RÁDIO CIDADE MATOSINHOS

terça-feira, 21 de novembro de 2017

DOIS MESES DEPOIS LEIXÕES CONHECE A DERROTA E FICA FORA DA TAÇA

4ª ELIMINATÓRIA  TAÇA DE PORTUGAL
Estádio de São Luís, em Faro.
Árbitros: Fábio Veríssimo (AF Leiria).
FARENSE 2 LEIXÕES 1
Ao intervalo: 1-1. Golos Jaime,( 28), Leo, (37) . Irobiso,( 57)

FARENSE : Hugo Marques, Filipe Godinho, Bruno Bernardo, Pedro Kadri, Jorge Ribeiro, Fabrício, Neca, Luís Zambujo (André Ceitil, 76), Léo (André Vieira, 90+1), Jorginho (Tavinho, 67) e Irobiso. Treinador: Rui Duarte.

LEIXÕES : André Ferreira, Jorge Silva, Wei Huang (Matheus, 48), Jaime, João Lucas, Stephen Eustáquio, Luís Silva, Belima (Breitner, 62), Bruno Lamas, Evandro Brandão (Okitokandjo, 80) e Kukula. Treinador: João Henriques.

O Farense, do Campeonato de Portugal, voltou a surpreender uma equipa de escalão superior na Taça de Portugal de futebol, ao vencer o Leixões, da 2.ª Liga, por 2-1, virando o marcador no jogo da quarta ronda da prova.
Depois de, na ronda anterior, ter eliminado, também no Estádio de São Luís, o primodivisionário Estoril (1-0), o líder da Série E do terceiro escalão nacional bateu, desta vez, o quarto classificado da 2.ª Liga,  o Leixões que fica fora da Taça de Portugal 2017/18. Quase dois meses depois, da ultima derrota.
Os golos de Leo (37 minutos) e Irobiso (57), ambos após cruzamentos de Luís Zambujo, deram a vitória ao Farense, respondendo ao tento inicial de Jaime (28).
Os primeiros minutos foram equilibrados, com o Farense a mostrar que a diferença de escalões não se expressava em campo, tentando impor o seu futebol no meio-campo contrário sempre com boa resposta dos forasteiros.
Num relvado em mau estado, que prejudicava as intenções ofensivas das duas equipas, o jogo prosseguiu sem oportunidades claras até quase à meia hora, embora o Farense somasse algumas ameaças sem grande perigo para a baliza da equipa de Matosinhos.
O Leixões acabou por inaugurar o marcador na primeira vez em que chegou com perigo à baliza de Hugo Marques, com golo do central Jaime, numa incursão ofensiva em que respondeu de cabeça a um livre de Bruno Lamas (28).
Os algarvios não acusaram o golo do adversário e responderam com o empate antes do intervalo, aos 38, após boa jogada coletiva e um cruzamento de Luís Zambujo, na direita, que Léo, ao segundo poste, definiu com um remate de primeira.
A equipa de Faro voltou a surgir melhor após a pausa e confirmou a reviravolta no marcador aos 57, num cabeceamento do avançado Irobiso, após novo cruzamento de Luís Zambujo, desta vez da esquerda.
Em vantagem no marcador, o Farense recuou as suas linhas e deu a bola ao Leixões, estratégia que surtiu efeito, uma vez que o conjunto orientado por João Henriques nunca soube desfazer a muralha algarvia nos minutos finais.

À exceção de um cabeceamento do central Jaime, ao lado, em cima dos 90, o Leixões não criou perigo, perante um Farense sempre tranquilo a defender o resultado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEIXÕES SC EQUIPAS DE SONHO

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

LEÇA FC EQUIPAS QUE FIZERAM HISTÓRIA

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

FC INFESTA GRANDES EQUIPAS

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

PADROENSE FC EQUIPA QUE SUBIU Á II NACIONAL

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

SC SENHORA DA HORA EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

CUSTÓIAS FC AS SUAS EQUIPAS

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

UD LAVRENSE A MELHOR EQUIPA

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

FC PERAFITA AS SUAS EQUIPAS

D LEÇA DO BALIO

D LEÇA DO BALIO

OS LUSITANOS SCFC

OS LUSITANOS SCFC