória, mas o remate de Miguel Ângelo embateu com estrondo na barra da baliza de Ricardo Ferreira. Foto Eugénio Queirós

sexta-feira, 28 de abril de 2017

CONFUSÃO INSTALADA NO FC PERAFITA


Algo vai mal no reino azul e branco de Perafita
De uma só vez, toda a equipa técnica liderada por Paulo Gentil e cinco jogadores entre eles dois capitães, bateram com a porta.
Quando ainda faltam por disputar três jornadas na Divisão de Honra e o FC Perafita ainda não tem garantida a permanência nesta divisão (cinco pontos apenas separam os perafitenses do lugar de descida, ocupado pelo D L Balio) faltam nove pontos por disputar…

Mitchfooft sabe que por divergências entre alguns assuntos de interesse do próprio plantel, divergências entre a Direção (Presidente Pedro Vaz e vice Fafiães) e equipa técnica e jogadores levaram a que oito elementos incluindo a equipa técnica, cessaram funções ainda antes do termino da temporada.
Os capitães, João Paulo e Zé Augusto, os jogadores, Fábio Loureiro, Morgado e Ivo Miguel já não fazem parte do plantel perafitense.
Em breve mais desenvolvimentos do clima instalado no F C Perafita
Recordo que a equipa do Perafita recebe neste próximo domingo em sua a casa o lider isolado, Emersinde 1936

quinta-feira, 27 de abril de 2017

PAULO GENTIL JÁ NÃO É TREINADOR DO FC PERAFITA


Paulo Gentil deixa o comando técnico perafitense, também os adjuntos Edgar e Costa treinador de guarda redes acompanham o treinador

A direção do FC Perafita, utilizou as redes sociais para dar conhecimento desta decisão (que a todos apanha de surpresa) aos sócios simpatizantes e adeptos em geral.

Deixamos aqui na íntegra o comunicado que postado na página oficial Facebook


« A direcção do Futebol Clube de Perafita, vem por este meio comunicar a todos os sócios, amigos e simpatizantes, que desde o início do dia de hoje, o treinador Paulo Gentil deixou de ser o treinador da nossa equipa sénior. Durante quase dois anos, o clube teve a honra de contar com os seus serviços, e desde já lhe agradece todo o empenho, esforço e serviço prestado. Na certeza de que a amizade entre as partes prevalecerá sempre, desejamos a melhor sorte para o próximo passo da sua carreira. Juntamente com o treinador Paulo Gentil, os adjuntos Edgar(Treinador-Adjunto) e Costinha (Treinador de Guarda-Redes), decidiram abandonar o projecto. A eles agradecemos igualmente todo o empenho, esforço e serviço prestado. »

A Direcção

quarta-feira, 26 de abril de 2017

ÁLVARO (O VARINHO) COLOCA PONTO FINAL NA CARREIRA

Álvaro Manuel da Silva Lopes, natural de Leça da Palmeira- Matosinhos, (33 anos), no final da época em curso, coloca um ponto final na sua carreira desportiva.

Álvaro, que teve a sua formação no Leixões SC, passou também pela equipa principal nas épocas de (2002/03 e 2013/04) saiu depois para o Vilanovense, seguindo-se o Leça e o Penafiel (2016/07)…depois a primeira passagem pelo futebol espanhol (Ourense 2017/08), regressou a Portugal para representar o SC Espinho (2008/09), na época seguinte regressa ao Leça antes de rumar novamente a Espanha (La Hoya Lorca CF 2010/11), ficando na mesma cidade, no ano seguinte esteve no Lorca Atlético, regressando depois ao clube que o formou, Leixões SC, onde permaneceu duas temporadas…saindo depois para o Valadares Gaia, onde esteve duas épocas…nas duas ultimas temporadas, Álvaro esteve ao serviço do Leça FC, clube da sua terra natal

O jogador já confidenciou ao Mitchfoot que está será a sua última época oficial enquanto jogador de futebol…

Por este Motivo e sendo ele um dos bons valores que o futebol de Matosinhos teve nas suas fileiras, decidimos atribuir o prémio carreira ao VARINHO.

O CARTEIRO ENTREGOU A CARTA DA ½ FINAL


¼ de final da Taça A F porto
Parque de Jogo Manuel Ramos (Arroteia) São Mamede Infesta - Matosinhos
Árbitro: Tiago Loureiro
FC INFESTA 1 TIRSENSE O
Ao intervalo, 0-0, golo João Rodrigues (90+3)

INFESTA: Miguel, Sousa, André Ribeiro, Ricardo, Estrela, Lúcio (Soares 29), Vitinha, Mário, Rui Ferreira (Braga 79), Paiva e João Rodrigues. Treinador Jorginho

FC TIRSENSE: Sérgio, Daniel, Zezinho, Zé Manel e Dani; Matias, Cesinha (Duarte 61), Pipo, Tiago Silva (Gonçalo 83), Jussane (João Ferreira 83), Moura (Miguel 46). Treinador António Tavares.

O Infesta está na meia final da Taça
A equipa infestista eliminou a equipa mais sonante da competição nos quartos de final e caminha para as meias onde vai defrontar o Canelas 2010 (dia 10 de Maio)
Um golo do “carteiro” João Rodrigues, ao cair do pano foi culminar de uma vitória justa.

Apos 45 minutos de equilíbrio, onde a para e resposta foi uma constante, João Rodrigues (Infesta) Pipo (tirsense tiveram as melhores oportunidades, os mamedenses só desataram o nó ao cair do pano, Depois de rematar à barra aos 85 minutos, o” Carteiro” deu melhor seguimento a uma excelente desmarcação de Vitinha e apontou o único golo da partida aos 93 minutos. 

Foto Carla Ferreira

III JOGO DA AMIZADE 25 DE ABRIL 2017

Decorreu ontem DIA DA LIBERDADE feriado nacional 25 de Abril.
Integrado nas comemorações da Junta de Freguesia de Matosinhos Leça da Palmeira no 25 ABRIL o III Jogo da Amizade entre os clubes mais representativos do concelho Leixões SC e Leça FC
Complexo Desportivo Municipal (Bataria) de Leça da Palmeira .
Árbitrografo; Mário Mitch (Futebol de Matosinhos)
Ao intervalo, 0-1, resultado final (mas o que é que isso importa agora)

LEÇA FC (VINTAGE) : Zé Manel Hora, Orlando, Armando, David Ferreira, Filipe Sousa, Pedro Inácio, Fernando Monteiro, Fernando Aguiar, Jorge Leça, Constantino, Dieb, Domingos Barros, Hélder Queirós, Tiago Moura, Cerqueira, Quim, Salagalo

LEIXÕES SC (VINTAGE): Pedro Russa, Zé Augusto, Nuno Silva, Vitor Fróis, Pedro Mesquita, Ricardo Malafaia, Cadinha, João Nuno, Hugo Moreira, Álvaro, Duarte Anastácio.

Jogo bastante equilibrado com duas partes bem distintas, no primeiro tempo (30`minutos) a equipa do Leixões lá conseguiu disfarçar melhor as barriguinhas e foi com naturalidade que foi a vencer para o intervalo

No período de descanso, a água esgotou rapidamente, tal foi o esforço despendido pelas duas equipas e chegou a pensar-se em chamar o INEM, mas tal não foi preciso, porque a amizade e a boa disposição entre todos os intervenientes foi um excelente tónico para os segundo 30`minutos.
Na etapa complementar, o Leça entrou melhor e cedo se distanciou no marcador, o Leixões responde com um forcing final que resultou numa excelente recuperação. 
Posto isto o resultado acaba por se aceitar…tá bem pronto! 3 bolas encaixadas nas malhas para cada lado
Em relação à arbitragem, bem que não podia fugir à regra do “gamanço” mesmo em cima do apito final, foi anulado um golo à turma do mar, por pertenço acampamento na pequena área.

Depois, bem…veio o terceira parte, sim porque este jogo teve prolongamento, e este o mais apetecido por todos…a febra foge pela direita e passa para o entrecosto, este de primeira pumba, bota a baixo, tira da brasa antes que venha chuva…
Parabéns a todos…foi uma bonita forma de comemorar o 25 de Abril em Matosinhos   

segunda-feira, 24 de abril de 2017

NUM DERBI DE MUITOS GOLOS GDAN LEVA A MELHOR

Jornada nº 26, (última) da 2ª divisão serie 1 da AFPorto.
CD do GD Aldeia Nova - Perafita/Matosinhos
Árbitro: José Silva
GDAN 4 SCSHORA 3
Ao intervalo 2-1, golos: Simeão (5) Kenedy (10 e 79) Quintas (15 e 60), Zé Paulo (50) e Marco (90+1)

GDAN: Vitor, Yan, Alex, Sérgio e Gonçalo, Pedro Rosas, Quintas (Xincas 65), Joca (Alessandro 65),  Diogo Rosas (João Paulo 82), Simeão (Simão 65),  Zé Paulo (Filipe Bento 82). Treinador João Rosas.

SCSHORA: Rafa, Luís, Rocha, Pedro (Edmilson 33), Kenedy, Frank (Marco 75), Artur (Crista 75), Rui Filipe (Matheus 57), Branco, Ricardo e André Leite. Treinador Pedro Vinhas.

 Último jogo do campeonato, GD Aleia Nova versus SC Srª da Hora, um jogo simplesmente para cumprir calendário, um jogo em que ambas as equipas brindaram os seus apoiantes com um belo jogo, bom futebol, golos e acima de tudo com fair play. Quando assim é quem ganha é o futebol em si, logicamente que o pessimista diz que o jogo não tinha interesse classificativo, verdade, mas a virtude e a obrigação de respeitar o emblema que carregam é muito superior ao mero jogar por jogar, assim como o prestígio pessoal de cada um, “não é que estava em causa”, mas sim a atitude de lutar até ao fim, de acabar uma época de cabeça levantada, algo que felizmente aconteceu pois tanto o SC Srª da Hora como o GD Aldeia Nova podem-se gabar de terminar a época com dever cumprido em termos de entrega, luta e paixão pelo emblema que representam, em termos classificativos o GD Aldeia Nova segue em frente e vai disputar a fase final de subida de divisão. “BOA SORTE”
Em termos de jogo, o mesmo foi equilibrado com boa entrega e agradável de assistir. As duas equipas procuraram simplesmente jogar futebol e a aproveitar as oportunidades de golo, jogo sem caso, com bons lances de futebol e com bom fair play. Vitória por 4 a 3 do GD Aldeia Nova.

Parabéns as três equipas presentes e apoiantes pelo bom e magnífico ambiente e jogo de futebol, repito, sendo assim quem fica a ganhar é o FUTEBOL. 

Manuel Sá 

LAVRENSE MUITO CONSISTENTE EM CASA NÃO VACILA!


Divisão de Elite Serie 1 Jornada 5 Manutenção
Complexo Municipal de Lavra – Matosinhos
Árbitro Gustavo Correia
Ao intervalo, 2-0, golos Wendel (5`) Kaká (32`) e Hêndrio ( 56`)

LAVRENSE: Zé Pedro, Abílio, Ramos, João Magalhães, Amilcar, Ruizinho, Wendel, Zé Campos (Couto 82), Tiago Carvalho(Mesquita 82) Kaká, Cheta (Carlitos 64). Treinador António Gaiteiro.

VARZIM B: Eduardo, Tiago Lopes, Letras, Leo, Rafa (Castro 46), Paulinho Santos, Fredy (Joca46), Ricardo (Zé 46), Góis (Guedes 80), Teixeira (Kiko 88), e Hêndrio. Treinador Tiago Pinheiro.

A equipa orientada por António Gaiteiro, abriu o marcador através de um golo apontado por Wendel de cabeça. Num jogo de parada e resposta, Kaká amplia a vantagem para dois golos ainda antes do intervalo os Lavrense podiam fazer o terceiro expressando a supremacia Lavrense, mas foi a turma visitante atirar com estrondo à barra da baliza de Zé Pedro.
No segundo tempo a turma poveira bem com a disposição de mudar o rumo aos acontecimentos, mas o único que conseguiu foi reduzir, encontrando pela frente um conjunto muito consistente e bem posicionado no terreno que com um pouco mais de sorte poderia elevar a contagem. Vitória justa da turma de Lavra que com este triunfo praticamente garantiu já a permanência na Elite para a próxima época desportiva. 

Próxima jornada chega a vez do dérbi matosinhense, Leça VS Lavrense 

QUANDO LUÍS MATA ESTÁ BEM…


Divisão de Elite Serie 1 Jornada 5 Manutenção
Estádio do Padroense. Padrão da Légua – Matosinhos
Árbitro Fernando Ferreira
PADROENSE FC 1 CD CANDAL 1
Ao intervalo, 0-1 Golos Dani (41`) e Pedro Oliveira (53`).

PADROENSE: Beleza, Renato (Fábio 70), Meneses, Pereira e Taipa (Pereira 70); Paulinho (André 55), Alex e Ricardo (Lutchindo 70); Medeiros, Mesquita (Cacheira 26) e Pedro Oliveira. Treinador João Costa. 
CD CANDAL: Luís Mata, China, Pedro Sá, Hélder (Bobó 85), Organista, Renato (Gamba 69), Russo (Pedro Cunha 69), Candé, Baresi, Dani (Ben 46), Campota (Flávio 85) Treinador Rui Conceição.

A precisar de pontos para sair do play off de permanência e garantir a vaga na elite da próxima época, a equipa do Padroense, entrou com a corda todo e assumiu as despesas do jogo por inteiro.
Com mais iniciativa atacante a turma de João Costa, só aos 22 minutos criou real perigo quando Ricardo lançado por Pedro Oliveira não conseguiu bater o experiente guarda-redes Luís Mata. Começa aqui o “show de Mata” o guarda redes do Candal (Matosinhense) foi protagonista da melhor exibição individual, em campo sendo o garante do resultado positivo para a sua equipa. 30 minutos Medeiros assistido por Ricardo fica a beira do golo, mas Luís Mata, não o permite. Cacheira aos 34 minutos, remata forte e com bastante perigo, mas Mata mais uma vez faz grande defesa. 39 minutos de costas para a baliza e de cabeça dentro da pequena área Medeiros faz com que Mata volte a brilhar com grande e vistosa parada. 43` minutos,  o golo visitante… no único remate à Baliza de Beleza, um golo que contou também com forte passividade da defensiva do padrão.

O intervalo chegou com um resultado bastante lisonjeiro para os visitantes. No segundo tempo, mais do mesmo, entrada forte da equipa do Padrão que quase asfixiava a turma do Candal, fruto disso mesmo Pedro Oliveira faz a igualdade depois de uma defesa incompleta de Luís Mata. Padroense aumenta a pressão sobre o adversário e por várias vezes fica a beira de consumar a reviravolta. Medeiros e seus pares vão tentando, mas Luís Mata e alguma segurança defensiva da turma de Rui conceição que jogou para não perder e consegui.
Arbitragem em bom nível. Próxima jornada a turma do Padrão da Légua vai até ao Municipal da Póvoa pra defrontar o Varzim B

INÍCIO DEMOLIDOR FEZ A DIFERENÇA


38ª Jornada da Ledman Liga Pro
Estádio do Mar em Matosinhos
Árbitro: Carlos Macedo (AF Braga)
LEIXÕES 3 OLHANENSE 0
Ao intervalo, 3-0 Golos, Porcellis (2`e 14`) Fati (12`)

LEIXÕES: Ricardo Moura, Jorge Silva, Cadu, André Teixeira e Belli, Bruno China (Rui Cardoso 73), Bruno Lamas, Fatai (Ludovic 77), Fati, Tino (Abalo 62) e Porcellis. Treinador Daniel Kenedy.

OLHANENSE: Skowron, Coubronne, Gerevini, (Ademola 68), Pedro Eira, Virga (Carlos 49), Son Mané, Aldair, Edgar Abreu, Kiki, Salim Cissé, Jorman (Nabi Jaadi 61) Treinador Bruno Saraiva.

Embalado por quase 6 mil pessoas a equipa Leixõnense com uma entrada demolidora, sentenciou a partida no primeiro quarto de hora. Porcellis que bisou e Fati, marcaram os golos num jogo em Kenedy apresentou um onze com dois pontas de lança de início. 
Ainda estavam adeptos a acomodar-se nos seus lugares já o Leixões vencia por um zero, golo de Porcellis (golaço um autentico mergulho de peixe para a finalização de cabeça). Demorou apenas 10 minutos para que a turma do Leixões voltasse a festejar, Fati em jogada individual faz também um bonito golo, no minuto seguinte Porcellis a bisar dando início à jogada e a concluir a mesma.
Depois e com a vitória no “saco” a turma leixonense soube gerir o tempo e o resultado, ficando por algumas vezes perto de ampliar.
Os algarvios que deram boa réplica,  pois já não tinham nada a perder pois já desceram ao CNS, tiveram também as suas oportunidades para alvejar à Baliza de Ricardo Moura com sucesso.
Arbitragem bem conduzida por Calos Macedo.
Com este triunfo e beneficiando da derrota do Famalicão e do Vizela, a equipa de Matosinhos está no lugar de acesso ao play off de permanência a apenas dois pontos do Cova da Piedade que ocupa o primeiro lugar da salvação e a continuidade na II liga

Foto Eugenio Queirós 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

NAU LEIXONENSE EMPERRA NA ILHA SÃO MIGUEL


37ª Jornada da –Ledman Liga pro
Estádio São Miguel, Ilha São Miguel Açores.
Árbitro António Fontes (Leiria)
SANTA CLARA 3 LEIXÕES 0
Ao intervalo, 2-0, Golos Osama (21 gp), João Dias (26) e clemente (89)

SANTA CLARA: Serginho, Rui Silva, João Dias, Accioly, João Reis, Osama, Pacheco, Burke (Saldanha 80), Pineda, Guilherme (Diogo Santos 89), Joel (clemente 64). Treinador Carlos Pinto.

LEIXÕES: Ricardo Moura, Jorge Silva, Cadu (Abalo 46), André Teixeira, Vumbi, Salvador (Tino 29), Bruno China, Bruno Lamas, Fatai, Porcellis (Fati 69) Miguel.  Treinador

A equipa de Matosinhos focada que está na fuga a despromoção, teve uma deslocação que por tradição se revelava já bastante difícil, no entanto o bom momento que atravessa a turma de Matosinhos, fazia prever que um resultado positivo poderia e deveria surgir, tal não veio a acontecer e equipa do Mar cedo se viu arredada dessa possibilidade, quando aos 26 minutos já perdia por 2-0, dois golos sofridos de bola parada que deitaram tudo a perder.
Os açorianos entraram de rompante e materializaram o ascendente na conversão de uma grande penalidade cometida por André Teixeira sobre Guilherme. Ainda não se tinham recomposto, a turma de Matosinhos volta a sofre novo golo desta feita por João Dias na sequencia de um ponta pé de canto.


Kenedy não perdeu mais tempo e de seguida mexeu na sua equipa, Bruno Lamas fica perto de reduzir mas Serginho impediu qua turma do Leixões reentrasse na discussão. Clemente em cina do apito final sentenciou a partida com a obtenção do terceiro golo.
Resultado pesado, para a turma leixonense que no entanto não os faz desviar da rota que traçaram e que com grande concentração os poderá levar a bom porto.
Próximo Domingo novo “combate” desta feita no Mar frente ao Olhanense (já despromovido) em que à semelhança do que vem acontecendo, as entradas são gratuitas.

Conferência de imprensa
Carlos Pinto «Apresentamos qualidade, fomos o que quero e gosto. Vitoria merecida»


Daniel Kenedy «Pedi uma entrada forte, mas isso não aconteceu. O Santa Clara marcou cedo e ganhou confiança, vencendo bem. Foi um dia menos bom da minha equipa, mas há que levantar a cabeça» 

Fotos Santa Clara 

sábado, 15 de abril de 2017

MAIS DE 5OOO APOIARAM E APLAUDIRAM A "REMONTADA"


36ª Jornada da Ledman liga pro
Estádio do Mar, em Matosinhos
Árbitro: Rui Costa (AF Porto).
LEIXÕES 2 ACADÉMICA 1
Ao intervalo 0-1 Marcadores: Ki, (19') Tino,( 49') Fatai, (57')
Assistência: 5.658 espetadores.

LEIXÕES - Ricardo Moura, Jorge Silva, André Teixeira, Cadu, Belly, Bruno China, Abalo (Tino, 45'), Bruno Lamas, Fatai (Miguel Ângelo, 73'), Fati (Salvador, 68') e Porcelis. Treinador: Daniel Kenedy.

ACADÉMICA - Ricardo Ribeiro, João Simões, João Real, Alfaiate, Nuno Santos (Vidigal, 80'), Makonda, Nuno Piloto (Leandro, 66'), Marinho, Ki (Ohemeng, 54'), Traquina e Rui Miguel. Treinador: Costinha.

Com dois golos na segunda parte, o Leixões deu a volta ao resultado e bateu a Académica, por 2-1, Ki abriu o marcador para a 'briosa', com Tino a empatar no recomeço antes de Fatai completar a reviravolta e manter o Leixões na luta pela manutenção.
Os 'estudantes' começaram o jogo a tentar explorar a ansiedade dos locais, pressionando alto e promovendo o erro dos locais. Ainda assim, foi do Leixões a primeira ocasião de golo. Aos 11 minutos, Belly deixou para trás João Simões após o que cruzou para o desvio acrobático de Porcelis na pequena área, correspondendo Ricardo Reis com uma defesa a desviar por cima do travessão. Na primeira vez que atirou à baliza a Académica marcou, num lance não isento de polémica, já que, após Rui Miguel (19') fazer o passe atrasado da linha de fundo, a bola embateu no braço de Abalo e ressaltou para o de Ki que, na área, atirou de pé direito para o fundo das redes. A resposta dos locais surgiu três minutos depois, mas o guardião visitante voltou a brilhar entre os postes a nova tentativa de Porcelis, continuando a pontificar quando Fati (33') tentou a sua sorte já na área da Académica.


Uma entrada muito forte do Leixões na segunda parte resultou no golo do empate, com Fatai (49') a cruzar da linha de fundo, para Porcelis deixar a bola à mercê do recém-entrado Tino, que empatou a partida. A reviravolta deu-se aos 57' depois quando a visão de Fati deixou Fatai na cara de Ricardo Reis e o 2-1 aconteceu, após o que Ricardo Moura deu também o seu contributo para o sucesso do Leixões, negando o golo a Makonda (83').

Com este resultado, o Leixões subiu provisoriamente ao 17.º lugar, que dá acesso ao 'playoff' de manutenção, com 41 pontos, enquanto a Académica é quinta, com 52.

Lusa

quarta-feira, 12 de abril de 2017

MANUEL MONTEIRO É O TREINADOR DA AD FAFE

Mergulhado na luta pela permanência na II liga a AD Fafe, dispensou os serviços do treinador Tonau, e para o seu lugar foi contratar o treinador Matosinhense Manuel Monteiro de 49 anos que se encontrava no Cesarense (Campeonato de Portugal Serie D, que se encontra a disputar a fase de manutenção)
 «A PARTIR DE AGORA VAMOS VENCER»
«Já nos reunimos com os capitães de equipa e estamos a trabalhar para superar este enorme desafio » (salvar a AD Fafe de descida ao Campeonato de Portugal).
« Se calhar, era mias fácil continuar no Cesarense, onde só precisava de três pontos para garantir o objectivo de permanência, mas gosto de desafios e tenho plena confiança que vamos conseguir, é difícil, mas não é impossível » ( A AD Fafe esta posicionada na 20º posição da tabela com 36 pontos a cinco pontos do play-off de manutenção, quando faltam disputar 7 jornadas.)
« A partir de hoje não é vamos tentar vencer é vamos vencer» afirmou Manuel Monteiro

Foto DR.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

SABOR AMARGO NO EMPATE FRENTE A CANDIDATO


1ª Divisão Série 1 AF Porto jornada 25
Parque de Jogos Domingos Soares Lopes em Santa Cruz do Bispo
Árbitro: Francisco Sousa
Cartão Vermelho Ebongué (84)
LUSITANOS SANTA CRUS  2 AD BALASAR 2
Ao intervalo, 2-1 golos Gavina (9`), Paulo (44`) Ricky (45`) e Ebongué (52`)

LUSITANOS: Luís, Sérgio Teixeira, Valente, Paulo, Berna, (Alex 75), Fabinho (Filipe Teixeira 87), Zé Bina, Diogo, Duarte (Tarrelo 75), Miguel, Sandro (João Pereira 46) e Ricky. Treinador Filipe Borges.

BALASAR: Zé, Luciano, Paulinho (Rafa 65), Miguel, Gavina (Gla 80), Tiago, Tiago Silva (Abel 80), Barreto (Aguiar 80), Tita, Rui Moreira e Ebongué. Treinador Tiago Velho

A equipa aurinegra de Santa Cruz do Bispo, foi protagonista de uma grande exibição, encarando o adversário “face to face” sendo mesmo superior, merecendo os três pontos em disputa, que lhe daria bastante jeito na luta pela manutenção.
O candidato e 2º classificado da prova, entrou melhor na partida e aos 9 minutos abriu o marcador, expressando o seu favoritismo
A equipa do Lusitanos, não acusou o golpe e fruto do seu atrevimento, e dois minutos deu a volta ao resultado muito perto do intervalo.
No segundo tempo, os visitantes, chegam de novo a igualdade 7 minutos depois do reatamento. Jogando um futebol bem delineado e com muito querer a turma de Santa Cruz do Bispo, foi à procura da vantagem, e mais se acentuou nos últimos minutos do encontro, aproveitando a expulsão de Ebongué, e mesmo ao cair do pano a turma aurinegra esteve bem perto da vitória por duas vezes, que diga-se lhe assentaria e bem e com toda a justiça.
Postada em lugar bastante incómodo no que diz respeito à permanência a turma de Santa Cruz do Bispo vai viajar até Crestuma na próxima jornada que se realiza a 23 de Abril

SECRETÁRIO TÉCNICO RESOLVE!

Ledman Liga pro, jornada 35
Estádio do Mar – Matosinhos
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
LEIXÕES 1 FREAMUNDE 0
Ao intervalo 1-0 Golo Cadu (5`)

LEIXÕES: Ricardo Moura, Jorge silva, André Teixeira, Cadu, Belly; Bruno China, Abalo (Salvador 80), Bruno Lamas, Fati (Miguel Ângelo 69), Porcellis (Welington 86) Fatai. Treinador Daniel Kenedy

FREAMUNDE: Marco Pereira, Mike, Luís Pedro, Eridson, Huguinho, Paulo Grilo, Ivan Perez (Ekedy 71), Diogo Ramos (Miguel Pedro 79), Fausto, Yero, Diogo Valente (Leandro Pimenta 57). Treinador Daniel Barbosa.

Estádio Mar com as portas abertas (entradas gratuitas) cerca de 5 mil adeptos assistiram a uma partida entre aflitos, que resultou numa vitória preciosa para a equipa de Matosinhos.
Cadu de secretário técnico a herói na partida, marcou o golo que selou os três pontos.
Sem Silvério a cumprir castigo federativo, aposta de Kenedy recaiu em Cadu, socorrendo-se à experiencia do central que já tinha arrumado as botas em Dezembro último (desde agosto que não era titular).
Foram 5 mil adeptos que empurraram o Leixões para vitoria que fugia há 9 jornadas.  O resultado não expressa a supremacia da turma de Matosinhos, sobretudo no segundo tempo, dispondo de várias oportunidades para sentenciar a partida.
Fati logo no reatamento da partida isolou-se mas não foi capaz de desfeitear Marco Pereira.
Bruno Lamas faz com o guardião dos capões protagonize a defesa da tarde. Os Capões que estrearam novo treinador só de bolas longas para o ponta de lança Yero é chegava à área leixonense.
Resultado escasso para a qualidade ofensiva apresentada pelo conjunto de Matosinhos.
Sexta Feria Santa é dia de jogo no estádio do Mar, altura em que os leixonenses recebem a Académica.

Conferência de imprensa:

Daniel Kenedy: O resultado é escasso para o que produzimos. O Cadu fez um jogo irrepreensível, assim como toda a equipa. Os Adeptos foram fantásticos.


Daniel Barbosa: Tivemos bons momentos, mas o resultado não foi o que esperávamos. Faltam sete jogos e ninguém vai atirar a toalha ao chão.

GDAN EM FESTA! GARANTIDO QUE ESTÁ O PLAY-OFF DE SUBIDA


GDAN garante 3º lugar
Jornada nº 25, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. 
Soccerade Arena Foz (Ervilha) (Nevogilde - Porto)

 Um jogo aguardado com enorme espectativa pela movimentação classificativa que poderia provocar, em caso de vitória o GD Aldeia Nova assegurava o 3º lugar e respetivo apuramento para a fase final de apuramento de subida, em caso de empate ou derrota ficaria tudo reservado para a ultima jornada. Ramaldense FC tinha como único objetivo neste jogo dignificar o seu emblema e lutar pelo 5º lugar.
O jogo começou com as duas equipas a procurar o golo, com um futebol ofensivo em que o perigo rodava as duas balizas sistematicamente e a pôr em prova constantemente os dois guarda-redes, colocava-se a questão de quem é que marcaria primeiro, pois oportunidades para as duas equipas não faltaram. Aos 33 minutos, beneficiando de uma grande penalidade o Ramaldense FC coloca-se e gere a vantagem até o intervalo.
2ª parte começou a ser jogada com um ritmo muito elevado, que colocaria no ar a questão de quem seria a primeira equipa a acusar o desgaste físico, a resposta não tardou muito, Diogo Rosas aproveita um ressalto á entrada da área e restabelece a igualdade, talvez mais importante do que o golo foi a onda de energia e dinâmica que o mesmo provocou nos atletas do GDAN que começou a jogar mais no meio campo do adversário, aproveitando o bom momento e moral em alta, Quintas dá bom seguimento a um contra ataque e faz o dois a um para o GDAN. Os 15 minutos finais foram vividos dentro da ansiedade e do querer por parte das duas equipas, o GDAN a querer o golo da tranquilidade, o Ramaldense a querer o golo da igualdade, por muita luta e tentativas existente, o resultado não se alterou e o GDAN presenteia a sua enorme assistência presente com uma justa vitória por duas bolas a uma.

Um bom jogo de futebol. Com emoção, garra, empenho e querer por parte das duas equipas, não poderia deixar de referir as claques presentes, cada uma puxou pela sua equipa, as pequenas picardias verbais existentes não foram mais que o habitual, mas o bonito foi no fim do jogo quando a equipa do Ramaldense ao abandonar o relvado recebeu uma enorme salva de palmas pela claque do GD Aldeia Nova que foi retribuída por alguns jogadores do Ramaldense FC.  - FAIR-PLAY -

Golos do GDAN;  Diogo Rosas – Quintas
Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Alex – Sérgio - Braga – Gonçalo – Quintas – P. Rosas – D. Rosas – Joca - Zé Paulo - Simeão
Supl; Vitor – Yan – Simão – Alessandro -  Filipe – J. Paulo - Xincas

Manuel Sá 

segunda-feira, 3 de abril de 2017

AGENDA DE JOGOS PARA A TAÇA A F PORTO (LAVRENSE - INFESTA - SC S HORA)

Taça A F Porto
2ª Eliminatória
Lavrense X Tirsense
Dia 13 Abril
Infesta X Rio de Moinhos
Dia 14 Abril
Folgosa da Maia X SC Senhora da Hora
Dia 14 Abril - 20:30 h

RESULTADOS E PRÓXIMA JORNADA


Resultados
AC VISEU 2 LEIXÕES 2
PADROENSE 1 GONDIM MAIA 2
PEDROUÇOS 1 LEÇA 0
LAVRENSE 1 SERZEDO 0
INFESTA 4 LEVERENSE 1
LEÇA DO BALIO 3 VILA CAIZ 1
FOLOSA MAIA 2 PERAFITA 0
CUSTÓIAS 0 CRESTUMA 0
ÁGUAS SANTAS 1 OS LUISTANOS 1
ALDEIA NOVA 4 CANDAL B 2
M G COSTA 1 S C S HORA 6
Próxima jornada
LEIXÕES X FREAMUNDE
CANDAL X LAVRENSE
LEÇA X AD GRIJÓ
SERZEDO X PADROENSE
PERAFITA X LEÇA DO BALIO
CANIDELO X INFESTA
LUS STA CRUZ X BALASAR
TORRÃO X CUSTÓIAS
SENHORA DA HORA X GONDIM MAIA B
RAMALDENSE X ALDEIA NOVA

LAVRENSE SEGUE 100% VITORIOSO

Divisão d´Elite fase de manutenção jornada 3
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro Pedro Pereira
LAVRENSE 1 SERZEDO 0
Ao intervalo, 1-0, Golo Tiago Carvalho (11)

LAVRENSE: ZéPedro, Ramos, Palheira, João Magalhães, Abílio, Ruizinho, Wendel, Zé Campos, Tiago Carvalho, Cheta (Sousa 82) e Kaká (Carlitos 63). Treinador António Gaiteiro.

SERZEDO: Clemente, Filipe (Maia 82), Costa (Nélson 82), Luís e Nunes (Guedes 15), Bernardo (Sousa 63), André (Ricky 46), Juliano, João Pedro Ruizinho e Rafa. Treinador Edgar Ramos.

A equipa de António Gaiteiro, recebeu no seu reduto o último classificado da Série e praticamente condenado à despromoção.
Nada fazia prever as dificuldades em que a turma de Lavra encontrou pela frente, não pelo valor técnico individual e colectivo do conjuntos de Gaia, mas sim pela excessiva dureza imposta pelo comandados de Edgar Ramos. Um golo de Tiago Carvalho, deu justiça ao marcador, num jogo em que a equipa forasteira terminou com dez elementos por expulsão de João Pedro aos 50 minutos.
Com este triunfo a equipa de Lavra, sobe à liderança de pareceria com o OL Douro e Varzim B com 26 pontos consumando a terceira vitória consecutiva nesta fase com 5 golos marcados e 0 sofridos.
Próximo confronto do Lavrense será no Sábado dia 8 de Abril no estádio Rei Ramiro frente ao Candal, equipa que vem recuperando pontos e lugares na tabela.  

domingo, 2 de abril de 2017

"PELO QUE FIZEMOS HOJE MERECÍAMOS MAIS"


Daniel Kenedy (treinador. Leixões) após o empate no Fontelo - Viseu 

“Tinha avisado que era preciso ter cuidado com as bolas paradas e na primeira vez que o Viseu foi à nossa baliza sofremos um golo dessa forma. Na segunda parte fomos a melhor equipa, acertámos nas substituições, virámos o jogo e depois ao cair do pano, numa bola para a área, não conseguimos segurar o resultado. Gostava de realçar uma coisa: desde que estou no Leixões nunca tive um jogo com seis minutos de descontos. Para o que se passou aqui hoje, penso que seis minutos foram de mais Além disso, no lance do 2-2 parece haver falta sobre o Silvério e antes dessa jogada uma falta a nosso favor foi marcada ao contrário. São circunstâncias que não conseguimos controlar. Foi pena. Levámos com um balde água fria. É a terceira vez que isto nos acontece. Mas faltam oito jogos e continuamos na luta. Temos de reagir e continuar a lutar, temos de ganhar jogos, dignificando a camisola e o emblema do Leixões. A fase em que estamos é difícil mas os jogadores lutam e correm, como se viu hoje. Pelo que fizemos hoje merecíamos mais.”

leixoessc

EMPATE A DOIS NUM JOGO BASTANTE EMOTIVO

Apoio como sempre não faltou a turma do Mar

Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu
Árbitro: Jorge Ferreira (Braga)
AC VISEU 2 LEIXÕES 2
Ao intervalo: 1-0 Marcadores: Bura (18') e Zé Pedro (90'+5); Fatai (63') e Bruno Lamas (81', pen.)

AC VISEU: Rodolfo, Joel, Bruno Miguel, Bura, Ricardo Ferreira, Capela (Zé Pedro, 84'), Paná, Bruno Loureiro, Tiago Borges (Luisinho, 60'), Moses e Zé Paulo (Yuri, 68') Treinador: Francisco Chaló

LEIXÕES: Ricardo Moura, André Teixeira, Silvério, Bruno China, João Lucas, Sunday Abalo, Bruno Lamas, Rui Cardoso (Tino, 60'), Fatai, Fati (Miguel, 78') e Porcelis (Salvador, 84') Treinador: Daniel Kenedy

Tarde de sol, muitos adeptos nas bancadas a apoiar duas equipas que procuravam pontos e se apresentaram no Fontelo sem grandes preocupações defensivas, o que proporcionou um jogo emotivo, com quatro golos, reviravoltas, três bolas nos postes e emoção até ao apito final de Jorge Ferreira.
Os viseenses chegaram à vantagem aos 18 minutos com um golo de Bura, de cabeça, na sequência de um canto. Melhor período na partida dos viseenses, que, aos 26 minutos, ficaram próximo do segundo golo, mas a trave da baliza de Ricardo Moura devolveu o remate de Moses já na pequena área. O Leixões viria a equilibrar o jogo, muito por culpa das investidas de Fatai e Fati, sempre muito rápidos e a causarem calafrios na defesa viseenses.

No segundo tempo, voltou o Académico a entrar melhor e Tiago Borges, logo na abertura, ganhou espaço para entrar pela direita e rematar ao poste da baliza do Leixões. A partir daí foi o Leixões a tomar conta do jogo, e aos 51 minutos, Fatai viu também um remate seu ser devolvido pelo poste da baliza de Rodolfo. O golo de empate aconteceu aos 63 minutos, com Fatai a aproveitar um ressalto na área para bater o guardião viseense. A equipa de Matosinhos consumaria a reviravolta aos 81 minutos, com Bruno Lamas a marcar de penálti, num lance a castigar uma falta na área de Bura. Na resposta e em desvantagem, Francisco Chaló colocou em campo o avançado Zé Pedro que viria a conseguir o empate, mesmo no último dos cinco minutos de compensação. No regresso à equipa, após longa lesão, Zé Pedro, de cabeça, fez o empate.

A formação de Matosinhos mantém-se nos lugares de descida, agora no 19.º lugar, com 35 pontos.

GDAN VENCE E NÃO DESISTE DO FOCO DA SUBIDA



GDAN 4 CANDAL B 2 

GDAN a luta continua
Jornada nº 2, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. 
Complexo Desportivo Aldeia Nova em Perafita-Matosinhos.

Com uma paisagem e uma tarde magnifica para praticar e assistir a um encontro de futebol fez com que GD Aldeia Nova e Candal B não desfrutassem as expectativas e proporcionaram um bom e agradável jogo. Um encontro em que ambas as equipas se preocuparam em jogar o seu futebol e com a eminencia do golo sempre no ar, coube ao GDAN, por intermédio de Ema inaugurar o marcador ao minuto 17, com os festejos ainda quentes e um dèjá vu, coube ao Candal B empatar a partida, com uma reacção imediata, Zé Paulo ao minuto 26 coloca novamente o GDAN em vantagem e Quintas ao minuto 29 a reforçar e a aumentar o marcador para 3 bolas a 1, com o perigo a rondar as duas balizas coube ao Candal B reduzir e estabelece o resultado para o intervalo de 3 a 2.

A 2ª PARTE começou praticamente com Simeão a fazer o 4º golo da GDAN, quando se pensava que o jogo entraria numa fase mais calma, surge o caso do jogo, ao minuto 55 Ema vê cartão vermelho directo por palavras dirigidas ao árbitro e deixa o GDAN a jogar com 10. A esperada onda ofensiva por parte do Candal B não se fez sentir por culpa da boa organização defensiva do GDAN que controlou e manteve o resultado até o apito final. Justa vitória por 4 bolas a 2 do GDAN que continua a marcar presença na discussão quanto ao apuramento á fase final de subida.

Golos do GDAN;  Ema – Zé Paulo – Quintas - Simeão
Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Alex – Sérgio - Braga – Xincas – Quintas - Alessandro – Simeão – D. Rosas – Ema - Zé Paulo
Supl; Tomás – Yan – Simão – Berna – Chico -  Filipe – J. Paulo


Manuel Sá 

GOLO DE ANDRADE FOI SUFICIENTE PARA VENCER O LEÇA


Divisão d´Elite Série 1 Ap. Manutenção Jornada 3
Complexo Municipal de Pedrouços - Maia
Árbitro: Edgar Batista
PEDROUÇOS AC 1 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 0-1 golo Andrade (42)

PAC: Moreira, Fabinho, Paulo, Beça, Diogo Batista; Brian, Moedas, Zé Pedro; Andrade, João Luís (Tiago 90+2) e Dani Treinador Joca

LEÇA: Diogo Silva, Jota (Joel 63), Noura, André Rocha (Alex 80), Crista, Paulo Lopes, Marcos, Jair (Miguel Magalhães 80), Pedras; Areias, João Castro (Borges 63) Treinador Domingos Barros.

Jogo de capital importância para as aspirações da turma orientada por Joca, que se viu logo à partida com problemas para compor a sua equipa, entrando no encontro (Boletim de jogo) com seis juniores, (Tiago Folha e Ramalho de fora por castigo federativo) e mais alguns lesionados.
Mesmo assim a turma maiata entrou forte no encontro e logo ao minuto 3, Dani quase chega ao golo, quando isolado pela direita atira à malha lateral. O jogo entra numa fase de equilíbrio, e só através de lances de bola parada as equipas iam criando algum perigo…minuto 26, livre do lado direito do ataque leceiro, bem gizado com o triângulo Paulo Lopes (marca) Jair (deixa passar) e Pedras atira com perigo…valeu a defensiva maiata que sacode para canto. Ao minuto 42 chega o único golo do encontro, Diogo Batista cruza para a cabeça de Andrade que sem marcação bate Diogo Silva sem apelo nem agravo.



No segundo tempo, a turma de Joca jogando com as armas que disponha, encurtou linhas, dando iniciativa de jogo à turma do Leça, explorando as transições. Minuto 68, Borges que entrara na partida, assiste Pedras, que na pequena área atira forte mas a bola bate na defensiva saindo para canto. O Leça com mais iniciativa…mas foi de livre marcado por Paulo Lopes que esteve perto do golo do empate, mas Moreira responde com grande parada segurando a vitória da sua equipa. Em cima do minuto 90, João Luís descobre Andrade, que para no peito e remata muito perto do golo, atirando à malha lateral . nos 5 minutos de desconto dados por Edgar Batista que esteve a altura do jogo, registo apenas para um tentativa de golo de Miguel Magalhães, que se gorou…terminado o jogo logo a seguir. Triunfo justo de uma equipa necessitada de pontos para fugir à zona de despromoção.

MENTIRINHA DE ABRIL


Mentira de 1 de Abril
Com tem sido hábito, ao longos dos tempos na Comunicação Social, uma pegadinha, como dizem os nossos  “irmãos” brasileiros, não faz mal a ninguém…e como é apánagio do Mitchfoot bora lá espetar uma petazinha
´
Desta vez lembrei-me de dizer que DIOGO PEDRAS  VAI RUMAR AO FC PORTO B, mas é óbvio que todos reconhecem valor ao avançado e capitão leceiro para que isto fosse verdade, apesar da invenção
Quem sabe se não será bom pronuncio para o Diogo, pois como se devem lembrar o ano passado, era Diogo Nunes do leixões que ia para o Dragão…três meses depois foi para o Sporting CP…coincidências…até o primeiro Nome DIOGO.

Obrigado ao atleta por ter participado e obrigado também aos representantes do Diogo (SLWORLDTEAM

sábado, 1 de abril de 2017

DIOGO PEDRAS VAI RUMAR AO FC PORTO B

Diogo Pedras (Leça), têm sido observado pelo departamento de scouting e prospeção do FC Porto… as boas exibições do jogador ao serviço do Leça FC, tem despertado o interesse do FC  Porto e o Olival é o próximo destino.

Diogo Pedras natural de Matosinhos 22 anos, esta época já fez gosto ao pé por 14 vezes no campeonato da Elite AF Porto, somados aos 17 obtidos na época passada igual a 31 golos convenceram os dirigentes portistas. Dados os últimos desenvolvimentos, é fácil concluir que Diogo Pedras jovem avançado e capitão do Leça (sobrinho de Pedras) vai mesmo rumar ao Olival (FC Porto B). Devido a ser um atleta da formação do Leça FC, este negócio vai rechear os cofres leceiros.

 António Folha treinador da equipa B, já observou o atleta por algumas vezes, e segundo as informações do departamento de scouting do FC Porto, onde está incluído José Maia (ex treinador de formação e futebol feminino do Leixões) elemento preponderante na prospeção do futebol de Matosinhos,  não tem dúvidas que o avançado tem tudo para singrar no FC Porto B e quem sabe ser merecedor de uma chama à equipa principal.

O tio Sérgio Pedras (Maia lidador), como conselheiro do jovem jogador, vê com bons olhos esta transferência, quase que seguindo as suas pisadas, Sérgio Pedras (agora com 36 anos) vestiu as cores portistas, fazendo parte da 1ª equipa do FC Porto B 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC