RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

LEÇA FC /JUVENIS, É CAMPEÃO



A equipa do escalão de juvenis do Leça FC, sagrou-se campeão da serie 3 da 2ª divisão e assegurou a subida à 1ª divisão da AF Porto Depois de na época passada ter abandonado o convívio dos clubes que competiam na 1ª Divisão AF Porto, está época que ainda decorre, asseguram o regresso, mas o leceiros estão dispostos a alcançar o título que vão disputar com os primeiros de outras series.
 
Parabéns aos novos campeões, estrutura diretiva e técnica, claro, os jogadores que foram capazes de fazer um grupo humilde e bastante forte.

EM CASA DO LIDER, LEÇA MERECIA OUTRO RESULTADO

III DIVISÃO SERIE B 10ª JORNADA
Estádio Dr. Machado de Matos – Felgueiras
Árbitro, João Costa (Braga)
FELGUEIRAS 1 LEÇA FC 0
Ao intervalo, 0-0, Golo, Quinzinho (46)
 
FELGUEIRAS: Cajó, Zamorano, Domingos, Samuel, João Pedro, Filipe, Bruno, Ruben (Raul) Quinzinho, Davide Bessa (Maicon), Bakero (Rafa). Treinador Ricardo Soares.
 
LEÇA FC: Castro, Ruca, Serginho, Zé Soares e César; João Santos, Renato Domingos e Bruno Freitas, Bruno João e Pedras. Treinador Pedro Franco.
 
Confronto entre históricos do futebol nacional.
 
A primeira parte foi disputada com um nível intenso, pertencendo aos visitados, com maior pendor ofensivo, as melhores oportunidades para marcar. A equipa Leçeira que revelava bastantes dificuldades na organização ofensiva, defendia bem, daí o nulo verificado ao intervalo.
 
A segunda parte começou praticamente com o golo dos visitados, Quinzinho foi o seu autor. A partir deste momento a equipa leceira, acertou posições no terreno e começou a desenvolver um futebol mais ligado, tendo inclusive momentos em que encostou a turma felgueirense às cordas, no entanto tanta ousadia ofensiva de nada valeu aos leceiros, que pela segunda parte apresentada mereciam outro resultado.

DE PENALTI A PENALTI LEIXÕES DEIXA FUGIR OS 3 PONTOS


17.ª jornada da 2.ª Liga
Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel
Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve)
PENAFIEL 1 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 0-0Marcadores: 0-1, Kizito, 78 minutos (grande penalidade); 1-1, Sérgio Organista, 90+4' (grande penalidade)
 
PENAFIEL: Coelho, Gabriel, Fábio Ervões, Leomar, Joel (Romeu, 86'), Rafa, Ferreira, Sérgio Organista, Aldair (Coronas, 82'), Guedes e Diogo Viana. Treinador: Miguel Leal
 
LEIXÕES: Rui Sacramento, Steven, Nuno Silva, Fábio Santos, Sequeira, Luís Silva, Patrão, Moedas (Gonçalo Graça, 46'), Kizito (Zé Pedro, 90'), Mailo e Tiago Borges (Calé, 71'). Treinador: Pedro Correia
 
Empate amarguíssimo para o Leixões em Penafiel, quando tinha os três pontos na mão.
A equipa da casa desde cedo mostrou a vontade de regressar às vitórias, depois de cinco derrotas consecutivas, com as investidas penafidelenses a intensificarem-se à medida que o tempo ia passando e, aos 34 minutos, Guedes, num bom trabalho individual de contra-ataque, rematou com o pé esquerdo e a bola acabou por bater na barra, que voltaria a parar a recarga de Ferreira.
 
Moralizado pela primeira parte, o Penafiel manteve a pressão perante alguma dificuldade na organização ofensiva leixonense. Contudo, o único lance de perigo do Penafiel junto da baliza do Leixões na primeira meia hora do segundo tempo, aconteceu somente aos 74 minutos, com Ferreira a cabecear para uma defesa de Rui Sacramento. Mas, contra a tendência do jogo, o Leixões chegou ao golo aos 78 minutos, através de uma grande penalidade. Joel derrubou Gonçalo Graça dentro da grande área e Kizito inaugurou o marcador.
O encontro fica inevitavelmente marcado pelo lance que permitiu ao Penafiel evitar a derrota: aos 90+4’, depois de uma bola bombeada para a área leixonense, o árbitro assinalou uma falta de Fábio Santos e permitiu que Sérgio Organista fizesse o 1-1 de penálti.

PADROENSE TRAIDO PELO TRIO AVEIRENSE


II Divisão Zona Norte 10ª jornada
Estádio do Padroense FC
Árbitro Daniel Cardoso (Aveiro)
PADROENSE 0 MIRANDELA 1
Ao intervalo, 0-0, golo Leandro (88`gp)

PADROENSE: Marco, Armando, Vítor Lobo, Manuel, Nuno Paulo (Mário Jorge), João Amaral (Mário Costa), Fangueiro Areias, Fábu (Paulinho), Chico, Davi e Vinícius. Treinador augusto Mata.
 
MIRANDELA: Pedro , Filipe, Adriano, Corunha, Califa, Alphonse, Nani (Rui Lopes) Pedro Borges (Bila) Toninho, Inzaghi (Lucas) Leandro. Treinador Vítor Maçãs.
 
 
Numa primeira parte em que o equilibriu foia nota dominante, o jogo desenvolvido pelas duas equipas foi muito interessante. Tático, com boa dinâmica, as oportunidades de golo iam surgindo, numa e outra baliza. O intervalo chegou sem que as redes fossem violadas.
Na segunda parte, o domínio pertenceu por inteiro à equipa do Padroense, os Bravos de Matosinhos, exerceram forte pressão na busca do golo, pelo outro lado, os forasteiros iam perdendo fulgor ofensivo. Até que duas decisões (muito controversas) de um Juíz de linha ditaram a derrota do Padroense. 1º Expulsão do Davi com 2º amarelo (80`) por ter entrado no campo depois de ter sido projetado para fora dele. 2º grande penalidade (88`) assinalada após contacto entre o guarda redes Marco e um jogador do Mirandela com a bola fora do terreno de jogo, consequentemente o guarda-redes matosinhenses recebeu ordem de expulsão. Acabando o jogo pouco tempo depois com a equipa do Padroense reduzida a dez elementos, perdendo por uma bola a zero (com arranjinho do trio aveirense)
 
FOTOS DOMINGOS LOBO

A SOLUÇÃO ESTAVA NO BANCO, LUSITANOS VENCE DÉRBI


2ª Divisão Serie 1 - 12ª Jornada
Parque de Jogos Domingos Soares Lopes
Árbitro: Rui Marques
LUSITANOS 1 ALDEIA NOVA 0
Ao intervalo, 0-0,Golo, Paulo (87)
 
OS LUSITANOS: Rui Sérgio, Carlos Manuel, Guerra, Edu e Tarrelo (Xuxa); Rui Dias, Meneses e Carlos Manuel, Ricardo Silva (Paulo), Suíço e Filipe (Nuno Silva). Treinador Albino Guerra
 
ALDEIA NOVA: Tiago Monteiro, Ivo, Diogo Igor e Rochinha (Garcia); Gouveia (Manu), Pinto (Ruizinho), Noronha e Filipe; Carlos Letra e Mazola. Treinador Flávio Silva.
 
Cartão vermelho a Nuno Silva.
 
Derbi bem disputado, principalmente na primeira parte, em que o futebol foi bem mais agradável de se ver. Começou bem melhor a equipa dos Lusitanos, que rapidamente chegavam à baliza contrária, e logo nos primeiros minutos, primeiro Meneses e depois Filipe, rematam com algum perigo. Contrariedade sofrida por parte dos visitantes logo aos 3`minutos de jogo, Gouveia lesionado da lugar a Manu no onze do Aldeia Nova. Aos 8`minutos Rochinha derruba Meneses pelo lado direito do ataque lusitano, Tarrelo bate o livre tenso sobre a área visitante e Suiço cabeçeia ao poste. 4`minutos depois, Meneses, ganha posição pela direita, isola-se e na hora de rematar, aparece Manu com um excelente corte para canto, evitando um golo quase certo. Os Lusitanos estavam por cima do jogo, e numa das poucas descidas com perigo do Aldeia Nova, Carlos Letra em velocidade pela esquerda do ataque visitante, ganha a linha de fundo e executa um cruzamento com conta peso e medida, ao segundo poste, onde aparece Mazola que esteve a centímetros do golo. Este lance pareceu acordar os príncipes de Matosinhos, que equilibraram a partida e até ao intervalo evitaram que anfitriões criassem mais perigo, espreitando de quando em vez o contra-ataque.
 
 
A segunda parte foi disputa com mais coração e menos futebol, bola muito pelo ar, sem grandes lances de perigo, o jogo repartia-se a meio campo. O jogo não desatava, até que Albino Guerra mexe no seu xadrez, com duas substituições de uma só vez, Paulo para o lugar de Ricardo Silva e Xuxa para o lugar de Tarrelo, e em boa hora o fez. Aos 83`minutos Meneses faz golo, mas é apanhado em fora de jogo, aos 87` o golo que valeu os três pontos para a equipa da casa, cruzamento largo do lado esquerdo para área (XUXA) a bola passa pela defensiva forasteira e PAULO encosta para o golo. Os nervos sobem a flor da pele, digno de um dérbi, Nuno Silva é expulso por falta sobre um adversário, algumas escaramuças na bancada aparecem, o árbitro dá mais 5`minutos de desconto e em cima do apito final, o aldeia nova cria soberana oportunidade de empatar a partida, Ruizinho deslombou-se e não foi capaz de bater Rui Sérgio, excelente guarda-redes lusitano. Resultado justo, com uma arbitragem aceitável.

fotos CARLOS FERREIRA

CUSTÓIAS SAI A SORRIR DE LAVRA (primeira vitória custóiense)


1ª Divisão Serie 1 - 13ª - AF Porto
Jornada Complexo Desportivo de Lavra
Árbitro: Carlos Silva
LAVRENSE 0 CUSTÓIAS 2
Ao intervalo, 0-1,Golos, João Luís (16`) Vasquinho (89`)
 
LAVRENSE: Telmo, Dani, Filipe Sousa, Silva e Tiago Pinto; Grilo, Couto e Amaral; Tiago Carvalho, Jota e Ferrrer. Jogaram ainda; Cardoso, Diego, Ricardo e Kaká. Treinador Eduardo Paixão
 
CUSTÓIAS: Luís, Danny, Flávio, Cláudio e Pessoa; Ivo, Couto e Medeiros; Heldinho, João Luís e Pigo. Jogaram ainda; Estrela, Vladimir, Santa Cruz e Vasquinho. Treinador Mário Rui.
 
Dérbi intenso, mas nem sempre bem jogado.
Começou melhor a equipa da casa, com um futebol mais fluido e com mais acutilância no ataque, criando algum perigo junto à baliza contrária. No entanto responde a equipa custóiense com eficácia na finalização, João Luís, abre o ativo iam decorridos 16`. A partir deste momento e com o golo obtido, o Custóias equilibra a partida e esta é jogada em ritmo baixo até a chegada do intervalo.
 
Na segunda parte, o jogo foi jogado mais agitado, com mais espaços, o Lavrense tenta chegar ao empate, o Custóias com o bloco mais baixo, explorava as jogadas de transição rápidas. A equipa visitante desperdiça por duas vezes o ampliar da vantagem, com Medeiros como protagonista, porfia o lavrense na tentativa de chegar ao golo, desperdiçando também algumas boas oportunidades. Bem perto do fim a machada final no resultado do jogo, Santa Cruz é protagonista duma excelente jogada individual, remata forte, Telmo defende para frente a Vasquinho bem posicionada encosta para o segundo golo. Vitória justa e bem saborosa para os custóienses (a primeira da época), num jogo com uma arbitragem muito fraca, podendo os lavrenses queixar-se de uma grande penalidade a favor que não foi marcada.

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC