terça-feira, 31 de janeiro de 2017

LIONEL DO BARCELONA B É REFORÇO DO LEIXÕES


Médio-ofensivo camaronês, de 21 anos, é produto da cantera blaugrana
O Leixões, da LigaPro, garantiu o empréstimo de Lionel Enguene, organizador de jogo, de 21 anos, que atualmente estava ao serviço do Lugo, da 2.ª divisão espanhola. O jogador chega por empréstimo até ao final da época e o clube de Matosinhos fica ainda com opção de compra.
Lionel é produto da cantera do Barcelona, tendo percorrido todos os escalões de formação e atuado ainda na equipa B. O camaronês chegou a ser capitão nos juvenis e destacou-se pela capacidade finalizadora, para além da criatividade e bom controlo de bola.
O africano chegou a La Masia, academia de futebol do Barcelona, em 2007, através da Fundação Samuel Eto'o, antiga estrela dos catalães.
Na época anterior, Lionel esteve nos turcos do Antalyaspor e, na presente época, estava no Lugo, onde vinha a ser pouco utilizado.

De saída da equipa leixonense estão Kikas e João Freitas, que foram, cedidos, respetivamente, ao Real Massamá e ao Gafanha, do campeonato nacional de seniores.

JN

DOMINGOS É DE LEÇA E É DO LEÇA


Domingos Miguel Soares Barros, 35 anos, treinador de futebol natural de Leça da Palmeira.
Pela primeira vez assumiu o comando técnico de uma equipa sénior de futebol e logo a sua equipa de coração.
Com 11 épocas de futebol sénior como jogador, 9 são de emblema do Leça ao peito

Mingos o Capitão, foi aposta do presidente António Pinho e logo deu para perceber que se tratava de uma aposta de risco, mas sobretudo uma aposta ganha.
Domingos tem-se dado bem com as novas funções de treinador e o 6º lugar da tabela na exigente e principal prova da AF Porto, são prova disso mesmo, para além de ser muito acarinhado pelos adeptos leceiros, consegue também a empatia dos adversários pela pessoa afável que demonstra ser. 
Domingos é um técnico jovem com uma vastíssima carreira para percorrer e que se espera de sucesso. 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

SUIÇO DESIQUILIBROU EM JOGO DE MUITOS GOLOS


1ª Divisão Serie 1 jornada 15
Complexo Desportivo Fernando Pedrosa – Rio Tinto
Árbitro Luís Rocha
AT RIO TINTO 4 OS LUSITANOS 3
Ao intervalo, 1-2, golos Sá Pereira (7 gp) Ricardo (35) Paulo (38), Marco (57), Paulo almeida (70) Ricky (75) Suiço (81)

ATLÉTICO RIO TINTO: Semanas, Crespo (Daniel 81), Fábio, Paulo Almeida, Teixeira (Pinho 80), Cigano (Miguel 81)Marco (Júlio 60),  Tiago (Suiço 60) Edu, Rosinhas e Ricardo. Treinador Canetas

OS LUSITANOS FCSC: Luis, Sérgio Teixeira, João Pereira (Alex 79), Sá Pereira, Paulo, Meneses (Valente 79), Berna (Oliveira 58),  Fabinho(Diogo Duarte 79), Pedro Oliveira (Piasca 58) Saldnah e Ricky. Treinador Jorge Teixeira
   
Entrada fulgurante da equipa de Matosinhos, com mais posse de bola e mais acutilância no ataque resultando por isso o primeiro golo logo aos 7 minutos por intermédio de Sá Pereira na marcação de uma grande penalidade. Os anfitriões só responderam com o golo do empate aos 35 minutos, mas Paulo avançado aurinegro, três minutos depois restabeleceu a vantagem dos visitantes.
Apos o reinício do jogo o Rio Tinto equilibrou mais o jogo fruto também das substituições efetuadas por Canetas técnico visitado e Marco e Paulo Almeida traduziram em golos a insistência da turma da casa (aqui claramente beneficiados por um trio de arbitragem que deixou passar alguns foras de jogo em beneficio dos visitados). Rick ainda estabeleceu a igualdade mas a 9 minutos do final do jogo, Suiço, outrora dos Lusitanos “traiu” os seus antigos companheiros com o golo que selou o resultado final.

Arbitragem não muito bem conseguida do senhor Luís Rocha com erros de apreciação que prejudicaram os Lusitanos 

FUTEBOL DE MATOSINHOS RESULTADOS E PRÓXIMA JORNADA


Resultados Futebol sénior de Matosinhos
JORNADA NEGRA PARA MATOSINHOS
Só mesmo Leixões e FC Perafita levaram a melhor sobre os seus adversários

RESULTADOS COMPLETOS

Ledman Liga Pro J 24
FC Porto B 1 Leixões SC 2
Divisão Elite J 21
Pedrouços AC 3 UD Lavrense 1
SC Rio Tinto 3 Leça FC 0
Padroense 0 Gondim Maia 2
Divisão de Honra J 16
Aparecida 4 Leça do Balio 1
Infesta 1 D. Sandinenses 1
Vila FC 0 Perafita 1
1ª Divisão serie 1 J 15
Arcozelo 3 Custóias FC 0
AT Rio Tinto 4 Os Lusitanos 3
2ª Divisão serie 1 J 15
GD Aldeia Nova 1 I Milheirós 2
Candal 3 Senhora Da Hora 2

PRÓXIMA JORNADA

Ledman Liga Pro J 25
Leixões SC X V. Guimarães B
Divisão Elite J 22
UD Lavrense X SC Rio Tinto
Leça FC X CD Candal
Ol. Douro X Padroense FC
Divisão de Honra J 17
DL Balio X Ermesinde 1936
FC Perafita X Leverense
Nun`Álvares X FC Infesta
1ª Divisão serie 1 J 16
AD Balasar X Custóias FC
FC Foz X Os Lusitanos
2ª Divisão serie 1 J 16
AC Milheirós X GD Aldeia Nova

SC Senhora da Hora X Ramaldense

GDAN SURPREENDIDO EM CASA FRENTE AO PENÚLTIMO


Jornada nº 15, do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Complexo desportivo do Aldeia Nova.
Surpresa no Aldeia Nova ou não, eis a questão.
Surpresa, seria a palavra mais utilizada para definir diversas situações, como o resultado, o abordar do jogo por parte do GDAN, a inexistência do coletivo da equipa do GDAN, mas Surpresa é e foi para quem não esteve presente a ver o jogo.
O jogo praticamente resume-se ao resultado, 1 para o GDAN e 2 para o Inter de Milheirós, 
GDAN que se apresentou em campo com a moral muito elevada, talvez demasiada elevada, afinal iria jogar um dos primeiros classificados contra o penúltimo da série, erro enorme cometido, simplesmente porque o Inter de Milheirós, que nada tinha a perder se apresentou a jogar o seu futebol normal, simples e aguerrido. Fator que com o decorrer dos minutos e em vantagem, começou a dar mais animo e força á equipa maiata, que conseguiu alcançar o seu objetivo.
 GDAN uma equipa irreconhecível, sem coletivismo, as ligações entre sectores não existiram e o futebol geralmente praticado pela equipa era uma miragem, longe da habitual realidade e capacidade da equipa, a derrota caseira e consequência descida na classificação é um castigo aplicável pela postura e desorientação demonstrada pela equipa.

Treinador GDAN: João Rosas
GDAN; Guilherme – Alex – Quintas – Sérgio – Xincas – Joca – J. Rosas -  D: Rosas – Zé Paulo – Simeão – Ema
Supl;  Vítor – Berna – J. Paulo – Gonçalo – Dani – Chico - Simão


Manuel Sá 

PREDROUÇOS INTERROMPE CICLO VITORIOSO LAVRENSE.


21ª Jornada da Divisão d´Elite
Estádio Municipal de Pedrouços – Maia
Árbitro, Nuno Lopes
Cartão vermelho, Brian (56) Kaká (56) e Miguelito (67)
PEDROUÇOS AC 3 UD LAVRENSE 1
Ao intervalo 2-1, golos Miguelito (18 e 53) Tiago Carvalho (29) e Andrade (39).

PEDROUÇOS AC: Moreira, Folha, Bessa, Turé e Diogo Batista, Brian, Flávio e Moedas (Kuka 85) Miguelito, João Luís (Bruninho 76), Andrade (Dani 85). Treinador Joca

LAVRENSE: Zé Pedro, João Magalhães, Palheira, Ramos (Kaká 46) e Abílio; Amílcar (JP 74), Couto (Carlitos 35), Wendel, Zé Campos, Tiago Carvalho e Cheta (Ferreira 60). Treinador Gaiteiro.

Um jogo intenso disputado entre duas excelentes equipas.
O jogo começou de forma natural e com as duas equipas a estudarem-se mutuamente. Os ataques foram-se sucedendo numa e noutra baliza com maior acutilância dos lavrenses, até que num lance de contra ataque, Miguelito entrou na área e mesmo com a oposição de Ramos defesa contrário, rematou de pé esquerdo, fazendo a bola entrar junto ao poste da baliza de Zé Pedro, inaugurando assim o marcador iam decorridos 18 minutos de jogo. A equipa Lavrense responde com o golo da igualdade dez minutos depois, na sequência de um livre Tiago Carvalho aproveita a desconcentração maiata e faz o golo do empate.
A equipa matosinhense, jogando em 4x4x2, logo a seguir ao golo sofrido, passa a jogar em 4x3x3 encaixando na turma de Joca que joga habitualmente em 4x3x3. Andrade antes de fechar o primeiro tempo dá vantagem à turma da casa após um livre marcado para a pequena área que Zé Pedro não conseguiu afastar da melhor forma, sobrando a mesma para o ponta de lança que em arco a colocou dentro da baliza. Neste lance regista-se os protestos da equipa Lavrense reclamando uma falta sobre o guarda-redes.
Do regresso do intervalo as equipas vêm com a mesma predisposição ofensiva e o Pedrouços aos 53 minutos faz o terceiro por Miguelito a concluir uma jogada de contra ataque conduzida por João Luís (Ex Lavrense)
Ao minuto 56 e depois de um lance confuso junto ao banco Lavrense Nuno Lopes árbitro da partida mostra cartão vermelho a Brian e Kaká que se envolveram no lance. 10 para cada lado e com o 3-1 no placard, o Lavrense teve de ir atrás do prejuízo jamais se dando como vencido. Jogo de parada e reposta, os lances de perigo foram-se sucedendo numa e outra baliza. Até que ao minuto 67 o Pedrouços volta a sair em contra ataque e Miguelito sofre falta de derrube por trás, mas responde tentando a agressão e Nuno Lopes prontamente marca a falta a favor dos da casa e expulsa o jogador maiato. A jogar em superioridade numérica os matosinhenses vão em busca do golo que lhe permitisse voltar à discussão do resultado, mas este nunca apareceu, apos várias tentativas inclusive guardião Moreira (Melhor guarda redes Futebol de Matosinhos em 2013/14) faz uma defesa portentosa negando autenticamente o golo à turma de Gaiteiro.
Parabéns às duas equipas que protagonizaram um excelente espectáculo de futebol arbitrado por Nuno Lopes 
Próximo jogo Lavrense X SC Rio Tinto

LEÇA TRAÍDO POR FALTA DE EFICÁCIA


21ª Jornada da Divisão d´Elite
Estádio cidade de Rio Tinto.
Árbitro Fábio Melo
S C RIO TINTO 3 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 1-0 golos, Ricardinho (20), Bruno Teixeira (53 e 81)

SC RIO TINTO: Ivo, Rui, Jorge Pereira, Boni, Macieira; Andrezinho, Careca e Carlos Sousa, Maga (Paulo 73), Ricardinho (Carminé 73) Bruno Teixeira (Simão 83). Treinador Manuel Pinheiro

LEÇA FC: Diogo, Rocha, Noura (Álvaro 54), Bruno Freitas, Paulo Lopes, Jair, Marcos Silva, Miguel (Areias 54) Joel (Jota 83), David (Borges 83) e Pedras.

A equipa do Leça deslocou-se ao reduto do 2º classificado, perdeu é certo mas foi traída pela falta de eficácia dos seus jogadores na hora de alvejar a baliza contrária.
De facto o resultado final em nada traduz o que se passou em Rio Tinto. Jogo muito equilibrado com jogadas de bom recorte técnico de envolvimento ofensivo, pertenceu ao Leça vários lances de perigo, sem contudo desfeitear Ivo, tendo mesmo desperdiçado uma grande penalidade pelo capitão Pedras (falta sofrida por si) quando o resultado estava em 1-0 e praticamente na resposta sofre o 2-0 um forte abalo na pretensões leceiras. A turma da casa, mais eficaz traduziu em números as oportunidades que criou.

Próximo confronto leceiro, Leça X Candal.

sábado, 28 de janeiro de 2017

LEIXÕES NO RUMO CERTO 3ª VITÓRIA CONSECUTIVA


24 JORNADA DA LEDMAN LIGA PRO
Estádio Dr.º Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia.
Árbitro: António Nobre (AF Leiria).
FC Porto B - Leixões: 1-2.
Ao intervalo: 0-1.Marcadores: Salvador, (28) Ismael, (60') Chiquinho, (83').

FC Porto B: Gudiño, Dalot, Verdasca, Jorge Fernandes, Inácio (Graça, 81'), Govea, Fede Varela, Graça, Kayembe (Rúben Macedo, 74'), Areias e Ismael (Galeno, 68').Treinador: António Folha.

Leixões: Assis, Jorge Silva, Wellington, André Teixeira, Lucas, Salvador, Chiquinho, Bruno Lamas (Bruno China, 74'), Ludovic (Shiao Wei, 81'), Fati (Fatai, 68') e Porcellis. Treinador: Daniel Kennedy.

O primeiro golo da partida foi apontado por Salvador, aos 28 minutos, com Ismael a igualar o resultado aos 60', mas o tento de Chiquinho, aos 81 minutos, fez o resultado final.
Com uma impressionante falange de apoio, o Leixões deslocou-se ao terreno dos 'bês' portistas para somar a sua terceira vitória consecutiva.
Os azuis e brancos até começaram bem e, aos seis minutos, viram um golo ser anulado devido a fora de jogo de Ismael, mas, a partir dos 20 minutos, o Leixões começou a tomar conta da partida e chegou mesmo ao golo. Aos 28 minutos, o médio Salvador recuperou a bola no meio campo adversário, furou a defesa, entrando na grande área, e rematou rasteiro e colocado, fora do alcance de Gudiño.
Dez minutos volvidos, o FC Porto B respondeu, com Kayembe a aproveitar uma desatenção da defesa e isolado Areias, que devolve ao belga para uma defesa apertada de Assis e, na recarga, Varela de baliza aberta atirou para fora.

Na segunda parte os portistas entraram decididos a mudar o rumo dos acontecimentos e, aos 60 minutos, Ismael repôs a igualdade no marcador, na conversão de um livre à entrada da área, tendo sido ajudado pelo desvio da barreira, que traiu o guarda-redes Assis. Cinco minutos mais tarde, também de livre direto, Fati colocou à prova a agilidade de Gudiño e permitiu a melhor defesa da tarde ao colombiano.  O golo final surgiu aos 83 minutos, numa jogada rápida de Porcellis que isolou Chiquinho, que no frente a frente com o guardião portista, não vacilou e atirou para o fundo das redes.

LUSA 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ZÉ CAMPOS ESPALHA MAGIA EM LAVRA

José Adelino Marinho Campos, Luso francês de 22 anos, é médio joga no Lavrense e é craque!

Um medio ofensivo que já fez o gosto ao pé por 12 vezes neste campeonato exigente como é a divisão d´elite e 1 golo na taça AF Porto.

A época passada já o seu futebol saltou à vista de todos os que acompanham o futebol de Matosinhos e do Lavrense em particular, tendo sido inclusive nomeado para Revelação do futebol de Matosinhos, este ano como era espectável ZÉ CAMPOS está a fazer uma época de sonho a época da confirmação de um expoente máximo do futebol de Matosinhos.

É um regalo para a vistas de qualquer apreciador de bom futebol, Zé Campos transmite confiança ao grupo, impõe ritimo e dinâmicas de jogo e está revelar-se um finalizador nato, ora em slalon, ora de cabeça ou de bola parada o luso francês é mortífero. 

RESULTADOS E PROXIMA JORNADA


RESULTADOS
Leixões 4 Cova da Piedade 0
Lavrense 2 Valadares 1
Canelas 3 Padroense 0 (falta de comparência da turma de Matosinhos)
Infesta 3 Perafita 0
Leça do Balio 1 Avintes 1
Custóias 3 Sporting S Vítor 0
OS Lusitanos 2 Bougadense 1
Desportivo Portugal 1 GD Aldeia Nova 2
Senhora da Hora 3 S. Félix da Marinha 0

PROXIMA JORNADA
Ledman Liga Pro J 24
FC Porto B X Leixões SC
Divisão Elite J 21
Pedrouços AC X UD Lavrense
SC Rio Tinto X Leça FC
Padroense X Gondim Maia
Divisão de Honra J 16
Aparecida X Leça do Balio
Infesta X D. Sandinenses
Vila FC X Perafita
1ª Divisão serie 1 J 15
Arcozelo X Custóias FC
AT Rio Tinto X Os Lusitanos
2ª Divisão serie 1 J 15
GD Aldeia Nova X I Milheirós
Candal X Senhora Da Hora

BALIO EMPATA EM CASA EMPRESTADA


Divisão de Honra Jornada 15
Estádio Municipal de Pedras Rubras - Maia
Árbitro: Carlos Silva
Cartão vermelho a Viana (60)
LEÇA DO BALIO 1 AVINTES 1
Ao intervalo, 1-1 golos avelino (16) Hugo Ferreira (37)

LEÇA DO BALIO: Miguel Mota, Pedro Gomes, Pedro Cardigos, Tiago, Hélder, Platini (Ricardo 69), Malta (lago 58) Carlos Diogo, Davi, Hugo Ferreira e Miguel Grade. Treinador Manuel Gonçalves.

AVINTES: Humberto, Bruno, Rooney (Hugo 88), Paulo Freixo, Viana, Vitinha (Alex 88), Avelino e Tita (Silva 70), Oliveira, Renato e Gomes. Treinador Paulo Alexandre.

Apesar de jogar em casa emprestada (recordo que o complexo Desportivo de Leça do Balio, está a ser colocado novo relvado sintético), os Balienses entraram melhor no jogo, mas os forasteiros através de Avelino abriram o marcador à passagem do minuto 16. Com melhor futebol praticado e após uma excelente jogada colectiva dos balienses, Hugo Ferreira (ele que não foi feliz no Padroense), concluiu da melhor forma fazendo o empate. 
No segundo tempo e depois da expulsão do médio Viana (jogador matosinhense), o Balio tomou conta do jogo e acercou-se com perigo da baliza à guarda de Humberto (outro Matosinhense), mas o resultado trazido do primeiro tempo não sofreria alteração.

LAVRENSE VENCE À BOMBA!


Divisão D´Elite Jornada 20
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro: Edgar Batista
Ao intervalo, 0-0, golos Tiago Carvalho (50) Johny (62 gp) e Zé Campos (90+2)

UD LAVRENSE: Zé Pedro, Abílio, João Magalhães, Ramos e JP (Carlitos 46), Amílcar, Wendel, Couto (Kaká 46), Zé Campos, Tiago Carvalho e Cheta (Mesquita 78). Treinador António Gaiteiro

VALADARES: Armando, Fábio, Carlos Pinto, Johny, Bruninho (Daniel 85), Vítor Lobo, Emerson, Paulo Campos (Fábio Rola 65), Borges, Ricardinho (Pedrinho 55) George Treinador Jorge Silva.

Num jogo em que o primeiro tempo o equilíbrio como nota dominante. Pertenceu a turma da casa a melhor chance para marcar, Wendel dispôs de excelente oportunidade para dar vantagem a turma de Lavra, mas Armando defende com os pés, antes do intervalo, Tiago Carvalho cruza ao segundo poste, mas Cheta atira por cima.

No segundo tempo e com as alterações efectuadas por Gaiteiro no onze da casa, o Lavrense entrou de gás topado e 5 minutos depois do reinício, chega a vantagem através de um golo do capitão Tiago Carvalho. Responderam os forasteiros através de uma grande penalidade muito discutida, convertida por Johny. A equipa Lavrense que foi a que mais demostrou querer vencer a partida, viu o seu esforço premiado ao cair do pano quando o médio Zé Campos de livre faz o segundo, uma bomba descaída do lado esquerdo, golo muito festejado em Lavra, consumando assim o 6º jogo consecutivo vitorioso (pelo meio um empate no Varzim B) da turma de Gaiteiro.

Foto Domingos Lobo 

domingo, 22 de janeiro de 2017

GDAN VENCE FORA O DESP. PORTUGAL


GDAN passa em Rui Navega
Jornada nº 14, início da 2ª volta do campeonato da 2ª divisão serie 1 da AFPorto. Campo Rui Navega – Campanhã “Porto”.
DESPORTIVO PORTUGAL 1 GDAN 2

GDAN; Guilherme, Alex, Braga, Sérgio, Xincas, J Paulo, J. Rosas , D. Rosas, Quintas, Simeão,  Ema.
Supl. Vitor, Berga, Zé Paulo, Joca, Dani, Chico, Simão Treinador João Rosas

GDAN apresentou-se no Rui Navega (campo com características impróprias para a pratica de futebol) a jogar uma cartada importante mas não decisiva em termos classificativos, como em termos morais. Vindo de uma derrota, mister Rosas alterou e apresentou um 11 algo diferente do habitual, com diversas mexidas, escalonou o 11 ideal para lidar, não só com o adversário mas principalmente para superar as características do terreno de jogo, a verdade seja dita, decisão acertada que culminou com uma vitória em campo extremamente difícil para os visitantes.
O jogo, como era de esperar, derivado ás características do campo, era e teria que ser jogado com muita raça e luta. Com a bola praticamente a rodar permanentemente as duas balizas era fácil de deduzir que os maiores intervenientes do jogo seriam os guarda redes e nesse especto Guilherme do GDAN foi enorme, com algumas defesas espetaculares que motivou e deu confiança á restante equipa que atuando em bloco ia cumprindo o seu objetivo.

A 2ª parte começou praticamente com o mesmo ritmo de jogo até que ao minuto 52, Quintas a aproveitar um cruzamento do lado esquerdo com belo golpe de cabeça inaugura o marcador para o GDAN, o ritmo de jogo sobe de tom e a procura de golo tornou-se uma obsessão para ambas as equipas, sabendo da perigosidade do resultado, mister Rosas refresca por completo a linha avançada com a entrada de Zé Pedro, Joca e Chico, evitando assim qualquer tentativa de subida generalizada da equipa adversária.

Ao minuto 67, após confusão na área do GDAN o árbitro assinala e bem, penalti, convertendo o mesmo o D. Portugal restabelece a igualdade. Ao minuto 87 Após diversas tentativas de golo por parte das 2 equipas, ora por negligência dos avançados, ora por excelentes defesas dos guardas redes o empate iria-se manter até ao minuto 87. Em jogada individual Zé Paulo arranca pelo ala esquerda, aguenta o confronto direto dos adversários, vai á linha e assiste Joca que faz os 2 a 1 para o GDAN. Resultado final 2 para o GDAN 1 para o D. Portugal. Minutos finais seriam jogados sempre com a incerteza do resultado, resultado final a premiar o coletivo do GDAN.

Manuel Sá

LEIXÕES SOMA SEGUNDO TRIUNFO CONSECUTIVO COM PORCELLIS A COMANDAR


23.ª jornada da Ledman Liga pro.
Estádio do Mar, em Matosinhos.
Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real).
Leixões 4 Cova da Piedade 0.
Ao intervalo: 1-0.Marcadores:Porcelis, (10 e 80)  Bruno Bernardo (46 pb) Chiquinho, (86).

Leixões: Assis, Jorge Silva, Wellington, Silvério, Lucas, Salvador, Chiquinho, Bruno Lamas (Abalo, 71), Ludovic, Fati (Rui Cardoso, 83) e Porcellis (Tino, 85). Treinador: Daniel Kenedy.

Cova da Piedade: Pedro Alves, Adilson (Rui Varela, 69), Danielson, Bruno Bernardo, Evaldo, Soares (Carvalhas, 82), Robson (Dieguinho, 46), Silas, Siaka Bamba, Irobiso e Ricardo Barros. Treinador: Sérgio Bóris.

Porcelis abriu o marcador para os locais com o quarto golo no espaço de uma semana, Bruno Bernardo ampliou para os locais, marcando na própria baliza, acabando Porcelis por bisar antes de Chiquinho, de cabeça, fixar o marcador.
Com Porcelis em foco, contando cinco golos em três jogos, o Leixões adiantou-se no marcador aos 10 minutos, com o brasileiro, de cabeça, a marcar após pontapé de canto de Bruno Lamas. O Cova da Piedade reclamou falta sobre o guarda-redes Paulo Alves. A baliza visitante só viria a estar novamente sob ameaça em cima da meia hora, quando, após um contra-ataque, Fati teve espaço na área e atirou em arco e cruzado, saindo a bola junto ao poste direito.

Do intervalo, o Cova da Piedade surgiu com mais uma unidade de ataque, Dieguinho, mas, quando Bruno Bernardo, no primeiro lance do recomeço, fez autogolo, tudo se complicou mais. Fati voltou a ter espaço na área e fez um cruzamento rasteiro que o defesa, na ânsia de cortar, encaminhou para as suas redes, enganando Pedro Alves.

Sem que a equipa visitante conseguisse, sequer, incomodar Assis, o Leixões atingiu o 3-0, quando Salvador assistiu Fati perto da área, com este a desmarcar Porcellis (80) na área para uma finalização que saiu por entre as pernas do guarda-redes. O golo final chegou numa jogada de insistência dos locais com a bola a sobrar para Chiquinho (86) que fez o desvio de cabeça sobre o guardião visitante.

Foto Duarte Rodrigues

INFESTA VENCE DÉRBI SEM APELO NEM AGRAVO!


Divisão De Honra jornada 15
Parque de Jogos Manuel Ramos – Arroteia – S M Infesta
Árbitro Rui Sousa
Ao intervalo 1-0 golos Mário (36) João Rodrigues (69) e André Ribeiro (72).

FC INFESTA: Miuel.  Sousa (Semedo 80) , André Ribeiro, Teixeira e Estrela (André Fernandes 75) , Lúcio, Mário e Ruca. João Rodrigues (Neto 80) Paiva e Braga (Soares 21). Treinador Jorginho

FC PERAFITA: Monteiro, Pelé, Fradinho, Zé Augusto e Rui Barros (Nanel 49). Queimado, Morgado e Marco Fafiães, Barbosa (Noueira 86), Chico e Postiga (Zuca 49). Treinador Paulo Gentil.

Dérbi de Matosinhos bem disputado que teve um vencedor justo.
As equipas entram algo receosas e sem nenhuma delas a chamar a si o comando do jogo, que teve um primeiro tempo muito jogado sobre o meio campo do terreno. O perigo andava longe das áreas até que o minuto 18 Braga penteia o esférico na sequencia de um pontapé de canto com este a passar muito perto da baliza de Monteiro. Mas foi o minuto 36 que os homens da casa chegaram ao golo, através de Mário que finaliza com classe uma excelente triangulação da turma infestista. Este golo espevitou ambos os ataques e Mário e Sousa estiveram perto de aumentar a vantagem, do outro lado Chico também ameaçou a baliza de Miguel.


 No segundo tempo, a supremacia dos comandados de Jorginho veio ao de cima e foi com naturalidade que aumentaram o score, primeiro por João Rodrigues (O Carteiro) que finaliza com um remate em arco que não deu hipóteses a Monteiro, depois o capitão André Ribeiro (o Melhor jogador de Matosinhos na época passada) de cabeça selou os três pontos, justos para a turma do infesta. Até ao fim o perafita bem tentou amenizar “os estragos” mas os infestistas muito bem orientados controlaram a seu belo prazer sendo portadores da bola. 

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

FIM DO SONHO…


QUARTOS DE FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL
Jogo no Estádio da Luz, em Lisboa
Árbitro: Gonçalo Martins (Vila Real).
SL BENFICA 6 LEIXÕES SC 2
Ao intervalo, 3-1, Golos: Pizzi (21'), André Almeida (31'), Jonas (39'), Mitroglou (59' gp, 71' e 90+1'; Porcellis (44' e 67)

BENFICA: Júlio César; Nélson Semedo, Jardel (cap), Lisandro e André Almeida; Carrillo, Samaris (Danilo, 76′), Pizzi (André Horta, 46′) e Zivkovic; Jonas (Gonçalo Guedes, 70′) e Mitroglou. Treinador: Rui Vitória

LEIXÕES: Assis; André Teixeira, Wellington, Silvério e Belly; Salvador (Chiquinho, 46′), Bruno China (cap) e Bruno Lamas; Fati (Ludovic, 77′), Fatai (Shihao, 62′), Porcellis. Treinador: Daniel Kenedy

Ponto final no sonho de regressar ao Jamor. O Leixões foi eliminado da Taça de Portugal ao perder com o Benfica, por 2-6, no Estádio da Luz, nos quartos-de-final da prova.
Ciente de que tinha pela frente uma tarefa quase ciclópica, o Leixões optou por jogar sem tácticas ultra-defensivas e tentar proporcionar um bom espectáculo, em especial aos quase 800 adeptos que acompanharam a equipa até Lisboa. A melhor massa adepta do mundo fez-se ouvir durante muitos períodos do encontro e nunca deixou de apoiar os jogadores, mesmo quando o resultado começou a ganhar volume.
 O Benfica marcou relativamente cedo, chegou mesmo ao 3-0 e resolveu a questão, mas Porcellis encurtou distâncias em cima do intervalo - a passe de Fatai - e animou o Leixões para o segundo tempo.
O brasileiro recém-chegado confirmou estar de pé quente com o segundo golo - terceiro em dois jogos!-, desta vez a concluir uma assistência de Fati, numa altura em que Mitroglou já tinha concretizado o primeiro de três remates certeiros que haveria de conseguir na partida. Porcellis também teve hipótese de fazer um hat-trick, o que seria notável e raro no Estádio da Luz para um jogador visitante, mas não chegou a um centro de Wei e a ocasião gorou-se.
 Poderia ainda falar-se de alguns lances discutíveis, como um fora-de-jogo muito mal tirado a Belly que ficaria isolado, num possível penalti de Samaris sobre Porcellis (36') ou num amarelo que deveria ter sido vermelho para Jonas por uma palmada em Wellington, mas quando se perde por 6-2 fica difícil contestar o que quer que seja - isto sem colocar em causa a superioridade do Benfica ao longo dos 90 minutos.
 Em resumo, apesar do desnível do resultado com que se despediu da Taça, o Leixões e todos os leixonenses devem estar orgulhosos da campanha que permitiu voltar a sonhar com uma ida ao Jamor.

Conferência de imprensa

Daniel Kenedy (tr. Leixões) - Não viemos jogar à defesa e marcar dois golos no estádio da Luz é positivo. Tenho de dar os meus parabéns aos meus jogadores e também à nossa maravilhosa massa associativa, que, num dia de semana, esteve aqui em peso a apoiar a equipa. Sabia que a nossa tarefa da difícil, mas, apesar do resultado, saímos daqui de cabeça erguida pela atitude de disputar o jogo olhos nos olhos com o Benfica, que tem individualidades capazes de decidir um jogo, como se viu hoje. Importante agora é o Campeonato e o jogo de domingo com o Cova da Piedade, em que queremos conquistar uma vitória. Jogamos em casa e com o apoio dos nossos adeptos, vamos atingir o nosso objetivo.


Rui Vitória (tr. Benfica) - Triunfo justo e claro da minha equipa. O Leixões jogou futebol aberto, procurou fazer golos e conseguiu marcar dois com muito mérito. No entanto, realço os seis que apontámos. Queremos ganhar esta competição, tal como as outras em que estamos envolvidos.

leixoessc.pt

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

MÁRIO HEITOR TERMINA LIGAÇÃO COM O GOMDIM-MAIA

Mário Heitor, treinador que guindou o Desportivo Leça do Balio ao patamar que se encontra, sendo também portador do titulo de Melhor Treinado do Futebol de Matosinhos (eleito pelos leitores do blog Mitchfoot), não foi feliz nesta sua passagem pela Divisão D´Elite ao serviço do Gondim Maia. Mário Heitor deixa o comando técnico, apos a derrota em casa do Candal por 3-1, adversário direto pela luta da manutenção, e com a equipa postada no penúltimo lugar da tabela (13º com 12 pontos em 19 jogos)
MÁRIO HEITOR
“Hoje chega ao fim a minha ligação ao Gondim da Maia.
Quero agradecer ao Sr. Delfim e ao presidente Mario Freitas a oportunidade. São excelentes pessoas e que fazem tudo pelo clube. Fica a amizade!
Quero também agradecer aos meus jogadores e tenho a certeza que vão dar a volta por cima.
Obrigado ao Nuno Ferreira, companheiro de todas as Guerras e batalhas, ao Pedro Bessa e ao Ângelo que em tudo me ajudaram e também ao Ricardo o nosso Fisioterapeuta.
Dp de 3 épocas de Grande sucesso, passo por este momento menos bom mas de Grande aprendizagem.
Saio mais forte do que nunca!!!

Até breve...”

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

FLÁVIO DEFESA CENTRAL DE ELEIÇÃO

Flávio Jorge Leite Carvalho Oliveira, de 26 anos, defesa central e capitão da equipa do Custóias, com formação futebolista dividida entre SC Senhora da Hora e Padroense FC, como sénior já vestiu a camisola do Padroense FC, Leça do Balio, Castelo da Maia e encontra-se há cinco épocas consecutivas no Custóias FC, sendo um dos jogadores mais utilizados por Mário Rui, mas foi pela mão de Pedro Fonseca que chegou ao clube custóiense.

Com 1, 83 de altura e uma elegância e postura a condizer, fazem deste jogador um defesa central de eleição, que merece sem dúvida uma oportunidade em divisões superiores.


Mitchfoot sabe que Flávio é um jogador que tem o seu nome na agenda de vário treinadores e clubes, que numa breve oportunidade encetaram contactos no sentido de adquirir os seus serviços 

Resultados e próxima jornada do futebol sénior Matosinhos


RESULTADOS COMPLETOS

LEDMAN LIGAPRO J 22
FAMALICÃO 0 LEIXÕES 2

DIVISÃO D´ELITE SERIE 1 J 19
LAVRENSE 5 LEÇA 1
PADROENSE 1 SERZEDO 0

DIVISÃO DE HONRA J 14
PERAFITA 4 NOGUEIRENSE 1
VILA CAIZ 0 FC INFESTA 3
FOLGOS DA MAIA 0 LEÇA DO BALIO 1

1ª DIVISÃO SERIE 1 J 13
OS LUSITANOS 1 CD TORRÃO 0
PEDROSO 2 CUSTÓIAS FC 0

2ª DIVISÃO SERIE 1 J 13
SENHORA DA HORA 3 ALDEIA NOVA 1

PRÓXIMA JORNADA

LEDMAN LIGAPRO J 23
LEIXÕES X COVA DA PIEDADE

DIVISÃO D´ELITE SERIE 1 J 20
LEÇA X PEDROUÇOS AC
CANELAS X PADROENSE
LAVRENSE X VALADADRES

DIVISÃO DE HONRA J 15
INFESTA X PERAFITA
LEÇA DO BALIO X AVINTES

1ª DIVISÃO SERIE 1 J 14
OS LUSITANOS X BOUGADENSE
CUSTÓIAS FC X SPORTING S VÍTOR

2ª DIVISÃO SERIE 1 J 14
SENHORA DA HORA X SÃO FÉLIX DA MARINHA

DESPORTIVO PORTUGAL X ALDEIA NOVA 

CUSTÓIAS PERDE E DESCE PARA O 5º POSTO


1ª Divisão serie 1 AF Porto jornada 13
Complexo Desportivo de Pedroso
Árbitro. Paulo Moreira
FC PEDROSO 2 CUSTÓIAS FC 0
Ao intervalo, 2-0 golos Bruninho (4) Quim Zé (23)

PEDROSO: Nuno, Cláudio, Pedro Henriques, Júlio, Bruninho (Gonçalves 90) Neves, Isidro, Hugo, Quim Zé (Peito 90), Joel (Fábio 90) André Rocha (Nuno Rocha 75). Treinador Manuel António.

CUSTÓIAS: Tiago Moniz, Santa Cruz, Bruno Cruz, Flávio Oliveira, Costa, Tata, Diogo, Ruizinho, Nuno (Vilaça 32), Ivo e David. Treinador Mário Rui.

Jogo entre equipa que ocupam o pódio, a vitoria sorriu ao Pedroso, fruto de golos madrugadores, 4e 23 minutos já a equipa da casa sentenciava o jogo. Bruninho em jogada individual, abriu as hostes com remate certeiro, depois foi avez de Quim Zé fazer o segundo. Apesar da boa réplica dada pelos custóienses, chegou até a comandar o desafio, tentando inverter o resultado, mas não viria a conseguir os seus intentos e o resultado não se alterou.
Próxima Jornada os custóiense recebem no seu reduto a equipa do Sporting S. Vítor.

INFESTA VENCE E MORDE OS CALCANHARES AO PÓDIO


Parque de jogos de Vila Caiz- Amarante
Árbitro Bruno Costa
VILA CAIZ 0 INFESTA 3
Ao intervalo, 0-2, golos Ruca (18) Paiva (44 e 75)

VILA CAIZ: Alex, Márcio (Vítor Hugo 45), Diogo, Nando, Henrique (Pimenta 64), Coelho (Coentrão 45), Andrézinho (Rica 70), João Pereira (Cristiano 45), Jota (Bessa 61). Treinador Eduardo Paixão

FC INFESTA: Miguel, Sousa, André Ribeiro, Teixeira, Estrela (André Fernandes 86), Ruca (Neto 76), Mário, Paiva, Varela, Braga (Teka 76) e Semedo. Treinador Jorginho.

O Infesta apresentou-se em Vila Caiz com muitas ausências devido a lesões e a castigos de jogadores importantes e também do seu treinador que viu a partida da bancada.
Num dia de sol e no bonito relvado sintético de Vila Caiz, o Infesta teve o domínio total do encontro desde o primeiro minuto. À passagem do quarto de hora, numa boa jogada individual de Braga, Rui Ferreira à meia volta, inaugura o marcador. À passagem da meia hora, Paiva aparece isolado e na cara do guarda-redes, faz o segundo golo da partida. O Vila Caiz, não conseguia reagir e o Infesta ainda antes do intervalo, teve três excelentes oportunidades de aumentar a vantagem, Braga atira à barra, Paiva acerta com a bola no poste e num remate de fora da área, é Estrela que envia a bola com estrondo, também à barra. O resultado ao intervalo, pecava por escasso.

Na segunda parte o Infesta continuou a mandar no jogo, Rui Ferreira isolado pela direita, atira para boa defesa do guardião da casa. O Vila Caiz reagiu nos primeiros dez minutos mas sem criar perigo para a baliza de Miguel. Aos 70 minutos, excelente jogada individual de Varela que isola Paiva e este, com toda a naturalidade, bisa no encontro e coloca o resultado em 0-3. Até ao fim do jogo, o Infesta continuou a ser bastante perdulário onde Braga, Varela, Semedo, Neto isolado e Teca, com soberanas oportunidades de golo, não conseguiram dilatar a vantagem.
Resultado é justo e não sofre contestação. Com esta vitoria o Infesta passa a somar 24 pontos e entra nos quatro primeiros da zona de acesso a disputar a subida de divisão, mantendo os oito pontos de atraso para o agora único líder do campeonato, o Ermesinde. Na próxima jornada, o Infesta recebe o vizinho Perafita.

Foto Carla Ferreira 

PERAFITA EM ALTA, DE VIRADA VENCE OS MAIATOS


Divisão de Honra AF Porto Jornada 14
Estádio do FC Perafita
Árbitro Miguel Fonseca
Cartão vermelho Vasconcelos (55)
PERAFITA 4 NOGUEIRENSE 1
Ao intervalo, 0-1, Golos Dudo (35 gp) Fradinho (48) Postiga (56 gp), Marco Fafiães (65) Manel (77)

PERAFITA: Bruno Monteiro, Pelé, Fradinho, Zé Augusto, Rui Barros (João Paulo 46), Morgado, Barbosa (Manel 68),  Marco Fafiães, Postiga, Queimado e Chico. Treinador Paulo Gentil

NOGUEIRENSE: Vasconcelos, Pedrão, Toni (Miro 56), Vingança, Thiago Jesus (Fabinho 46), Zé Tó, Dudo, Mateus (Peixoto 69), Vitó (Rui Abreu 69) César (Gil 46) e Migas 

A equipa do Perafita vem confirmando o bom momento que atravessa e a consequente subida na tabela classificativa.
Desta feita os perafitenses receberam o conjunto do Nogueirense enão fizeram por menos impondo uma goleada aos maiatos. Num jogo que até estiveram a perder através de uma grande penalidade cometida por Fradinho, que Dudo não desperdiçou aos 35 minutos.

No segundo tempo os perafitense com uma exibição de muita raça e querer, deram a volta ao resultado. Fradinho a redimir-se do penalti cometido, empatou o jogo aos 48 minutos dando a mote para a reviravolta. Depois Postiga não enjeitou a grande penalidade a favor dos perafitense e consequente expulsão do guarda redes Vasconcelos e colocou a sua equipa em vantagem pela primeira vez. Seguiu-se a confirmação do bom momento perafitense, Marco Fafiães fez o o terceiro e Manel fez o quarto aos 77 minutos pondo final no resultado que premeia a grande exibição do Perafita no segundo tempo.
Próxima jornada os Perfitenses deslocam-se ao infesta para disputar mais dérbi Matosinhense.

LEÇA DO BALIO REDIMIU-SE DO PERCALÇO DA JORNADA ANTERIOR


Divisão de Honra jornada 14 A F Porto
Complexo Desportivo de Folgosa – Maia
Árbitro: Miguel Barbosa
FOLGOSA 0 LEÇA DO BALIO 1
Ao intervalo 0-0, golo, Guedes (85).

FOLGOSA: Luís, Azevedo, Marco, Zé Pedro, Serginho (Guimarães 82), Joel, Pedro Costa, Dinis (Bruno Carneiro 77), Ribada (Rolando 77), Ricardo e Almeida. Treinador Pedro Pontes.

LEÇA DO BALIO: Pedro (Miguel Mota 46), Guedes, Pedro Cardigos, Tiago, Hélder, Platini, Malta, Carlos Diogo (Antunes 75), Jonas, Hugo (David 70) e Miguel Grade (Sousa 90). Treinador Manuel Gonçalves.

A equipa do Leça do Balio, deu uma resposta categórica diante o terceiro da Tabela à pesada derrota sofrida na jornada anterior, em casa emprestada (Perafita) frente ao Nun`Álvares (0-6).
Os balienses jogando no contra golpe e apostando na eficácia, estiveram muito perto de marcar ainda no primeiro tempo quando remataram ao poste da baliza do guarda redes anfitrião. Os maiatos também estiveram perto do golo, sobretudo no segundo tempo, mas foram os aurinegros a fazer o gosto ao pé, por Guedes que se revelaria a figura do encontro.
Na próxima jornada os Balienses recebem o Avintes.

MELHOR RESULTADO QUE A EXIBIÇÃO


Estádio do Padroense.
Árbitro Tiago Sá
Vermelhos a Alex (55) Maia (90+3)
PADROENSE 1 SERZEDO 0
Ao intervalo 0-0, golo, Medeiros (92+2 gp)

PADROENSE: Matos, João Pinto, Fábio, Meneses, Paulinho (Pereira 70), Taipa (Leo 87), Miranda, Alex, Medeiros, Ricardo (André 70), Mesquita. Treinador Augusto Mata.

SERZEDO: Clemente, Nunes, Gustavo, Maia, André (Chaves 58), Pedro, Costa, Pedro Silva, Luís, Sousa (Ruizinho 74) Juliano. Treinador Edgar Ramos.
 
Jogo paupérrimo, sem grandes motivos de interesse, no entanto teve um vencedor justo.
O Padroense a jogar com dez desde o minuto 55 por expulsão do médio Alex, fez justiça já ao cair do pano, aos 92+2, Medeiros não desperdiçou a grande penalidade e coloca o Padroense mais tranquilo no meio da tabela.

Próxima Jornada o Padroense não joga, em virtude do “caso” que engloba 12 clubes da serie 1 da divisão elite que se recusam a jogar frente ao Canelas, fazendo por isso falta de comparência.  

LAVRENSE IMPÕE GOLEADA DE MÃO CHEIA AO LEÇA


Divisão Elite Serie 1 Jornada 19
Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro Rui Fangueiro
UD LAVRENSE 5 LEÇA FC 1
Ao intervalo, 3-0, marcadores João Palheira (10, 71) Zé Campos (26), Amílcar (36), Pedras (66 gp), Tiago Carvalho (75).

LAVRENSE: Zé Pedro, João Magalhaes, João Palheira (Tuta 82), Ramos e Abilio; Amilcar, Wendel, e Couto (JP 67), Zé Campos (Mesquita 83),  Tiago Carvalho (Sousa 83) e Cheta (Carlitos 67). Treinador António Gaiteiro.

LEÇA: Diogo, Crista (João Castro 46), Noura, André Rocha, Paulo Lopes (Miguel 72), Marcos Silva (Jota 72), Jair, Pedras, David (Bruno Freitas 82), Joel (Gonçalo 82) e Tiago. Treinador Domingos Barros

Dérbi de Matosinhos da principal Divisão da AF Porto.
A equipa de Gaiteiro, recebeu e brindou a turma do Leça com uma goleada de mão cheia. Fazendo jus ao bom momento que os lavrenses atravessam e sob a batuta de Wendel e Zé Campos, a turma de Lavra foi manifestamente superior ao seu adversário, superioridade essa traduzida em golos através de João Palheira, Zé Campos e Amílcar. A turma de Gaiteiro apresentou-se com boa dinâmica e poderia mesmo marcar mais alguns golos, fruto da desinspiração de defensiva leceira

No segundo tempo as dinâmicas de jogo foram mais baixas, os Lavrenses optaram por controlar o jogo e permitiram que o capitão Pedras de grande penalidade reduzisse para os visitantes. A Turma da casa, volta à carga de novo e acelerando o jogo, chega de novo aos golos, primeiro por João Palheira que bisa no encontro e depois pelo inevitável Tiago Carvalho.
Com esta vitória a Turma de Gaiteiro encosta-se na tabela à equipa do Leça, com o mesmo numero de pontos (26).
Proximos confrontos: Os Lavrenses recebem no seu reduto o candidato Valadares e os Leceiros recebem em Leça da Palmeira o Pedrouços AC.

domingo, 15 de janeiro de 2017

EXPERIENTE GAITEIRO EM ESTADO DE GRAÇA NO CONJUNTO LAVRENSE


Gaiteiro em grande desde que assumiu o comando técnico da Equipa Lavrense.
Pegando na equipa à 10ª Jornada, substituindo Leandro Cunha, Gaiteiro transformou o futebol Lavrense mais atrativo e eficaz, revelando-se imbatível no seu reduto e uma equipa muito forte e personalizada fora de portas.
Com praticamente os mesmos jogadores (entraram Cheta, e recentemente Carlitos), a turma de Gaiteiro tem galgado lugares na tabela classificativa, subindo do 12º até ao 6º posto, sendo no momento a equipa mais bem classificada do concelho de Matosinhos (com os mesmos pontos do Leça mas com melhor goloaverage). Afastando de pronto a possibilidade de descida e mordendo os calcanhares aos lugares do pódio.

Mister qual é o segredo ou formula de com poucos recursos conseguir fazer uma equipa muito competitiva?
Não existem segredos nem formulas, existe sim muito trabalho e uma forte ambição e um acreditar permanente nas nossas potencialidades. Posso te dizer que não sou mágico, mas quem me conhece sabe bem do que falo…para mim os melhores jogadores são os meus e tento de alguma forma fazer-lhes acreditar nisso, exigindo-lhes muita dedicação e concentração no trabalho.
Mister pelo percurso alcançado até ao momento demonstra bem que era conhecedor da equipa e dos jogadores que compõem o plantel, no entanto teve de fazer alguns reajustes, com esta embalagem até onde pode ir a UD Lavrense?

Como sabes, enquanto estive fora das quatro linhas fui sempre observador de jogos e fui também tirando algumas anotações que me suportariam num futuro convite. É bom dizer que do plantel Lavrense, saíram 4 jogadores e entraram 2, encurtamos o plantel de uma forma que não esperava-mos… e tivemos que nos adaptar a realidade do plantel, não inventando, procurando sempre os interesses do colectivo. O Lavrense vai até onde nos deixarem ir, somos ambiciosos, mas temos os pés bem assentes no chão. Jogo a Jogo, com os olhos postos na melhor classificação possivel, até porque este campeonato é muito competitivo e pautasse pelo equilíbrio.  

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC