RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

domingo, 11 de dezembro de 2011

ALDEIA NOVA VENCE PELA SEGUNDA VEZ

Campeonato Distrital 2.ª Divisão Série 01 – 14.ª Jornada.
Complexo Municipal de Leça da Palmeira – Leça da Palmeira
Árbitro: Cândido Bessa
Resultado ao intervalo: 1 – 0
Resultado Final: 1 – 0 Marcador: Gouveia aos (9)

G. D. Aldeia Nova.:Vilaça, Pinto, Igor, Filipe, Ivo (Ivo), Daniel (Daniel), Hélder, Gouveia, Natal, Noronha e Barros (cap)(Rocha).Treinador: Luís Magalhães

Atl. Vilar: Martins, Maia, Ramos (cap), Vítor Silva, Rui Azevedo, José Silva (Fresteiro), Barbosa, Mota (Salgado), Esteves, Soares (Espinha) e Marcelo Silva. Treinador, Jorge Polido

O Aldeia Nova entrou no jogo a ganhar logo nos primeiros minutos. Decorria o minuto nove, quando surge um canto marcado por Daniel, que cruza para a zona da marca de penalty, onde Gouveia aparece a cabecear para golo. O jogo começa a ser mais disputado a meio campo e ambas as equipas vão chegando às balizas com alguns remates de longe, mas sem criarem perigo de maior. O Atlético só vai criar a sua grande oportunidade de golo por volta do minuto quarenta. Rápido contra-ataque, com Ivo a não conseguir aliviar bem a bola, onde Barbosa aparece isolado à frente de Vilaça, mas consegue bater este. Em cima do intervalo, Barros falha uma boa ocasião para aumentar o resultado. Cruzamento pelo lado esquerdo de Daniel para a entrada da área. Aparece Barros a rematar à figura de Martins. Este defende para a frente, com Barros a rematar de novo, mas a bola sai por cima da baliza. Logo de seguida, as equipas recolhem aos balneários, com o Aldeia Nova a ganhar por uma bola a zero

A segunda parte começa com uma ocasião de golo para o Atlético. Pinto faz falta sobre Barbosa. Na cobrança do livre, José Silva cruza para a área e Soares, sem marcação, cabeceia ao lado. O jogo começa a ser mais faltoso, resultado das equipas pensarem o jogo mais com o coração do que com a cabeça. Aos oitenta e cinco minutos, contra-ataque do Aldeia Nova, com Natal a endereçar a bola para Soares que, já dentro da área, sofre falta para grande-penalidade. O árbitro entende que é simulação e mostra amarelo a Soares. No minuto seguinte, Soares protesta com o árbitro e é expulso por acumulação de cartões amarelos. Pouco depois, jogo chega ao seu final, ganhando o Aldeia Nova por uma bola a zero.

Por José Cunha

CUSTÓIAS DE CLASSE PERDE COM LAMCE DUVIDOSO


DIVISÃO DE HONRA 14ª JORNADA
Estádio do Custóias FC
Árbitro Paulo Gomes Nunes
CUSTÓIAS 0 AC FELGUEIRAS 1

CUSTÓIAS: Meneses, Pessoa (Caramalho), Luízão, Nuno Ribeiro e Magalhães; João Dias, Renato e Eduardo (Paulo Lopes); David (Danny), Nuno Santos e Gandarela. Treinador Paulo Silva

CA FELGUEIRAS: David, Samuel, Maycon, Domingos, Filipe Carvalho (Jorge); Bakero, Raul, Fábio Freitas (Bruno Pereira); Jaime e Quinzinho. Treinador Ricardo Soares



A equipa do Custóias, recebia em sua casa, nada mais que o líder da competição,Clube Académico de Felgueiras. Uma partida que se aguardava com alguma expectativa, pois a equipa do Custóias que permanece no fundo da tabela, iria ter pela frente mais um obstáculo difícil de contornar, como se veio a verificar. A resposta custóiense foi muito digna, com um futebol aguerrido quanto baste, e com uma atitude que faz acreditar de que os pontos necessários para a manutenção, vão ser possíveis de alcançar. A equipa visitante teve de suar bastante para levar de vencido este jogo, pena foi que teve de contar com preciosa ajuda de um trio de arbitragem, que na dúvida sempre os beneficiou, ficando no ar muitas dúvidas no lance de grande penalidade, que resultaria no único golo do encontro, e uma expulsão perdoada a um defensor de Felgueiras a dez minutos do fim do encontro.



A primeira parte, decorreu com o equilibriu a ser a nota dominante, sem grandes lances de perigo, pertenceu à equipa da casa o primeiro lance que causou sensação de golo, David, combina bem com Nuno Santos e atira muito perto do poste do guarda-redes felgueirense. Aos 23 minutos de jogo, golo para os forasteiros, remate de fora da área, a apanhar Renato pela frente, a bola a embater no braço do jogador do Custóias (bola na mão? Mão na bola? Eis a dúvida), o Sr árbitro assinala a grande penalidade que Raul não desperdiçou, marcando um golo que valeu os três pontos. A equipa do Custóias respondeu muito positivamente, e só não chegou à igualdade por manifesta falta de sorte. Gandarela aos 29 minutos protagoniza grande oportunidade de golo, o avançado ganha na velocidade à defesa do Felgueiras, e apesar de tocado por trás por um defensor forasteiro (Árbitro deu lei da vantagem num lance de grande penalidade), consegue rematar com a bola a embater estrondosamente no corpo do guarda-redes, este lance valeria a expulsão do banco de suplentes do treinador Paulo Silva que parece exceder-se com os protestos. Até se ouvir o apito final da primeira metade, foi sempre a equipa da casa, que esteve por cima do jogo, sempre à procura do golo da igualdade, que diga-se com toda a justiça. Na estreia de Renato (ex Padroense), boa exibição a demonstrar que veio para ficar no onze, Dias o médio custóiense (ex sub 19 leixonense) esteve em destaque no meio campo, muito seguro a defender e excelente na manobra ofensiva custóiense.


A segunda metade, o cariz do jogo não se alterou, Custóias sempre por cima do jogo, aos 60 minutos, canto marcado à maneira curta e Gandarela assiste Luizão para o golo que esteve muito perto de acontecer. A equipa do Felgueiras, só queria mesmo segurar o golo de vantagem e só esporadicamente descia com algum perigo. Ao minuto 80 expulsão perdoada aos forasteiros por entrada violenta de Domingos sobre Gandarela, quando este já tinha passo por ele, aos 85 minutos, remate/cruzamento de Gandarela com a bola a embater no poste esquerdo da baliza de David. A equipa do AC Felgueiras, nos minutos finais, teve uma boa ocasião para aumentar a vantagem, com Filipe Carvalho a atirar ao poste, em lance de contra-golpe, com a equipa do Custóias toda balanceada no ataque (Luizão terminou a ponta de lança). Resultado injusto para as cores custóiense, que em momento algum foram inferiores ao seu adversário, chegando mesmo a comandar as operações.
De referir que a equipa do Custóias saiu do relvado de baixo de muitas palmas proveniente dos seu adeptos.


Arbitragem irregular, já lhes vimos fazer bastante melhor, em lance de dúvida favoreceu sempre os forasteiros, perdoou uma expulsão a Domingos e no lance do penalti, não vacilou, o mesmo não o fez no lance que valeu a expulsão do técnico Paulo Silva

RESULTADOS

LEIXÕES 2 TROFENSE 3

OL. DO BAIRRO 1 PADROENSE 2

VILA REAL 3 LEÇA 1

INFESTA 0 CESARENSE 1

CUSTÓIAS 0 AC FELGUEIRAS 1

ALINÇA GANDRA 0 PERAFITA 0

CAÍDE REI 1 LAVRENSE 1

AVINTES 3 SHORA 0

DL BALIO 1 PEROSINHO 1

ALDEIA NOVA 1 AT VILAR 0

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC