RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

FUTEBOL FEMININO LEIXÕES GOLEADOR


Futebol Feminino 
 Leixões com veia goleadora 
Campeonato Promoção Feminino Serie A. 
Conjunto do SC Srª da Hora com grandes dificuldades em encontrar o caminho da vitória, apesar de jogo após jogo se verificar o empenho, entrega e querer das meninas do Srª da Hora, a verdade é mais uma vez foi batida em casa pelo Casa do povo de Martim por 7 x 0. Custóias FC a receber o Pico de Regalados, jovem equipa de Vilaverde que desde cedo mostrou ambição e presença com a finalidade de tentar conquistar os 3 pontos e num jogo equilibrado e emotivo, com bons lances de futebol praticado por ambas as equipas, coube ao Custóias FC mostrar que em sua casa, era elas que mandavam, conseguiu alcançar uma suada mas merecida vitória por 2 x 1. 

No estádio da Bateria, em Leça da Palmeira, o Leixões SC goleou o ADJ Mouquim “Famalicão” por 9 x 1. Numa tarde tranquila e sem grandes dificuldades as Princesas do Mar limitaram-se desde o início a controlar o jogo e a pôr em prática o seu futebol. O resume do jogo baseia-se no elevado numero de golos obtidos no desafio. 
Boavista FC e Casa Povo Martim, com 21 pontos continuam a liderar a serie A, enquanto na serie B o Vila FC com 16 pontos, na serie C, AD Poiares e Os Videiros, na serie D, Estoril de Praia, são os respectivos lideres. 

Manuel Sá

JORGE “GENTLEMAN” SILVA É CAMPEÃO NACIONAL

 

Não sendo esta modalidade a minha especialidade como todos comprovam, não podia de deixar passar sem um registo esta magnifica conquista de um jovem atleta de Leça da Palmeira, facto que muito particularmente me enche de orgulho, não só por ser um meu conterrâneo, mas também por ser meu sobrinho.

   

Decorreu no passado dia 12 de Dezembro, no pavilhão Rosa Mota (Palácio de Cristal) Porto, a Gala Oporto Boxing Night, que tinha como cabeça de cartaz o combate (Jorge "Gentleman" Silva vs Rui Pavanito). Combate para o título de Campeão Nacional de Super Médios, na categoria 76,200Kg Numa Gala de Boxe que reuniu os melhores (teve quatro combates na noite) o último o mais esperado a vitoria sorriu ao atleta de Leça da Palmeira, Jorge "Gentleman" Silva, atleta que representa da BB Team, defendeu o título que já detinha ao derrotar aos pontos em dez assaltos, Rui Pavanito “ El bombardeiro” do Benfica. 

Gentleman nas redes sociais: “E após uma longa e dura preparação foi este o desfeche final, vitória aos pontos em 10 rounds. Obrigado a todos pelo apoio, uns nos treinos outros no dia do combate outros de alma e coração. Convosco tenho a força de mil homens.”

PERAFITA CEDE AO CAÍR DO PANO


AF Porto Divisão de Elite - Jornada 15 
Estádio do FC Perafita em Perafita 
 Árbitro: João Pereira 
PERAFITA 1 ALINÇA DA GANDRA 2 
Ao intervalo, 1-0 golos Ricardo (27) Jorginho (75) Fabu (90+2) 

PERAFITA: Mata, André Rocha, Morgado, Tiga e Marco; Queinado, Mesquita e Ricardo; Areias, Maravalhas (Luciano Couto 55) e Vinagre (Murdock 71) Treinador Paulo Gentil 

A GANDRA: Rica, Bruninho, Celso, Marcelo (Zé Tó 63), Fabú, Pedrosa e Zé Alberto, Manuel Luis, André (Guimarães 46), Sousa (Edinho 46) Treinador Mário Rocha. 

A equipa comandada por Paulo Gentil, quase quebrou o favoritismo dos visitantes no que a esta partida diz respeito e só não conseguiu isso mesmo muito por culpa de uma “Obra de Arte” do avançado Fabu outra ora jogador do Padroense. 
Os perafitenses encaram o seu adversário, olhos nos olhos, esquecendo por completo a posição de ambos na tabela (ao extremos tocam-se, Perafita é último classificadoe o Aliança da Gandra é líder). Os azuis de Perafita foram quase sempre superiores no primeiro tempo, mas só conseguiram traduzir a superioridade aos 27 minutos por intermédio de Ricardo, ficando a dever a si próprio um resultado mais folgado tal foi o sinal mais demonstrado nos primeiros 45 minutos. 

Na etapa complementar, os visitantes reagiram e puxaram dos galões de lideres da prova, e o inevitável Jorginho fez o golo do empate. Quando se previa que o Perafita(5 derrotas consecutivas) iria somar um ponto na tabela, eis que Fabu resolve tirar um coelho da cartola, dando os três pontos à sua equipa já em período de descontos. Em suma: Pelo que os perafitenses demonstraram, que em nada foram inferiores ao líder, sobretudo nos primeiros 45 minutos, o resultado é lisonjeiro para os visitantes que tiveram a estrelinha que é precisa numa equipa candidata.

LEÇA PERDE NA RECEPÇÃO AO ALIADOS

 
 15ª Jornada da Divisão d´Elite AF Porto 
Estádio do Leça FC em Leça da Palmeira. 
Árbitro Carlos Silva 
LEÇA 0 ALIADO LORDELO 1 
Ao intervalo 0-0, marcador Fábio Fonseca (76`) 

LEÇA: Diogo, Miguel, Bruno Freitas, João P Noura (Turé 85) e Alex; Hugo (Marcos 85), Jair e Pedras; Paulo Lopes (Álvaro 73), Cheta (Jota 73) e Mesquita. Treinador Nuno Costa. 

ALIADOS LORDELO: César, Hugo Silva, Vitor Mendes, Preto, Hugo Costa (Dani 90+3), Tapparello (Diogo 58), Luís, Paulo Monteiro (João Alves 58), Vitinha, Poeira e Roberto (Fábio Fonseca 58). Treinador Juvenal Brandão

 
Leça que parecia ter encontrado a consistência de resultados positivos, entrou nesta partida a todo o gás, fruto do moral obtido nas ultimas jornadas e ao minuto 12 consegue uma boa chance a abrir o marcador, Mesquita remata forte mas césar responde a preceito anulando um golo que parecia certo. Os primeiros 20 minutos foi o Leça quem mais fez pela vida, mas todas as suas investidas atacantes esbarravam na boa organização defensiva dos visitantes. A equipa do Aliados só a passagem do minuto 23 é que deu um ar da sua graça, mas Diogo de baixo dos postes evita com segurança que as suas redes balanceiem. Minuto 27, outra vez o Aliados a estar perto do golo, mas Diogo de novo a salvar com apertada defesa para canto.
   
Apesar do domínio o Leça encontrou muitas dificuldades na hora de definir o último passe, jogadas bem gizadas que morriam quase sempre nos defensores forasteiros. Ao minuto 41, Pedras é impedido de chegar a bola, já dentro da área de rigor (lance que nos pareceu motivo para grande penalidade). Em do intervalo, minuto 46, Cheta atira com estrondo à trave, lance anulado por pretenso fora de jogo. 
Começa o segundo tempo com a equipa do Leça a ameaçar o golo. Ao minuto 51, uma perda de bola no meio campo leceiro dá origem a uma jogada em contragolpe que termina com uma grande defesa de Diogo mantendo o nulo. 57 minuto, é a vez de Paulo Lopes estar a beira do golo. No minuto a seguir o técnico forasteiro resolve mexer em toda a sua frente de ataque, e a partir deste momento o jogo passa para um toada de parada e resposta, com os forasteiros quase sempre com mais perigo. Numa jogada de transição rápida a turma forasteira chega ao golo por intermédio de Fábio Fonseca, um ex Perafita. Até ao término do jogo foi ver a turma do Leça à procura do golo do empate, optando pelo jogo quase sempre direto, criando alguns momentos de aflição ao último reduto dos visitantes, inclusive o guarda redes Diogo também tentou dar uma ajudinha no ataque mas o resultado não viria a sofrer alteração.

JOGAR 50 MINUTOS COM DEZ É DIFÍCIL...

Estádio Municipal de Famalicão, em Vila Nova de Famalicão. 
Árbitro: João Matos (Viana do Castelo). 
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Guo Yi (19 e 39), Luiz Alberto (29), Correia (38), Malafaia (43), Diogo Santos (55), Vilaça (58), Jorginho (70) e Max (78). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Guo Yi (39). 
FAMALICÃO 3 LEIXÕES 0 
Ao intervalo: 1-0.Marcadores: Correia(41') Mendes, (49') Mércio, (61') 

FAMALICÃO: Murta, Daniel, Luiz Alberto (Vilaça, 46), João Pedro, Jorge Miguel, Diogo Santos, Vítor Lima, Mércio (Mauro, 71), Mendes, Feliz e Correia (Chico, 84).Treinador: Daniel Ramos. 

 LEIXÕES: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Pedro Pinto, Diogo Nunes, Max, Tandijigora, Caio (Bruno Lamas, 67), Malafaia (Jorginho, 46), Guo Yi, Ricardo Barros e Alemão (Rateira, 77). Treinador: Pedro Miguel

Minuto 39 (Leixões reduzido a 10 e sofre golo logo a seguir…) foi decisivo para o desfecho desta partida. O juiz do encontro mostrou um inexplicável segundo cartão amarelo ao jogador chinês Guo Yi e, na sequência do lance, os famalicenses inauguraram o marcador. Estava aberto o placard que só deixou de funcionar quando o resultado marcava 3-0 para os famalicences. 

12 minutos, Luiz Alberto cabeceou rente ao poste de Ricardo Moura, um guardião que apesar de ter 'encaixado' três tentos esteve bem entre as redes, podendo queixar-se apenas da falta de atenção da sua linha defensiva. O Leixões respondeu com um remate cruzado de Guo Yi que a defesa minhota aliviou, isto antes de o avançado chinês ter visto um segundo amarelo num lance em que ficam dúvidas sobre o porquê desta expulsão, ficando a ideia de que a decisão do juiz vianense João Matos é exagerada. Exatamente no lance seguinte, Mendes arrancou, correu meio campo e entregou o golo a Correia (41 minutos). Após o intervalo outra vez Mendes, um ala do Famalicão que tem vindo a ser decisivo, rematou da esquerda em arco marcando de belo efeito (48). Mércio sentenciou a partida, acabando com as réstias de esperança do cada vez maias aflito Leixões que até ai ia tentando reagir, com outro bonito golo: um remate muito forte frontal à baliza adversária (61). 

Conferência de Imprensa
Pedro Miguel "Este jogo ficou claramente marcado por um lance. Repetiu-se o que já acontecera no último jogo. Tenho os meus jogadores tristes e revoltados. São homens casados, com filhos, e estão a chorar no balneário por causa do que se tem passado. Às vezes não é fácil conseguir aguentar estas coisas e hoje, acima de tudo, houve muita falta de bom senso. Disse ao árbitro que o jogador em causa é chinês e que tem naturais dificuldades de comunicação, como qualquer um de nós teria se trabalhasse na China. Estava 0-0 e a falta era a nosso favor. O Guo bateu a bola com toda a gente colocada e depois, nem eu nem ninguém, inclusive os adeptos do Famalicão, esperava o que aconteceu. O jogo inclinou a partir daquele momento e antes há um lance a nosso favor que os jogadores me dizem ser penálti. Do sítio onde estava, não consigo dizer que seja dentro da área mas há mão na bola na mão e o árbitro marcou falta. Quem não se sente não é filho de boa gente. Respeitem o Leixões por favor, no próximo jogo e sempre. O Leixões é uma instituição que merece respeito; nós, como homens e como profissionais, merecemos respeito; os adeptos do Leixões merecem respeito. Aproveito para lhes agradecer pela forma como nos têm apoiado, como ainda hoje se viu, e dizer-lhes que merecem vitórias. No futuro, ainda vamos todos ser muito felizes. Estamos num período difícil mas nada acaba nesta jornada. Parabéns ao Famalicão, que não tem culpa nenhuma do que aconteceu, mas saio daqui triste de mais. Não gosto que isto aconteça, mesmo que seja a meu favor." 

 Daniel Ramos "Fizemos uma boa exibição. Não nos deixamos envolver emocionalmente e o 3-0 reflete o que a equipa foi ao longo dos 90 minutos: constante. O primeiro golo ajudou a desbloquear o jogo, mas, depois, o segundo tempo foi de domínio claro do Famalicão."

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC