RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

SENHORA DA HORA VENCE FORA E SOBE NA TABELA

1ª Divisão Serie 1 AF Porto 
Centro de Treinos do Olival – Gaia 
Árbitro Gustavo Correia 
PEDROSO 0 SENHORA DA HORA 1 
Ao intervalo, 0-0, Golo Tiago (76) 

 SC SENHORA DA HORA: Moreira, Fabinho, Virgílio, Walmor, André (Renan 46), Isaías, Dias Bruno Pereira, Piasca (Cesário 46/Bruno Carvalho 83) Gandarela (Tiago 65) e Serrão (João 65). T Nuno Gonçalves 

 A equipa do SC Senhora da Hora, foi ao Olival, vencer de forma convincente a equipa do Pedroso, equipa que está encostado aos senhorenses, em termos classificativos. 
 Jogo bem disputado, com a equipa do Senhora da Hora a apresentar mais vontade de vencer, e a partir para um boa exibição, cheia de raça e bons recortes técnicos que deixou os fieis adeptos que acompanharam a equipa nesta deslocação, (em dia de clássico nacional, Benfica vs Porto, praticamente à mesma hora ), cheios de orgulho no conjunto senhorense. 

 O Golo foi marcado por Tiago, jovem da cantera que entretanto entrará para o lugar de Gandarela, golo escasso para tanto bom futebol produzido. A equipa de Nuno Gonçalves consegue 2.o triunfo consecutivo, dando indicações que muito em breve teremos os senhorenses a discutir os lugares cimeiros da tabela classificativa na 1.ª Divisão AF Porto.

PADROENSE PONTAPEIA A CRISE!

 
 DIVISÃO ELITE PRÓ NACIONAL AF PORTO 17 JORNADA 
Estádio do Padroense 
Árbitro Bruno Linhares 
PADROENSE 4 S.P. DA COVA 1 
Ao intervalo, 2-1, golos Chico (5 e 13) Magno (29) Joca (68) e Gazela (80) 

 PADROENSE: Stephan, Lobo, Paulinho (Joel 88), Pedrinha (João Pedro 88), Chico (Armando 81), Preto (Galeão 81), Joca, Pedro, Tiago, Gazela, Postiga (Ibrahima 88). T António Remelgado 

 SP DA COVA: Maia, Castro, Nuno (Zé Miguel 80), Diogo, Magno, Paulo César (Paulo Fernandes 23) Zé D`Angola, Carlos, Pedro Santos (Ricardo Santos 81) Amado (Fredy 85) Paulo Silva. T Joaquim Canário. 

Padroense interrompe ciclo negativo de 5 derrotas consecutivas, António Remelgado alcança a sua segunda vitória Vitória e exibição mais contundente, não podia ter a turma do Padrão da Légua frente a aguerrida equipa do São Pedro da Cova. Apresentando um futebol, rectilíneo e de fácil processo, a equipa do Padroense, deu um pontapé na crise…mas muito contribuiu o bis de Chico (5 e 13) ele ainda júnior que no dia anterior fez o mesmo pela equipa junior frente ao Mesão Frio. Magno ainda reduziu para os vistantes. 2-1 era o resultado ao intervalo.

 

No segundo tempo, continua o Padroense a praticar bom futebol e fruto disso mesmo, o reforço oriundo do SC Coimbrões, faz o terceiro e tranquiliza mais ainda a jovem equipa do Padroense, que aumentou a vantagem através de outro jovem da cantera padroensista Gazela, que selou resultado final aos 80 minutos. 

 fotos Domingos Lobo

LEÇA VENCE COM MÉSTRIA

 
DIVISÃO ELITE PRÓ NACIONAL AF PORTO 
Estádio do Leça 
Árbitro, Ivan Vigário 
LEÇA 1 SÃO MARTINHO 0 
Ao intervalo, 0-0, golo João Miguel Santos (48) 

 LEÇA: Marco, César, Cuca, João Miguel Santos, Cláudio, Domingos (Kazeem 72), Rafa (Ruça 72) e Marcos (Meneses 60), Pedras, Huguinho (Hélder Borges 72) e Miguel Pinto. T Nuno Costa 

 SÃO MARTINHO: Mata, Magalhães, Zé Soares (Dani 85) Raimundo, Macieira, André Moreira, Rui Gonçalves (mika 62), Cascavel, Miranda (Fábio Loureiro 62), Cheta e Nandinho (Rui Lima 46). T António Gaiteiro. 

 Jogo bem disputado em que o Leça saiu vencedor com justiça 
No primeiro tempo pertenceu à equipa orientada pelo matosinhense António Gaiteiro, as melhores oportunidades de abrir o marcador, Cheta, outro matosinhenses atira ao poste da baliza á guarda de Marco, capitão Rui Gonçalves protagoniza uma grande defesa ao jovem leceiro e Nandinho, outro matosinhense, falha na cara do redes, quando em boa posição. O Leça respondia sempre e com algum atrevimento as investidas forasteiras, neste particular destaque, Pedras e Huguinho estiveram sempre muito bem. 

 No segundo tempo e sob o comando do “jovem” Domingos, o Leça tomou conta da partida, e logo abrir João Miguel Santos responde afirmativamente bem a um cruzamento do capitão Domingos e de cabeça abre o activo, tirando partido da passividade defensiva da equipa do São Maritnho. Até ao fim foi ver uma jovem equipa do Leça, guardar com unhas e dentes a vantagem conseguida, contando para isso com um desacerto total da equipa de Sto Tirso, que neste jogo, não abordou como devia, o jogo menosprezando talvez o valor da equipa leceira. Em suma: A equipa leceira mereceu a conquista destes três preciosos pontos frente a um adversário mais experiente e com um orçamento bem superior.

ESCANDALO! PERAFITA FOI CLARAMENTE DESRESPEITADO!


 Campeonato Nacional de Seniores, Grupo C 
Estádio 1.º Dezembro, Foz do Sousa, Gondomar 
Árbitro, Manuel Freitas (Madeira) 
SOUSENSE 4 PERAFITA 0 
Ao intervalo, 2-0. 1-O penalty Tiago Silva aos 10m, 2-0 Tiago Silva aos 41m de penalty, 3-0 Telmo aos 81m e 4-0 Chico aos 91m Expulsoes: Toninho 15m; Artur aos 40m; e Pacheco aos 68m 

 SOUSENSE: Isac, Salvador, Daniel (Telmo 66) Vítor Borges, Zé Augusto, Marcos (Sales 60), Chico, Vítor Hugo, Bruno Cunha, Paulinho, Tiago Silva (Ângelo 65). T Filipe Cândido 

PERAFITA: Artur, Pacheco, Fernando, T.Madalena, Diogo (Fonseca 45), Viana, Toninho, Hélder, Tinaia, Tó Coentrão e Paulinho (Vitor 40), T Óscar Nogueira 

 Uma arbitragem simplesmente deplorável decidiu o jogo desde muito cedo.
 Um penalti caricato, deu desde logo vantagem aos homens da Foz do Sousa. A perder desde os dez minutos de jogo, o Perafita, ficou também reduzido a dez ainda não se tinha chegado ao quarto de hora de tempo jogado, expulsão de Toninho sem explicação aparente. O intervalo não chegou sem que o árbitro voltasse a intervir em desfavor dos perafitenses, outro penalti, cometido supostamente pelo guarda-redes Artur, que saiu expulso do lance. 

O segundo tempo e apesar de reduzida a nove elementos, o Perafita bateu-se com galhardia em defesa dos seus interesses, os jogadores foram inexcedíveis e, foi preciso o senhor madeirense voltara intervir para que o marcador voltasse a funcionar a favor dos da casa, Pacheco é também expulso ao minuto 68, abrindo brechas na defensiva perafitense que mais não podia fazer e o marcador funcionou por mais duas vezes bem perto do fim. Jogo marcado claramente pelo trio de arbitragem, que desrespeitou as leis de jogo, em prejuízo claro dos visitantes.

Óscar Nogueira treinador do FC Perafita “ Tenho dificuldade em comentar este jogo, porque em 30 anos de futebol nunca tive uma arbitragem tão premeditada e tendenciosa quanto esta....Fomos desrespeitados, prejudicados e enxovalhados por um trio de arbitragem sem respeito nenhum pelo futebol e que não tem o mínimo de conhecimento dos sacrificios e dificuldades que os clubes e seus atletas tem durante uma semana de trabalho!

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC