RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

DERBI DE MATOSINHOS FICOU-SE PELO NULO


Divisão de Honra da AF Porto Série 1
1ª Jornada
Estádio do Custóias FC
Árbitro Paulo silva
CUSTÓIAS FC 0 D LEÇA DO BALIO 0

CUSTÓIAS: Bruno, Carlos, Tata, Santa Cruz, Cristiano, Diogo, Arantes (Nuno 83), Igor, Alan, Buda e Jean. Treinador Mário Rui

D LEÇA DO BALIO: Alex, Hugo, Miguel Fradinho, Batista, Simeão, Salgado, Fábio, Diogo Rosas, Fábio Moreira, Rafael (Casaca 76) e Branco. Treinador João Rosas

O Dérbi de Matosinhos terminou como começou, zero para cada lado, resultado que espelha de forma geral o que se passou durante os noventa minutos.
45 minutos jogados sobre o meio do terreno e sem grande motivos de interesse, no segundo tempo o Custóias jogando no habitat natural puxou dos galões e foi superior estando mesmo perto de marcar por duas vezes pelo brasileiro Alan.

QUEM NÃO MARCA SOFRE LÁ DIZ O DITADO!


1ª Divisão AF Porto Série 1
1ª Jornad . Complexo Desportivo de São Félix da Marinha – Gaia
Árbitro João Dias
S. FÉLIX 1 ALDEIA NOVA 0
Ao intervalo 0-0 Golo Dário (75)

S. FÉLIX: Nandinho, Barros, Cafú, Afurada, Diego, Flávio, André, Gerson, Dário (Teixeira 85), Ibrahim (Igor 80), Nico e Moutinho. Treinador Jorge Mendes

GDAN: Pedro, Sérgio, Couto, Gonçalo,  Xincas, Leandro, Vieira, Salazar (Filipe Campos 60), Martins, Zé Paulo, Hélio e Rato (Duarte 60) Treinador Ricardo Costa  

Literalmente, "Quem não marca sofre".
 S. Felix da Marinha e GD Aldeia Nova defrontaram-se na jornada inaugural da 1ª Div. AFP. Apito inicial e o GDAN toma a iniciativa de jogo e encosta o S. Felix ao seu meio campo, Surpreendido pela iniciativa do GDAN a equipa da casa não consegue ter reacção e consequentemente, limita-se a defender e tentar sair em contra ataque
 O apito para intervalo foi um alivio para o S. Felix tendo em conta as diversas ocasiões de golo desperdiçadas pelo GDAN.
A segunda parte teve um período de equilíbrio mas com as jogadas mais perigosas a pertencer ao GDAN que procurava o golo a todo o custo.
Em jogada de contra ataque o S. Felix marca o único golo da partida e a partir desse momento fez o que lhe competia, defendeu a sua baliza.
Se o empate era injusto para o GDAN a derrota é um castigo muito severo pelo que se passou em campo

Foto Manuel Sá

SENHORA DA HORA E LUSITANOS DIVIDEM OS PONTOS NA JORNADA INAUGURAL


1ª Divisão AF Porto série 1
Complexo Desportivo do SCS Hora 
Árbitro: Manuel silva
SENHORA DA HORA 1 OS LUSITANOS 1
Ao intervalo 0-0 Golos Fonseca (65) Hugo 90+3)

SENHORA DA HORA: Vítor Pádua, Fabinho (Armando 60), Miguel, Mateus, Mané, Frank (Ricardo 60), Estrela, Fonseca (Artur 67), Enoke  (Rui 60) Bebeto e Cesário (Pedro 60). Treinador Pedro Vinhas

OS LUSITANOS: João, Tarrelo (Hugo 88), Rafael, Manu e Tiago, Ruben, Ivo (Mazola 60), Nélson (Zé Bina 60), Gandarela, Paulo e Freire. Treinador Marco Aleixo

Jogo bem disputado com muita raça muito querer por parte de ambos os conjuntos.
Como é obvio e por estarmos ainda no inicio da competição, os primores técnicos individuais e coletivos ainda não estão devidamente afinados, mas a entrega essa é de salutar por parte dos intervenientes.
Os senhorenses começaram melhor mas rapidamente os visitantes equilibraram a contenda e o nulo verificado ao intervalo era o espelho que se tinha passado no relvado.
No segundo tempo a toda do encontro mantinha se pelo equilíbrio, até ao minuto 65, Fonseca médio senhorense abre o ativo de uma forma algo confusa e que terminou de forma feliz para a equipa do Senhora da Hora.

A resposta dos Lusitanos não e fez esperar e praticamente a seguir estiveram muito perto de igual primeiro por Zé Bina e depois por Gandarela.
O golo do empate  surgiu já me período de descontos, diga e de uma forma justa através de lançamento de linha lateral executado por Ruben Queirós que envia a bola ao primeiro poste esta fica à merce de Hugo que entrara na partida minutos antes…não se fez rogado a tirou a contar.


PADROENSE VENCE FORA E SEGUE NO GRUPO COMANDANTE


Divisão D´Elite AF Porto 3ª Jornada
Estádio do Oliveira do Douro – Gaia
Árbitro: João Rafael Santos
OLIVEIRA DO DOURO 0 PADROENSE 1
Ao intervalo, 0-0 Golo Mesquita (51 gp)

OLIVEIRA DO DOURO: Mata, João Magalhães, Tiga, Organista, Viana, Trivelas, Fábio Loureiro ( Takechi 75) Hugo Martins, Wendel (Machado 75), Teixeira (Camarinha 60), André Martins. Treinador António Gaiteiro

PADROENSE: Moreira, Renato (André 77), Fábio, Pereira, Mesquita, Lutchindo (Ricardo 55), Jardel, Estebainha (Carneiro 55), Ivan (Lico 77), Taipa, Guilherme (Hélder 77) . Treinador João Costa

Jogo bem disputado com o ligeiro domínio dos Bravos de Matosinhos que terminaram a primeira parte com um nulo ,mas forma detentores da mais soberana oportunidade quando aos 20`minutos Mesquita teve a melhor chance  para abrir o activo  mas Luís Mata não o permitiu respondendo com grande defesa aguentado o nulo até ao intervalo

No segundo temo e aos  50` minutos o juiz marca Grande penalidade por mão na área de rigor de um defesa do Oliveira Douro Mesquita foi chamado a converter e não falhou
Aos 82` minutos Hugo Organista vê o cartão vermelho direto por agressão a Jardel da equipa do Padroense, facto que dificultou mais ainda a resposta dos comandados de António Gaiteiro.
Próximo jornada os Bravos de Matosinhos recebem no Padrão da Légua a equipa do Pedrouços AC  

Fotos Jorge Peixoto 

LEÇA FORA DA TAÇA COM RAZÃO DE QUEIXAS DO TRIO DE ARBITRAGEM


Estádio São Miguel em Gondomar
1ª Eliminatória da Taça de Portugal
Árbitro Humberto Teixeira (Porto)
SC Gondomar 2  Leça FC 0
Ao intervalo, 0-o Golos Óscar Rojas (47) Zé Pedro (83 gp)

GONDOMAR: Yerjetti, Mica, Zé Pedro, Meneses e Huguinho; F. Sousa (Vieirinha 65), Fabinho, Andrés, Cal (H. Silva 86) Óscar Rojas (Abdoulaye 72), D Silva. Treinador José Alberto.

LEÇA: Bruno Monteiro, Zé Carlos ( Diogo Pedras 63) , Joel, Ramalho, Vítor Fonseca, Paulo Lopes, Teles, Jair, Medeiros ( Miguel Ângelo 74) , Areias ( André Sousa 85) e Sérgio Pedras. Treinador Domingos Barros.

Jogo marcado por mais uma arbitragem infeliz e que prejudicou claramente a equipa do Leça.
Após uma primeira parte equilibrada com um ligeiro ascendente da equipa da casa mas aí entrou em ação Bruno Monteiro guarda-redes que se estreou a grande altura pela equipa leceira.

No segundo tempo e depois de aberto o ativo no S. Miguel à passagem do minuto 47, diga se com alguma justiça entrou em ação mais uma vez aquela que deveria passar despercebida ou seja a equipa da arbitragem.
Depois do golo inaugural da equipa da casa assistiu se a uma grande reação da equipa do Leça que empurrou a equipa da casa para o seu último reduto. Num desses lances Areias é derrubado por trás dentro da área de rigor sem que o árbitro nada assinalasse.
Alguns momentos volvidos Paulo Lopes efetua um corte limpo pela linha final, para espanto de todos o Sr Humberto aponta para a marca de castigo máximo, no seguimento do lance e da indignação geral de toda a equipa do Leça Jair é expulso com vermelho direto.
Mais uma vez a equipa do Leça é empurrada para trás quando procurava o empate.

Por último existe a indicação que no final da partida a equipa de arbitragem terá dirigido palavras impróprias para um  jogador e diretor do Leça!.

ObS: A equipa do Leça que conseguiu um feito notável  a época passada conseguindo inclusive o titulo de Campeão da Elite, ma só subiu por ocupação de uma vaga (desistência da equipa do Sporting CP) Os Leceiros parecem que incomodam muita gente…que culpa tem os leceiros que os regulamentos tenham falhas graves e de má definição?

Fotos Leça FC 

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC