RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

NO DUELO ENTRE CANDIDATOS, IMPERADORES CAÍRAM DE PÉ


 
DIVISÃO DE HONRA AF PORTO 20ª JORNADA
Estádio do Lixa- Felgueiras
Árbitro-Paulo Nunes
FC LIXA 2 FC PERAFITA 0
Ao intervalo, 0-0, golos Bessa ( 65 gp) e Fábio Alves (69)
FC PERAFITA: Mata, Bruno Magalhães, Tiago Madalena, Raimundo e Nuno Ribeiro; Pedrinha, Viana (João Rodrigues), Tinaia; Lutchindo (Alex), Cheta e Paulinho (Rafa). Treinador António Gaiteiro.
A equipa do Perafita, foi recebida de uma forma bastante hostil por parte dos anfitriões, muito mal tratada à chegada à Lixa por parte dos adeptos da equipa da casa. O futebol é para ser jogado e disputado com correção e fair-play e mais não digo…
No que ao jogo diz respeito, a turma (que se apresentou sem qualquer receio e pouco intimidada com os apupos de que foram alvo) de Gaiteiro, mestre da tática e do jogo pragmático, quase levava a bom porto a estratégia montada para este desafio. Não fosse uma pretensa mão na bola de Raimundo aos 64`minutos, que resultou em grande penalidade e consequente expulsão, lance que deitou por terra as pretensões perafitenses que 4`minutos depois sofrem o segundo golo, que praticamente, sentenciou o desfecho final.
Na próxima jornada os perafitenses recebem o Alpendorada para 21ª jornada.

LEÇA CADA VEZ MAIS NO FUNDO TABELA


 
III DIVISÃO SERIE B 17ª JORNADA
Estádio do Leça FC
Árbitro, Rui Figueiredo
LEÇA FC 0 SERZEDELO 2
Ao intervalo, 0-2, golos Lobo (28) e Gilberto (42)
LEÇA FC: Diogo, Ruca, Sérginho, Cláudio (Bruno João)  e César, João M. Santos, Mário, Domingos (Moustapha), Rafael Brandão (Cerqueira), Pisco e Pedras. Treinador Vítor Leal
SERZEDELO: Tozé, Gil, Gilberto, João Dias, Macedo, Carlos Filipe, Jaime, Juni (Moia) Sérgio oliveira, Arturinho (Abdou) Lobo (Fausto). Treinador Marco Alves.
Os leceiros cada vez mais se afundam na tabela.
A receção ao Serzedelo confirmou o que era espectável, e confirmou a serie negativa que os leceiros possuem, quando recebem os vimarenenses.
O Leça FC entrou bem na partida e criou uma boa oportunidade de golo aos 8 minutos mas o remate saiu ao lado do poste direito da baliza de Tóze, guarda-redes do Serzedelo. Com o tento obtido, a equipa de Serzedelo, começou a criar dificuldades à defensiva leceira e sem surpresa conseguiu chegar à vantagem aos 28 minutos por Lobo. Os jovens leceiros tentaram aproveitar a rapidez de Pedras e Pisco mas na altura do remate faltou eficácia. A terminar a 1ª parte o Serzedelo ampliou a vantagem, num lance de contra-ataque (perda de bola a meio campo leceiro), através o avançado do Gilberto que isolado perante o desamparado Diogo (estreia positiva) atirou para o 2-0. 
No início segunda parte, Vitor Leal colocou em campo o egípcio Moustapha e as melhorias foram significativas no ataque leceiro mas a eficácia não foi a desejada.
O Serzedelo, continuou a revelar-se mais perigoso no ataque, mas foram bastante perdulários na finalização e o resultado chegou ao fim com o score trazido do primeiro tempo.
Arbitragem regular.
Na próxima jornada os leceiros visitam o Vila Meã

HAT-TRICK DE WELLINTON AFUNDA O PADROENSE


II DIVISÃO ZONA NORTE 18ª JORNADA

Estádio do Bessa XXI

Árbitro- Paulo Rodrigues

BOAVISTA 4 PADROENSE 0

Ao intervalo, 3-0, golos, Wellington (26, 41, 68) Fary (36)

BOAVISTA: Ricardo Campos, Paulo Campos, Simão Coutinho, Frechaut, Pedro Costa (Claúdio Lopes), Pedro Navas, Carraça, Petit (ZéLopes), Zé Manuel, Fary (Adriano) e Wellington. Treinador Rui Borges.

PADROENSE: Marco, Paulinho, Ricardo, Vítor Lob , Manel Cordeiro, Chico, Vinicius (Mário Jorge), Davi, João Amaral, Fabu (Gazela), Dudu (Pedro Areias). Treinador Augusto Mata
A equipa do Padroense, que até entrou melhor neste desafio, não conseguiu suster o ataque boavisteiro e, saiu copiosamente derrotado deste encontro.

O Padroense entrou no jogo decidido, dando nítida sensação de que poderia complicar as contas aos axadrezados. O Boavista não conseguia impor o seu jogo, desferindo apenas tenes contra-ataques. À passagem dos 20`minutos já os Panteras equilibravam jogo. O primeiro tento (26), surge apos um cruzamento de Paulo Campos, ao primeiro poste, onde aparece Wellington a encostar. Galvanizados com o tento obtido, o Boavista, faz o segundo (36) por intermédio de Fary. A equipa do Padroense, reage bem e, cria duas excelentes oportunidades para marcar, mas Ricardo evita que as suas redes sejam violadas. Bem perto do fim do primeiro tempo e, na resposta a um livre marcado pelos matosinhenses e em contra-ataque o Boavista amplia para 3-0, por Wellington que bisa. Fim da primeira parte com um resultado desfavorável para a equipa de Matosinhos, que se expos em demasia, criando boas chances para marcar, mas o Boavista na resposta, foi mais eficaz, marcando nas três oportunidades criadas.
No segundo tempo, e com o resultado praticamente decidido quanto ao vencedor, o jogo baixou de qualidade. Temendo males maiores, a equipa do Padroense, não se expos em demasia e de quando em vez ponha em alerta a defensiva boavisteira, justificando mesmo o golo que lhe desse algum alento para o que restava do desafio. Quem não marca, sofre! lá diz o ditado, e o Boavista fecha a contagem (68), outra vez por Wellington (hat-trick).
 Resultado completamente atípico e, que castiga a desconcentração defensiva da jovem equipa matosinhense, e permeia a eficácia axadrezada.

Próxima jornada, 19ª, a equipa do Padroense, recebe o Gondomar.
FOTOS Domingos Lobo

 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC