RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

sábado, 9 de abril de 2011

EMPATE AO CAIR DO PANO EM MATOSINHOS


Um livre direto de Luís Leal, nos descontos, deu este sábado ao Estoril um empate 1-1 no terreno do Leixões, na 24.ª jornada da Liga Orangina, pouco depois de os anfitriões terem marcado num penálti de Oliveira. Num encontro mal jogado pelas duas equipas, tudo ficou decido nos últimos minutos em dois lances de bola parada. O Leixões ganhou vantagem aos 89 minutos, através de uma grande penalidade a castigar mão de Lameirão num lance muito confuso, de que resultou ainda um cartão vermelho direto para o defesa central e uma expulsão por acumulação de Vinicuis Reche, por protestos. O Estoril partiu para os minutos finais com menos dois jogadores e o Leixões parecia ter a vitória mais do que garantida, mas no quinto e último minuto do período de compensação (90'+5), o Estoril beneficiou de um livre direto e Luís Leal, com um remate poderoso, obteve o empate.

Para o Leixões foi o segundo balde água fria consecutivo, pois já na jornada anterior, no terreno do Varzim, a equipa treinada por Litos deixou fugir a vitória também nos instantes finais. O encontro começou com um livre indireto favorável ao Leixões em plena área estorilista, mas a equipa de Matosinhos não aproveitou e por aqui se ficou a produção ofensiva da equipa treinada por Litos durante o primeiro tempo.

Num encontro entre duas equipas com os mesmos pontos, o Leixões mostrou recear o contra-ataque adversário, quase sempre protagonizado por Luís Leal, um atacante forte, veloz e efetivamente perigoso. O saldo do primeiro tempo resume-se a dois lances: um remate forte de Sony (44'), que Cleber defendeu para canto, e uma boa iniciativa individual de Luís Leal, culminada com um cruzamento para Alex Afonso, que falhou uma boa ocasião de golo. O Estoril apresentou-se no Estádio do Mar com um futebol calculista, de pouco risco e assente em transições rápidas, sempre com Luís Leal na berlinda. Na segunda parte, Sony tentou mais uma vez a sua sorte e rematou forte ao poste, com Cleber batido (64), e o Leixões ganhou então algum ascendente territorial, mas o Estoril podia também ter marcado numa cabeçada de Luciano Bébé, que fez a bola sobre a baliza adversária (72). Por fim, quando o nulo parecia inevitável, o Leixões deu uma grande alegria aos seus adeptos adiantando-se no marcador, através do penálti convertido por Oliveira, mas os festejos duraram apenas seis minutos, por culpa do livre certeiro de Luís Leal.

Leixões-Estoril, 1-1 Estádio do Mar, em Matosinhos
Ao intervalo: 0-0 Marcadores: 1-0 por Oliveira (89' g.p.) e 1-1 por Luís Leal (90'+5)

Leixões: Fonseca; Jean Sony, Nuno Silva (Fangueiro 45'), Danilo e Zarabi; Cauê, Oliveira, Ruben, Fábio Espinho (Feliciano 60'); Félix (Pedro Santos 28') e Dyego Sousa. Suplentes: Paulo Ribeiro, Tininho, Pedro Santos, Paulo Tavares, Feliciano, Precheski e Fangueiro

Estoril: Cléber (Mário Matos 85'); Anderson Luis, Tiago Bernardi, Lameirão, Murilo Ceará, Erick (Nelsinho 81'), João Coimbra, Luciano Bebé, Vinicius Reche, Luís Leal e Alex Afonso (Carlos Eduardo 68') Suplentes: Mário Matos, Tony Taylor, Clodoaldo, Nelsinho, Edgar Marcelino e Carlos Eduardo

Árbitro: Diogo Santos (Aveiro) Ação disciplinar: Cartões amarelos para Nuno Silva (20'), Erick (30'), Vinicius Reche (41' e 89'), Cauê (60) e Tiago Bernardi (89') e cartão vermelho para Lameirão (87') e Vinicius Reche (89') Assistência: cerca de 2.000 espectadores

FONTE RECORD

LEÇA EMPATE É MAL MENOR


3ª Jornada da Serie B III divisão Nacional, Fase de manutenção
Local: Estádio do Leça Futebol Clube, Leça da Palmeira – Matosinhos
Árbitro: Luís silva ( AF Madeira) Árbitros auxiliares: Amândio Nóbrega, Fábio Pereira.
Tempo: tarde primaveril, com bastante sol.

As equipas alinharam:
LEÇA F.C. Festas, Magalhães, Tiago Madalena (cap), José Soares, João Pedro; Rui Ramos ( Domingos 61”), Moura ( Bi jinhao 78”)e Ricardinho; Sequeira, Ricardo Teixeira e Paiva ( Tiago Magano 61”). Treinador: Armindo Machado.

GD CANDAL: Castro, Passos ( Hugo Paiva 78”), Sidon, Tiago Gil, Pereira; João Reis, Zé Tiago, Jony; Bruno Costa ( Dani II 78”), Anssu e João Amaral ( Digas 60”). Treinador: Paulo Santos.
Cartão vermelho: Sidon (86”)
Ao intervalo: 0-1, Golos João Reis(45) Sequeira (67).


Jogo realizado, numa excelente tarde de sol, com pouco público a assistir, à mesma hora no Padrão da Légua realizava-se o Padroense vs Boavista e uma hora depois o Leixões vs Estoril no estádio do Mar. Jogo disputado com muita intensidade e com o equilibriu a ser anota dominante. Ricardo Teixeira, logo aos 3 minutos, consegue se isolar pela esquerda, e já dentro da área remata forte e colocado, proporcionando a 1ª de muitas defesas do guardião Castro. A equipa leceira com ligeira supremacia sobre o adversário, consegue nos primeiros 20 minutos, cinco pontapés de canto e uma oportunidade claríssima de golo. Aos 34 minutos e na sequência de um pontapé de canto, Rui Ramos atira à trave da baliza de Castro, quatro minutos depois (38), grande jogada de Paiva, pelo corredor direito, cruza e Sequeira de cabeça faz o guarda redes Castro brilhar com magnifica defesa. Ao minuto 45, quando as equipas se preparavam para irem para as cabines, o golo do Candal, marcado por João Reis, canto marcado do lado direito ao primeiro poste e o central a desviar de cabeça, sem marcação. Resultado ao intervalo, 0-1.

GOLO DE SEQUEIRA ESCASSO PARA TANTAS OPORTUNIDADES


Na etapa complementar, a equipa do Candal, tentou surpreender a equipa leceira, e logo aos 47 minutos, quase marca o segundo, mas João Pedro nega, tirando a bola em cima da linha de baliza, aos 53 minutos, Sequeira, em boa posição, remata fraco e à figura, depois de um cruzamento bem tirado por João Pedro. Na resposta a equipa do Candal, quase marca, mas Festas nega autenticamente o golo ao avançado forasteiro, que tinha tudo para o obter. A partir deste momento, só deu Leça, estrategicamente a equipa do Candal, começa a jogar em contra-ataque, esperando pela equipa leceira, que não se fez rogada e partiu em busca da igualdade, que viria a conseguir ao minuto 67, por Sequeira, depois de brilhantemente assistido por Ricardo Teixeira, aos 70”, 74” e 75 minutos a equipa da casa beneficiou de três livres laterais, do lado esquerdo, em que em todos não tirou proveito algum, aos 87 minutos, pede-se penalti na área do Candal, fica a duvida, bola na mão ou mão na bola. Já em período de descontos dados pelo árbitro, mais um livre lateral, marcado por João Pedro, e o capitão Madalena a cabecear por cima, dando a sensação de golo. Resultado final 1-1, que se aceita, mas a haver um vencedor, só poderia ser a equipa leceira.


ARMINDO MACHADO, técnico do Leça. “ Entramos em jogo com uma estratégia bem definida e bem delineada, que passava por explorar em ataques rápidos, com lançamentos para as costas da defesa do adversário e pelo lado esquerdo, sector mais fraco, no meu entender, da defesa do Candal. A minha equipa deveria ter vencido este jogo, pois criou várias oportunidades de marcar, destaco no entanto o nosso meio campo, com dois jovens de vinte anos, e pouco rodados, que aos poucos vão conseguindo assimilar a estratégia de jogo, em relação ao que falta disputar, temos consciência do que havemos de fazer, cada jogo é uma final que vamos disputar.

MAIS UM PASSO RUMO À III DIVISÃO

Será o tudo ou nada para o Valonguense. A equipa de Valongo precisa de somar pontos para fugir à descida ao segundo escalão da AF Porto, algo que já não acontece desde a época 1973/74 quando a equipa competiu na 2ª Divisão Distrital.
Dai para cá, o Valonguense tem alternado entre a Divisão de Honra e a 3ª Divisão Nacional, com uma curta passagem pela 2ª Divisão B nos anos 80. O Valonguense desloca-se a São Mamede de Infesta na 16ª posição, tendo somado até então 21 pontos, estando a 7 pontos de distancia do Vilarinho, 14º classificado e primeira equipa acima da linha de agua. É detentor do segundo pior ataque do campeonato com apenas 24 golos e com uma defesa que também não é das melhores pois já sofreu golos por 43 vezes. O Infesta precisa de somar mais quatro vitorias nas seis jornadas que faltam para alcançar a subida de divisão e o titulo de campeão distrital. Está perfeitamente ao alcance da equipa orientada por José Manuel Ribeiro conseguir o mais rápido possível esse objectivo depois das brilhantes exibições que efectuaram em casa com o Académico de Felgueiras e na passada jornada no terreno do Nogueirense. De destacar o regresso à baliza de Miguel Matos que cumpriu dois jogos de castigo. De relembrar que no jogo da primeira volta, o Infesta encontrou muitas dificuldade em Valongo. Entrou praticamente a perder com um golo de Mário logo aos 7 minutos e só nos últimos dez minutos do encontro é que o Infesta deu a volta ao marcador, com golos de Paulinho e Pedro Nuno, acabando por vencer por 1-2. O arbitro nomeado para este encontro foi a Sra Ana Aguiar que já arbitrou um jogo do Infesta esta temporada na deslocação ao reduto do Ataense onde o Infesta goleou por 0-4.

Blogue do Infesta

PADROENSE vs BOAVISTA COM POSSIVEIS CONVITES FALSOS.

AVISO– DETECTADA POSSIVEL FRAUDE EM CONVITES PARA O JOGO: PADROENSE F.C. x BOAVISTA F.C. Data: 2011-04-09 Foi detectada uma possível fraude de reprodução, não autorizada, de convites para o jogo PADROENSE F.C. X BOAVISTA F.C. Deste modo, e de forma preventiva, a Direcção do Padroense F.C. considerou ANULADOS TODOS OS CONVITES JÁ EMITIDOS, situação que será informada às autoridades policiais. Apenas serão considerados válidos, convites concebidos num formato especial e entregues no próprio dia do jogo pelos responsáveis das Relações Públicas do Padroense aos nossos convidados. Pedimos desculpa por qualquer incomodo causado.

A direcção do Padroense F.C.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC